História I Fell In Love With You - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Green Day, My Chemical Romance
Personagens Billie Joe Armstrong, Gerard Way, Mike Dirnt, Personagens Originais, Tré Cool
Exibições 25
Palavras 1.937
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


BOA LEITURA

Capítulo 21 - Luta com Ninjas


Fanfic / Fanfiction I Fell In Love With You - Capítulo 21 - Luta com Ninjas

Paramos em frente ao campus e descemos do carro, Billie ainda caminhava com dificuldade, mas um pouco melhor do que antes

Entramos no dormitório feminino, em seguida no meu quarto, estava preocupada com ele, a única coisa que me vinha na mente era a imagem dos dois brigando e de Gerard me socando logo depois 

Billie se sentou na minha cama e eu entrei na frente dele 

-Ok, Billie deixe-me ver o seu rosto 

Do lado de um de seus olhos tinha um corte enorme que ainda sangrava sem parar 

-Billie, não acha que deveríamos ir a um hospital? 

-Ta muito feio? - ele perguntou 

-Sim, ainda está sangrando muito 

-Ok, eu vou então - ele disse se levantando 

-Não! Nem pensar, eu vou junto - eu disse segurando o seu braço 

-Eu sei dirigir 

-Billie, olha o seu estado! Eu vou com você! - eu disse teimando 

Saímos do dormitório e fomos até o hospital

Chegando lá, o Billie ficou como estado de emergência, pois, além de seu corte na testa, tinha outro maior ainda no braço 

Ele entrou no consultório e eu fui junto 

-Meu deus garoto! Você foi lutar contra ninjas? - o médico perguntou, espantado 

-Não, eu só...cai - Billie mentiu, e soltou um gemido de dor nada baixinho enquanto o médico passava algum tipo de antisséptico para fazer o curativo  

-Não parece um tombo - o médico disse olhando para o estado do Billie 

-Ele se meteu em uma briga - eu disse a verdade, Billie olhou para mim com a cara de "eu vou te matar" 

-Como que você conseguiu todos esses cortes?? - o médico perguntou 

-Fui arremessado em uma lata de lixo, e depois na...parede, e isso aconteceu em um beco perto de um bar, então devia ter uns mil cacos de vidro no chão - Billie disse explicando

-Tudo bem, eu também não era muito bom de briga na sua idade - eu dei uma risadinha -Graças que a sua namorada convenceu você de vir para cá, os seus cortes não paravam de sangrar! - o médico disse

-Namorada? - eu e Billie dissemos em coro -Ela é só uma amiga - Billie explicou 

-Mas enfim, acho que é isso, o seu corte parou de sangrar, passe esse antisséptico todos os dias durante 3 dias, e não esqueça de trocar os curativos! - o médico disse terminando os últimos curativos e dando o frasco para Billie

-Certo, obrigado doutor - ele disse e nós fomos embora 

Entramos no carro, convenci o Billie de me deixar dirigir

-Como esta o seu corte? - eu perguntei logo depois que entrei no carro 

-Doendo - ele disse tirando o curativo 

-Não tira! Coloca de volta! - eu disse tirando uma das mãos do volante e colocando o curativo no lugar 

-Ai! Mesmo com todos esses cortes você vem e me arranha! - ele disse com raiva 

-Desculpa - eu disse entre risos  e ele riu também 

-Como vai ficar entre você e o Gerard? - ele perguntou e o clima ficou tenso 

-Eu não faço a mínima ideia

-Você ainda ama ele? 

-Acho que sim, um pouco, mas eu não sei se quero voltar a namora-lo - eu disse 

-Por que? 

-Porque...ele me socou com muita força, eu fiquei até sem ar, e tudo isso por algumas fotos, imagina o que que ele mais ele pode fazer! 

-Sim, ele sempre foi cabeça-quente e ciumento, muito ciumento - ele deu uma pausa -Cara, tudo isso por causa de mim

-Ah, já vai começar com esse teatrinho?! - perguntei de saco cheio, ele se calou e ficou triste, o que eu me arrependi -Eu não quis dizer isso, desculpa - "Sam sua retardada"

-Não, eu que tô sendo chato 

-Não, Billie, é que eu tô um pouco triste em relação ao Gerard, passamos por muitas coisas sabe? E tudo isso praticamente acabou por causa de uma briga idiota, tô meio sem paciência, desculpa, sério 

-Tudo bem - ele disse sorrindo e olhando para mim, sorri de volta -Sabe o motivo de eu não ter batido no Gerard? 

-Não 

-Eu sempre fui bom de briga, desde pequeno, eu meio que eu me orgulhava disso sabe? Até que uma vez, quando eu tinha uns 14 anos,  chegou uma menina nova na minha sala e eu me apaixonei perdidamente por ela, e ela por mim, estávamos super felizes juntos e tal, até que um dia eu tive uma briga com o melhor amigo dela, e eu bati nele como nunca antes, ele foi parar no hospital 

-Nossa! 

-Quando eu parei de bater nele, olhei para cima e vi aquela menina olhando tudo aquilo aquilo, ela estava chorando... pude ver o arrependimento em seus olhos - ele deu uma pausa -Ela nunca mais falou comigo depois, parou de responder os bilhetinhos que eu dava para ela na aula, não foi mais na minha casa, e toda vez que eu ia na dela, ela dava uma desculpa diferente para não sair comigo, e a partir desse dia, eu percebi que piorar a briga pode muito bem acabar com outro relacionamento. Enquanto o Gerard batia em mim, eu só pensava em não revidar, porque um dos maiores medos que eu tenho é de te perder, Sam... - eu fiquei sem palavras, só olhei para ele e sorri, ele sorriu de volta mostrando os dentes 

-E agora, como já estamos quase chegando, que tal um pouco de Beatles? - eu disse animada enquanto aumentava o volume do rádio 

Eu e Billie cantávamos a música Nowhere Man em coro, essa música é triste para mim, não sei porque mas toda vez que eu escuto eu desabo de chorar, mas estar com o Billie cantando aquela música me fez sentir bem e feliz 

Chegamos no meu quarto e eu me joguei na cama direto 

Eu e Billie estávamos entediados para caralho, eram umas 23:30 e eu não estava com nem um pouco com sono e pelo jeito Billie também não, ele estava sentado na cadeira da minha escrivaninha brincando com o molho de chaves, o barulho que as chaves produziam era irritante, mas eu não o interrompi, ele parecia uma criança com um brinquedo novo 

-Hey Billie, tive uma ideia! - eu peguei o meu notebook, coloquei na cama e me deitei com a barriga virada para baixo, Billie se deitou do meu lado e me deu uma lata de refrigerante para a gente dividir 

-O que que você vai fazer? 

-Sabe aqueles sites que você fica conversando pela câmera com alguém aleatório? Eu vivia entrando junto com a Emily, é divertido! - eu peguei um pedaço de fita crepe e coloquei na câmera do lap top para ninguém nos ver 

Para a nossa sorte, o primeiro cara apareceu se masturbando 

-Deixa eu digitar! - passei o computador para Billie

[Billie] hmmmm 

[Billie] me fode 

Engasguei com o refrigerante e gargalhei 

-Billie! Seu louco! - eu dei um empurrãozinho nele 

-Ele ta digitando! - ele disse e nós ficamos em silêncio 

[desconhecido] depende 

[Billie] do que? 

[desconhecido] é homem ou mulher?

[Billie] na verdade, somos 4 homens gostosos esperando você dizer sim 

Ele mandou a gente se foder e desligou a nossa cara, minha barriga começou a doer de tanto rir 

-Minha vez! - gritei 

-Você ta bebendo todo o refrigerante! Eu quero um pouco também - revirei os olhos e passei o refrigerante para ele 

Dessa vez apareceu uma mulher com uma roupa nada apropriada 

[Sam] oi peitos 

[desconhecida] homem ou mulher 

[Sam] 3 mulheres 

Na mesma hora ela tirou o sutiã e ficou com os peitos a mostra 

[Sam] uau, gostaríamos de te contratar! 

[desconhecida] contratar? 

[Sam] sim! Somos da agência nacional LF 

[desconhecida] LF? 

[Sam] lésbicas felizes 

Billie teve um ataque de riso, o que o fez cuspir todo o refrigerante 

[...] 

Resumindo, ficamos rindo toda hora, E para piorar, Billie fazia cócegas em mim as vezes 

Eram duas horas da manhã quando resolvemos ir dormir juntos, se Emily soubesse iria dizer tipo "Nossa, cada dia ta dormindo com alguém diferente!"

Acordamos tarde, pois resolvemos faltar aula, eu sei que o diretor disse todas aquelas coisas, mas tava tão bom ficar ali de baixo das cobertas com Billie me abraçando, não queria sair daquela cama nunca mais
 

[...]

Eu terminei o meu treino de vôlei e olhei para as arquibancadas, Billie não tinha desviado a atenção de mim nem um segundo, e cada vez que eu acertava, ele sorria em comemoração 

-Jogou bem! - ele disse enquanto caminhávamos para fora 

-Obrigada, fazia tempo que eu não jogava assim! 

Ele foi embora e eu fiquei trancada no meu quarto jogando The Sims o dia inteiro 
 

*tres dias depois*

Acordei de bom humor, já que hoje era o dia do meu aniversário, na noite passada eu contei para Emily e Josh sobre o Gerard, eles pareceram surpresos com a história, ficavam falando coisas do tipo "eu nunca imaginei que ele seria capaz disso" ou "nossa, ele não tem cara de ciumento"

Fiz tudo o que uma pessoa faz de manhã e fui para o prédio das salas 

Enquanto eu passava pelos armários, acabei me esbarrando com Gerard, merda

A gente ficou se olhando por um tempo, até que eu dei meia volta e fui andando em passos rápidos 

-Vai ficar me ignorando? - ele disse agarrando o meu braço 

-O que que você acha? - eu perguntei ironicamente, porem com raiva 

Ele largou o meu braço com violência e eu fui até o banheiro 

Fiquei me encarando por um tempo no espelho, o mesmo estava quebrado, então a minha imagem ficava um pouco deformada, joguei água fria no meu rosto, eu não sentia a falta de Gerard nem nada, mas ficava triste ao pensar nas coisas que fizemos juntos, a fugida da aula, as manobras de skate, o parque abandonado, depois de um tempo com aqueles pensamentos indo e vindo na minha cabeça, meus olhos se encheram de lágrimas

Eu estava me sentindo um lixo por chorar com aquilo, se eu estivesse em um filme de comédia romântica, provavelmente as pessoas que estão assistindo iriam me chamar de tola

Molhei o meu rosto de novo e fui embora até as salas
 

POV's Billie ON 

Quando o sinal bateu sinalizando o fim das aulas, sai correndo até atras do colégio, não quero que a Sam em veja de jeito nenhum, liguei para o Tré para por o meu plano em ação 

-Quem é? - Tré disse com voz de sono 

-Oi, sou eu Billie 

-O que que você quer? 

-Sabe quem que faz aniversário hoje? - eu perguntei animado 

-PUTS, a Sam! Tinha me esquecido! - ele disse animado

-Nossa que consideração hein? 

-Ta mas por que que você me ligou para falar isso? 

-Tô pensando em fazer uma festa surpresa para ela

-O Mike sabe disso? 

-Sim, eu contei para ele hoje de manhã, de tarde lá pelas três a gente pode sair para comprar presentes e bolo - eu disse animado 

-E os salgadinhos? 

-Também 

-E os docinhos? 

-Nós vamos comprar isso também,

-E o refrigerante? 

-Vamos comprar toda a loja de doces se você quiser - eu disse ironicamente 

-Quero sim 

-Ah, mais uma coisa, seus pais viajaram certo? 

-Sim.... - ele disse desconfiado

-Podemos emprestar a casa deles para a festa, vamos convidar você, o Mike e alguns amigos da Sam, dai a melhor amiga dela fica com ela antes da festa e leva ela na sua casa depois 

-Dai ela entra e está tudo escuro, dai ela chega na sala de estar e BOOM! - ele disse alto 

-Exato! 

-Ok então, te vejo mais tarde, até! 

-Até!


Notas Finais


Animados para a festa?
GENTE, eu estou chocadissima com o clipe lyric da musica Youngblood do Green Day, eu tive um infarto nos exatos 35 segundos do clipe rsrsrs (super recomendo viu?)
Mas enfim, foi esse o cap espero que tenham gostado, os seus comentários me deixam muito feliz :)
BJSS <333 e até o próximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...