História I Fell In Love With You - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Green Day, My Chemical Romance
Personagens Billie Joe Armstrong, Gerard Way, Mike Dirnt, Personagens Originais, Tré Cool
Exibições 19
Palavras 1.813
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Leiam as notas finais!
BOA LEITURA!

Capítulo 26 - Brincando de Detetive


Chegamos no dormitório e eu já fui me jogando na cama de Billie

-Está com sono? - ele perguntou 

-Nem um pouco na verdade... - eu disse enquanto olhava para o teto 

Billie se sentou na cama e eu me levantei e me sentei do lado dele 

-Sua família é muito legal, Billie! - eu disse 

-Se você acha a minha família legal assim, precisava ver enquanto meu pai estava vivo, todo verão nos íamos acampar, saíamos com um milhão de picadas de insetos, mas era bem divertido! - ele deu uma pausa -Depois que ele se foi, nós paramos de acampar, meio que perdeu a graça, sabe? 

-Entendo, minha família não era muito fã de ar livre e essas coisas, nossos programas eram ir em shoppings e fazer compras, eu não gostava muito, mas eles gostavam, então fazer o que - eu disse 

Tudo ficou um silêncio, até que ele olhou para mim, depois para os meus lábios 

-Billie, você ta agindo meio estranho... - eu disse para ele 

-Como assim? 

-É que você não pega ninguém nas festas que a gente vai, não fala para mim sobre nenhuma garota, você nem... - ele acabou interrompendo minha fala com um beijo 

-Por que será? - ele me perguntou com uma cara maliciosa, eu fiquei confusa, Billie percebeu isso -Não finja que não sabe Sam...lembra daquela vez no telhado... - ele falava baixo e de um jeito sexy em meu ouvido

Eu tremia de nervoso, e Billie percebeu todo o meu nervosismo 

-O que foi? - ele perguntou calmamente 

-É porque eu estou...com vergonha, desculpe - eu disse sem jeito 

-Não se preocupe - ele disse rindo um pouco, mas depois fez aquela mesma carinha -...É só me avisar se estiver se sentindo muito desconfortável  

Eu o beijei de volta e ele me deitou em sua cama 

-Espera... - eu disse, peguei o meu celular e coloquei em modo silencioso, lembrando daquela outra noite, Billie riu e depois voltou a me beijar 

Ele começou a colocar a mão debaixo da minha blusa, e eu fui tirando sua calça, tudo sem parar de se beijar 

Ele tirou a minha blusa começou a beijar o meu pescoço, enquanto massageava um dos meus seios, aquela altura eu já tinha perdido a vergonha de Billie 

Ele tirou a minha calça junto com a minha calcinha e começou a me masturbar, eu tentava gemer o mais baixo o possível, já que estávamos no dormitório do campus 

-Goza pra mim! Goza! - Billie implorou 

-Billie... - eu disse seu nome baixinho entre gemidos depois de ter um orgasmo

-Eu adoro ouvir você dizendo o meu nome... - disse antes de dar um leve selinho em minha coxa 

Billie foi fazendo uma trilha de beijos até o meu pescoço, subi em cima dele e o beijei dando uma leve mordida em seu lábio inferior 

Billie pegou uma camisinha que estava na mesinha do lado da cama e colocou, comecei a rebolar em cima dele, ele gemia baixo também 

Depois de tudo, nós nos deitamos na cama com ele me abraçando por trás e adormecemos 

POV's Billie ON 

Abri meus olhos devagar, olhei para o lado e vi Sam dormindo como um anjo, sorri ao me lembrar da noite passada 

-Psiu, Sam! - eu disse para acordar ela, ela abriu os olhos devagar e se espreguiçou toda em minha cama enquanto soltava um gemido -Bom dia princesa! 

-Bom dia Billie! Que horas são? - ela perguntou com uma voz de sono 

-Acho que onze...- eu disse 

Ela se levantou da minha cama, pegou suas roupas íntimas que estavam no chão do quarto e as vestiu, depois colocou a roupa que estava usando ontem 

-Eu vou no meu dormitório tomar em um banho e me arrumar - ela disse antes de sair 

-Sem problemas - eu disse e a beijei, um beijo cumprido, comecei a descer minhas mãos até a sua bunda 

-Billie...não, B-Billie.. - ela disse tentando tirar as mãos de mim, comecei a fazer uma ataque de cócegas em sua barriga 

-HAHAHA, BILLIE, NÃO, HAHAHAHA B-BILLIE!!!! - ela ria sem parar, até que eu parei com as cócegas 

Ela saiu e eu liguei a televisão, comecei a assistir um canal aleatório, estava com um pouco de tédio 
 

[...] 

Eu e Sam saímos do ginásio depois de ver o Mike jogar, peguei a minha mochila a onde estava o meu celular e outras coisas e nos sentamos na escada da entrada do prédio principal do campus, acabei recebendo uma mensagem de minha mãe, desbloqueei o celular para ler, e percebi que a tela estava inteira quebrada 

-Meu deus! Como que você fez isso?! - Sam perguntou espantada 

-Não sei... - eu disse, tentava mexer no meu celular, mas a tela de toque também tinha parado de funcionar -O que?! Como assim??? - eu disse percebendo que nada funcionava 

-Porra, que merda, a gente precisa levar isso para concertar! - ela disse 

-Pois é! Eu conheço um lugar... 

POV's Billie OFF

Eu e Billie fomos até o local para consertar o celular, já que Billie iria precisar dele mais tarde 

Nós chegamos na loja, era bem pequena e simples, tinha poucas pessoas nela, eu e Billie ficamos em pé perto do balcão esperando alguém nos atender 

-Olá, do que precisam? - um garoto com cabelos loiros, olhos azuis e que aparentava ter a mesma idade que nós perguntou 

-Olá, bom, acho que você pode ver... - Billie disse mostrando o celular inteiro fodido para ele 

-Nossa cara! Como você fez isso? 

-Eu não sei, mas acho que outra pessoa que fez... 

Ok, eu vou ver o que posso fazer, vocês podem pagar depois - ele disse olhando para o celular -A propósito, eu me chamo Maxwell 

-...Silver Hammer - eu disse disse baixinho me referindo a camisa dos Beatles com o álbum "Abbey Road" que ele estava usando, ele acabou ouvindo o que eu disse 

-Gostei dela! - Maxwell disse apontando para mim e sorrindo de lado, sorri de volta

Nós sentamos a sala de espera e conversamos um pouco, depois de alguns minutos, Maxwell nos chamou 

-Aqui, jovens - ele disse entregando o celular de volta 

O celular estava completamente novo, Billie ligou para ver se tudo estava funcionando 

-Muito obrigado Maxwell - Billie agradeceu, fiz o mesmo 

Pagamos e fomos embora, entramos no carro de Billie e fomos até o campus, Billie ficou o caminho inteiro calado

-Tudo bem? - eu perguntei, já que tinha notado algo de errado com ele

-É que você ficou jogando charme em cima daquele cara! - Billie estava com...ciúmes? 

-Awn, que fofo você com ciúmes! - eu disse zombando da cara dele 

-Ei, não me zombe! - ele disse com uma cara de criança chateada 

Eu me estiquei até ele no carro e dei um beijo em sua bochecha, seu humor mudou na hora 

Descemos do carro e chegamos no campus, ficamos assistindo uns filmes até chegar a hora de que íamos no quarto de Lisa 
 

[...]

Eu e Billie estávamos na porta do quarto dela, é incrível como as pessoas daqui não tem o costume de tranca-la  

Eu e Billie entramos e fechamos a porta, torcendo para que ninguém tenha nos visto 

-Ok, Sherlock, o que a gente olha primeiro? - Billie me perguntou 

-Sei lá, só olha... - eu disse e ele me obedeceu abrindo o guarda roupa 

Eu abri a gaveta da sua cômoda e comecei a ver algumas fotos de quando ela era mais nova, ela nunca estava sorrindo, não estava brava nem triste, mas estava com um olhar de desprezo nas fotos 

-Olha isso! - Billie me chamou e eu fui até ele 

No guarda roupa em que Billie estava vendo, encontrei muitos antidepressivos e remédios para dormir, mas a maioria deles estavam fechados, ela não era normal, isso eu tinha certeza, além de ter lâminas e outros objetos cortantes 

Voltei a olhar na cômoda e achei um monte de papel, comecei a analisa-los 

A maioria eram cartas de seus parentes, mas uma delas é uma carta que ela mesma escreveu e nunca enviou 

"Querida mãe

Eu não quero mais voltar para aquele lugar, aquele manicômio me assusta, eu já estou melhor, sei disso, eu não ataquei mais ninguém, por favor, eu preciso volta para a universidade, aquele lugar me assusta 

Com amor 

Lisa"

Mexi em mais algumas coisas, vi várias cartas desse tipo também, me assustavam, li algumas de sua mãe, em quase todas ela dizia para que Lisa voltasse para o manicômio e deixasse o campus

Pelas cartas que li, e o que vimos no guarda roupa, cheguei à conclusão de que Lisa não tomava seus remédios, e que não seguia nada do tratamento, porém, ela gostava muito de sua terapeuta e sempre mencionava ela quando mandava cartas para outros parentes 

Passei para a outra gaveta da cômoda e encontrei algumas fotos que Lisa guardava, fui passando até que vi uma que me chamou muita atenção

-Hãn, Billie, acho melhor você vir aqui - eu o chamei
Billie veio caminhando em minha direção em passos leves e rápidos

-Espera, esse aí não é....

-O professor de história - eu completei 

-Por que caralhos ela teria uma foto dele?? - Billie perguntou espantado 

-Não faço a menor ideia... - eu disse enquanto analisava a foto

Passei os restos das fotos para Billie e voltei a ver a cômoda, enquanto mexia, encontrei uma parte bem escondida e difícil de alcançar, lá dentro tinha mais fotos, que parecia ser secretas pelo lugar de onde estavam

-Hey, Billie! - eu levantei minha mão para ele mostrando as fotos com orgulho de ter encontrado elas, Billie sorriu 

-Parabéns, Sherlock! - ele disse vendo as fotos 

A cada foto que se passava eu sentia mais nojo de Lisa, as fotos eram dela e o professor de história, ela tinha algo com ele, em algumas eles estavam se beijando, em outras...bom, não preciso explicar 

-Meu deus, acho que o professor também é um psicopata como ela... - Billie comentou 

-Disso eu tenho certeza - completei 

Resolvemos parar de ver aquelas fotos com o professor, estava ficando nojento demais, era difícil de acreditar que uma aluna de dezoito anos tinha um "rolo" com um professor de trinta 

Procuramos mais algumas fotos e encontramos algumas assustadoras de Amber, ela parecia estar completamente drogada, não drogada no sentindo rindo, mas desmaiada e presa em uma cadeira, preciso saber quem que tirou aquelas fotos

Olhamos no relógio, já estava na hora da festa em que Lisa estava acabar

Eu e Billie arrumamos toda a bagunça que fizemos e deixamos tudo impecável, exatamente do jeito que estava antes 

Fomos até o quarto de Billie e tiramos algumas fotos com a Polaroid dele e depois ligamos o videogame

-Eu vou falar com Amber amanhã... - eu comentei 

-Boa ideia - Billie concordou 

Depois de algumas horas jogando, resolvemos ir dormir 


Notas Finais


OEEEE
olha lá a minha paixão por Beatles atacando de novo kkkkk
E sobre aquele parte lá do Maxwell, foi uma parte aleatória que eu resolvi por para deixar o capítulo mais comprido, e também porque eu achei que ficaria fofinho uma parte do Billie com ciúmes da Sam <3 Então, NÃO levem muito a sério ou fiquem criando teorias malucas sobre o Maxwell kkkk
Mds eu tô muito feliz porque eu vi um cara IGUALZINHO ao Frank Iero no shopping kkkkkk (que informação importante)
Eu estou bem melhor em relação a aqueles problemas que eu estava passando...muito o obrigada pelos textinhos, amiguinhos <3333
E sobre aquela fanfic do Gerard que eu estava pensando em postar, eu ainda não tenho certeza se eu vou fazer...sorry :(
Sobre esse capítulo, eu terminei ele a uma semana atrás e tal, mas eu resolvi postar ele especialmente hoje...PORQUE É O MEU ANIVERSÁRIO!!!! :DDDD
AAAAAAAA
Espero que vocês tenham gostado do capítulo, os seus comentários me deixam muito feliz :)
obrigada por lerem
BJSSS <3333


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...