História I Found - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Allison Argent, Claudia Stilinski, Jackson Whittemore, Kira Yukimura, Liam Dunbar, Lydia Martin, Malia Tate, Melissa McCall, Mieczyslaw “Stiles” Stilinski, Natalie Martin, Scott McCall, Sheriff Noah Stilinski, Theo Raeken
Tags Malisaac, Scallison, Stydia, Teen Wolf
Visualizações 60
Palavras 3.862
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Acho que um pedido de desculpas não basta a vocês, sumi por um bom tempo e só apareço agora, sei que deixei vocês na mão, mas para recompensar, dei para vocês um capitulo de cada fanfic! Sei que é pouco, mas pelo sufoco que estou passando, é o impossível sendo possível. Eu amo essa fanfic com todo o meu coração, então espero que não desistam de mim, acho que teremos mais capítulos a vir ainda, então posso dizer que o final está longe, muito longe.

Capítulo 8 - Start Of Time


Fanfic / Fanfiction I Found - Capítulo 8 - Start Of Time

Todos perceberam o quão estranha foi àquela ação do homem de pintinhas. Lydia achou estranha, não conseguia decifrar, mas chutava que era ciúme. “Mas ciúme do que?” a ruiva pensava sozinha, afinal Stiles não estava apaixonado por ela, “mas por que eu me importo?” ela se questionava. Talvez, bem no fundo, Lydia soubesse que havia uma chama acesa por Stiles dentro do seu coração, sabia que quando o via seu coração acelerava, sabia que ele foi a primeira pessoa que conheceu após o acidente, sabia que ele não se incomodou quando descobriu sobre suas alucinações, e disse que ela era mil e uma coisas, ele era ele, ele era único, eles tinham uma forte conexão, e ela nunca teve isso com ninguém, talvez por isso, ela tivesse o medo de saber que um dia ela iria ama-lo.

-Vamos? –Allison perguntou tirando a ruiva dos seus pensamentos.

-O que?

-Você não presta atenção em nada do que eu falo né? Eu falei que quarta que vem já vamos para o campeonato.

-Já? Quarta? Tão cedo? –A ruiva questionava.

-O primeiro jogo será quinta a noite, temos que ir antes para nos prepararmos. –Scott explicava.

-Ah sim. –Lydia concordava. –Vamos. Eu só não sei o que levar.

-Eu te ajudo na arrumação das malas. –Allison dizia rindo. –Agora vamos falar com o treinador.

-Ok.

Lydia e Allison se levantaram, estava prestes a andar em direção para adentrar a escola novamente.

-Lydia, ei, espera. –Stiles a chamava enquanto corria atrás dela. –Lydia!

-Droga! –Lydia respondia baixo quando parou de andar e o esperou chegar perto dela.

-Relaxa, não seja grossa, mas também não seja molenga, ok? –Allison falava assegurando a amiga. –Eu te espero lá dentro.

-Ok. –Lydia se virou para Stiles e ele chegou até ela. –O que foi?

-Lydia... –Stiles dizia puxando o ar para dentro de seus pulmões e respirando pesado, pois estava correndo. –Eu sinto muito, eu não queria dizer aquilo.

-Ok Stiles, já entendi. –A ruiva concorda e se vira, mas ele segura seu pulso e a traz para perto. –Stiles, eu só fiquei brava por dizer aquilo, eu não me importo se sou difícil de...

-Lydia, por favor, cala a boca e deixa eu te explicar. –O moreno diz fechando os olhos e fazendo bico. –Eu falei aquilo da boca pra fora, é impossível não se apaixonar por você, cada detalhe seu é único, sua risada, suas covinhas, seu cabelo avermelhado, você. Por favor, não ache que é difícil se apaixonar por você, porque confie em mim, não é, e eu sou a prova viva disso.

Lydia ficou sem palavras, aquilo seria Stiles se declarando a ela? Estaria apaixonado pela ruiva?

-Você está dizendo que...

Stiles ficou envergonhado em segundos, afinal nem ele sabia o porque de dizer aquilo, ele sabia que tinha pequenos sentimentos pela Lydia, como acha-la bonita, inteligente e coisas parecidas, mas não ao ponto de se apaixonar, aquilo foi uma surpresa para ele também.

-Não que eu esteja apaixonado por você! –Ele diz nervoso. –Mas seria fácil se apaixonar, quero dizer, eu posso me apaixonar por você se eu quiser sabe?

Lydia ficou em choque, ela já chutava sobre os seus sentimentos pelo garoto, mas ficava confusa a relação aos sentimentos dele, ele nunca se expressava, nunca dava um sinal, nunca iria dar certo. Ele sempre foi fechado quando se tratava de expressar sentimento, Lydia soube disso quando Allison lhe contava sobre ele com a Malia, ele meio que fingia coisas, não só para Malia, para todos os amigos, porém a Argent lhe disse também que depois da chegada da ruiva, Stiles começou a se abrir mais e ser mais sincero sobre seus sentimentos.

-Você está bem? –Lydia questionava vendo o garoto a frente suar e falar rápido de mais.

-Lydia! Vem logo! –Allison gritava do fundo do corredor.

-Vai, eu vou... Sabe, treinar para amanhã. –Stiles dizia saindo de leve daquela situação.

-Ok...

Apesar de Lydia achar aquilo estranho, não questionou, apenas foi atrás da amiga.

-Então..?  -Allison perguntou depois de muito tempo que as duas andavam juntas para a sala do treinador.

-Ele pediu desculpas e eu desculpei. –A ruiva dizia mantendo o olhar para longe.

-Só isso? Não teve nenhuma... Hum, declaração?

-Não, deveria ter?

-Só estou dizendo que vocês têm boa química e fariam um belo casal. –Argent abria a porta da sala do treinador.

-O que um não quer, dois não fazem.

-Está dizendo que você gosta do Stiles?

Aquela pergunta pegou Lydia desprevenida, então ela simplesmente ignorou e foi falar com o treinador, deixando a morena para trás.

                                                                          [...]

A semana se passou e com isso chegou quarta-feira, dia da viagem do time de lacrosse junto com as duas organizadoras.

-Allison, esse ônibus está lotado, aonde vou me sentar? –Lydia perguntava entrando do veiculo cujo levaria a turma para a cidade onde haveria os jogos. Ela calçava uma bota preta, calça jeans e uma blusa preta regatinha, por cima um casaco bege.

-Tem um lugar livre ali atrás amiga. –A morena apontava para o fundo do ônibus, porém a morena não a seguiu.

-Você vai se sentar com quem? –A ruiva perguntava assustada, afinal ela teria que sentar com algum estranho?

-Oi ruivinha. –Scott apareceu atrás da namorada. - Ela tem um ótimo ombro para dormir, vou rouba-la, desculpe Lydia. –O moreno de maxilar torto brincava.

-Você quer que eu me sente com você? –Allison perguntava seria a amiga, porém na mesma hora outra pessoa apareceu ao lado de Lydia.

-Posso me sentar aqui? –Chris perguntava apontando para o banco ao lado da ruiva vazio. A ruiva assente e encara Allison, só então nega com a cabeça.

-Então entrou para o time? –A ruiva disse tentando quebrar o silêncio presente ali.

-É, o Scott me ajudou bastante. –Chris dizia brincando com a calça rasgada. –Stiles, certo? Ele me ajudou, fiquei surpreso, pensei que não gostava de mim.

-Scott é uma ótima pessoa, e Stiles também, ele só está nervoso por causa dos jogos.

-Pensei que fosse ciúme de você. –O moreno diz encarando a ruiva nos olhos. Ela de imediato ficou vermelha.

-Por que pensou isso?

-Achei que namorassem ou algo do tipo.

-Não! Eu e Stiles... Somos amigos. Eu não namoro ninguém. –Ela disse com um pouco de tristeza em sua voz.

-Bom. Isso é bom, certo? –Chris se perde com suas palavras.

-Está nervoso com o jogo? –Lydia perguntava colocando o cinto de segurança.

-Sim, acho que por ser novo e as pessoas não me conhecerem, sabe? Aí acabo achando que não passarão a bola para mim ou eu errarei o passo e ficarei conhecido como o azar do time...

-Calma ai. –A ruiva ria. –Você não vai errar, tenho certeza que você é ótimo.

Mudou sua visão para a entrada do ônibus e viu o garoto que acelerava seu coração e o fazia parar por milésimos ao mesmo tempo. Stiles vestia uma calça moletom cinza, tênis adidas verde e branco e um moletom azul. Parecia que ele havia acabado de acordar, mas aos olhos da ruiva ele estava lindo. Chris continuava falando com ela, porém tudo que entrava num ouvido saia pelo outro.

-Infelizmente vocês são os meus jogadores, saudade do ano passado quando Scott não queria focar nos estudos, quem foca nos estudos ao invés do futebol? –O treinador olhava bravo para o moreno com maxilar torto. –Stiles decidiu melhorar no ultimo ano, não acredito que meus dois melhores estão preferindo os estudos. –Dizia desapontado.

-Desculpa treinador! –Stiles gritava de algum assento na frente do ônibus.

–Enfim, espero que não percamos de lavada, por favor, fazem alguns pontos, eu dou nota extra em Economia. –Ele finaliza e com isso veio palmas e gritos de urra.

A viagem começou e não demorou a que Lydia pegasse no sono. A viagem demoraria duas horas no máximo, aproveitou para dormir mais, já que eram cinco horas da manhã.

Stiles na frente do ônibus olhava a cada cinco minutos para trás, olhando Lydia dormir, mas precisamente cada movimento de Chris perto dela. Esperava sentar ao lado da garota, porém dormiu demais e perdeu esse cargo para o novato, o que o deixou puto.

-Para quem não está apaixonado por ela, você está a encarando muito. –Allison ainda com olhos fechados diz.

-Não estou encarando ela. –Stiles diz encarando a amiga e o namorado.

-Tudo bem, você que sabe né?

-Eu estou encarando ele, vendo se ele é uma boa pessoa para sentar ao lado dela. –Stiles explica. –Lydia é boa demais para esses caras, ela não serve para qualquer um.

-Você seria o cara ideal? –Argent o confronta. –Stiles, não responda, porque eu não preciso ouvir isso, ela precisa. Você tem que resolver seus sentimentos dentro de si e declarar o que quer, ela não tem bola de cristal para saber se você a ama ou não. Então ou fale com ela ou a deixe em paz, porque como você viu, já tem gente na fila.

O garoto de pintinhas assente e volta a sua posição normal, ele aproveita para cochilar até chegarem ao destino da viagem.

 Ao chegarem ao hotel que ficariam hospedados, logo se separaram para dividirem os quartos.

-Cada dupla pega uma chave, depois vão para os quartos e descansem, à noite teremos o primeiro jogo. –Treinador segurava um conjunto de chaves douradas.

-Allison, pelo menos o quarto você irá dividir comigo? –A ruiva pegava uma chave e perguntava.

-Vou. –A morena de covinhas profundas ria. –Mas vou ficar com o Scott um pouco.

-O treinador disse para descansar Scott. –Stiles atrás do amigo dava o sermão.

 Lydia sentia falta de Stiles, era a primeira pessoa que teve contato e a que ele mais gostava junto da Allison, além de saber que continha sentimentos a mais pelo moreno, mas pelo o que já conversou, ele não sentia o mesmo por ela. Por mais que isso doesse seu coração, Lydia não ficou brava, não pode escolher quem se ama. Ela tentaria seguir em frente, Chris era uma boa ajuda nisso.

-Isso será meu descanso. –Scott pisca para o amigo e envolve seu braço até chegar ao ombro da namorada.

-Parem de falar. –A ruiva faz uma careta de nojo brincando. –Vou estar no nosso quarto, quando quiser pode ir para lá.

Ela deixa os três para trás e não percebe o garoto de pintinhas correndo atrás dela.

-Lydia! Ei, Lydia. –Stiles grita no meio do corredor, antes da garota entrar no quarto.

-Ei, oi. Está tudo bem? –A garota perguntando olhando a expressão ansiosa de Stiles.

-Sim, é que eu pensei que como Allison e Scott vão estar no meu quarto, prefiro não ficar lá. –Ele repete a careta dela mais cedo. –Então...

Stiles é cortado por uma voz familiar, Chris. Ele estava no quarto ao lado.

-Lydia, somos vizinhos! –Chris diz antes de ver os dois meio que desapontados com a presença dele ali. –Desculpa, estou interrompendo né?

Ambos demoram a responder, Stiles poderia simplesmente dizer “é, sim, estou falando com ela, poderia dar licença?”, mas ele nunca pensou nos sentimentos da garota sobre o novato, talvez Stiles tivesse demorado muito para tentar descobrir seus sentimentos por ela e ela encontrou. Stiles não tinha certeza sobre o que sentia pela ruiva, então não podia fazer isso com ela, não podia se declarar sem saber, e ainda se ela nem o amasse da mesma forma.

-Não, eu só vim dizer que tem uma boa lanchonete lá embaixo. –Stiles sorri para Chris. –Pode falar com ela, eu vou já vou indo.

-Stiles, tem certeza? –A ruiva sussurra, afinal ela queria a presença dele.

-Sim, depois eu te falo.

-Você sempre faz isso! Que raiva, Stilinski. Você demora tanto para me dizer as coisas, que elas acabam ficando acumuladas, ficando para trás, e eu? Eu continuo andando para frente e assim você acaba perdendo não só tempo, mas a mim também! –Lydia explode, ela não fazia ideia do que ele queria lhe falar, mas sabia que ele relacionado ao “nós”, seja bom ou seja ruim ela aguentaria viver, porque mesmo sendo um não, seria melhor do que viver na duvida, na incerteza.

Stiles ficou envergonhado, mas não podia se declarar enquanto não tivesse certeza de seus próprios sentimentos e dos delas também, então apenas assentiu. Chris e Lydia vão até a lanchonete deixando Stiles vagando sozinho pelo hotel, até se encontrar sentado na porta do seu quarto. Estava dormindo no chão, quando a porta do mesmo abre.

-Stiles, que porra está fazendo aqui? –Allison grita saindo do quarto do namorado.

-Não querias interromper vocês.

-Ah. Está tudo bem? –Ela diz sentando ao lado do melhor amigo.

-Eu fui falar com a Lydia...

-Então falou sobre seus sentimentos por ela?

-Eu tentei, mas não consegui. Não até ter certeza sobre eles ou sobre os dela. –Stiles enterra sua cara nas mãos.

-Stiles, você é burro ou o que? –A morena da um tapa leve na cabeça do amigo. –Para você querer já se declarar e ter duvida sobre seus sentimentos, isso já significa que você a ama!

-O que?

-Você a ama, é obvio! Stiles, desde que ela chegou você está muito mais amoroso e sendo mais sincero em tudo, você está se abrindo mais. Você se fechou completamente no meio do ano passado, e sem querer ser chata, foi quando namorava Malia, você se privou de tudo que gostava.

-Então eu a amo? –Sai mais como uma pergunta. –Eu a amo? –Ele tentava dizer mais para sí mesmo do que para qualquer outra pessoa. –Eu a amo! Allison, eu amo a Lydia! –Stiles diz se levantando e sorrindo bobo.

Allison ri e levanta depois de segundos.

-Sim, você ama.

-Mas ela me ama? Eu não sei isso. –Stiles fica nervoso.

-Está brincando né? A Lydia te ama com a mesma intensidade que você a ama. Ela só se fechou depois de Jake, ela tem medo de perder as pessoas que ama, ela não quer te perder.

-Eu tenho que falar com ela! –Stiles alerta.

-Calma, você tem um jogo daqui quinze minutos, tem que falar com ela depois.

-Certo, vou me arrumar. Eu te vejo na arquibancada Allie. –Ele da um beijo rápido na bochecha da morena e entra no quarto.

 

Fazia frio no campo, a neblina tomava conta da floresta atrás do mesmo. Lydia sentava ao lado de Allison, ambas com casacões e botas para se aquecerem.

-O campeonato de lacrosse irá começar, primeiro jogo é: time da casa contra Beacon Hills. –Um homem dizia com um alto falante. –Quem ganhar hoje irá para a semifinal que acontece amanhã, e a final sendo prevista para sexta feira. Bom jogo a todos.

O jogo começa e com isso a bola fica a maior parte do tempo com o time de Scott, fazendo Allison soltar vários gritos e bater palmas diversas jogadas. Stiles jogava bem também, fazia a maioria dos passes e chegou a marcar três pontos para o time. Toda vez que os marcou deu uma olhada para Lydia, mas ela desviava o olhar. O que machucou tanto ela quanto ele.

No final do jogo, Stiles passou o passe para Chris, que marcou o ponto da vitória para o time de Beacon Hills. As comemorações começaram e logo Allison estava no campo dando um beijo em Scott, e Lydia permanecia sentada no banco. Essa era a hora, Stiles anda até a ruiva, mas seu companheiro chega mais rápido até a mulher:

-Chris você foi ótimo. –Lydia dizia saindo da arquibancada e ficando ao lado dele. –Falei que não precisava se preocupar.

-Obrigado. –Ele dizia animado. –Você quer ir comemorar com a gente?

-Eu... –Lydia olha rápido sob o ombro do novato e enxerga Stiles parado lhe encarando, um olhar triste, mas logo ele sorria fraco e sai da visão dela. –Vamos, é.

Stiles recebe alguns parabéns de seus colegas e até do treinador, ele agradecia, mas não estava animado para serem tão reais. Ele caminhava em direção ao hotel.

-Stiles, onde está indo? –Allison perguntava. –Não vai para a comemoração?

-Eu estou cansado, vou para o quarto, dormir um pouco.

-Você não vai falar com a Lydia?

-Ela está com outra companhia. –Stiles apontava com a cabeça para a mulher ruiva e o Chris.

-Stiles... –Scott lamenta.

-Tudo bem, eu vejo vocês amanhã. –Stiles termina.

Ele chega ao seu quarto e se joga na cama, pensando que demorou demais para se declarar a garota dos seus sonhos.

Dois dias se passaram e sexta feira a noite chega e Lydia suspeita o sumiço de Stiles desde quarta quando ele não compareceu na festa, sumiu quinta o dia inteiro, só apareceu para o jogo, e nem tomou café, nem almoçou sexta. Estava pensando que havia sido muito grossa com ele na noite anterior, então estava decidida que iria depois do jogo dar um longo pedido de desculpas.

-Que porra aconteceu com Stiles? –A ruiva encarava a amiga morena.

-Ele está te deixando em paz como pediu. –Ela sorria ironicamente.

-Não pedi para ele sumir da minha vida, pedi para ele decidir o que quer. –Lydia dava soco leve no ombro dela.

-E o Chris? –Pergunta e Lydia nega com a cabeça.

-Ele é um ótimo amigo, mas já declaramos que não passaremos disso.

-Sério? Stiles você é um idiota. –A morena sussurra mais para sí.

-Por quê? –A ruiva pergunta ansiosa.

-Eu não deveria te falar isso, mas... –A morena se vira para a amiga e a encara fundo. –Stiles gosta de você, e ele é meio lerdinho e demora a perceber essas coisas, até que deu errado com a Malia. Mas ele percebeu, e quis te contar, mas ele não tinha certeza sobre seus sentimentos e os seus próprios lhe assustavam, então ele recuou e não falou com você no primeiro jogo.

-Stiles gosta de mim? –Lydia estava boquiaberta, era um choque, como um balde de agua fria em seu corpo. Allison assente. Ela se levanta involuntariamente. –Tenho que falar com ele.

Mas antes dela sair, Allison segura sua mão.

-Vai começar o jogo.

-Será rápido, não irei demorar. –Lydia sorri e se larga da morena.

Ela não da nem dois passos e já encontra o time de Beacon Hills entrando no campo.

-Lydia? –Stiles pergunta quando ela quase empurrada por um dos jogadores sem querer. –Você está bem?

-Estou, eu queria falar com você... Eu quero falar com você.

-Você quer? –Stiles desacredita.

A ruiva ia lhe responder quando o apito do treinador bem atrás dele o deixa desorientado.

-Stilinski! Por que não está no campo ainda? –E o treinador perguntava.

Lydia vê no que ela pôs o moreno e ela responde em vez dele.

-Eu o atrapalhei treinador, mas ele já estava indo. –Ela empurrava de leve o moreno para ele ir  para o campo.

-Tem certeza? –Stiles sussurra.

Lydia sorri fraco e senta na arquibancada.

-Então falou? –Allison envolveu seu braço no da ruiva.

-Não. Mas ele sabe do que se trata, tenho certeza que ele já sabe o que é. –Lydia encarava Stiles no campo sorrindo.

O jogo já havia começado e já dava para todos perceberem quão perdido Stiles estava, perdia os passes, lançava fora do gol, estava fora da casinha.

-Ei, Stiles, o que está acontecendo? –Scott pergunta antes de começaram o final do segundo tempo. O treinador havia pedido um tempo para o juiz.

-É a Lydia, ela disse que queria falar comigo, parece importante, e isso está acabando com a minha mente. –Stiles sussurra.

-Stilinski! Presta atenção meu filho, é o seu ultimo campeonato, da um orgulho pro pai. –O treinador segurava o ombro do moreno, mas ele mantinha seus olhos sobre a ruiva, que lhe encarava de volta. –Ok? –Stiles assente. –Muito bem, voltem ao campo e me deem 3 pontos.

Os jogadores voltam ao gramado, Stiles ainda com sua visão sobre a Lydia, a curiosidade estava lhe matando, mesmo se fosse um não, ele não aguentava mais não poder falar de seus sentimentos sobre ela. Então, antes de apitarem para o final do jogo, uma coragem brota em seu peito.

-Espera! –Stiles grita tirando o capacete de proteção e correndo até a arquibancada que a ruiva se encontrava.

-Stiles o que está fazendo? –Ela sussurra com vergonha, já que todos os olhares estavam sob ela.

-Lydia, por favor, cale a boca e me deixe falar. –Stiles diz sorrindo. –Eu estou completamente apaixonado por você, meu coração bate mais lento e mais rápido quando estou com você, quando te vejo meu dia melhora 100%, sua risada, seus olhos, sua boca, você. E eu acho que podemos ser o começo de algo, porque estamos juntos desde o começo... Eu amo você, mesmo as coisas que eu não gosto, eu amo. E eu acho que você também me ama. Você ama?

-Eu... –Aquela declaração era musica para os ouvidos da Lydia. Era tudo que ela queria ouvir. –Você tem que jogar. A gente fala disso depois...

Stiles corta Lydia e lhe rouba um beijo, começa um selinho desejado, e inesperado. Não demora a que Lydia desse passagem para a língua do Stiles explorar a magia da boca da mesma. Lydia já havia beijado muitos caras, confessa, mas aquele toque, aquele beijo, eram os melhores que já havia experimentado. Stiles não podia dizer o contrario, Lydia tinha habilidade e uma sincronia com a língua dele, como se fossem um sono, uma dança só. Lydia quem corta o beijo, e logo em seguida sente suas bochechas queimarem.

-Eu amo, eu amo você. –Lydia sussurrava sorrindo. Stiles sorri e se inclina para dar outro beijo, porém ela hesita. –Você precisa jogar. Você tem que ganhar Stiles.

-A ouviu, Stiles? Volte para o campo! –O treinador gritava.

-Desculpe ter demorado tanto e ter perdido tanto tempo. –Stiles finalizou e voltou para o campo.

O juiz apitou e o final começa. Stiles se sentia mais confiante e com isso pedia a bola diversas vezes e fazia passes que marcaram três pontos ao seu próprio time, deixando assim o jogo empatado.. Lydia e Allison batiam palma e urravam a cada jogada.

Faltavam 30 segundos para acabar o campeonato de lacrosse, em seguida seria o de xadrez e seguia assim. O treinador apostava em seus melhores jogadores, Stiles e Scott, queriam que ambos se ajudassem e marcassem o ponto da vitória.

Scott pega a bola e corre até a metade do campo, sendo encurralado por três adversários.

-Ei, Scott! –Stiles gritava do outro lado, livre.

O moreno de maxilar torto arremessa a bola perfeitamente no taco de Stiles. O mesmo viu que estava totalmente livre e começa a correr em direção ao gol, um ou dos adversários apareceram na frente dele, mas conseguiu desviar. No fim,  ficou cara a cara com o gol, deixando apenas ele e o goleiro. Ele trava, não consegue jogar, seu braço paralisa.

Lydia levanta e aperta as mãos, nervosa.

-Jogue! –A ruiva grita, Stiles a ouve e imediatamente atira a bola, marcando o gol da vitória.

Lydia grita e bate palmas desesperadamente, sendo acompanhada pela amiga, Argent.

Stiles tira o capacete e as luvas e ignora os parabéns e apertos de mão e corre em direção a Lydia.

-Valeu a pena ter esperado. –A menina diz antes de lascar um beijo do moreno de pintinhas. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...