História I Found You. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 7
Palavras 1.044
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Essa capítulo foi feito para retratar um pouco a vida de Jéssica. Espero que gostem <3 <3

Capítulo 1 - ADOTADA!?


Fanfic / Fanfiction I Found You. - Capítulo 1 - ADOTADA!?

(...)

Jéssica entrou em seu quarto quase que atropelando a porta, se jogou na cama e ficou encarando o teto, ao se encontrar deitada olhando para cima, percebeu uma mecha de seus cabelos longos e ruivos em seu rosto, atrapalhando a visão da lampada de seu quarto, deu um assopro brusco, fazendo com que a mecha voasse para bem longe do seu rosto. Ali continuava, pensando em coisas aleatorias, tentando impedir que uma lágrima escorresse de seus olhos, oque foi em vão, a discussão que teve com a sua irmã, Aline, mecheu com as suas estruturas, as duas eram como cão e gato, viviam brigando, e isso nunca a afetou  tanto. As palavras de Aline não saiam de sua cabeça, "Você é mesmo burra o bastante para não perceber que você é adotada?", isso realmente a perturbava, tudo oque Jéssica conseguiu fazer ao lembrar disso foi enterrar a cara em um travesseiro.

Jéssica POV's

-Argh! Porque a Aline é tão... tão ... estúpida? -Disse dando socos no travesseiro que agora se encontrava no meio das minhas pernas.

De repende eu sinto o meu celular vibrar, logo procurei com dificuldade o aparelho que eu perdi entre os lençóis. Ao olhar meu celular, vi uma mensagem da minha amiga da faculdade, Andressa (a única que ainda aturava meus dramas, já que eu não sou muito sociável)

Mensagen/ON

Andressa: Boa noite.❤

Jéssica: Boa...

Andressa: Aconteceu alguma coisa?

Jéssica: O de sempre, briguei com a Aline.

Andressa: Ué, você nunca foi de ficar mal por isso.

Jéssica: É que dessa fez ela resolveu reforçar oque eu já escuto todo Santo dia.

Andressa: Sobre você ser adotada?

Jéssica: Sim. Se bem que oque me irrita não é o fato de "eu ser adotada", e sim as pessoas se incomodarem tanto com isso, poxa, eu sou a única pessoa ruiva da minha geração inteira, é estranho? É !  Mas nem tudo é questão de genética.

Andressa: E além do mais sua mãe já te disse que você não é adotada, não foi?

Jéssica: Foi. To louca pra sair desse país logo!

Andressa: É... E me deixar aqui, sozinha. kkk, já que a facul acabou, nunca mais irei te ver.😢

Jéssica: Relaxa, você tem muita gente com quem contar. kk E vai me ver sim! Fé em Deus!

Andressa: Verdade, além de tudo você não fez curso de Coreano durante exatos 3 anos pra nada.

Jéssica: Exatamente! Agora Tchau, vou comer, e aproveitar para cuspir na bebida da Aline.😂

Andressa: Porra.. Como você é madura hein? kkkk Tchau.

Jéssica: Sempre.Falou!

Mensagem/OFF

Eu me levantei em um impulso tão grande que cheguei a ficar tonta, sai porta a fora, desci as escadas, fui até a cozinha. Lá encontrei minha mãe e minha "irmã " já jantando, ignorei o olhar cínico de Aline e me virei para o fogão, fucei tudo mas não havia nada comestível por lá.

- Se está procurando algo para comer, tem na geladeira, mas nada está pronto. -  disse minha mãe sem se virar para me olhar.

- E isso que você está comendo? - Perguntei enquanto olhava com água na boca para o prato dela.

- Isso? Já acabou. -Me respondeu ainda sem olhar para mim. 

- Hum, entendi. - disse me virando para a geladeira e pegando tudo de gostoso que eu encontrava, tudo para fazer um mega lanche.

- Oque vai fazer? - Pergunta minha mãe curiosa.

- Algo. - Respondi friamente.

Desta vez ela permaneceu calada e se levantou fitando-me e colocando o prato sobre a pia,até que desviou o seu olhar se dirigiu a sala, admito, ela conseguiu me intimidar, mas não demonstrei. Eu me apoiei na mesa e fiquei encarando Aline, que permanecia na mesma mechendo no celular, muito animadinha por sinal.

- Oque foi? Nunca me viu? - Perguntou ela tirando a animação de seu rosto assim que percebeu meu olhar.

- Nada de mais, só estou esperando a senhorita sair. Eu preciso de privacidade e concentração para criar meu super lanche. - Me justifiquei com um tom de voz irritante. , o tom que eu sabia que a provocava profundamente.

Ela me olha com uma cara fechada  e se vira.


Fiz minha criação perfeita, coloquei tudo em uma bandeija e assim me dirigia ao meu quarto. Quando estava de passagem pela sala minha mãe me para.

- Ei, seu pai ligou, ele disse que amanhã cedo ele irá passar aqui para dar uma notícia . Ela disse olhando para as próprias unhas, como quem não se importava com oque estava dizendo.

- Sério? - Disse com desânimo, digamos que eu não tinha muito afeto pelo meu pai, mas logo me conformei com a ideia. - Bom, de qualquer forma eu tenho que dar uma notícia também. - Completei.

-Tem é ? - me perguntou confusa.

- Tenho, mas quero fazer uma surpresa- Respondi com um leve sorriso enquanto subia as escadas correndo sem dar chance para alguém começar um interrogatório.

Quando cheguei no meu quarto coloquei a bandeija na minha cama e comecei a me preparar para fazer maratona de Harry Potter,.

- OOOO MÃE ! CADÊ A TOALHA? - Aline berrou igual uma cabra que tinha acabado de parir.

Logo veio em meus pensamentos "então a minha querida maninha vai tomar banho?" dei uma risada maquiavélica, que não deu muito certo, eu fiquei em silêncio absoluto para tentar ouvir os passos dela que teria obrigatoriamente que passar pelo meu quarto para ir ao banheiro. Assim que ouvi os passos de elefante eu abri a porta do meu quarto beem devagar, e fui andando na ponta dos pés até o quarto da amável irmã, chegando lá, só oque meus olhos podiam ver era o celular dela desbloqueado, jogado na cama, aquilo era uma tentação, eu não resisti me joguei na cama e fui fuçar tudo, as mensagens primeiramente, não achei nada de mais, só que quanto cheguei nas fotos... Vish... Ai eu só vi nudes.

- Ah então a mais velha manda e recebe muitos nudes, não é mesmo? Eu sou a adotada, mas quem vai ser orfã e sem teto vai ser ela. - Eu ri de mim mesma, tinha achado engraçado o jeito que eu tinha falado aquilo.

Peguei as fotos, nudes, para ser mais específica, enviei via Bluetooth para meu celular, tirei print de uma conversa marota que eu achei depois de fuçar mais a fundo, uma conversa que ela tinha tido com uma amiga sobre um cara, uma festa, e uma tal de "primeira vez".

Queria Aline....Cê tá fudida.







Notas Finais


Continua... Se eu sentir que deve continuar.😻


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...