História I found you - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Monsta X
Personagens Hyung Won, Min Hyuk, Show Nu, Won Ho
Tags Showhyuk
Visualizações 140
Palavras 1.638
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


opa, opa. Olha a hora.
Confesso pra vocês que eu realmente esqueci de atualizar. Não me matem. É porque ultimamente ando fazendo tantas coisas que praticamente só vou em casa pra dormir.
Outro fator que deu ruim aqui é que o meu beta está _muito_ doente, então ele não tinha betado este capítulo. Então, dessa vez, os agradecimentos são para a montokki por ter betado tão em cima da hora.
Obrigada, amor <3

Outra, logo irei responder os comentários. Eu amo responder e interagir com vocês, mas o tempo tá curto, então paciência ;;
Ah, se não me engano, este é o penultimo capítulo.

Espero que gostem
Boa leitura!

Capítulo 11 - Clarify


Se tinha uma coisa que Hyunwoo odiava em si mesmo era o fato de que quando estava preocupado com algo, não conseguia tirá-la da cabeça.

Isso lhe atrapalhava em muitas coisas, trabalho, sono... Tudo era prejudicado.

E agora, como se não bastasse uma coisa em sua mente, agora haviam duas.

Jesus, por quê? ”, resmungou mentalmente quando se revirou na cama pela quadragésima vez naquela madrugada, vendo que já eram três da manhã e ele não havia dormido nada.

Desbloqueou o celular e procurou pelo número de Hyungwon nas chamadas recentes.

Estranhou quando viu que o contato do amigo estava lá embaixo, sempre era o primeiro. Foi quando se tocou que estava próximo demais de Minhyuk e tinha deixado o amigo um pouco de lado e sentiu-se mal por isso. Nunca fora a intenção.

Discou o número e colocou o celular no ouvido. Chamou uma boa quantidade de vezes até finalmente ser atendido.

Meu deus, você sabe que horas são? ”, Hyungwon resmungou do outro lado da linha com a voz embriagada de sono.

- Sei sim... não consigo dormir.

Pôde ouvir Hyungwon suspirar pesadamente.

Se eu tivesse uma faca aqui, juro que tentaria te assassinar pelo celular... O que aconteceu?

Então o moreno explicou tudo. A voz ao fundo da ligação e a mensagem que ele recebeu no outro dia.

Então você acha que ele está com outro?

- Não... sim... não sei, só quero que seja um mal-entendido e eu estou paranoico.

Provavelmente é isso mesmo, dá para ver de longe o quanto aquele menino gosta de você, hyung.”

- Mesmo?

Sim”, suspirou mais uma vez.

- Obrigado... E está tudo bem com você?

Fazia um bom tempo que não tinha uma conversa dessas com o amigo. Não desabafavam já tinha um tempo, e Hyunwoo se importava demais com Chae e queria saber como estava indo no trabalho, com sua namorada, a vida.

Após perguntar, notou que Hyungwon hesitou em responder, e apenas disse que estava tudo bem sim, que só estava cansado.

O moreno decidiu parar de perturbar o mais novo e deixá-lo dormir e tentar dormir também. As palavras de Hyungwon o fizeram relaxar mais um pouco.

Realmente, devia ser coisa da sua cabeça.

Despediu-se de Chae e desligou a ligação. Colocou o celular de volta na mesa de cabeceira e virou para o outro lado da cama de casal, fechando os olhos e tentando dormir.

***

Durante todo o dia de trabalho, Hyunwoo continuou na sua. Também não foi almoçar com os colegas por mais que Hyungwon tenha ido especialmente a sua mesa para insistir que se juntasse a ele e Hoseok. O moreno negou mesmo quando ele quase implorou para que fosse.

Hyunwoo iria conversar com Hoseok, mas queria fazer isso sozinho, sem Chae junto deles. Tinha pensado no que Minhyuk dissera e iria seguir com isso.

O ruivo tinha razão, não era culpa de Hoseok. Não tinha como ser. Eles eram amigos, certo? Amigos não agem assim.

Hyungwon finalmente se deu por vencido e parou de insistir. Seguiu para a sala do loiro um tanto cabisbaixo, o que fez Hyunwoo sentir-se péssimo.

 

Quando viu que todos já haviam ido - inclusive Hyungwon que parecia que ia dormir ali - respirou fundo e pegou suas coisas, rumando para a sala do amigo.

Bateu na porta antes, escutando um "entre" um tanto baixo vindo do outro lado. Abriu a porta devagar, colocando a cabeça primeiramente.

- Você tem um minuto?

Viu que Hoseok se assustou ao reconhecer a voz do mais velho e levantou a cabeça rapidamente.

O moreno viu o mais novo abrir um sorriso pequeno, logo desfazendo-o para se fingir de sério.

- Ah, claro. Entre. - Esticou a mão, apontando para a cadeira na frente da sua mesa.

Son adentrou o cômodo e fechou a porta atrás de si, caminhando até a cadeira que ele tinha indicado.

- Queria conversar com você. - Hyunwoo começou nervoso, tinha medo que o loiro estivesse muito magoado consigo e não o perdoasse.

- Sobre o quê?

- Você sabe... - Estava gesticulando demais, talvez por conta do nervosismo.

- Claro... - Desviou o olhar brevemente e pigarreou. - Eu queria ter tido a oportunidade de explicar pra você que eu não sabia...

- Tudo bem, tudo bem. - Acalmou-o. - Só depois eu realmente entendi que não era culpa sua. Você não teria a capacidade de fazer isso, não é?

- Claro, Hyunwoo... Nunca que eu faria isso com você.

Hoseok era muito expressivo, o maior tinha medo de que a qualquer momento ele começasse a chorar ali só por tentar se explicar.

- Calma... agora eu sei disso. - Riu baixo do leve desespero do amigo.

- Desculpe, Hyunwoo. - Um bico involuntário se formou em seus lábios, fazendo-o rir.

- Tudo bem, Hoseok. Também peço desculpas. - Balançava a cabeça, ainda rindo.

O loiro pulou da sua cadeira para abraçar Hyunwoo que tomou pequeno susto.

Ambos continuaram conversando ali na sala do chefe. O moreno escutava com atenção todas as histórias do mais novo, tudo o que tinha perdido de contar porque estavam separados.

O mais velho estava até sentindo falta da empolgação 24h do outro e que nunca parecia estar para baixo e agora, se fosse possível, estava muito mais feliz. Gostava disso.

- Como faz um tempo que não nos falamos, gostaria muito de saber como anda você e o seu namoradinho. - O jeito como Hoseok falava, parecia uma adolescente animada com uma fofoca nova.

- Ah... - Foi impossível esconder a expressão de chateação no rosto de Hyunwoo.

- O que houve? Vocês brigaram? - Perguntou preocupado.

- Não exatamente, mas estou com umas paranoias na cabeça. - Falou um tanto cabisbaixo.

- Se quiser, pode me contar.

Então Hyunwoo contou toda a história, do mesmo jeito que havia contado para Hyungwon, e também contou o que o outro amigo tinha dito sobre o assunto.

- Escuta bem, hyung. Isso deve ser coisa da sua cabeça! - Começou. - Pelo o que eu conheci de Minhyuk daquele dia, ele parece gostar tanto de você...

Parou um pouco, como se juntasse tudo o que queria falar na cabeça.

- Sei que você não o conhece há muito tempo, mas eu também sei que você já gosta muito dele e isso é difícil pra você. - Hyunwoo logo pensou que Chae havia contado algumas coisas para ele. - Você finalmente encontrou alguém... - Fez uma pausa, desviando o olhar brevemente. - Que você gosta e ele também gosta de você...  Agora que você o achou, não o deixe escapar. Não deixe que algo bobo estrague as coisas entre vocês dois. Gosto muito de vocês dois juntos e posso ver que ele te faz feliz.

Hyunwoo sorriu após toda a fala de Hoseok, balançando a cabeça para os lados.

- Muito obrigado, Hoseok. - Ainda sorria. - Eu vou falar com ele sim.

- Sabe o que mais? - Continuou mais empolgado ainda, quase passando por cima da mesa.

- O quê? - O mais velho perguntou, pendendo a cabeça para o lado.

- Faça uma surpresa para ele!

Hyunwoo pensou por algum tempo, gostando da ideia.

- Vou trabalhar nisso. - Então sorriu. - Aliás... Queria perguntar algo.

- Hm? Diga. - Voltou a se sentar na sua cadeira, estando menos empolgado agora.

- Você e o Chae... - Começou e viu o sorriso no rosto de Hoseok ir sumindo gradativamente. - Vocês estão bem próximos...

- Somos amigos também, Hyunwoo. Só isso. - Forçou um sorriso para o mais velho. - Agora vamos, hm? Estou morrendo de fome e cansaço.

Então começou a arrumar suas coisas para ir embora e o moreno o esperou para que fossem andando juntos até certo ponto, então se despediram.

 

Hyunwoo estava no último lance de escadas, já praticamente se arrastando pois não tinha mais forças para se manter em pé depois de ter ido andando para casa e subir todos aqueles degraus.

Ao finalmente chegar no seu andar, deu de cara com Hyungwon deitado na sua porta, devia estar esperando pelo maior.

- Por que demorou tanto? Já estava cochilando aqui. - Resmungou Hyungwon assim que viu o maior chegar.

- Estava conversando com o Hoseok. - Respondeu, tirando a chave do bolso para abrir a porta.

- Vocês se resolveram? - Perguntou, adentrando o apartamento logo depois de Hyunwoo.

- Sim, sim. Está tudo certo agora.

Largou as suas coisas em cima do sofá e o mais novo fez o mesmo, logo se jogando no outro sofá, se esparramando todo.

- Que bom, que bom.

Sua expressão era exausta, parecia que tinha trabalhado o dia todo levando surra.

- Tenho que te contar uma coisa... - Falou em um tom mais baixo.

- Pode contar.

Enquanto ouvia Hyungwon falar, vasculhava a geladeira e os armários atrás de algo pra comer - desta vez, encontrando algo.

Sentou-se no banquinho e apoiou os cotovelos no balcão enquanto comia alguns restos de comida.

Chae suspirou algumas vezes, como se não tivesse certeza que iria contar.

- A Hyomin me traiu... - Seu tom saíra mais baixo ainda.

- Como é? - O mais velho perguntou incrédulo.

- Pois é... Mas eu devia saber. - Suspirou outra vez. - Ela estava próximo demais daquele cara.

- Quem? - Fez a pergunta menos invasivo possivel.

- Um garoto que faz aula na academia que ela dá aula...

O moreno saiu do banquinho e foi até o amigo, sentando no sofá. Então Chae se sentou.

- Chae, eu sinto muito.

Consolou como pôde, não era bom com essas coisas.

- Tudo bem. - Sorriu fracamente. - A gente disse que ia tentar de novo, sabe? Eu estou tentando...

- Sei que está, Chae. - Envolveu seus ombos em um abraço apertado. - Vai ficar tudo bem.


Notas Finais


Se puderem, deem uma olhada no jornal que postei hoje, lá recomendo umas fics topperson: https://spiritfanfics.com/perfil/mxnbabe/jornal/favs-9041839

Não esqueçam de dizer o que acharam!
Até o próximo!

Rumours: https://spiritfanfics.com/historia/rumours-8821647
My happiness: https://spiritfanfics.com/historia/my-happiness-8933138
Give me love: https://spiritfanfics.com/historia/give-me-love-8865672
Unconditional: https://spiritfanfics.com/historia/unconditional-8588055


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...