História I Fuck You Better - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Tags Nalu
Exibições 679
Palavras 1.036
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Esporte, Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Boa leitura!

Capítulo 8 - Cap 8: Doces e Amargas Lembranças part 2.


~Anteriormente~

Lucy: isso não é verdade. Eu...Eu gostava do Sting.

Erza: Gostava dele do mesmo jeito que gostava do Natsu?

Lucy: .....

Onde ela quer chegar com tudo isso? Porque está me fazendo lembrar de tudo isso?

Erza: Me desculpa.

Lucy: Han?

Erza: Eu não deveria ter te pressionado tanto.

Lucy: Não precisa se desculpar Erza tá tudo bem.

Nós vamos nos despedir quando, uma limousine parou em frente ao portão do colégio. O motorista da limusine saiu de dentro do carro para abrir a porta. Quando ele fez isso de dentro da limousine saiu...

Lucy: Natsu?

~Agora~

Lucy: Natsu?

Vi Natsu saindo da limousine com paletó todo amarrotado e com o cabelo meio desarrumado.

Natsu: Oi Luce- Disse ele sorrindo charmoso.

Eu sinto um cheiro de cachaça e ele só me chama assim quando só está bêbado.

Erza: Natsu você bebeu?

Pelo visto a Erza percebeu também.

Natsu: Quem eu? Claro que não- Disse ele. (Autora: Não. Imagina. Fui eu quem bebi. Natsu: Você não está ajudando.)

Erza: Esta sim...Albert.- Disse Erza e então o senhor que estava dirigindo a limousine foi para o lado de Natsu.

Albert: Sim, senhorita Scarlet.

Erza: Já falei que pode me chamar de Erza.

Albert: Queira desculpar-me Erza.

Erza: Não tem problemas. Onde o Natsu estava?

Albert: Lamento mas o senhor Natsu pediu para mim não falar.

Lucy: Natsu onde você estava?

Natsu: Fui a uma reunião que meu pai pediu infelizmente para que eu fosse.

Erza: Isso é verdade Albert?

Albert: Sim.

Erza: Sei que o Natsu pediu para você não contar mais por favor me conte. Se não terei que falar com o Igneel.

Albert: ...Depois da reunião ele me pedia para mim leva-lo a um lugar onde tinham vários jovens.

Erza: A festa na casa do Gray. Por isso tantas pessoas faltaram hoje.

Lucy: Natsu você disse que vinha para o colégio- Falei brava.

Natsu: Me desculpa Lucy. Eu não resisti- Disse ele.

Ele ia passar a mão em meu rosto mas, quando ele estava perto de tocar na minha bochecha eu empurrei sua mão para longe.

Lucy: Você realmente não muda- Falei mais brava ainda.- Olha Erza eu já vou pra casa. O Sting e eu vamos jantar hoje.

Erza: Mais a sua casa é meio longe daqui.

Lucy: Não tem problema. Eu vou de pé.

Natsu: Eu posso te dar uma carona.

Erza: É uma ótima idéia. Albert leve a Lucy para a casa dela, por favor- O senhor se curvou e abriu a porta para mim entrar.

Lucy: Erza eu...

Erza: Nada disso pode ir entrando no carro.

Eu não tinha como descutir com ela então entrei no carro. Logo depois que eu entrei Natsu ia entrar também mais Erza o puxou pelo paletó por trás.

Erza: Erza nada disso. Você vai comigo para a sua casa de pé.

Natsu: Mais eu...- Ele se calou assim que viu que Erza o olhava feio.

Albert entrou no carro e o ligou me levando para casa. No caminho eu apoiei o cotovelo na porta do carro e a pie meu queixo em minha mão apreciando a vista. Eu não acredito que o Natsu mentiu para mim! Aquele cretino! Isso me lembra daquela vez que ele falou que iria se encontrar comigo e me deu um bolo.

FlashBack ON:

Eu estava esperando Natsu sentada no banco da praça muito ansiosa. Ele tinha me pedido para encontrar com ele lá as oito horas da noite. E já eram oito e quinze. Eu pensei que ele estivesse apenas atrasado e continuei lá.
As horas foram passando e ele ainda não chegava. A essa altura eu já havia mandado várias e várias mensagens para ele. Quando eu nove e meia minha amiga, Sofia, me ligou e eu atendi.

Sofia: Lucy!- Disse ela alto pois ela estava em uma festa.

Lucy: Oi. O que foi sofi?

Sofia: Lucy vai pra casa por que o Natsu definitivamente não vai aparecer aí.

Lucy: Que? Por que?- Falei precupada pensando que algo havia acontecido com ele.

Sofia: Por que eu estou olhando para ele. E ele está totalmente bêbado sem camisa, descalço só com a calça. Ele tá aqui na festa também.

Lucy: .....

Fiquei sem saber o que dizer. Eu me vesti e fiquei toda animada pra nada...Aquele maldito...

Levy: Lucy? Você ta ai?

Lucy: Sim eu estou. Obrigada por me avisar Sofi. Tchau.

Não dei nem tempo dela reponder, desliguei o celular e fui para casa. Chegando lá, tirei meus sapatos, tirei minha rolpa, coloque meu pijama e me joguei na cama e deixei as lágrimas caírem começando a chorar...

FlashBack OFF:

Albert: Senhoria Heartfilia...Senhoria Heartfilia...Senhorita!

Saio do transe quando percebo que Albert estava me chamando.

Lucy: Me desculpe. Sim?

Albert: A senhorita está bem?

Lucy: Sim, por que a pergunta?

Albert: A senhorita está chorando.

Percebo que em meu rosto haviam lágrimas e automaticamente eu as enchugo.

Lucy: Perdão por ter lhe preocupado. Eu estou bem, não foi nada.

Albert: Se a senhoria diz.

Lucy: Pode me chamar de Lucy se quiser.

Albert: Sim Lucy. Nós já chegamos.

Olho pela janela e me dou conta que estávamos parados em frente a minha casa.

Lucy: Ah sim. Obrigada pela carona- Falei saindo do carro.

Albet: Foi um prazer senhor...Lucy.- Disse ele sorrindo gentilmente e indo embora.

Percebi que alguns vizinhos me olhavam pelo fato de mim ter vindo de limousine. Eu simplesmente ignorei e entrei dentro de casa. Fiz carinho em Happy e subi para o meu quarto. Chegando lá eu coloquei minha mochila no chão perto do guarda roupa, tirei meus tênis os chagando. E me joguei na cama. Ouço um miado e vejo que Happy subiu na minha cama e se deitou em cima da minha barriga. Sorriu e fasso carinho em sua cabeça.

Lucy: Pois é Happy...Ele não mudou nada...- Falei fazendo carinho em Happy e olhando para o teto do meu quarto.

Suspirei.

Lucy: Enfim...- Falei pegando Happy e me sentando na cama de pernas cruzadas colocando Happy nas minhas pernas.- Temos que fazer um plano para ferrar o Sting hoje a noite não é mesmo Happy?- Falo sorrindo olhando para ele que miou.- Eu sei. E você vai me ajudar meu amiguinho peludo.

                                                 ........

                           



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...