História I Hate and Love You - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Esquadrão Suicida
Personagens Harleen Frances Quinzel / Harley Quinn (Arlequina)
Tags Harley Coringa
Exibições 50
Palavras 747
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Policial, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 16 - Deixa ele Saber


Fanfic / Fanfiction I Hate and Love You - Capítulo 16 - Deixa ele Saber

 

 


                  Harley narrando 
Que? como ele descobriu que eu estava lá? Coringa é totalmente louco, insano, bipolar, fiquei com medo quando ele olhava para Lucy pronto para soltar uma piada:
-Nossa Stefan, tem a sua cara - debochou 
- QUER SABER CORINGA? A FILHA É SUA, MAS VOCÊ NÃO TEM MATURIDADE PARA CUIDAR DELA
           "Deixa ele saber, que eu to é com você, se aconteceu com a gente, é porque ele estava ausente" 
-eu? e você Stefan, quando a criança se machucar? vai morde-la? 
-NÃO, ATÉ PORQUE ELA NASCEU COM O PODER DE VAMPIRO DA ARLEQUINA 
-blah, blah, blah, quer saber? sejam a família mais feliz, mas lembrem-se, eu estou de olho casalzinho 
               Coringa Narrando 
EU PRECISO DA ARLEQUINA, E MEUS PLANOS? COMO FICA? AÍ MERDA ELA MEXE COMIGO, Quando eu arrancar ela do vampiro, vou quebrar a cara dela e vou mantê-la presa até aprender a não irritar o Palhaço aqui. Vou seguir com meu plano de romance, ela é trouxa, vai acreditar que eu estou arrependido e que a amo, e rapidinho vou reconquista-la, palmas, eu mereço.
               15 anos depois 
                
               Coringa Narrando 
Que? já se passaram 15 anos e eu ainda não consegui minha palhaçinha de volta, hoje a Lucy vai fazer 15 anos, ava, e ela vai ter a surpresa do papai. 
            Harley Narrando 
Minha filha, Lucy estava maravilhosa, eu olhava pra ela e me via, mas depois via o Coringa.... quando ela colocou seu vestido roxo, aí sim lembrei do pudi.....Coringa, por incrível que pareça, ele ainda mexia comigo, decidi vista-lo. 
Cheguei lá e toquei a campainha, de longe ele gritou:
-DEMOROU HEIN PALHAÇINHA - entrei e disse:
-Como você sabia que era eu? 
-te vigio a tempos meu amor 
-nossa, você é realmente psicopata 
-por você, mas, porque veio? 
-vim te convidar para a festa da Lucy
-ummh, minha pequena vai fazer 15 anos 
-vai....
-ei, fica calma, eu não vou aprontar com ela 
               Coringa Narrando 
Era meu momento, peguei em seu rosto e depositei um beijo em sua boca, puxei sua cintura e joguei seu cabelo para trás, Harley parecia espantada, mas curtiu o momento, quando ela parou pra pensar, me empurrou e disse:
-Desculpa, você não aproveitou seu tempo - Eu odeio ela. 
           5 Horas depois 
           Lucy Narrando 
Está sendo o melhor dia da minha vida, mamãe me chamou de canto pois disse que tinha uma coisa para me contar:
-Filha, é sobre seu pai
-o que tem ele? 
-Stefan.....não é seu pai
-QUE? COMO ASSIM? quem é meu pai então? 
-você vai vê- lo hoje 
-okay mãe - eu fiquei triste por saber que Meu pai não é meu pai, e que eu iria conhecer meu verdadeiro pai no dia da minha festa de 15 anos. Já estava pronta, amei meu vestido roxo, cheguei na festa, tudo estava nos conformes, quando de repente entra um homem alto, com várias tatuagens, um cabelo verde e olho claro, olhei para ele, que fixou seu olhar a mim, mamãe me olhou e disse "seu pai" , corri até o tal homem e lhe dei um abraço, o mesmo retribuiu, que disse:
-olá palhaçinha 
-palhaçinha?! -dei risada 
-sim -a risada dele dava até medo e....AÍ DEUS, AQUELE ERA O CORINGA, SIM, MEU PAI É O CORINGA, Stefan me puxou e disse:
-não chega perto dele
-pai me deixa, eu sei quem ele é
-como assim? 
-ele é meu pai - Stefan abaixou a cabeça com tristeza
-mas calma, eu te amo, você que passou minha vida inteira comigo, que me ajudou, que fez essa festa
-Eu também te amo meu amor - depois de tudo, chegou a hora da valsa entre o pai e a filha, quando Stefan veio em minha direção, Coringa o empurrou e pegou em meus braços, o empurrei devagar e disse:
-a primeira valsa vai ser com meu pai Stefan, que me deu tudo o que tenho hoje
-Tudo bem.... - Stefan veio feliz, depois de nossa valsa, Coringa veio em minha direção, pronto para valsa, tive que aceitar, afinal, ele também era meu pai, no meio da dança ele me diz: 
-Filha...Avise sua mãe, que eu a amo 
-tudo bem....- depois que nossa valsa acabou, ele foi embora, falei para minha mãe sobre o recado dele e bem de madrugada a festa acabou.
Cheguei em casa cansada, ia abrir os presentes no outro dia, quando me deitei, ouvi a mesma gargalhada do Coringa e quando me virei, automaticamente fui agarrada e as pressas levada a Gotham..Joker havia me seqüestrado. 








Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...