História I Hate and Love You - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Esquadrão Suicida
Personagens Harleen Frances Quinzel / Harley Quinn (Arlequina)
Tags Harley Coringa
Exibições 40
Palavras 749
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Policial, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 20 - A Morte


Fanfic / Fanfiction I Hate and Love You - Capítulo 20 - A Morte


               Coringa Narrando 
    Senti um peso na consciência por ter feito isso, já era de madrugada, fui no porão e a peguei no colo, Harley dormia, a coloquei na cama, não quero mais ser ruim com ela, mas também não quero me apaixonar por ela 
        "Prometo que eu não vou ser mais o cara que te enganou Confia em mim deixa eu te mostrar meu amor quem eu sou Não tente entender eu não vou explicar O amor chega assim sem avisar" 
     Quando Harley acordou, se assustou por estar na cama:
-Pudinzinho? 
-o que é? 
-vem aqui
-não 
-por favor 
-TO OCUPADO PORRA
-desculpe...
-ta ta, whatever 
-me beija?
-ué por que? -dou uma mini risada 
-porque sim 
-não fala assim comigo cadela 
-vem aqui cachorro, vem pegar sua cadela
-a é? -dou um tapa na cara dela e pego em sua bunda, ela da uma arfada mas me empurra
-você não estava ocupado? 
-vagabunda -sai do quarto e fui fazer minhas coisas 
         Stefan Narrando 
       "Peito machucado lágrimas caídas pelo chão Prazer fui mais um enganado e o meu nome é solidão E o que fazer com falta que você deixou? E o que fazer com o resto desse louco amor?  [...] E nessa hora o palhaço sai de cena E cada um fica com seu problema E você tenta descobrir então se ainda me ama ou não " 
Eu ainda amo ela, não sou capaz de ficar sem seu beijo, sem seu olhar, eu preciso dela, no fundo ela me ama, tenho que esperar, aliás, ela ainda tem 20 e poucos anos, e eu 150, ela ainda tem 100 anos pela frente, contei para Lucy tudo o que havia acontecido, ela chorou a noite toda, eu vou admitir que também chorei a noite inteira, enquanto, com certeza, Joker e Harley transavam, isso é demais para mim, quer saber? vou fazer que nem ele fez quando eu e ela estávamos juntos, vou persegui-la, a ganhar pelo cansaço, nunca vi Coringa dizendo que a ama, já eu, falo a cada 4 segundos, era de manhã ainda e eu já estava totalmente louco de selvagem, só pensava nela, Catuaba me lembrava dela, tudo o que eu via me lembrava dela, até que vi que Harley esqueceu o próprio celular, e de repente a campainha tocou. 
        Harley Narrando
Puta que pariu, esqueci o celular na casa de Stefan, fui lá, chegando pude ouvir o som alto 
      "Eu vou fuder com ela muito louco de selvagem"
Toquei a campainha e Stefan veio correndo atender, ele estava drogado e bêbado, tomou muita catuaba:
-Amor, você voltou pra mim? 
-Não Stefan, desculpa, vim pegar meu celular 
-ta, pega essa porra -ele jogou meu celular e fechou a porta, ouvi seus gritos, um choro perturbado, de tristeza, quando eu está a descendo as escadas do quintal ouvi uma barulho de tiro disparado, e em seguida a risada do Coringa e o grito do Stefan, corri para a porta desesperada:
-STEFAN, ABRE A PORTAA 
-harley..eu..te amo
-STEFAN POR FAVOR, CORINGA ABRE AQUI -já dizia aos prantos, Coringa destrancou a porta e eu corri para dentro, já era tarde demais, Stefan estava caído no chão já sem vida, comecei a chorar em cima do corpo dele:
-CORINGA POR QUE VOCÊ FEZ ISSO?
-porque assim vocês nunca mais vão ficar juntos novamente, e outro, acabei com o sofrimento dele
-VAI PRA PUTA QUE PARIU - nesse momento, Lucy começou a descer as escadas do andar de cima, onde ficavam os quartos, quando a própria viu o corpo de Stefan começou a gritar e chorar, peguei Lucy e a abracei, pegamos o corpo de Stefan, enterramos e fizemos o velório, quando Damon chegou, ele queria chorar, ele se sentiu triste, mas não queria demonstrar:
-Cade o Coringa? -disse Damon totalmente irritado 
-não sei 
-VOCÊ SABE SIM VAGABUNDA CADE O CORINGA? 
-EU NÃO SEI, SERÁ QUE DA PRA RESPEITAR SEU IRMÃO? 
-desculpe
-tudo bem -se Damon achar o Coringa, alguém sai dali morto, não posso deixar que nenhum dos dois se encontrem, quando já estávamos saindo do cemitério Elena eu de cara com a gente, ela também estava indo ver Stefan, nos olhamos com cara de raiva uma para outra, mas passei e fui embora, dei uma passada no parque, onde eu e Stefan nos vimos pela primeira vez 
      "Opa,desculpa -disse ele me olhando 
-Não não, a culpa é minha eu estava distraída 
-Eu também, o que foi?, parece triste você não é Arlequina, a mulher do Coringa?
-Sim, eu acho " 


Notas Finais


Aí genty que capítulo triste 😪😢


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...