História I Hate Everything About You - Imagine Eunwoo - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias ASTRO
Personagens Eunwoo, Jinjin, MJ, Moonbin, Personagens Originais, Rocky, Sanha
Tags Astro, Eunwoo, Imagine, Kpop
Exibições 199
Palavras 942
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Survival, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OI MINHA POVA
Enton...
Vou começar me explicando
Meu professor querido me escolheu pra participar da olimpíada de português, então eu tive que guardar minha criatividade. Vou tentar botar em dia.
❤✨❤✨❤✨❤✨❤
Meu Twitter: Confira 🌺Autumn Story🌺 (@DiarioDeAroha): https://twitter.com/DiarioDeAroha?s=09

Boa leitura~💛

Capítulo 2 - Over And Over


"São tantos pensamentos que eu não consigo tirá-los da minha cabeça
Eu tentei viver sem você, toda vez que eu tento eu me sinto morto
Eu sei o que é melhor para mim
Mas eu quero você ao invés do melhor
Eu continuarei perdendo todo meu tempo"

[Eunwoo ON]

Já era madrugada e cá estou eu com um copo de whisky na mão sentado na cama olhando pro nada, já que minha existência é insignificante. Eu poderia estar procurando prazer na rua, mas esses dias nada me "anima". Cansei de tentar ser feliz, parece que tudo que faço é em vão. Por tantas vezes tentei achar amor de uma mulher, mas o máximo que consegui foi prazer.
A unica que podia me dar amor de verdade, morreu.
Já estava indo tomar um banho quando ouço batidas na porta e lembro que o Jinwoo vem aqui, ele é meu único e melhor amigo, embora ele seja super inconveniente e palhaço.

-Vai já, filho da mãe! -Grito indo até a porta e a abrindo.

-É tanto amor que fiquei até com vontade de te quebrar. -Ele diz entrando e se jogando no sofá.

-Vou tomar banho. Se comporta pintor de rodapé. -Digo e ele me olha feio.

Meia hora depois termino de fazer o que tinha pra fazer e de ouvir mais besteiras vindo do meu pai por telefone fixo, ele sempre dá um jeito pra me infernizar, vou na sala. Me deparo com uma cena ridícula, Jinwoo quase comendo uma garota no meu sofá e outra sentada com os pés no meu sofá, o meu sofá!

-Park Jinwoo, quer morrer hoje né? -Pergunto irritado.

-Calma ai Eunwoo...

-Não me chame de Eunwoo, já conversamos sobre isso. Enfim, pode despachar essas ai. -O interrompo.

-Qual o seu problema Dongmin? Você nunca dispensa. -Ele diz se levantando.

-Hoje eu não estou afim. -Digo me retirando do local.

Estava descendo as escadas do prédio, não quis pegar elevador pois eu queria pensar na vida.

-Que vida? Essa merda é vida?! -Me interrogo mais uma vez. Enquanto desço os degraus devagar me deparo com minha vizinha de porta sentada nos degraus lendo um livro e comendo balas, ela percebe minha presença.

-Você parece estar bem stressadinho, quer? -Ela pergunta me dando o saco de bala sem tirar os olhos do livro.

-Quero. -Digo me sentando um degrau acima do dela e pegando a balinha. Quando se trata de comida, sou um amorzinho. -Valeu.

-Olha só, ele sabe agradecer. Qual o seu nome? -Ela pergunta.

-É Dongmin. -Digo e percebo que ela fica meio espantada. -Que foi?

-Dongmin? Lee Dongmin? -Ela pergunta incrédula. Como ela sabe meu sobrenome? Palpite não foi.

-Como você sabe? -Pergunto e ela se levanta muito nervosa e sai quase correndo dali. Fiquei confuso com o que acabou de acontecer, na verdade nem sei o que exatamente aconteceu. Percebo que ela deixa algo cair, um marca paginas, mas não é um marca paginas normal, é... Uma foto... -Não pode ser... Ela... -Fico incrédulo e minha cabeça fica confusa. -Ela não!

(Eunwoo OFF)
[(S/N) ON]

Quando ouço aquele nome meu corpo estremece. Não pode ser ele, quero acreditar que não é ele, deve existir vários Lee Dongmin na Coreia. Mas e se isso não for coincidência? E se for ele? Se fosse ele, ele lembraria do meu rosto, será que eu mudei? Ele também esta muito diferente. Por que eu estou pensando que ele realmente é o meu Eunwoo?
Entro em meu apartamento as pressas e vou direto para o chuveiro, um banho bem demorado vai me ajudar a botar meus pensamentos no lugar.

-Se ele for mesmo o Eunwoo, o que eu devo fazer? Me explicar? Esperar ele perceber?... Agora eu lembrei, ele esta fumando e bebendo?!! Tal pai tal filho. Aish por que eu estou falando como se ele fosse o Eunwoo? Não faz sentido, não é ele. -Falo sozinha, posso parecer estar ficando louca falando sozinha mas faço isso sempre. Saio do banheiro e sinto um cheiro de... Arroz queimado?. -Mas eu não fiz nenhum arroz hoje... Deve ser o vizinho. -Dou de ombros e vou até o guarda roupa e boto uma roupa "confortável" e vou para a sacada com meus livros.

Quando finalmente vou estudar, ouço batidas na porta. O mundo conspira contra mim.

-Aish, qual é? -Vou ate a porta pisando firme e abro a porta, deixo bem visível minha cara de irritação mas logo ela é desfeita. -O que houve?

-Então... -Dongmin diz sem graça. -Queimei o arroz...

-Ta, e daí?

-E o apartamento também. -Ele diz e eu fico incrédula.

-Como alguém consegue tocar fogo no apartamento com um simples arroz? Aigoo.

-Eu não sei fazer essas coisas ta bom?! E eu não vim aqui pra receber bronca não.

-Então o que quer? Quer arroz?

-Quero... É... -Ele parece escolher palavras pra falar.

-Desembucha logo. -Digo impaciente.

-Posso ficar com você ate que resolvam o problema? Não quero depender do meu pai. -Ele pede e eu fico pensativa.

-Eu devo? -Digo dando passagem para ele entrar. -Não pense que vai ser de graça.

-Vou te pagar. -Ele diz entrando.

-MAS... Vou impor regras e elas deverão ser cumpridas, ok?. -Digo e ele concorda. -Primeiro, nada de cigarro. Segundo, nada de bebida. Terceiro... Vou pensar em um terceiro.

-Okay "omma". -Ele diz se sentando no sofá.

-Aish, não me chame assim. Você costuma ser falso assim? -Pergunto indo para a pequena cozinha daqui.

-Não. É que quando preciso de alguém sou assim mesmo. -Ele diz sínico e reviro os olhos. -Aliás, qual o seu nome? -Ele pergunta e fico receosa de falar, não sou de mentir.

-É... (S/N).


Notas Finais


Todos os trechos de músicas são da banda Three Days Grace, o nome da música vai estar sempre no título do capítulo.
E DESCULPA MAIS UMA VEZ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...