História I Hate (Love) Cats - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai
Tags Chanbaek, Dia Das Crianças, Hate Cats, Lemon, Menção Kaisoo, Mpreg, Para @psychomisuzu, Yaoi
Exibições 1.281
Palavras 1.202
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Escolar, Ficção, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oii meus amores!

Eu sei que eu não respondi os comentários do cap passado, mas wu tenho estado muito cansada, trabalhando doze horas direto, meu corpo lateja. Eu não queria demorar mais e então estou aqui.

Mas não deixem de comentar nesse também, ok?!

Boa leitura!!

Capítulo 3 - Terceiro Ano


Fanfic / Fanfiction I Hate (Love) Cats - Capítulo 3 - Terceiro Ano

Baekhyun sorriu e rapidamente me deu um selinho.

— Eu li que fazemos isso quando gastamos de alguém, eu gosto de você. — sorri e dei vários beijinhos em suas bochechas.

— Então vamos dormir bebê. Só não... — me deixe mais com esses sentimentos estranhos...

Capítulo Três - Terceiro Ano.

XXXXXX

Eu nem consigo acreditar que eu mal pisquei meus olhos e Baekhyun já estava tão crescido.

Dizem que depois de chegar a sua puberdade ele fica assim durante anos, até que seu tempo se esgote e ele passe a envelhecer novamente e... prefiro nem pensar sobre essas coisas. Mas enquanto eu levei uma eternidade para chegar aos meus vinte anos, Baekhyun já está em seus doze.

Mais um ano e ele chegava aos benditos dezesseis, e em seus dezesseis passará a maior parte de sua vida.

Baekhyun era tão fofo quando pequeno, mal consigo acreditar que ele está chegando a adolescência ostentando uma rebeldia que nem eu tinha nessa idade, e que não tenho até hoje, Mesmo o com todas as merdas que já fiz em minha vida.

— Baekhyun, vem tomar café, você tem que ir para esola.

Chamei e logo avistei meu gatinho. Este que vestia uma calça preta rasgada nos joelhos juntamente com uma regata preta colada, uma blusa listrada vermelha e uma gargatilha também preta. Seus olhos estavam delineados com um risco fino feito por delineador e ele apenas pegou uma maça de sobre a mesa.

— Estou sem fome.

— Você sempre diz isso, acho bom sentar nessa mesa e comer! — falei bravo e sorriu.

— Você não é meu pai Chanyeol, não pode ficar me dizendo o que fazer. — deu uma mordida na maça e jogou a mochila nas costas.

— Baekhyun...

— Eu tenho que ir para a escola, mais tarde a gente se fala. — ele simplesmente me deu as costas e saiu de casa como se fosse o dono da razão e isso me enchia de raiva.

°°°°

Aquele era meu dia de folga do trabalho, então apenas fiz o almoço e fiquei sentado no sofá, de braços cruzados, esperando Baekhyun chegar.

E muito depois do que deveria, ele chegou, rindo de qualquer coisa e chupando um pirulito muito maior que sua boca.

— Por que demorou tanto a chegar? — perguntei bravo e ele deu de ombros.

— Tinha umas coisas pra fazer.

— Assim não tem como nós cotinuarmos Baekhyun, ou você me respeita ou...

Você vai me jogar fora... — disse baixinho com a voz meio embargada — Eu sabia que um dia isso ia acontecer, que você espraria eu crescer e ia se livrar de mim como se eu nunca tivesse sido nada na sua vida e-

— Do que você está falando peste?

— Não é o que você vai fazer? Me mandar pra fora de casa?

— Não, eu vou te pôr de castigo! Tsc, onde você anda com a cabeça? — balencei a cabeça negativamente e levantei do sofá — Vamos jantar, já que você não chegou para o almoço e se dessa vez não comer... aguarde as conseguencias moleque, além disso, agora eu vou levar e buscar vocẽ da escola, tá de castigo. — disse autoritário e fui para a cozinha.

°°°°

Depois do jantar e de ficar um tempo na sala vendo TV, tomamos banho e Baekhyun deitou-se na cama comigo como a muito tempo não fazia.

Eu não estava prepardo para esse tipo de coisa, se soubesse que ele afundaria a cara em meu peito e ia dormir todo enrolado a mim, eu teria pelo menos vestido uma blusa.

Fiquei acariciando seus cabelos e sentindo seu rabo mexer suavemente por sobre a minha perna, achei que ele já estava prestes a dormir quando, do nada, Baekhyun acariciou meu peito e começou a chupar meu mamilo feito bebê, parei com o carinho e olhei para seu rosto, ele estava de olhinhos fechados, chupando meu mamilo do mesmo jeitinho que um bebê recém nascido faz.

— O que pensa que está fazendo moleque.

— Os garotos mais velho da minha escola estavam dizendo que dá pra chupar um homem que também sai leitinho. — disse nocentemente piscando os olhos varias vezes.

— Ah, mas então tem que chupar... Q-quer dizer... Isso não é verdade Baekhun, e se ele disserem pra você chupar pra eles provarem, nega e saí correndo.

— mas...

— Nega e sai correndo, eu disse.

XXXX

Na manhã seguinte Baekhyun ainda me olhava estranho enquanto tomava seu café da manhã, me deixando louco com seu olhar de possivel reprovação.

Assim que terminei o café, peguei nosso capacetes e o chamei, pegando sua mochila e dando para que ele colocasse em suas costas assim que estavamos os dois na moto — meu mais recente bebê.

— Não queira descobrir sobre leite e... nem chegue perto desses imbecis. — disse quando chegamos e dei um beijo em sua cabeça — A tarde venho te buscar e podemos jantar no retaurante que quiser... Já que não vai poder sair com amigos por um tempo...

— Você é estranho demias. — fez uma careta — Não lembro porque eu gotava tanto de você há um tempo atrás.

— Bons tempos aqueles em que você era pequeno, meigo e fofo.

— Não enche. Te vejo a tarde. — me entregou seu capacete e arrumou a mochila nas costas entrando na escola.

XXXXX

Não enche... quem ele pensa que é?

Ele ta se achando crescido demais pra mim! Eu estou com odio desse garoto! Ele vai receber tanta palmada quando chegar em casa! 

Quer saber... ele não merece comer comida mexicana, uh-uhn não merece, castigo vai fazer bem a ele.

Moleque insolente, abusado!

Ele vai ver quando chegar em casa... aquela bundinha vai ficar vermelha e não quero um ai depois... aaah, idiota!


Idiota sou eu de pensar que faria algo que não fosse encher aquelas bohechas de beijos. Tsc.

Eu mal consegui trabalhar naquele dia, o tempo inteiro preocupado com Baekhyun e aqueles seus colegas pervertido que queram dar leite para ele. Meu gatinho não pode beber leite daqueles nojentos.

E foi com esse pensamento que saí correndo do trablho e subi em minha moto, indo para escola de Baekhyun e parando em frente ao portão, fiquei escorado na moto esperando ele sair da sala.

E quando ele estava vindo para o pátio, muitos outros garotos estavam atrás, cheirando seu pescocinho lindo e tentando passar a mão no meu Baek.

— BAEKHYUN! — chamei bravo e ele abaixou as orelhas vindo em minha direção — O que esses garotos estavam fazendo? 

— Cheirando meu pescoço. — respondeu simplista.

Franzi a testa e puxei Baekhyun para mais perto, cheirando seu pescoço e constando que tinha um cheiro bem gostoso ali, um cheiro não de perfume, mas... seu. Ele estava com cheiro que me fazia querer ficar ali pra sempre.

— Para com essa coisa estranha. — me empurrou e limpou o pescoço que eu nem notei ter lambido.

— Que cheiro é esse?

— A professora disse que é coisa de gatinho. Que meu corpo está se preparando para minhas tranformações e que quando eu estiver adulto eu vou ter esse cheiro sempre que precisar ficar com um gatinho.

— Como assim?

Ele deu de ombos e subiu na moto.

Como assim... ficar com um gatinho?


 


Notas Finais


Espero que tenham gostado!!!

O próximo é o último cap, entak vou demorar um pouco, já que dói o core acabar um fic que foi tão amada por vocês em tão pouco tempo!

Qualquer coisa sem onde me encontrar!

Bjooos ^.~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...