História I hate loving you - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jennie, Suga
Tags Drama, Sobrenatural, Violencia, Yoonnie
Visualizações 119
Palavras 1.289
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Hentai, Sobrenatural, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oiisss meus anjus, tudo com com vocês? mais um capítulo :') EU ADORO EU

Enfim...

Perdoa os erros heueheueu

Tradução do capítulo: "Segredos"

BOA LEITURA BB

*Leia as notas finais*

Capítulo 2 - Secrets


Fanfic / Fanfiction I hate loving you - Capítulo 2 - Secrets

— Certo, pode se sentar. - A professora diz, me tirando dos pensamentos e possibilidades horríveis.

Sento-me em meu lugar e a professora me olha estranho.

— Com a sua dupla, senhorita Kim. - Ela diz e eu suspiro fundo antes de me levantar e sentar ao lado do garoto de cabelos pretos e bagunçados que o-deixava fofo, coisa que certamente ele não era.

— Prazer, meu nome é Jennie e..

Não me importo. - Ele diz me imterropendo e me olhando sério.

Engoli em seco e fiquei quieta.

Pelo jeito ele era assim com todos.

(...)

Em todas as aulas tentei ignorar sua presença ali, porém era impossível, ele fazia um batuque com o lápis irritante.

— Você pode por favor parar com isso? - Aponto a cabeça para o lápis.

— E se eu não quiser? - Ele responde sem me olhar, ainda batucando o lápis na mesa.

Pego o lápis de sua mão, colocando-o na mesa.

— Você tem problemas? - Ele me olha e seu olhar me dá medo, então apenas me calo, prestando atenção na aula, que estava acabando.

O professor passa mais algumas coisas no quadro e então eu copio, e fico quieta.

O sinal bate e o professor nos libera, saio da sala com as mochilas nas costas.

Olho algumas pessoas e coço meus olhos, eu acho que estava paranóica ou algo do tipo, uma garota estava com os cabelos em chamas.

Saio da escola correndo, andando pelas ruas, preocupada com o que eu acabei de ver.

O que era aquilo? Era realmente fogo?

De cabeça baixa, distraída bato de frente com alguém, derrubando alguns livros que estava na mão do garoto.

— Me desculpe. - Digo me abaixando, tentando pegar o livro no chão, porém ele é mais rápido e pega o livro.

— Tudo bem. - Ele sorri e seus olhos ficam em linhas perfeitas, o-deixando com um ar fofo. — Prazer, Park Jimin.

— Prazer. - Sorrio. — Jennie... Jennie Kim.

— É nova aqui Jennie? - Ele diz caminhando e eu o-acompanho.

— Sou, e você? - Pergunto.

— Não, sou daqui a um tempinho já. - Ele diz novamente mostrando seu sorriso perfeito.

— Me diz uma coisa? - Digo pensativa.

— Diga Jennie.

— Todos são idiotas assim mesmo? - Falo baixinho e ele ri.

— Não, ninguém é idiota. - Ele diz ainda rindo.

— E por que são assim... Tão.. misteriosos? - Pergunto confusa.

— Eles não são idiotas, apenas escondem segredos. - Ele pisca e eu olho para baixo.

Quando olho novamente para cima ele não estava lá, mas que porra que aconteceu?

Resolvo ignorar... Eu realmente precisava ficar sozinha.

(...)

Depois de ficar alguns minutos andando, acho um parque abandonado e me sento na grama, colocando minha mochila e apoiando minha cabeça lá.

(...)

Abro os olhos... eu havia dormido? O que deu em mim? Olho em volta e não havia ninguém... Porém eu tinha medo de ficar sozinha na escuridão.

Me levanto colocando minha mochila nas costas e saindo do parque.

Era noite, mas eu não sabia que horas eram.

Apenas ando pelas ruas, olhando pro lado e observando a rua vazia.

Escuto passos me seguindo e começo a tremer de medo e frio.

Mas que porra, por que eu havia dormido? Arrependimento é foda.

— Fique parada. - Um homem de aparência madura aparece, me assustando por completo.

— P-por f-favor, e-eu não t-tenho n-nada. - Gaguejo, deixando a vista meu medo.

— Hm, olha o que temos aqui. - Ele diz me olhando por completo e uma mulher do nada aparece, o que estava acontecendo?

— Boa caça MoonBin. - Ela diz rindo me dando medo. — Será uma ótima ajuda no nosso clã.

Os dois riram, seguindo em minha direção.

Mais trêmula que eu estava? Impossível.

— Se encostarem nela... - Ouço uma voz grossa. — Eu acabo com sua filha Hyuna.

Então era esse o nome da vadia que estava me colocando medo.

Fico surpresa ao ver que quem estava ali era Yoongi.

A mulher se assusta, sussurrando algo para o tal MoonBin e sumindo como fumaça.

— Yoongi, me explica o que acabou de acontecer. - Me aproximo dele. — Por favor.

Imploro e ele parece pensar.

— Esse é o nosso segredo Jennie. - Ele diz me olhando, ainda com seu olhar frio. — Nós todos somos de alguma espécie.

— E o que eu tô fazendo aqui? - Digo e ele me olha confuso. — Eu sou humana, eu não sei de nada sobre vocês.

Ele nega e agora quem o-olha confuso sou eu.

— Você é uma sereia, Jennie. - Começo a rir alto mas ele tampa minha boca. — Para de rir alto porra, está louca?

— Se falar mais uma vez assim comigo eu vou embora. - Digo séria.

— Pode ir, não me importo. - Ele cruza os braços.

Dou um passo e olho a escuridão que estava.

Volto para trás com medo e ele ri, era estranho olhar ele rindo, raramente isso acontecia.

— Então... como sabe que sou dessa "espécie" ? - Falo voltando ao assunto e fazendo aspas com o dedo.

— Vamos caminhando e eu te falo. - Assenti e começamos a andar, em direção a minha casa. — Eu sei porque... Digamos que eu sou muito "esperto".

Paro de caminhar.

— O que foi? - Ele me olha estranho.

— Pode passar sabichão. - Dou espaço para ele. — Google do cacete, passa aí dicionário, rei das bruxarias.

— Uau, você tem o humor forte né. - Ele diz e volta a caminhar e eu o-acompanho novamente.

— Sim, fui especializada nisso, anda, me diz meus poderes. - Bato em seu braço de leve.

— Você não pode entra na água em público, a não ser que queria passar vergonha... De sua preferência.

— Agora tudo se liga. - Digo com algumas memórias vindo em minha mente.

Flashback on

— Mamãe, por que eu não posso ir pra praia com tia Lee? - Faço um biquinho, emburrada.

— Jennie, eu já disse, você não tem roupa pra ir para a praia. - A mesma repete sem paciência.

Flashback off

— O que se liga? - Ele diz me tirando das memórias.

— Minha mãe nunca deixava eu sair para água... mas... mas Yoongi..

— O que foi? - Ele pergunta observando todos os meus movimentos.

Me viro para ele, segurando seus ombros.

— Minha mãe sabia disso tudo? - Arqueio as sobrancelhas.

— Provavelmente sim. - Ele se solta, continuando a caminhar.

Chegamos até minha casa, ele para na frente dela, me deixando na porta da casa.

— Obrigada por me salvar, Yoongi. - Sorrio agradecida, porém ele continua sério.

— Tchau. - Ele acena e some da minha visão.

Mas que porra... Além de falar obrigada nem um "de nada" eu recebo.

Realmente ele tem problemas... só pode.

Entro na casa, fechando-a rapidamente.

Eu morava com minha vó, porém ela não vive em casa, como agora estou morando no internato, raramente apareço aqui, eu só queria ficar um pouco só, então subo as escadas, abrindo meu quarto e respirando o ar livre que ali havia.

Fecho a porta, trancando a mesma, coloco a mochila no chão, e pego meu pijama e uma toalha, correndo para o banheiro.

Retiro minhas roupas, e ligo o chuveiro, entrando no mesmo, repensando sobre tudo o que aconteceu.

Eu sou uma sereia, mas espere, eu estava na água e não estava acontecendo nada, provavelmente Yoongi havia me contado coisas que ele acreditava que eu era.

Comecei a rir sozinha mas parei e... O que Yoongi era?

Minha cabeça estava mais confusa do que já era.

Olho minhas mãos e meus dedos já estavam fazendo dobrinhas de ficar tanto tempo no chuveiro.

Desligo o mesmo, me enrolando na toalha e me secando, visto minhas peças íntimas e depois o pijama.

Seco meu cabelo e penteio o mesmo, volto para o quarto, deitando na cama e fechando os olhos.

Tentando pelo menos dormir, minha cabeça estava toda confusa, e eu acho que pior não ficaria.

Você não precisa ser a minha amada para me chamar de amor

Eu nunca estive aqui, não há imprensa, isso não é serio.

(Company - Justin Bieber)


Notas Finais


O que estão achando da fanfic hmmm? Adoro ler opiniões e isso me motiva muitoooo a continuar rsss.

Vamos aos agradecimentos rss

Muito obrigada pelos favoritos, sério ♡♡♡

Obrigada também @HeyDreew por fazer essa capa tão maravilhosa sz

As leitoras que comentarem, ganharam dedicação a cada capítulo.

Obs: não estou obrigando ninguém, NINGUEM, a comentar.

❣ Capítulo dedicado à:

👑 RuhBiih
👑 AnnaCat
👑 Armyzando0202

Kisses e até o próximo capítulo.
~Nessa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...