História I Hate Me - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 38
Palavras 335
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ficção
Avisos: Suicídio
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Quem sentirá minha falta?


Fanfic / Fanfiction I Hate Me - Capítulo 1 - Quem sentirá minha falta?

Sento-me em minha cama, pego a lâmina e começo a marcar, em meu pulso, vários cortes, já havia virado minha rotina, aqueles cortes, de alguma maneira, me faziam bem por dentro...

Peguei meu celular e entrei naquela página que eu tanto amava, havia mais um texto para mim, cada um daqueles textos falavam um pouco da minha vida, eu me surpreendia. Rapidamente comecei a ler, era assim:

" 'E se eu não estiver mais aqui, quem sentirá a minha falta?'

Pensando bem, nunca ninguém se importou comigo, isso me leva à pensamentos, e se eu não estiver mais aqui, quem iria sentir minha falta? 

Imagine as lágrimas de sua mãe sendo derramadas em seu rosto, os gritos de desespero, o sentimento de culpa da sua mãe 'Eu não cuidei dela direito, era a minha filha... Filha, eu te amo, não me deixe, por favor...".

De repente, a diretora, aquela que tanto brigava com você, de cabeça baixa, entrasse na sala de aula e  começasse a explicar tudo que havia acontecido...

O garoto que tanto zoava com você iria botar a culpa nele mesmo, era ele, tudo culpa dele, ele não devia ter te magoado tanto, não era para ser assim...

Aquelas pessoas que, segundo você, não te davam bola, começariam a se culpar, seria tudo diferente para elas...

Os seus professores que tanta notas baixas te davam, completariam dias de falta, deixando cair nos chãos de sua casa, lágrimas de dor, lágrimas de culpa

Aqueles tios e tias que te davam tanta atenção, que te davam tantos apelidos, nada seria a mesma coisa para eles

Largue essa lâmina e sorria, mesmo que seja quase impossível de acreditar, um dia você verá que a felicidade sempre esteve abaixo do seu nariz"

Sorri, deixei a lâmina em uma gaveta e me dirigi até ao banheiro, pegando de lá um pedaço de algodão, limpando, calmamente, o sangue que ainda estava em meu pulso

Abri a torneira e observei a água caindo dentro da pia, após alguns segundos, deixei minhas duas mãos em forma de concha e lavei meu rosto



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...