História I Hate My Heart - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias Kuroshitsuji
Personagens Aleister Chamber (Visconde de Druitt), Alois Trancy, Ciel Phantomhive, Claude Faustus, Elizabeth Midford, Grell Sutcliff, Ronald Knox, Sebastian Michaelis, Undertaker, William T. Spears
Tags Aleisterxalois, Claudexalois, Dois Personagem Original, Grell Sutcliff, Grelliam, Lizzyxalois, Lizzyxciel, Romance, Sebasciel, Undergrell, Violencia
Exibições 35
Palavras 1.766
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Sumi, e peço desculpas... Mas voltarei mais tarde ❤ Boa Leitura.

Capítulo 34 - Suicide Run.


   
Alois penteava os cabelos de Lizzy, Lizzy olhava para a penteadeira, olhava para seu novo penteado, um penteado diferente e ousado, Lizzy trajava um lingerie vermelha com detalhes pretos, usava saltos, quem olhasse para mesma a confundia com uma prostituita.

-Prontinho.-Fala Alois.
    Lizzy se levanta e Alois a conduz até a cama e a coloca deitada. O loiro tira a roupa ficando nu.
"Prepare os ouvidos e controle sua raiva, Claude Faustus."-Pensou Alois.
     Os loiros fazem sexo, no local, a mansão inteira ouvia os gemidos e gritos da loira. 

                 Grell Sutcliff.
  
                 *Dias Depois*
    Grell sentia pouco a pouco seus movimentos voltar, seus dedos se mechiam e para Undertaker aquilo já era um avanço. 

                  Ciel Phantomhive
    
    Ciel andava pensativo em relação a Lizzy, e após o ataque que a Grell teve, Sebastian se recuperou rapidamente, porém Ciel percebia que o Akuma andava pensando sobre a Grell, e tentava ligar algum ponto com a Lizzy, porém Sebastian não conseguiu entender nada.

     Ciel andava confuso e preocupado, sentia que as coisas podiam dar errado, e iria piorar mais e mais. 
     Ciel estava em seu quarto pronto para receber Sebastian, queria esquecer os seus problemas...e qual é a forma melhor de esquecer tudo? Nos braços do seu amado Akuma.
      Sebastian chega ao quarto do pequeno, Ciel já estava pronto e arrumado, apenas esperando o mordomo. Sebastian chega para Ciel logo beijando o pequeno, Sebastian sentia que seu boccham estava quente, o mais novo dava beijos apaixonantes.
     Os beijos começaram a esquentar, Sebastian desceu os beijos, até o pescoço do jovem conde, beijando, chupando, e mordendo o pescoço e a clavícula do menino. Ciel se sentia quente e "duro", o akuma tirou o "vestido" do menino, e começou a beijar o peitoral branco do menino, Ciel dava esparmos de prazer, o mesmo cravava suas unhas pequenas na pele do mais velho, fazendo-o sangrar.
        Sebastian foi até os mamilos do menino e mordia e beliscava, fazendo o Ciel ter esparmos de prazer, o mais velho foi descendo os beijos, indo até o membro do mais novo, o masturbando ali, Ciel gemia por mais.
-S-Sebastian... Han ha, te quero den-dentro de mim.-Gemeu o mais novo.
       Sebastian colocou dois dedos dentro de sua boca e começou a chupar até ficar bem lubrificada, Ciel abriu as suas pernas deixando visível sua entrada rosada, Sebastian acariciou o local, e penetrou o primeiro dígito, Ciel gemeu de dor, Sebastian esperou o mais novo se acostumar, e colocou o segundo, Ciel estava se acostumando com a dor, apesar de não ser mais virgem, o mesmo havia passado muito tempo sem transar, e além do mais o membro do mais velho era muito maior do que o mais novo imaginava.
     Sebastian começou o vai vem com os dedos fazendo o mais novo gemer.
-Eu quero você, e não seus dedos!-Gemeu Ciel alto.
       Sebastian sorriu malicioso, e abriu mais as pernas do mais novo se encaixando, e sem aviso nenhum, penetrou o jovem conde, fazendo o mesmo berrar não só de dor mas também de prazer, Sebastian esperou alguns minutos e começou a estocar, o pequeno conde gemia palavras desconexas e pedindo por mais.
       Ainda na mansão Finny acorda assustado, pelo grito. O loiro olha para a cama ao lado e ver o Bard dormindo, o loiro mais novo desconfiava de algo, o mesmo calçou os chinelos e pegou a vela, e saiu indo em direção ao quarto do pequeno conde, Finny seguia o corredor devagar, o som ficava cada vez mais altos, Finny se aproxima do quarto do conde, e abre a porta lentamente, se deparando com a cena mais "horrenda" do mundo para o jovem Finny...

-Sebastian...-Sussurrou o pobre menino que via o que acontecia.
   
       Ciel estava por debaixo de Sebastian e gemendo de prazer e de olhls fechados, enquanto o mais velho estocava o mais novo, a aurea de Sebastian era forte e muito maligna, o mais velho estava quase voltando a sua forma humana. Ao perceber que Finny iria chegar, tentou parar, mas era quase impossivel, desde então ocorreu o esperado, Finny já estava a sua frente horrorizado, Ciel ainda estava gemendo de prazer e pedindo por mais, o mais novo estava de olhos fechados e o mesmo não sabia o que acontecia em sua volta.
       Finny correu, saindo do cómodo chocado com a cena que acabou de ver, o mesmo foge, o mais novo vai a cozinha e sai, o mesmo fugia da mansão correndo pela floresta, o vento gélido batia em seu rosto, o mesmo estava com medo, medo do mordomo, medo do mordomo a qual admirava, nunca imaginou que o mordomo a qual admirava fosse um Demônio.
       Sebastian conseguiu atingir o orgasmo, após sair de dentro de Ciel, o mesmo se olha no espelho e ver sua real forma, Ciel abre os olhos e se depara com Sebastian em sua real forma, o mesmo sentiu medo pela primeira vez do seu amante, Sebastian respira fundo e cinsegue aos poucos voltar a sua forma humana.

-O que aconteceu?-Pergunta o mais novo.
-Perdi o controle, e Finny nos flagrou.-Responde o mais velho.
-O que? Onde está o Finny?!-Pergunta o Ciel com os olhos arregalados.
-Ele fugiu Bocchan.-Fala Ciel.
-Você o deixou fugir!!!-Exclama Ciel irritado.
-O que você está esperando, corra atrás dele.-Fala Ciel.
-Já é tarde Bocchan, o Finny já foi até a rainha, e incluse já contou sobre o ocorrido.-Fala Sebastian com uma paciência.
  Ciel aproxima do mordomo e dá um tapa na sua cara, o mesmo estava desesperado, Sebastian, arruma as malas de Ciel rapidamente.
-Vamos, ele estão próximos.-fala Sebastian.
-Onde iremos?-Pergunta o mais novo, sentado sua cama.
-Para minha casa. -Responde Sebastian.
        O mesmo se arruma em instantes e veste o mais novo, e sai do quarto se deparando MeiRin.
-Jovem mestre, tem um monte de pessoas aqui querendo matar o senhor, eu e o Bard não iremos segurar a tempo!-Fala Mei Rin, com seu pijama apavorada.
-Não tem problemas. Eu e Ciel iremos deixar a mansão, se cuidem.-Fala Sebastian simples com Ciel em seus braços.
-M-mas o que? -Gagueja Mei Rin.
       Sebastian abre uma janela e dá um salto, Ciel vê o monte de pessoas aglomeradas na porta da mansão a fim de arromba-la. Sebastian abre um portal invisível e sai junto com Ciel de volta pra sua casa.
      
          Enquanto isso em Undertaker, Grell já sabia mover suas pernas, o prateado a ajudava em sua recuperação, ajudando-a a andar pelo local, por passar tanto tempo em coma, Grell parecia um bebê ainda a apredendo a andar, não estava sendo fácil, Grell apenas sabia andar, a mesma ainda não sabia movimentar os braços, o loiro visitava a ruiva, dando apoio e ajuda a mesma.
      Alois ficava muitas vezes com Lizzy, e percebeu que Claude nunca ficou com ciúmes ou raiva, e isso enraiveceu o loiro,  o mesmo resolveu dar um fim na loira, iria descarta-la.  Alois chamou Lizzy que por sua vez não mantinha uma postura madura, como também agora se comportava como uma adulta, o mesmo a levou para um porão.
-Sabe Lizzy, você ficou sabendo o que aconteceu hoje pela madrugada?-Perguntou Alois sentando-se em uma velha cadeira.
-Não... O que houve?-Perguntou Lizzy.
-O Ciel... O seu amado Conde Ciel Phantomhive, foi pego no flagra em uma relação íntima com o seu mordomo o Sebastian Michaelis.-Disse Alois abrindo um sorriso maldoso.
-Não... Não é possivel! Você contou?!-Disse Lizzy brava.
-Eu? Eu tava dormindo, acabei de receber a notícia.- disse Aloid jogando o jornal no chão na frente da loira.
      Lizzy pega o jornal e lê a seguinte manchete: "Conde Ciel Phantomhive foi acusado de ter relações sexuais, nessa madrugada!"
       E no jornal tinha uma foto preto e branco da mansão cercadas por soldados da rainha e pessoas fiés a mesma, com tochas, e objetos de tortura.
-Quem fez isso?-Se perguntou a loira.
-A "denúncia" foi feita por um dos empregados do Ciel, o mesmo falou que ouviu barulhos estranhos vindo do quarto do conde, e foi lá ver, e acabou vendo Ciel e Sebastian numa cena um tanto que íntima. Hum!-Disse Alois ainda com um sorriso maldoso.
-Não... Isso é mentira, isso não é verdade! DIGA QUE ESTÁ MENTINDO!!!-Gritou Lizzy pegando Alois pelo casaco e sacudindo o mesmo.
-A notícia está ai, acredite você ou não.-Disse Alois, tirando as mãos da loira de si, se levantando e saindo do cómodo, deixando Lizzy sozinha.
    Lizzy caiu no chão ao ser afastada do loiro, a mesma pensava quem fez isso com Ciel e quem foi os empregados, Lizzy estava desesperada, se sentia culpada pelo ato que não foi seu. Lizzy se levantou, ela precisava de ar, ou melhor... Ela necessitava da morte. Lizzy sai da mansão do loiro desesperada e vai até o um bosque, a mesma corria, corria na tentativa de fugir de seus pensamentos suicidas.
-Está se realizando!-Dizia Lizzy correndo.
-A "prófecia" está se realizando.
         A mesma viu um penhasco, daquele penhasco dava ao mar, Lizzy pelo desespero e pela "prófecia" corria com certas palavras sendo ditas.
-Ciel, me perdoe, eu prometi que não iria contar, me perdoa.-Dizia Lizzy chorando e correndo.

         A mesma não parou, não resitou e muito menos olhou para trás, correu até atravessar o penhasco e cair dentro da água e morrer afogada.

      Enquanto isso Ciel via uma escuridão junto com Sebastian, o mesmo sabia que de qualquer forma iria para o inferno, ele não temia, por saber que Sebastian estaria consigo, o problema era quem estava por lá.

-Onde estamos?-Perguntou Ciel. Sebastian nada respondeu.
    Ambos estavam caminhando em meio a uma densa escuridão, de repente Ciek houve barulhos de correntes se arrastando, e passos de pessoas, Ciel ouvia um choro baixinho, e risadas estranhas, correntes arrastavam, Ciel começou a sentir mãos sobre si, aquilo era um pesadelo para Ciel, as risadas baixas não paravam, eles ouvia gemidos baixos de dor, e choro.
-Sebastian!-Chamou Ciel. Sebastian nada respondeu.
         Ciel estava sentido medo pela segunda vez, ele sentia algo lhe tocando, o mesmo estava apavorado e assustado, queria gritar e fugir dali. De repente tudo cessou, não ouvia-se vozes, nem sons de correntes. De repente Sebastian para de andar, então Ciel ouve um barulho alto de algo destrancando, e depois disso Sebastian volta a andar, o lugar era mais escuro, sentia uma aurea muito negativa no lugar, Ciel trancou a respiração.

       Sebastian novamente para de andar, e o silêncio se faz, Sebastian deita Ciel em algo mácio e fofo, Ciel sentia-se como um cachorro com medo, ele não queria sair dos braços do seu amado.

-Relaxe, você está seguro.-Falou Sebastian pela primeira vez que entrou no local.

-Aqui é o inferno?-Perguntou Ciel.
-Sim.-Disse Sebastian abrindo um sorriso malicioso.


         

  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...