História I hate that I love you (Long-imagine Jungkook) - Capítulo 7


Escrita por: ~ e ~bruna_ph

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jungkook, Taeyoonseok, Vhope Yoonseok
Exibições 94
Palavras 1.646
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


◇E aí, povo >< I'ts been a looong day, without you my friend ;u;
Finalmente mais um capítulo. aproveitem 'u'

◆Finalmente acabamos os trabalhos e nossa, tô bem feliz e esse capítulo é tipo.... O começo de tudo tan dan dan daaaaaaan enfim u.u espero que vocês gostem tanto quanto eu amores. Bjos no kokoro

Vlw e boa leitura ><

Capítulo 7 - Blanket kick


Fanfic / Fanfiction I hate that I love you (Long-imagine Jungkook) - Capítulo 7 - Blanket kick

Estávamos os três limpando a sala. Jimin e eu passando pano nas janelas, enquanto Jungkook varria o chão. O clima presente estava mais pesado que chumbo. Era sufocante ficar naquele lugar. Eu só queria cumprir logo minha punição e fugir dali.

Jimin puxa um assunto aleatório comigo e ficamos conversando sobre isso. Mesmo que eu ainda estivesse magoada com ele, não inventaria de cometer o mesmo erro de ignorá-lo, para que depois essa sala acabe se tornando um cenário da Terceira guerra mundial. Durante a conversa, Jimin dirige algumas indiretas à Jeon, que não as retribui. Ele parecia ter ficado bem abalado pelo ocorrido na enfermaria. Apenas gostaria de saber o porque.


-Ai caralho, já são 18:00! - Jimin fala, pegando seu celular - Tenho um compromisso. _____, eu fiz bastante já. Posso ir ? 

-Tá, vai lá - Digo sorrindo e ele retribui, fechando os olhinhos e formando covinhas onde finalizava o seu sorriso. "Jiminzinho e seu eye smile" pensei "Como posso ficar com raiva de alguém tão fofo?"

Assim que Jimin vai embora, escuto Jungkook resmungando. 

-O que foi? - Pergunto indo em sua direção. 

-Nada.

-Ah, fala logo seu chato - Digo rindo, e ficando bem em sua frente, para fazer cócegas em baixo de seus braços. Outra descoberta que havia feito sobre Jungkook: era sensível ao toque, principalmente à cócegas. 

- Seu namorado não gostaria de te ver tocando em outro - Ele fala, revirando a cara e afastando minhas mãos.


- Namorado? - Pergunto confusa, tentando me aproximar do mesmo, mas ele desvia e vai para o outro lado da sala, pegando um pano e um produto de limpeza. 

- Sabe, antes eu estava muito curioso - Ele começa, enquanto limpa a mesa do professor - Do porque você encobria tanto Park Jimin. Mas agora, eu entendo. 

- Do que você tá falando, muleque? - Digo, começando a perder minha paciência - Eu não encobri Jimin, eu apenas o ajudei.

- Ah, então você ajuda ele bastante, né? - Ele fala rindo - Agora mesmo com a limpeza, na hora da briga, quando levou o soco, no "acidente" de química, na...

- P-pera - Falo surpresa, indo em sua direção - Você sabia sobre o negócio de química?

- Você achou que eu nunca ia descobrir que foi seu namorado que armou tudo isso? - Ele fala terminando a mesa, e caminhando/fugindo, até o armários, para espaná-los.

- O Jiminnie não é meu... - Paro a minha fala assim que uma ideia se passa pela minha cabeça, e talvez, ainda por causa do soco, eu acabo revelando-a, sem pensar - Jeon Jungkook...você está com ciumes?

- Ciumes? - Ele começa a gargalhar, me deixando vermelha de raiva e vergonha - Acho que a palavra correta seria... "descrente", ou "enojado". Melhor. "Decepcionado"

- Querido, abaixa a sua bolinha, ok? - Digo irritada, me aproximando de Jeon querendo ele ou não. Respiro fundo, tentando me acalmar - Poxa, a gente tava se dando tão bem...

- Acho que você tá enganada - Ele diz, desviando o olhar de mim - Eu não quero "me dar bem" com alguém tão...sem princípios.

- Uau, quantas palavras bonitas - Falo, prensando ele contra a parede. "Parece que o jogo virou, não é mesmo?" - Quero ver falar tudo isso, OLHANDO PARA A MINHA CARA PORRA.

- Mas tem algo que eu ainda não sei - Ele me ignora, e continua encarando nervoso a janela - O que você ganhou em troca das "ajudas"? 

- Kookie-ah...

- Ah, esquece - Ele ri debochado - Sei muito bem o que ganhou.

- Jungkook...

- Me diz, vocês já foderam no terraço também? 

- JUNGKOOK - Grito e acabo lhe dando um tapa na cara. Ele finalmente me olha, indignado.

- MAS QUE PORRA FOI ISSO? - Ele grita.

- Eu que lhe pergunto! - Falo exaltada - Quem você acha que é para me tratar desse jeito? O que eu faço ou deixo de fazer com Park Jimin não te interessa!

- Ele sabotou a merda do nosso projeto, que foi a causa de todos os problemas que nos aconteceram até agora. Além dele ser um cuzão babaca egocêntrico - Ele diz irritado - Mas mesmo assim você prefere tomar partido dele?

- Ele pode ter feito tudo isso,  e ser um completo idiota - Falo, lutando contra as lágrimas que insistiam em cair - mas ele tem algo que você nunca vai ter. Amor. Ele sabe sentir e transmitir esse sentimento pros outros.

- Você tá dizendo que eu não tenho coração?

- Que bom que entendeu. E mesmo se tiver, com certeza ele é de pedra - Falo e vejo sua expressão ficar sombria. 

Eu havia esquecido as observaçoes mentais número 1 e 5 que havia feito de Jungkook :

1-) "ele deixa suas emoções tão transparentes quanto vidro"

5-) "quando está com raiva, ele não pensa direito e faz o que vier na telha"

Dito e feito. Jeon segura minha cintura com as duas mãos, e me puxa, colando nossos corpos. Seu tronco estava encostado na parede, e seu rosto inclinado perto do meu.

- Que eu saiba - Ele diz, numa voz suave e...um tanto sensual, mas que ainda estava carregada de rancor - Foi esse cara sem sentimentos que fez você ficar toda vermelha, com o coraçãozinho acelerado. Pensa que eu não percebi?

- E-eu...a-aquilo - Fico nervosa mas me recomponho. Não posso me entregar assim, de bandeja, pro inimigo - eu estava vermelha sim...de raiva. Como se eu fosse sentir algo por você. Meu corpo só reage ao Jimin, pois ele sabe como me deixar louca. Ao contrario de você. Nem 10 Jungkooks equivalem a um beijo do Jimin!

...Ah é? - Ele fala sorrindo de um jeito sádico. "Puta merda, falei demais"

Jungkook retira uma das mãos que estavam em meu quadril e a passa por trás da minha nuca, segurando meus cabelos e puxando meu rosto mais para perto do seu. Seus olhos revezavam entre mim e meus lábios. Sua boca estava semi aberta e eu podia sentir sua respiração contra mim. Eu tinha que admitir...ver Jungkook assim, era a visão dos deuses.

Sem mais delongas, ele vai de encontro com os meus lábios, de um jeito brusco. Sabia que isso ia acontecer, era evidente, mas...mesmo assim...Não impedi.

Sua boca se movimentava com luxuria sobre a minha, enquanto seus dedos pararam de brincar com meus cabelos e descerem lentamente, percorrendo as minhas costas e depois segurando firme meu quadril. Me deixei levar pelo prazer do momento e envolvi meus braços envolta de seu pescoço, enquanto o mesmo aprofundava a intensidade do beijo. Ele pediu passagem com a língua e eu permiti.

Sua mão deslizou da minha cintura, parando em minha coxa, acariciando-a e depois apertando a mesma com força. Sentia o calor do seu toque em meu corpo e isso transmitia uma sensação incrivelmente boa. Acabo soltando um baixo gemido com o ato inesperado e Jeon ri. Eu faço um bico devido a sua reação e ele morde meu lábio inferior em provocação. Fico um pouco zangada e faço o mesmo com ele. "Estamos quites" digo baixinho e ele sorri.

Nós finalizamos o ato com alguns selares, então afasto meu rosto e observo Jungkook. Ele estava ofegante e sua boca se encontrava avermelhada por causa do beijo. A mordida que dei fez uma marquinha, deixando seu lábio um pouco mais volumoso. Sua expressão não era mais de raiva e ele parecia ter finalmente percebido o que havia feito, já que estava levemente corado. "Lindo demais...caralho, o que eu faço agora, Senhor?"

...

Aquele era o silêncio mais pertubador que eu já tive a infelicidade de presenciar. Tinhamos terminado de arrumar tudo e eu já estava indo embora, mas Jeon insiste em me acompanhar, dizendo que havia escurecido e era perigoso. "Porque você resolveu ser cavalheiro agora?"

Andávamos a caminho de minha casa, sem trocar nenhuma palavra, quando Tae me liga.

- Meu pai amado Taehyung, te amo - Falo baixo, me distanciando de Jungkook.

- "Também me amo. Então, quando a gente vai começar a preparar as coisas para a festa na sua casa?"

- Que festa? - Pergunto confusa.

"A super party que a gente vai dar no seu lar doce lar, nesse final de semana! Jesus, não creio que você esqueceu"

- Ahh, lembrei. Você não tinha cancelado porque tava bolado demais?- Digo rindo. 

- Eu ESTAVA bolado. Agora tô feliz igual pinto no lixo, e preciso comemorar!.

- Uau, posso saber o porque?. 

Não - Ele diz rindo - Mentira fofa, te conto mais tarde. Preciso ir. Beijos na bunda.

"Não desliga!" foi o que eu quis gritar, mas ele já havia encerrado a ligação. Olho pra Jungkook e ele andava a dois metros de distância de mim, enquanto encarava o chão.  

Sorte que eu não moro longe da escola, então chegamos rápido até minha casa. 

- Hm...o-obrigada, por ter me acompanhado... - Falo tímida.

- Por nada - Ele me responde, sorrindo. Sinto como se um tiro tivesse acabado de perfurar meu coração. 

- Ah, Kookie - Digo, segurando a ponta de sua jaqueta - bem...eu vou dar uma festa aqui em casa, esse sábado... Você... Pode vir se quiser.

- Ok, eu vou ver se posso. Então...Até amanhã - Ele diz e se aproxima de mim. Ele repousa a mão em minha bochecha, enquanto seu rosto estava próximo ao meu. Ele se inclina e depois...

Eu. Entrei. Em. Pânico.

Revirei a cara, recusando o seu beijo e abri meu portão numa velocidade descomunal. Entrei em casa e bati a porta com força. Me encosto nela e fecho os olhos, sentindo minha respiração descompassada e meu coração querendo sair pela boca.

Eu nunca tinha me sentindo assim antes. Nenhum garoto jamais fez meus neurônios entrarem em combustão como Jungkook. Nem mesmo Jimin. 

"Eu beijei ele pela segunda vez e o pior, é que eu gostei"

Penso de novo no beijo e sinto meu rosto queimar e minha pernas falharem. Acabo deslizando as costas pela porta até parar sentada no chão. O meu pior pesadelo havia se tornado realidade


"Eu estou gostando de Jeon Jungkook."


Notas Finais


◇Kiaaaaa, aleluia senhor \0/ É pra igreja aplaudir de pé!!! ROLOU UM BEIJO DECENTE CARAI!!!! É tetraaaaaaaaa!!!!!
E esse será o primeiro de muitos u.u agora ninguém (cof cof bruna) vai me impedir!!! Muahahahahaha - Leemika 🐼

◆ Eu não impedi u.u as ideias são boas (safadas e provocantes) de mais pra eu impedir. Kkkkkk o que atiça o escritor atiça o leitor..... Agr não vou segurar até pq os próximos capítulos serão mais..... Como posso dizer..... Hots - Bruna_ph 🦄

E...estamos de férias!!!! Uhuuuuu!!!
Agora vamos postar regularmente a fanfic pq não temos vida social, e... partiu terceirão >u<

Esperamos que tenham gostado, de coração *-*

Bjs na bunda ♡♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...