História I Hate The Way You Love Me (Imagine Taehyung) - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Rap Monster, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Imagine, Taehyung, Você
Exibições 90
Palavras 991
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá monas, tudo bom? :3
Bom... Não tenho muito o que dizer, então, lhes desejo uma boa leitura!

Capítulo 11 - Por que tão incrível?


Fanfic / Fanfiction I Hate The Way You Love Me (Imagine Taehyung) - Capítulo 11 - Por que tão incrível?

//E (S/N) estava sendo a melhor regra já quebrada em toda a minha vida.//

~ (S/N) - P.O.V ~

Abro meus olhos devagar, esperando encontrar Taehyung ainda dormindo ao meu lado. Mas quando me viro na cama percebo que ele não estava ali, solto um leve bufar com indignação e então me levanto da cama.

Visto algumas roupas do armário, prendendo meu cabelo em um pequeno coque frouxo, fazendo assim meu caminho para cozinha. Estava faminta, tinha apenas comido algumas guloseimas com Tae antes de ir dormir, mas agora, meu estômago implorava por comida de verdade. 

Logo ao entrar na cozinha, vejo alguns cozinheiros preparando algumas comidas totalmente refinadas para os hospedes. Me aproximo lentamente de um dos pratos e então sinto minha curiosidade bater.

-O que é isso? -pergunto, curiosa.

-Pedido do quarto 412. -uma cozinheira responde, gentilmente. -É caviar senhorita, gosta?

Sinto meu estômago se revirar. Comida de alta qualidade não tinha nada a ver comigo, gostava mesmo era das comidas que comia enquanto ainda morava com meu avô. Isso aqui era algo que simplesmente não aguçava meus sentidos.

-Acho que não. -respondo. -Por acaso não teria algo mais... Hum... Comum?

-Você é igualzinha ao Mestre Jimin. -ela diz, sorrindo rapidamente. -Sempre preparamos coisas simples para ele. Provavelmente tenhamos algo reservado ainda.

Ela me leva até a um canto mais solitário da cozinha e então pega alguns ingredientes. Sigo-a de volta até a cozinha e então ela prepara um bom estrogonofe, me deixando animada para saboreá-lo. 

Depois de algumas horas de preparo ela me entrega tudo em um prato, faço meu caminho de volta ao quarto e então passo quase que a tarde inteira assistindo aos meus doramas favoritos, adormecendo em algumas horas, e logo voltando a acordar novamente.

Minha tarde esteva perfeita, via da janela do quarto que a noite estava chegando e consequentemente sinto falta de Taehyung. Era idiota porque eu havia estado com ele ontem e hoje parecia que eu não o via a muito tempo. 

Ouço alguém bater na porta, levanto-me rapidamente da cama e então vou em direção à porta. 

-Estava com saudades. -Taehyung diz, logo me empurrando para dentro do quarto com um abraço forte, me deixando alguns segundos sem ar.

-Opa mocinho. -abraço-o de volta, sorrindo em meio aos seus rápidos beijinhos em meu ombro.

-Desculpa (S/N). -ele diz, afastando-se lentamente. -É inevitável não sentir sua falta.

-Não tem problema idiota. -respondo, abraçando-o calmamente de volta. -Também senti a sua.

-(S/N). -Taehyung se afasta, me olhando seriamente. -Nós precisamos conversar. Mas não aqui, quero te levar para o nosso lugar.

Concordo, meio confusa com seu pedido inesperado, e então saímos do quarto de hotel, fazendo nosso caminho de carro até nosso lugar onde selamos nossa promessa.

______________

Logo quando chegamos, tiro meu chinelos e vou direto em direção a água, molhando meus pés frios na quente água do mar. Era quase inevitável não relaxar com aquela praia calma e sossegada, aquele era o melhor lugar para se acalmar. 

Taehyung põem-se de costas em minha frente, abaixando-se para que eu colocasse minhas pernas em torno de seu corpo, fazendo-o me levantar, comigo em suas costas. 

Nós caminhamos em torno da orla da praia por alguns minutos assim, apenas ouvindo o barulho relaxante do mar, até ele se cansar e me soltar, fazendo-nos então voltar a caminhar na orla, dessa vez um ao lado do outro. 

-Eu fui atrás do meu pai hoje pela manhã. -Taehyung começa, quebrando o silêncio. -Ele e Aiya estão começando a duvidar que nós estamos tendo algo.

-E isso é um problema? -indago, olhando-o atentamente enquanto caminhávamos.

-Sim. -ele responde brevemente.

-Por que? -pergunto. -Eu fiz algo que eles não gostaram?

-Além de ter enfrentado meu pai? -Taehyung diz, rindo consigo mesmo. -Acho que não.

-Pare de caçoar de mim, Kim Taehyung. -respondo, dando breves socos em seu ombro.

-Só acho que deveríamos manter mais cuidado por agora. -ele continua. -Não quero meu pai se metendo em nossas vidas.

-Está tudo bem. -respondo. -Eu compreendo.

Taehyung para subitamente, me pegando levemente pelas coxas e então me levando em direção ao mar, logo à dentro, ele me joga na quente água do mar, me fazendo então correr com velocidade em sua direção. Quando finalmente o alcanço, empurro-o pelas costas, o fazendo cair na água.  

Ficamos por um tempo com nossas brincadeiras, até ele sugerir voltarmos para o hotel, já que estava começando a fazer frio na beira da praia.

______________

Quando chegamos no hotel, tomo um banho rápido e visto um pijama comum, dando espaço para Taehyung ir fazer sua higiene. 

Logo depois de ele sair do banheiro, com insistência faço-o se deitar comigo e assistir à alguns doramas juntamente a mim. No começo ele achou tudo muito idiota, mas logo até mesmo ele começou a apreciar.

Vejo de soslaio Taehyung com toda sua concentração voltada à mim, tirando de si um leve sorriso de lado. 

-Algo está acontecendo? -pergunto, fazendo-o continuar com seu olhar fixo em mim.

-Por que você tem de ser tão incrível, (S/N)? -ele pergunta, sorrindo carinhosamente. 

-Acho que é um de meus dons. -respondo, brincando.

-Sou o homem mais sortudo no mundo, não é para qualquer um ter uma mulher dessas ao seu lado. -ele continua, ignorando minha piada. -Se eu pudesse, lhe agradeceria todos os dias por ter assumido o lugar de seu avô aqui.

-Taehyung... -respondo com leve voz delicada.

-É sério (S/N), é incrível como você mexe comigo mesmo que involuntariamente. -ele diz, ainda com aquele sorriso em seus lábios levemente molhados.

-Me beija. -digo determinada.

Ele me olha com seus olhos levemente entreabertos, ainda sorrindo carinhosamente. Ele calcula cada centímetro do meu rosto, pegando com cuidado em meu queixo, e então me beija, sem pensar mais.

Nosso beijo foi se desenvolvendo com calma e carinho no começo, fazendo-nos sentir nossos lábios se encontrarem com leveza. 

Mas foi absolutamente impossível o clima não ter começado a esquentar depois de nosso beijo incansável.  


Notas Finais


O que será que vai acontecer? c:
Obrigada e até mais c: ❥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...