História I Hate To Love You - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 27
Palavras 1.328
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Esporte, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hi galero, essa é minha primeira fanfic.
Eu passei 84 anos criando coragem para postar... Entãooo, deu nisso. Espero que gostem :')

Capítulo 1 - Begin ~


Fanfic / Fanfiction I Hate To Love You - Capítulo 1 - Begin ~

P. O. V Suyu

Eles estavam se aproximando, mais uma vez, minha respiração acelerou, e meu coração parecia saltar pra fora de mim a cada batida. Eu corri tanto, e mais uma vez estou ao ponto final...

Mais três passos, e eu poderia cair nesse abismo..

Um passo...
Dois passos...
Três... -

–  SUYU, CARALHO – Tinha sido mais um sonho, o mesmo de sempre... Isso é o que menos importa, agora eu teria que me deparar com meu irmão, mais uma vez enfurecido pela minha demora. Ele estava sentado ao meu lado na cama, com uma cara irritada, que eu considero ainda assim a coisa mais fofa nesse mundo

– Onde foi parar sua paciência, Yoongi? – Perguntei a ele, logo, me sentando na cama, me espreguiçando sonolenta

– Quer mesmo saber? – Questiona com ironia

– Pro mesmo lugar que você vai se demorar mais a levantar daí – Respondeu, se pondo de pé, me olhando com um olhar vazio dessa vez

– Pra onde? – Perguntei inocentemente, me colocando de pé em sua frente. Logo, ouvi sua risada sarcástica

– Pra puta que pariu – Yoongi respondeu, indo até a porta do quarto, olhando em minha direção uma última vez

– Se arrume, temos que ir pra aula – Ditou, fechando a porta

– MIN YOONGI! – Gritei, e ele abriu a porta de novo, me olhando espantado e quase com uma interrogação na testa. Eu corri até ele, e o abracei, ele, relutante, me retribuiu, e eu senti ele deixar um beijo na minha testa com carinho. Então, me soltou, e olhou-me uma última vez com cautela, fechando a porta de novo.

Era sempre assim, ele precisava apenas de um pouco de carinho, para que pudesse deixar essa raiva de lado, ele nunca quer acordar pra aula mesmo, e fica nesse mal-humor pra me acordar.

Então, após tomar um banho rápido, vestir minhas roupas, passar uma maquiagem bem básica, e tentar dar um jeito no meu cabelo, saí do quarto e desci as escadas, seguindo para a cozinha. Encontrei meu irmão sentado no balcão, tomando algo, que suponho que seja leite

– Aleluia. Come alguma coisa e já vamos sair – Ele disse, tomando impulso para descer do balcão

– Vou me arrumar, tenha terminado quando eu voltar, Suyu – Avisou apenas, saindo da cozinha, indo até seu quarto, suponho

Decidi apenas tomar algum suco qualquer que eu ache na geladeira, não estava com fome alguma, e minha vontade de cozinhar era menor que zero. Me dirigi à geladeira, a abrindo, dando de cara com diversas coisas, que eu não queria. Apenas peguei o suco de limão e fechei novamente a porta dela.

Passei a pensar... Mais um ano começaria na escola, e meu animo era mínimo, eu sei bem o que terei que enfrentar, e nem me refiro bem às matérias e assuntos, ou algo como provas, eu sou uma ótima aluna nesse ponto... Era apenas mais que isso, mas preferi deixar esses pensamentos de lado, e encarei o copo sobre a mesa, colocando o suco no mesmo. Passei o olhar pela cozinha, parando-o em um desenho colado na porta de um dos armários. Um desenho da terceira série que eu tinha feito...

" I don't know who you are, but you should know that I love ya, someday I'll met you, I promise "


Essa legenda...

Nessa época, eu nem ao menos sabia o que realmente tinha ocorrido, talvez tudo tivesse sido mais fácil se tivesse me contado a verdade no começo... Ou não

– Suyu, vamos logo – Suga me chamou, tirando-me de meus devaneios. Pisquei meus olhos rapidamente, e olhei pra trás, me deparando com meu irmão, já arrumado

Pousei o copo vazio sobre a pia, e fui na direção da saída da cozinha, seguindo Yoongi. Quando saímos de casa, encontramos o carro de Hoseok, afinal ele sempre nos levava às aulas, já que Yoongi se negava a dirigir para nos levar até a escola de manhã, e eu nem poderia, mesmo que quisesse... Pensando bem seria um perigo para a humanidade...

– Hey Suga – Hoseok cumprimentou, assim que meu irmão entrou no carro, sentando-se no banco do passageiro

– Little Min! – Ele me cumprimentou também, sorridente, como típico dele

– Hey, J-Hope – Respondi, sorrindo também em direção à ele

O resto do caminho se resumiu à :
Nós três cantando diversas músicas que passavam na rádio, e como sempre, eles demonstraram seu enorme talento, eu sempre repetia isso pra eles, mas ninguém me ouve nessa vida

Logo que o carro parou, e eu encarei o enorme edifício, da qual muitas vezes costumo chamar de inferno particular que devo enfrentar todos os dias, eu me senti nervosa, e meu coração acelerou, eu podia sentir minhas mãos suando, mais uma vez

– Suyu... Você tá bem? – Hope me perguntou preocupado, ele sabe bem o que eu devo encarar agora, com essa volta às aulas, também viria a volta dos meus problemas

–... Sim, estou bem, Hoseok – Falei, após alguns segundos pensando, se deveria ou não falar como realmente me sentia... Mas decidi fazer como sempre, e fingir que estou bem

– Não, não está, mas, não se preocupe, eu vou estar do seu lado – Ouvi Yoongi se pronunciar, com sua voz em um tom de seriedade

– Tá tudo bem, sério, não precisa se preocupar... – Eu falei baixo, nem eu mesma acreditaria no que eu estou dizendo agora, nem adiantaria que eu fosse a melhor mentirosa, com as melhores atuações, se nem ao menos controlo meu olhar, que pode claramente demonstrar a tempestade de medo e nervosismo que ocorria dentro de mim naquele momento

– Ainda que estivesse falando a verdade, eu não te largaria agora – Suga disse, sério demais mais uma vez

– Olha pra mim, eu tô bem destruída, mas ninguém precisa saber, nem você precisa se preocupar com minhas idiotices de problemas, eu vou ficar bem, eu posso me virar – Eu sussurrei próxima ao ouvido dele, não queria que mais ninguém ouvisse. Ele olhou em meus olhos, preocupado, mas logo suspirou derrotado

– Não vou te deixar perder a chance de ter novos amigos, quero ver você  se esforçar mais em cuidar de você do que de mim, está tudo bem, Yoongi – Eu disse pra ele, com um sorriso, que eu tentei fazer parecer o mais sincero e espontâneo possível, mas deve ter resultado em um fodido sorriso triste

– Se algo acontecer com você mais uma vez, eu tomarei minhas providências, não tem mais chance disso continuar – Meu irmão disse também, me abraçando forte, eu lhe retribui. Apesar de ele parecer um ser ignorante e bruto aos olhos de algumas pessoas, eu sei que no fundo ele é um doce, ele é carinhoso, e sempre se esforçou pra me deixar bem. Eu não poderia pedir um irmão melhor

– Estou indo até o ginásio, falar com o povo do time. Se cuide, por favor – Ele falou, com seu olhar calmo e ao mesmo tempo preocupado mais uma vez a cair sobre mim

– Eu vou ficar bem, e me prometa que você também, e que vai se divertir, sem ligar pra mim – Pedi, o olhando sorridente, recebendo uma expressão confusa da parte dele, que suspirou pesadamente e confirmou com a cabeça, mesmo que hesitante. Yoongi olhou pra mim sorrindo outra vez, logo se virando e saindo em direção ao ginásio

Decidi ir arrumar minhas coisas no armário logo, antes que começassem as aulas. Meu armário era o mesmo de sempre, 1405, bem ao fim do longo corredor.

Eu seguia em passos lentos e calmos, sem esbarrar em muitas pessoas, mas logo chegando perto do armário, haviam menos pessoas, afinal, não tinham tantos armários naquele local. Mas logo que parei em frente ao meu armário, o abrindo, meu sangue congelou ao ouvir aquela voz

– Hey, Suyu, nem vem dar um "oi"? – Meu coração instantaneamente parece falhar uma batida, minhas mãos voltaram a suar, e minha respiração parecia ter parado de fluir. Por que ele tinha que aparecer agora? Eu não poderia começar meu dia bem, não? Minha paz tinha que ser tomada por ele mais um dia

– O que quer, Taehyung? –

×


Notas Finais


Booom, foi isso. Eu revisei o capítulo algumas vezes, mas se eu tiver deixado passar algum erro, desculpem minha lerdeza ;-;

Até o próximo capítulo
See ya sz~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...