História I hate u , I ♡ u - segunda temporada de amizade ou amor? - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Banda Fly (Fly Br), Manu Gavassi, Natalia "Nah" Cardoso
Personagens Caíque Gama, Manu Gavassi, Nah Cardoso, Nathan Barone, Paulo Castagnoli, Personagens Originais
Exibições 37
Palavras 858
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 10 - ...


Narração Pedro Gama

Tio Paulo esses dias tá rindo até do vento , eu vou ter uma irmã, sim uma princesa , minha princesa , serei um irmão bem ciumento , assim como o meu pai será ciumento

Ana : o que meu dois amores estão pensando?  - falou chamando minha atenção e a do meu pai

Eu :nada não mãe, como a senhora tá? E a bebê?

Caíque : quem é vc e o que fez com meu filho ? - falou fazendo cócegas em mim , eu comecei a rir

Eu : pai ... pa-para... Eu tô sem a-ar - falei entre risadas , que já tinham contagiado a todos , ele parou e eu tentei recuperar o fôlego

Ana : aí gente só vcs mesmo, pra me fazer rir

Caíque : o que aconteceu Ana?

Ana : Pedro depois a mamãe fica com vc okay ? - assenti e fui pro quarto

Narração Morgana Alencar

Eu tinha que contar isso pro caíque , era um direito dele

Caíque : fala Ana o que aconteceu?

Eu : o Diogo ....- ele fechou os olhos com força e perguntou

Caíque : o que aquele moleque fez ?

Eu : ele tentou me beijar

Caíque : ELE O QUE ? - gritou me assustando

Eu : não grita , por favor , já basta ele tentar me beijar, não quero vc nervoso

Caíque : nunca fui com a cara desse moleque , agora que eu não vou mesmo - falou andando de um lado pro outro

Eu : Caíque para - falei segurando o rosto dele , o olhar do mesmo , denunciava o sentimento dele , insegurança, medo e paixão

Caíque : não quero te perder

Eu : vc não vai me perder , jamais

Caíque : promete?

Eu: prometo - ele sorriu e me beijou , quando encerramos o beijo ele perguntou

Caíque : como tá a bebê?

Eu : bem , e o nome ?

Caíque : com o Pedro escolhemos uma semana antes dele nascer

Eu : acho que já tenho uma idéia - falei sorrindo e ele me olhou curioso

Caíque : fala

Eu : Valentina - ele abriu um sorrio

Caíque :nina ?

Eu : é,  nina , nossa nina

Caíque : é perfeito - eu sorri ao lembrar da minha amiga , eu escolhi esse nome por homenagem a ela , minha irmã quase , quando eu percebi já estava chorando - o que foi ?

Eu : lembrei da Nina - ele sorriu fraco , mas com os olhos brilhando

Caíque : minha prima era incrível - assenti já de noite Paulo ligou para irmos na casa dele assistir filme , então fomos , chegando lá, todos já estavam começamos a assistir e depois a Cat pergunta

Cat : é o nome da princesa , já decidiram? - olhei pro caíque que assentiu

Eu : sim

Cat : qual é?

Eu : Valentina - Angel olhou pro Paulo que a olhava para mim e pro caíque sorrindo eu devolvi o sorriso

Natália : o nome é  lindo , ela com certeza está muito feliz com essa decisão -eu senti completa sinceridade em sua voz e eu sorri , ficamos conversando mais um pouco e depois nos despedimos, voltamos pra casa e Pedro já dormia nos braços do caíque

Caíque : puta que pariu o Pedro tá pesado - eu ri

Eu : amor é vc que tá velho mesmo - ele colocou o Pedro na cama e depois entrou no quarto

Caíque : vou te mostrar o velho - falou malicioso

Eu : a é? Quero ver - me aproximei do rosto dele - vovô - sussurrei contar os lábios dele o provocando

[...]

No outro dia eu acordei e vi que ainda estava nos braços do caíque, a noite foi incrível , levantei com cuidado para não acorda ele , e peguei a blusa que ele usou ontem , que estava no chão  ( assim como as outras peças de roupa ) , fui pro banheiro e fiz minhas higienes , depois fui pra cozinha e comecei a preparar o café, logo eu sinto alguém me chama

Pedro : mãe - fala chamando minha atenção,  ele tá com cara de sono e os cabelos ruivos bagunçados, ele coçava os olhinhos

Eu : vem cá meu príncipe - ele caminhou até mim e se encostou na parede quase dormindo de novo , peguei ele no colo - seu pai que não acorda

Pedro : quer ajuda mãe?

Eu : vc não pode mexer com fogo meu amor , mas vc pode ficar olhando pode ser ? -ele assentiu e eu coloquei ele em cima do balcão da cozinha, fiquei fazendo o café até eu senti dois braços envolverem minha cintura : Caíque

Caíque : bom dia meu amor - falou e beijou minha bochecha

Pedro : da pra parar de pegação na minha frente, quero minha infância e minha inocência intactos pode ser ?

Eu : pode - terminei o café e comemos em meio risadas e conversas, brincadeira do Pedro e do caíque, não quero coisa melhor que isso


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...