História I hate u , I ♡ u - segunda temporada de amizade ou amor? - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Banda Fly (Fly Br), Manu Gavassi, Natalia "Nah" Cardoso
Personagens Caíque Gama, Manu Gavassi, Nah Cardoso, Nathan Barone, Paulo Castagnoli, Personagens Originais
Exibições 44
Palavras 956
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Sorry


Narração Pedro Gama

Hj eu ia sair com a Angel e a nah , elas iriam me ajudar a pedir desculpas para os meus pais , pq ? A talvez pq eu tenha sido expulso de três escolas , recebido dez advertências e ganho treze suspensões em um ano fora tudo o que eu aprontei , sou Santo Brasil só que não,  ficamos aproveitando o dia e a tarde toda,  quando estávamos voltando eu comprei um buquê de flores pra minha mãe, mas no cartão tinha um pedido de desculpas pra ela e pro meu pai, a tia nah me deixou casa e foi embora com a Angel .

Ana : oi Pedro

Eu : oi Mãe,  cadê meu pai  ?

Ana :banho - assenti e sai dali deixei o buquê na minha cama e fui tomar banho , depois minha mãe me chamou pra jantar e foi bem legal , meu pai falou que uma nova banda ( na qual não lembro o nome ) fechou com a gravadora hj , o mesmo falou que lembrou quando ele é os tios começaram na máximo há mais de dez anos , depois eu fui pro meu quarto novamente enquanto eles ficavam na cozinha , peguei o buquê e fui pro quarto deles , deixei em cima da cama e voltei pro quarto quando eu vi que eles estavam voltando pro quarto Eu entrei no meu e fechei a porta rapidamente, corri pra cama e me embrulhei

Eu : seja o que Deus quiser - falou encarando o teto e fechei os olhos uns dez minutos depois senti que alguém entrou no quarto e pelo perfume era minha mãe , senti a mão dela fazer carinho em meu rosto e em meus cabelos ela me deu um beijo na testa e falou

Ana : vc tá crescendo Pedro, claro que te perdoamos meu amor - depois senti que ela saiu , abri um dos meus olhos e percebi que estava sozinho no quarto levantei e comecei a pular na cama , cara meus pais me perdoaram agora é só dormir , me deitei novamente e logo dormir com um sorriso enorme do no rosto.

Narração Morgana Alencar

Pedro passou dia com a nah e a Angel,  chegou já de noite, jantou e voltou pro quarto , Caíque estava tão feliz com a nova banda que tinha fechado com a gravadora dele .

Eu : tá quase dando pulinhos de alegria né ? - falei quando percebi que ele sorria de canto

Caíque : é,  acho que eu tô assim pq eu já tive na mesma situação dele e dos meninos da banda , eu , Nathan e o Paulo já sentimos esse frio na barriga e ficamos nos tremendo quando fomos na máximo eu sei como é,  porém a sensação depois do sim é ótima , mas enfim como vcs estão?

Eu : bem , com o Pedro não fiquei tão enjoada

Caíque : calma amor , logo passa - falou e deu um beijo em minha testa , - por falar em Pedro como será a reação dele ?

Eu : espero que seja boa

Caíque : vamos deitar?

Eu :vamos - saíamos da cozinha e fomos pro quarto entramos e a primeira coisa que eu vi foi um buquê de rosas vermelhas em cima da cama olhei pro caíque e ele me olhou tipo  não fui eu quem fiz isso juro , peguei o buquê e sentei na cama , vi que tinha um cartão,  abri o mesmo e comecei a ler.

" Sei que não sou ou não fui um dos melhores filhos , acho que bati o recorde de problema na escola , mas pode ter certeza que eu me metia em briga pq mexiam com meus primos , mas enfim , é um jeito simples mas sincero de pedir desculpas pra vcs . Espero que me perdoem pelas minhas mancadas .
Pedro " - li em voz alta , olhei pro caíque que estava na porta o mesmo sorria

Caíque : ele tá crescendo - assenti

Eu : que bom pq se ele continuasse moleque não iria aguentar vcs dois - falei rindo e fui ver o Pedro, o mesmo dormia , fiz carinho no rosto dele e nos cabelos ruivos , depois sai e voltei pro quarto , me deitei ao lado do caíque

Caíque : sabia que todos os dias eu me apaixono por vc como se fosse a primeira vez ?

Eu : também me apaixono por vc todos os dias como se fosse a primeira vez - o beijei , depois me ajeitei e dormir.

Dia seguinte

Acordei e como hj era sábado, tava todo mundo em casa , levantei , fiz minha parte e troquei de roupa , fui pra cozinha e vi que caíque já tinha acordado e Pedro também, o mesmo estava em cima do balcão da cozinha conversando com o Caíque enquanto o mesmo preparava o café

Eu :bom dia amores da minha vida - falei aparecendo na cozinha

Pedro : bom dia mãe

Caíque : bom dia amor - me deu um selinho e Pedro um beijo na bochecha

Pedro : mãe vou ter um irmão ou uma irmã? - falou e eu olhei pro caíque que sorriu

Eu : não sei quando souber te falo - ele assentiu 

Caíque : sua mãe é o que Pedro?

Pedro : linda, maravilhosa e minha rainha - eu sorri e abracei ele, ainda com ele no meu colo abracei o caíque que deu um beijo no topo da minha cabeça, tomamos café e depois fomos pro Ibira, ficamos a tarde toda lá, depois fomos no cinema e voltamos pra casa já de noite.


Notas Finais


Continua ?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...