História I Hate You - Capítulo 16


Escrita por: ~

Visualizações 110
Palavras 1.653
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drabble, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi meu amoresss, estou bem sumida eu sei, não me mateeem. Bom mais um capitulo está ai, espero que gostem. Me perdoem por qualquer erro, boa leitura.

Capítulo 16 - Eu não me importo


Eu estava quase caindo no sono, mas tentava lutar contra o mesmo, os carinhos de Justin em meu cabelo não ajudava muito, mas eu queria ficar acordada com ele até nossos pais chegarem e termos que nos afastar. Estava tão bom ficar assim de baixo das cobertas abraçados e com sua mão entre meus cabelos acariciando-os. Aquilo me transmitia paz, uma paz que eu só parecia ter perto dele, era o único momento que eu conseguia relaxar e não me importar com mais nada além do agora. 

 

-Vai dormir na cama.-Sussurrou em meu ouvido me acordando.

 

-Eu não estou dormindo, eu estou cochilando.

 

-Da na mesma.-Riu. 

 

-Eu não quero dormir.-Abracei seu pescoço.

 

-Amanhã temos aula.

 

-Eu sei, mas eu quero ficar mais aqui com você.

 

-Ta carente Amber? -Me olhou com deboche e eu fechei a cara.

 

-Não quero mais sua companhia Bieber.-Me afastei dele o empurrando fazendo o mesmo soltar uma gargalhada. 

 

-Eu estou brincando.-Beijou minha bochecha.-Mas agora é sério, vamos dormir. 

-Eu não quero dormir sozinha.- Fiz bico.- Dorme comigo? 

 

- Nossos pais não vão gostar nada nada de nos ver dormindo juntos.

 

- Eles não precisam saber.- Justin parou o que estava fazendo e me olhou surpreso. 

 

- Cara, o que está acontecendo com você? 

 

- Ah, qual é Justin, não é como se algo fosse acontecer dentro daquele quarto.- Dei de ombros.      

 

Depois de muito pedir ele acabou cedendo. Talvez eu possa parecer atrevida, ou coisa do tipo, mas eu não ligo, é só o Justin. 

 

Realmente, eu devia estar carente por querer tanto que ele não se desgrudasse de mim hoje. 

 

Depois de trancar a porta do meu quarto, me enfiei de baixo das cobertas assim como o loiro, sentindo o conforto da cama fofinha e das cobertas quentinhas. Me deitei bem próxima a Justin e abracei seu pescoço e o mesmo poucou suas mãos sobre a minha cintura. 

 

- Confortável?- Ele perguntou e eu assenti. 

 

- Boa noite Bieber.

 

- Boa noite Vanderwaald.- Deposito um beijo sobre o topo da minha cabeça. 

 

Não satisfeita por estar agarrada a ele, puxei seu rosto e selei nosso lábios. 

 

- Você sabe que isso tem que acabar. 

 

- Sei, mas não significa que não podemos aproveitar por um tempo.

 

- Quem é você e o que fez com a Amber esquisitinha

 

- Não me chame, você sabe que eu odeio.- Ele riu concordando. 

 

- Mas fui eu quem te dei esse apelido. 

 

- Você devia apanhar por isso.- Riu. 

 

- É fofinho. 

 

- Vá a merda e vá dormir.- Ele gargalhou e logo quando fiz um bico do tamanho do mundo começou com suas bajulações distribuindo beijos pelo meu rosto. 

 

06h10AM

 

Ao acordar passei minha mão pela cama mas quem eu procurava já não estava mais ali. 

 

Preguiçosa me levantei. Logo depois de um banho, coloquei um vestido rosa bebê colado no corpo, um tênis vans totalmente branco e uma blusa jeans amarrada na cintura. No rosto, base, pó, um pouco de contorno e iluminação, o essencial rímel e um batom nude. Deixei o cabelo solto mesmo em um liso perfeito. 

 

Joguei minha mochila nas costas e desci para o andar de cima, em direção a cozinha. 

- Realmente, essas ferias te mudaram.- Minha mãe disse assim que me viu.- Cada dia você me aparece mais linda ainda.

 

- Bom dia, mãe e obrigado.- Beijei sua bochecha.

 

Olhei para o garoto sentado a mesa que me encarava desdo momento em que pisei meu pés na cozinha. 

 

- O que acha?- Perguntei dando uma voltinha o fazendo rir. 

 

- Sua mãe já disse tudo, está aprovada Vanderwaald.- Sorri contente. 

 

Me sentei de frente para ele e me deliciei com o café da manhã que minha mãe havia preparado. 

 

O engraçado era que enquanto eu comia, podia sentir os olhos do garoto a minha frente, sobre mim.

 

O que ele tanto olhava? 

 

Tentei ignora-lo e ao terminar, saímos juntos até o carro. 

 

- O que foi?- Perguntei assim que entrei no carro. 

 

- O que foi o que?- Se fez de desentendido, dando partida no carro.  

 

- Você, me olhando.

 

- O que? Não posso mais te olhar? 

 

- Para de tentar me tapiar Justin!- Ele riu.

 

- Não é nada, você está bonita e por isso eu estou te olhando.- Seus olhos estavam vidrados na estrada. 

 

- Não é só isso, eu te conheço. 

 

- Tudo bem, o que acha de nós dois sairmos hoje?- Ele parou o carro assim que o sinal fechou. 

 

- Como em um encontro?- Ele me encarou em duvida. 

 

- Você quem sabe, pode ser um encontro, ou apenas um cinema normal.- Ele estava me convidando para um encontro, com certeza.

 

- Você está me chamando para um encontro, que bonitinho.- Beijei sua bochecha vendo o garoto corar na hora. 

 

Justin Bieber corado? Eu só posso estar sonhando. 

 

- Tudo bem, eu aceito.- Ele sorriu ainda corado e eu o beijei comovida com a sua fofura. 

 

Partimos o beijo assim que o som de buzinas soaram do lado de fora do carro, o sinal havia aberto e nós não haviam o percebido. Ele voltou a dirigir.

 

Assim que chegamos na escola, cada um foi para o seu lado. Passei meus olhos no lugar a procura de Rosie, achando-a sentada em um dos bancos do pátio. 

 

- Oi, nenê.- Me sentei ao lado dela, que sorriu. 

 

- Oi, você está mais linda hoje.- Sorri com o seu elogio.- Vou querer esse vestido emprestado. 

 

- Nunca achei que fosse ouvir isso de você.- Ela concordou rindo. 

 

- Você ainda não me contou nada sobre as suas férias.

 

- Não teve nada demais, as suas foram muito mais interessantes. 

 

Eu sentia que algo estava errado ali, Rosie sempre tinha algo para contar quando fazia uma viagem ou algo do tipo. Mesmo que fossem um tédio, ela tornava algo divertido para si. 

 

- E quanto aos garotos? não ficou com ninguém? 

 

- Ah, não, eu fiquei de boa.- Sorriu estranha.- Mas e quanto a você? 

 

- Eu?- Fiquei nervosa. 

 

Eu não podia contar que fiquei com alguém e que o garoto que eu fiquei era o ex namorado dela. 

 

- Sim, você voltou tão mudada, eu tenho quase certeza que deve ter dado pelo menos uns beijinhos. 

 

- Ah, não.- Neguei rindo.- Você me conhece eu... não sou assim. 

 

- A qual é Amber, que mal tem beijar? 

 

- Nenhum, mas a única boca que me interessa é aquela.- Apontei para o loiro que acabara de chegar. 

 

- Ah, claro.- Revirou os olhos. 

 

- É impressão minha ou ele está vindo pra cá? 

 

- Eu vou indo, preciso conversar com o professor ainda.- Ela se levantou e saiu assim que Jade chegou. 

 

- E ai, lorinha.- Jace disse ao chegar mais perto, me levantei e o abracei. 

 

- Oi, como vai?- Me sentei acompanhada dela. 

 

- Vou bem.- Sorriu.- Só um pouco ansioso com o próximo jogo. 

 

- Não precisa ficar, você é ótimo. 

 

- Não como a estrela do time, Justin Bieber. 

 

- Vocês são ótimos.- Ele pareceu surpreso. 

 

- Você elogiando o Bieber? Nossa, essas férias realmente foram renovadora pra você. 

 

- Nós só decidimos deixar nossas diferenças de lado.

 

- Fico feliz poe vocês. Mas eu vim aqui para de fazer um convite. 

 

Ele queria me convidar para o que? 

 

- Um convite?- Perguntei surpresa.

 

- Sim, você quer sair comigo hoje? 

 

Meu deus, eu acho que eu vou ter um ataque. O garoto pela qual eu fui apaixonada pela vida toda, está finalmente me chamando pra sair...hoje? 

 

Meu sorriso murchou.

 

Merda, tinha que ser hoje?

 

- É, eu posso pensar?- Perguntei. 

 

- Ah, claro.- Riu sem graça.- Claro que pode. 

 

O sinal tocou. Me despedi dele e segui para a sala. 

 

Eu não posso sair com ele hoje, eu marquei com Justin e não podia desmarcar.

 

10h21PM

 

Aproveitei que minha próxima aula era vaga e fui até a quadra onde os garotos treinavam. Assim que Justin me viu, fiz um sinal para que ele viesse até mim e foi o que ele fez. 

 

- O que a CDF faz fora da sala de aula.- Brincou. 

 

- Haha, engradinho você.- Revirei os olhos.- Estou de aula vaga. 

 

- Aproveitou para vir me ver todo sexy e suado, né? 

 

- Não flerte comigo aqui seu idiota.- Bati em seu peito. 

 

- Eu vim te contar uma coisa.

 

- Me conte.

 

- É que, Jace me convidou para sair com ele, mas...- Antes mesmo que eu pudesse terminar, ele me interrompeu. 

 

- Tudo bem, você pode sair com ele, eu não me importo. 

 

Oush! 

 

- Oh, não?  

 

- Não, você conseguiu o que queria, meus parabéns.- Deu de ombros, não dando a mínima. 

 

- Era só isso?- Perguntou e eu assenti.- Agora tenho que voltar para o meu treino.- Ele se afastou me deixando sozinha.

 

Eu realmente achei que quando ele me chamou para um encontro, aquilo fosse algo importante para ele. Mas só agora me lembrei que Justin nunca foi o tipo de cara que se importa com essas coisas. 

 

Quando estava me virando para ir embora, meu nome foi chamado e ao olhar na direção da voz que me chamou, vi Jace se aproximar. 

 

- Oi.- Tentei sorrir sem muito sucesso.

 

Eu estou magoada? Eu estou realmente magoada! 

 

- Tudo bem?- Seu olhar foi de Preocupação.- Você me parece triste. 

 

- Ah, não, eu estou bem.- Menti. 

 

- Bom, quanto ao meu convite...- Coçou a nuca envergonhado.

 

- Era sobre isso que eu ia falar, ele ainda está de pé? 

 

- É claro.- Sorriu. 

 

- Tudo bem então, me pegue as sete.- Disse enquanto andava de costas me aafastando. 

 

- Estarei lá.- Ele gritou e pude ver um enorme sorriso em seus lábios. 

 

Por que mesmo eu estou magoada com o Justin? O garoto pela qual sou apaixonada esta sorrindo feito bobo por mim e eu estou me importando com alguém que disse que "não se importa". 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...