História I Hate You - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Criminal, Drama, Justin Bieber, Romance, Tragedia, Zara Larrson
Visualizações 43
Palavras 1.090
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Vejo a morte


Acordo e minha cabeça tá um pouco melhor, levanto da cama vou para o banheiro e fico pensando em outro jeito de sair dali, em como vou sair dali sem Justin e seus seguranças ver, mais acho que é impossível por isso que eu tenho que falar com Alessia, ele me colocou nessa furada e vai me tirar, ela tem que me tirar daqui.  

Faço minhas higienes e escuto batidas na porta do quarto, escuto barulho de chave sendo aberta tbm e aí né lembro que Justin tinha posto um segurança pra ficar me olhando da varanda e vejo que o mesmo não está mais aqui, então só deve ser ele.

- Pensei que não ia ajudar nunca - é Justin ele entra no quarto bufando, até para em meu corpo, estou com uma camisa longa e calcinha ele fica observando minhas pernas. E agora vejo como ele realmente é lindo... Ele tem o cabelo raspado e loiro, olhos na cor de mel, e pra facilitar as coisas ele está sem a camisa então da pra ver suas tatuagens e seu tanquinho, que é bem.... vamos dizer, atraente.

- mais eu acordei né? - falo na ironia 

- Tá... vai tomar café vamos sair - ele fala isso e deixa uma sacola encima da cama e se retira do quarto. Pego a sacola e vejo que dentro tem algumas roupas, tem 2 shorts e 3 croppeds, é sério? Ele acha que eu vou viver aqui nessa casa com 5 roupas? Eu preciso das minhas malas de roupa, que ate hoje ele nao veio trazer. Eu vou para o banho, lavo meus cabelos e faço tudo que preciso, saio e pego um roupão, vou até a sacola e pego um short escuro cintura alta e um cropped branco que tem, ponho eles, volto ao banheiro e abro as gavetas na chance de encontrar alguma maquiagem possível, mais não encontro nenhuma, então decido ir até algum quarto, porque afinal com certeza ele tem mãe e ela morra aqui.

Entro em um quarto bem arrumado, parece que ninguém dorme aqui a meses, nada está fora do lugar; está tudo em perfeitas condições, então nem da pra falar que está abandonado, vou até o banheiro que tem e encontro algumas maquiagens, vejo encima da pia que tem um quadro uma foto nele, é Justin e uma mulher, uma linda mulher afinal, que é bem parecida com Justin, deve ser mãe dele, pego as maquiagens e saio do quarto fechando a porta e indo ao meu.

No caminho vejo um quarto com a porta aberta, acho que é de Justin, coloco a cabeça pra dentro do mesmo e não encontro ninguém, então decido entrar, o quarto é arrumado, pra falar a verdade tem até algumas roupas jogadas no chão mais de resto é arrumado, vou andando pelo quarto e vejo alguns quadros tbm, tem Justin e uma mulher, a mesma que vi no outro quarto, escuto então a porta se abrir.

- Que porra você tá fazendo aqui? - Justin fala com ódio em suas palavras

- é..é eu tava procurando um remédio, minha cabeça tá doendo - falo já indo em direção a porta só que é ele me segura

- Você nunca mais vai entrar aqui, nem se você tiver querendo me chupar, vc não entra mais aqui - ele fala e me puxa pra fora, praticamente me joga pra fora do quarto e bate a porta na minha cara. 

- Que porra Eva só faz merda - resmungo pra mim mesma entro no meu quarto e bato a porta com raiva.

- E SE ARRUMA RÁPIDO, NÃO TENHO O DIA TODO! - escuto Justin gritar do corredor

Só pode tar de brincadeira.

[...] 

Ja são três horas agora e eu já comi o que tinha quer comer e agora só tô esperando Justin sair do escritório pra gente sair, eu pensei que ia me atrasar mais vejo que ele que tá atrazado. 

Ele tá no escritório com os meninos que por sinal não sei o nome deles ainda, já faz meia hora que está lá dentro e não sai e eu já tô perdendo a paciência.

Passa 10 minutos e até que enfim eles sai da sala.

- Vamos logo - Justin fala já partindo pra garagem 

- pra quem disse que tava com pressa não parece - falo se levantando do sofá e indo em sua direção, os meninos já devem estar no carro eles nem falaram comigo nem nada.

Justin pega uma Ferrari vermelha e sai em alta velocidade, não sei pra onde estamos indo, mais o lugar parece estranho, muito estranho.

 - Não vai me dizer da onde estamos indo? - pergunto me virando pra ele no carro

- Não e acho melhor você ficar bem sentadinha aí, e calada tá. - ele afirma e eu fico mais em choque ainda.

- olha eu já tô me cansando disso, vc me bate, quer que eu faça tudo do seu jeito, e quando eu pergunto alguma coisa pra você, você fala pra eu ficar calada? Você acha que eu sou oque ? - falo cruzando os braços

- sabe mesmo oque eu acho ? Que você é apenas uma criança, vadia e mimada. - ela fala olhando pra minha cara - e se você não quiser apanhar denovo acho melhor ficar calada mesmo.

- Você não tá louco de me bater denvo, não tá mesmo. - falo agora com a voz já mais alta

- Você não sabe nada de mim, não sabe nem minha idade minha vida família nada, então cala a porra da boca e fica quieta antes que eu te jogo pra fora do carro. Que porra, a gente tá indo em uma casa que eu faço minhas coisas lá. Tá satisfeita? 

- Sim agora tô! - falo e olho pra janela, o sol está tão lindo, mais meu dia não está nada lindo, e ainda mais com esse garoto.

- Chegamos, sai do carro sem falar nada e quando chegar lá dentro não fale nada tbm - ele fala mais nada e eu apenas o sigo, vejo isso garotos sair do carro e eles guardam alguma coisa na cintura, mais não dá pra ver direito oque é, mais.. parecem armas, aonde o Justin vai me colocar agora, oque eles vão fazer, Justin parece ter alguma coisa no cintura tbm.

Quando entramos na tal "casa" dele, tem vários homens dentro, dois estão amarrados em cadeiras no centro e tem mais 5 homens em volta armados, os homens que estao amarrados olham pra Justin com medo, não sei explicar, mais eles parecem não gostar da presença de Justin. 






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...