História I hate you baby || BTS || yoonmin - Capítulo 37


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Babyboy, Bangtan, Bangtanboys, Bts, Daddykink, Lemon, Romance, Shipp, Yaoi, Yoomin
Exibições 568
Palavras 551
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Escolar, Famí­lia, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 37 - 34


Fanfic / Fanfiction I hate you baby || BTS || yoonmin - Capítulo 37 - 34

Taehyung's PO.V.

Eu finalmente decidi levantar da minha cama, eu rralmente estou mau pelo Hoseok.

Fui ao banheiro. Lavei meu rosto, ele estava um pouco inhado e vermelho por causa que eu havia chorado na noite anterior (talvez ela toda)

Hoseok voi diagnosticado com pompe, um doença que teve aparecimento tardio nele, ela pode aparecer entre os primeitos meses de vida, ou até mesmo na adolecencia e vida adulta, eu não sei se tem cura, mas espero que sim.

Pompe reduz os reflexos do individuo, causa fraqueza muscular, pode causar problemas cardíacos e respiratórios, entre vários outros infinitos problemas causados.

Eu passei um pouco de maquiagem ( sim, eu uso maquiagem, algum problema kirida?), melhor dizendo, base e lápis no olho pra tentar disfarçar a minha aparencia de choro.

Troquei de roupa, agora eu não estava mais de pijama.

Peguei minha mochila e desci as escadas.

Minha avó me ofereceu um lanche quando eu desci, mas eu recusei. Expliquei a ela que eu iria visitar o Hoseok, ela agora sismou que quer ir me levar para que eu não ande muito até o hospital.

Minha vósinha me levou até o hospital,  agradeci infinitamente a ela.

Depois de pegar minha autorização de visita, eu pude ir para o quarto do Hope.

Eu senti a maior dor da minha vida quando vi ele com um cateter no nariz, e mesmo com isto ele parecia ter dificuldades ao respirar.

Sentei ao lado da maca. Fiquei fazendo carinho no rosto do Hoseok, até que ele acordou.

Ele sorriu para mim.

-Você está chorando?

-Um pouco.

-Por favor, não chora.

-Tá bom meu amor,  eu não vou chorar. Mad você tem que me prometer que logo logo você estará bem.

-Sim, eu estarei.

Eu estendi meu dedinho mindinho a ele, e ele estendeu o seu ao meu, assim unindo-os fazendo uma promessa. Eu sei que essa promessa não vai mudar nada mais isso me conforta em saber que ele quer ficar bem por mim, por nós.

A gente continuou conversando por um tempo, até que eu tive que chamar um médico pois o Hope estava agonizando de dores musculares.

Ver o Hoseok chorando daquele jeito machucava meu coração,  eu sai do quarto por uns instantes pois não aguentava ver ele gritar e chorar daquele modo por causa da dor.

Enquanto eu estava sentado no corredor eu ouvia o Hoseok gritar. Eu quero que ele fique bem logo e saia daqui.

Depois que eu não ouvia mais nenhum grito eu entrei no quarto.

Ele estava encolhido na cama chorando. Eu novamente sentei ao lado da cama, fiquei fszendo carinho nele até ele se acalmar.

Fiquei no hospital até o horario de visita acabar

Depois que eu sai do hospital fiquei na calçada em frente al hospital esperando minha avó vir me buscar.

Quando cheguei em casa eu me joguei na minha cama, o Xurumela ( meu cachorrinho) se deitou do meu lado, ele estava agitado.

Minha avóe obrigou a descer para ir comer algo.

Contei pra ela como o Hoseok estava enquanto comiamos, ao invés dela ser uma boa pessoa e me consolar ela disse " Agora ele não pode mais foder seu cuzinho arrombado, tadinho, se você quiser vovó compra uma benga de plástico pra tu.", que ódio.

Por que minha avó tinha que ser assim?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...