História I hate you, but i love you - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Aria Montgomery, Caleb Rivers, Emily Fields, Hanna Marin, Jessica DiLaurentis, Pam Fields, Spencer Hastings, Toby Cavanaugh
Tags Emison, Pretty Little Liars, Sashay, Sparia, Trucy
Exibições 208
Palavras 1.900
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


O capítulo foi curto pois estou guardando histórias, estou desenvolvendo uma história muito forte pra Hanna, alguma idéia do que seja?
Espero que gostem desse capítulo! (com certeza vão)
Tenham uma boa leitura e não esqueçam de favoritar e comentar
Kisses -M

Capítulo 7 - My first love - Parte 1


POV ARIA

- Hanna, eu devo ir com esse? – mostrei uma blusa listrada de manga longa e um short – Ou esse? – mostrei um vestido branco que eu tenho.
- Pelo amor de deus Aria! Essa roupas são muito fofas pra uma balada! – eu reviro os olhos – Mas já que você só tem essas... Eu escolho a blusa listrada e o short curto, coloca uma sapatilha preta ok?
- Melhor pessoa! Valeu Hanna! – ela joga os cabelos pro lado como se estivesse dizendo "bitch please, eu sei que sou incrível".

POV ALISON

Depois de algumas horas me arrumando, estou esperando a emily se arrumar, ela era a última pessoa que eu pensei que demoraria para se arrumar.
- Ali! Essa roupa ta legal? – ela sai do banheiro e para minha surpresa em vez de jaqueta ela usou uma blusa xadrez vermelha com preto e uma blusa preta por baixo, calça jeans escura um pouco rasgada e um vans azul escuro.
- Maravilhosa! Virou minha crush! – falo ironicamente, mas fala a verdade, como não se apaixonar por ela?
- Muito engraçada você Alison! – ela senta do meu lado na cama e fica me observando.
- Você me encarando dá medo – falo sem tirar os olhos do meu celular.
- Você combina com jaqueta jeans e um vestido branco – ela da um sorriso tímido, deus, como posso resistir?
- Obrigada – pode-se perceber minhas bochechas vermelhas e meu tom de voz envergonhado – Agora vamos! Não quero me atrasar! – Pego a mão dela e levo até a porta e saímos.

POV SPENCER

- Somos sempre os primeiros a chegar... Porque isso acontece? – pergunto pro Toby
- Porque somos santos e educados – eu e ele demos uma risada.
- Ai deus! Nunca fomos santos! Saíamos por aí ficando com todo mundo, na verdade só você pegava todo mundo – rimos mais ainda.
- O quê??!!! Você pegava mais gente que eu! – eu reviro os olhos – Spencer... – ele me olha com um olhar de "não minta para mim".

21:00, Nova York, Festa do Noel

POV EMILY

Chegamos e a festa já estava cheia, eu já tinha a certeza de que Alison não curtia meninos, então ao chegar na festa, mesmo não assumida para todos, ela segurou minha mão e não largou. Aquela Alison confiante e sem medo com certeza só me fizeram ficar mais apaixonada.
Fui pegar duas bebidas pra mim e para Alison, apesar de sempre me manter na linha quando se trata de bebida, mas hoje eu quero comemorar. Ao pegar as bebidas e ao procurá-la, me deparo com ela dançando com a Hanna, Aria e Toby, tão espontânea, amo essa versão da Alison.
- Aqui está sua bebida, querida! – falo alto para que ela possa me ouvir no meio da música alta.
- Gente, a emily é tão incrível não é? – ela bagunça o meu cabelo.
- Mas gente, se querem se pegar vão para um quarto pelo menos – hanna disse e botou a mão no rosto, rindo.
- EU AMO VIVER CARALHOOOOOO!!! – Spencer chega gritando isso e abraça Aria, provavelmente ela deve ter bebido uns 6 copos de cerveja – Vem pequena vamos ter um tempo em particular – ela sai andando com a Aria e vira para nós e da uma piscadinha.
- Elas com certeza vão se pegar – todos falamos ao mesmo tempo e rimos.
- Na verdade, eu e Toby também precisamos ficar a sós – hanna pega a mão do Toby e leva para um dos sofás que tinha na festa.
- Parece que sobramos eu e você minha linda dama – Alison puxa minha gola da blusa para eu ficar perto dela.
- Só eu e você – falo com uma voz sexy.
- Vem, vamos dançar – ela pega a minha mão e me leva a pista de dança.

POV SPENCER

- Porque você está me levando para um quarto? – aria pergunta curiosa.
- Relaxa não quero fazer nada com você minha bebezinha – eu aperto as bochechas dela – Esse quarto deve estar livre.
Abro a porta do quarto e me deparo com o Caleb, me traindo com a maior vadia da escola, Jenna Marshall, eu fiquei em choque ao ver aquela cena que até deixei minha cerveja cair no chão.
- Spencer! Me deixa explicar – ele veste sua cueca e vai até mim.
Eu não consegui prestar atenção em nada do que ele falava, não sabia o que fazer, eu estava em choque totalmente, ele vestiu as calças e peguei a mão da Aria e mesmo ele falando eu não escutei nada, ele me seguiu até a pista de dança e Aria ainda estava ao meu lado.
- Spencer! Me desculpa – permaneci em silêncio – Fala alguma coisa... por favor...
- Minha bebezinha, por favor feche os olhos porque eu não quero que você lembre dessa cena – ela fechou os olhos assim como pedi.
Não sei o que aconteceu, mas quando me dei conta Caleb estava no chão e minha mão estava doendo demais, MEU DEUS, EU BATI NELE? Vi Aria com uma expressão de surpresa e todos viram o que tinha acontecido.
- Alison estava certa esse tempo inteiro sobre você – peguei o copo de cerveja de alguém e joguei em cima dele, peguei a mão da Aria e sai.
- ACABOU PRA VOCÊ VADIA! – Alison gritou alto o suficiente para que eu pudesse ouvir e todos bateram palmas.

POV ARIA

- Spencer, por favor não fica assim! – chegamos no quarto e ela bate a porta com força.
-Como você quer que eu fique? Bem?!? – ela grita comigo e eu fico assustada – Me desculpa, eu estou com raiva e não é certo descontar isso em você – ela começa chorar.
- Você precisa de alguém que precise de você, Spencer – enxugo as lágrimas dela e seguro seu rosto – E...
- E? – ela olha fixamente para mim com seus olhos vermelhos.
- Eu quero você, desde o dia que eu vi você pela primeira vez – fico envergonhada – Esquece essa não é hora certa para isso.
Ela me beijou porém eu afastei ela de mim.
- Você está muito sentimental agora Spencer, não quero que esse momento seja só porque você está triste – falo meio triste.
- Não é por isso, eu prometo a você – ela fala convencida.
Dessa vez eu inclinei meu rosto para iniciar um beijo, dessa vez foi um beijo lento e calmo, e não demorou para nossas línguas se encontrarem sendo assim um beijo perfeito. Não existe outro lugar que eu iria querer estar se não aqui, ao lado dela.

POV ALISON

Esse terraço, tão lindo não é? Deitada no terraço, apreciando as estrelas, com a minha eterna crush, com seus lindos olhos castanhos, metida a bad boy, olhando pra mim com um olhar apaixonado e minha mão junta a sua.
- Minha mãe sempre foi preconceituosa, sabe? – ela virou seu rosto assim olhando para mim – Meu pai sempre foi mais legal, tolerante e o que me fizesse feliz era o que importava pra ele.
- E sua irmã? Você nunca fala dela – Emily fala com sua linda e calma voz.
- Eu e a Bella? Éramos muito próximas na infância, mas você sabe, chegamos a adolescência e eu queria ser uma garota normal e ela queria se gabar que era mais rica que os outros – ela ri e eu dou um sorriso de canto – Mas sempre amei ela, minha mãe me diz que nosso irmão ou irmã é definitivamente o nosso primeiro amor...
- Ali, posso fazer uma pergunta? – ela fala pegando sua cerveja e tomando um gole da mesma.
- Você sempre pode – dei um sorriso para ela.
- Já se apaixonou por alguém? – ele pergunta envergonhada porém olhando para mim.
- Já, ainda estou na verdade – ela olha para mim como se ela já tivesse adivinhado que era ela.
- Como conheceu o seu segundo amor? – ela pergunta.
- Um dia eu estava conversando com a minha melhor amiga, e eu devia ter suspeitado que aquele ia ser o dia mais especial da minha vida, porque... sempre tinha feito sol naquele mês, mas naquele dia choveu, o professor de química nunca faltava mas naquele dia ele faltou, eu acordava por algum motivo com raiva de mim e de outros mas naquele dia a felicidade e tranquilidade me atingiram, quando eu vi aquela pessoa andando no corredor, com uma atitude meio bad boy, com suas jaquetas ridículas.
- Faz idéia de quem seja essa pessoa? – ela da um sorriso e começar a chover.
- Faço sim, conheço cada detalhe dela, mesmo só conhecendo ela a pouco tempo – ela ainda deitada se vira e aproxima seu rosto do meu.
- O meu primeiro amor, tem olhos azuis que me lembram o céu, o mar e o motivo de viver, tem cabelos loiros que brilham como outro, as estrelas sentem inveja do brilho do cabelo dela, eu amo cada pequeno detalhe dela, amo até quando ela me irrita – ela fala e a chuva começa a cair mais, a água da chuva começa a escorrer em nossos rostos, porém tudo que ligamos agora é para nós.
- Faz idéia de quem seja ela? – seguro seu rosto com as minhas mãos.
- Ela está tão perto de mim agora – eu dou um sorriso e ela também.
Aproximamos ainda mais nossos rosto e o momento que eu tanto esperava chegou, nos beijamos, parecia a combinação perfeita, a bad boy e a rica que se faz de pobre. Os sorrisos entre os beijos, as nossas línguas se encontrando, suas mãos tocando o meu corpo, as minhas em seu pescoço, a chuva, fez com que tudo fosse perfeito, no lugar certo e na hora certa.

POV HANNA

Eu e Toby resolvemos sair da festa, ter um tempo para nós dois (na rua e na chuva, tenho certeza que amanhã vou espirrar tanto que meus rastros vão se catarro) e tentar conhecê-lo melhor do que já tentei conhecer.
- Tem certeza que não vamos ser assaltados aqui — falo apontando para toda rua deserta.
- Não! Se alguém te machucar, eu protejo você – ele olha para mim é da um sorriso.
- Mas antes eles dão um tiro em você Toby Cavanaugh – bato no ombro dele.
- Você pode pelo amor de deus, deixar que esse momento seja romântico – eu paro e ele continua caminhando – O que foi Hanna? – ele para ao perceber que eu parei no caminho.
- Você disse romântico? – ele assentiu com a cabeça – Ai meu deus! – começo a rir – Você gosta de mim! – eu falo e ele fica envergonhado.
- Sim... talvez... – ele se aproxima de mim –  
- Como assim? Eu só vivo assistindo Netflix, sou a pessoa mais lerda que você vai conhecer e também a mais descuidada, indecisa, confusa e a que faz mais piadas sem graça também! – ele segura o meu rosto – Não tem como alguém gostar de mim Toby – ele me da um selinho – Porque isso? – eu falo ainda não acreditando.
- Você não entende mesmo?! – eu dou um sorriso envergonhado – Você pra mim é inteligente, engraçada, faz um ótima escolha de séries na netflix e além disso é a garota mais linda pra mim. Você me fez sentir acolhido num lugar totalmente estranho, mesmo em pouquíssimo tempo, e eu gosto de você por isso.
- Isso foi muito meloso – nós dois rimos – Vem cá – apoio minhas mãos em seus ombro e na ponta dos meus pés para pode lhe dar um beijo.
E aquele foi meu momento infinito com Toby Cavanaugh.


Notas Finais


Espero que tenham gostado! Finalmente esses lindos OTP's "juntos", até o próximo capítulo, kisses -M


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...