História I hate you, I love you. - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 454
Palavras 1.556
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Eu tô simplesmente morrendo de amores por cada comentários que vocês dão. Obrigada pelo apoio <3

Capítulo 6 - Jumento febril


Fanfic / Fanfiction I hate you, I love you. - Capítulo 6 - Jumento febril

- Tae on -

Acordei meio que com um peso em minha barriga, não tava crendo no que eu vi. A ___ deitada em cima de mim, parecia que não dormia a anos. Eu não tava me sentindo muito bem, então eu meio que me obriguei a acordá-la.

- EI DORMINHOCA, oque faz em cima de mim ? Não tem cama ? -dei um leve apertão em sua bochecha.

-Para de ser insuportavel, eu acabei pegando no sono sem querer. Vim trazer o cachorro que você meio que abandonou. - bocejou.

Aquilo tava meio estranho, mas eu não ia reclamar. Hoje o dia não tinha amanhecido muito colorido pra mim. Meu corpo estava meio dolorido, talvez pela bagunça que fizemos ontem. Dei um chega pra la na ____, tentei me levantar mas acabou me dando uma tontura insuportavel.

- Você tá bem ? - disse ____ com um ar de preocupação.

- Tô, não se preocupa.

- ____ on-

Notei que o Tae não estava muito bem, parecia que estava com tontura. Aquele idiota não me diz nada que é da conta. Levantei da cama e fui em sua direção, pus a mão em sua testa, ela estava fervendo.

-Você é mesmo um imbecil. O que custa me contar as coisas ? Se tava se sentindo mau, deveria ter me falado. - o empurrei de volta pra cama

- Para de ser tão mandona. -bufou.

-Para de ser orgulhoso.

Fui para seu banheiro e soltei o cachorro, aproveitei e o levei pra baixo pedindo que os empregados da casa o alimentasse. Fui no armário da casa e peguei algumas toalhas de rosto e uns remedios. Subi novamente para o quarto do senhor orgulhosinho. Ele estava vermelho, suava, parecia estar com dor. Molhei a toalha de rosto com agua fria e voltei para sua cama. Coloquei em seu rosto e senti um ar de alivio.

- Parece que hoje o mocinho não vai pra escola... - brinquei

- E pelo visto você também não.

- Da onde tirou essa ideia ? É claro que eu vou. Vou descer daqui a pouco e pedir pros empregados ligarem pro doutor que sempre cuida da Omma. Bom, fica com a toalha ai, toma o remedio que eu trouxe e vê se você se alimenta direito.

Ele fez uma cara de insatisfeito e eu retribui mostrando a língua. Arrumei seu quarto pra que ele ficasse confortavel e fui me despedir.

- Vê se te cuida, encosto! - beijei sua testa.

Mal virei e senti sua mão me puxando de volta.

- O que tá fazendo ? -vi seu rosto com um olhar triste, de cachorro abandonado.

- Por favor, dá pra você faltar hoje ? - seu rosto ficou vermelho, não dava pra saber se ele estava tendo uma crise ainda maior de febre ou tava com vergonha. - eu odeio médicos e você me entende melhor que esses caras que só querem saber de ficar espetando as pessoas. Fica ?

Eu tinha que ir pra escola, mas seu rosto estava tão fofo que acabei cedendo.

- Ok, ok. Eu fico. Mas só hoje, se você não melhorar, amanhã eu vou! Você querendo ou não. - dei um sorriso de canto.

Ele parecia aliviado. Acho que ele realmente não gosta de médicos. Peguei seu celular e liguei pra Yoongi

*Ligação On*

- Oi Suga, é a ____.

-Oi, tá fazendo o que com o celular do Tae ? - disse com uma voz de sono, provavelmente ele deveria estar dormindo ainda.

- Hoje não vai dar pro Tae e nem pra eu ir, ele acabou pegando uma febre e vai ter que ficar de cama. Ele pediu pra que eu não chamasse o médico, então vou ter que ficar aqui cuidando desse cabrito.

- Ok, eu pego as matérias que vocês vão perder e depois passo pra vocês, se der, mais tarde, eu e os meninos passamos ai pra ver como ele está, só não comente com ele, faremos uma surpresa.

-Tudo bem..Obrigado pela ajuda.

*Ligação off*

Quando desliguei o celular, vi que ele estava dormindo. Parece que o remedio começou a fazer efeito. Aproveitei seu sono e fui preparar algo pra comermos. Fui até a cozinha e fiz um café da manhã bem reforçado, com varias frutas picadas em cubinhos, iogurte de morango e alguns cereais. Coloquei tudo em uma bandeja e voltei para seu quarto. Ele estava acordado, fingia que dormia mas eu não sou trouxa, é logico que eu percebi. Arrumava sua cama e via que ele me observava de soslaio.

-Porque me olha tanto ? -sentei em sua cama junto a bandeja.

- Ah, insuportavel, você percebeu! É legal o jeito como você cuida de mim... Bem melhor do que algum medico doido querendo enfiar alguma agulha no meu braço. -pegou a bandeja e pôs no seu colo.

- Come direito, preciso que você melhore. Não sou babá pra ficar cuidando de criança.

- Não sou criança! - ao dizer isso, ele deixou que caisse um pouco de iogurte no seu abdomen

- Não ? - Dei risada, peguei a toalha molhada em o limpei.

Ele fitou os olhos em mim quando fiz isso, não tenho culpa se ele é descuidado. Espero que ele não esteja querendo fazer nenhuma gracinha.

- Omma. - rimos.

Ele havia terminado de comer, peguei sua bandeja e levei para a cozinha. Vi que tinha sobrado um pouco e também comi. Não queria sujar outra colher entao peguei a dele mesmo. Pus uma colherada de iogurte na minha boca. Aquilo parecia um beijo indireto, comendo na mesma colher que ele, certamente parecia. Senti meu rosto esquentar um pouco e meu coração palpitar. Sempre que lembrava dele eu me sentia assim, nervosa. Eu ainda não tenho muita certeza do que eu sinto por ele. Em cada situação eu me sinto de uma forma, isso me deixa um pouco confusa. Me desliguei de meus pensamentos e voltei para seu quarto. O mesmo estava dormindo de novo, ele parece até o Yoongi, dormindo desse jeito. Me sentei no chão, do lado da cama, zelando por seu sono. Acabei que eu também dormi.

- Quebra de tempo-

Acordei assustada com um barulho na porta do quarto. Tae e eu acordamos e vimos os meninos na porta, Hoseok; Jimin e Yoongi e Jin ( um amigo de infancia também, mas que nao estuda com a gente). Eles nos olhavam com uma cara de "To vendo isso ai".

- Parece que o casalzinho feliz acordou - disse Chim Chim, que nos observava fazendo EyeSmile.

- Cala a boca. Oi Jin, quanto tempo eu não te vejo. - Tae deu risada e tacou uma almofada em sua cara. Os dois riram.

- Trouxemos umas coisas pra passar a noite. - Hobi pegou sua mochila que estava cheia de comida, filmes e outras besteiras.

-Vão dormir aqui ? - disse sorrindo

- Aham !! - disseram os quatro em unissono

Eles montaram os colchoes de ar e espalharam pelo quarto. Montaram o PS4 na Tv e escolheram jogar Silent Hill. Era um jogo de terror e eu nao me dava muito bem, especialmente com esse jogo (**ps: quem ja jogou sabe do que eu to dizendo**). Eu sentei ao lado do Suga e Hoseok ao lado do Tae. Jimin ficou meio de canto excluido, mexendo no celular. O jogo mal havia começado e eu ja estava cagando de medo. o jogo foi passando e me dava cada vez mais susto. Suga só sabia rir da minha cara.

- QUE MERDA DE JOGO É ESSE ? NÃO TEM GRAÇA SUGA! - dei um pulo assustada e ele me abraçou bem forte. Retribui o abraço. Tae nos olhava com uma cara enciumada.

Cansamos de jogar, já estava bem tarde da noite. Pelo visto Taehyung estava melhor. Os meninos resolveram por um filme de terror também. Eu não estava muito a vontade, o filme realmente me dava medo. Puxei Yoongi pra perto de mim e me encolhi em seu peito, cobrindo meu rosto, ele me protegia e fazia cafuné em meu cabelo. Nem terminei de ver o filme e acabei apagando.

Acordei de madrugada, eu estava dormindo em cima do peito do suga. Os meninos estavam dormindo. Olhei pra cama e vi que Tae não estava lá. Levantei devagar para não acordá-lo e fui atrás dele. Desci as escadas e o encontrei na cozinha, brincando com o cachorro.

- Tá tudo bem ? - perguntei

- Mais ou menos... - me olhou meio cabisbaixo, ele parecia meio chateado.

- Acho que sua febre voltou.. Vou ver como ela..está...

Quando fui por a mão em sua testa, ele a pegou e olhou profundamente nos meus olhos. A expressão dele era meio desanimada

- Gostou de dormir com ele ? - me olhava seriamente

- Porque tá fazendo isso ? Para de ser cretino, ele é só meu amigo.

Ele me puxou para perto, me deu um abraço apertado e aconchegante.

- Não abrace mais ninguém que não seja eu, sua idiota. Adora me deixar enciumado. - deu um beijo gentil e protetor na minha bochecha, me fez corar.

- T-tudo bem.. -retribui o abraço.

Voltamos para o quarto. Dessa vez eu não me deitei com Yoongi, me deitei com Tae, que me abraçou e me fez cafuné até a hora em que nós dormimos.

 

 

 

 


Notas Finais


Olááá meus bolinhos de alegria. Gostaram do capitulo ? =) Espero que tenha ficado bom sz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...