História I hate you, Ezarel - Capítulo 73


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce, Eldarya
Personagens Alexy, Castiel, Dakota, Ezarel, Keroshane, Leiftan, Letícia, Lysandre, Miiko, Nevra, Personagens Originais, Rosalya, Valkyon
Visualizações 315
Palavras 954
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 73 - Sangue diferente


-Eu a matei - Disse Nevy com naturalidade 

-Ahhn... ahn claro! - Exclamei sorrindo o melhor que pude, ainda que um tanto abalada pela naturalidade com que Nevh habia dito aquilo, mas assim que sorri soltei uma exclamação de dor. 

-Caramba,  ela acabou com seu rostinho lindo - Disse Nevy tocando delicadamente meu machucado. Gemi a seu toque frio e ela sorriu com isso. 

-Maya, não me provoque- Disse ela sorrindo de maneira maliciosa. Senti meu rosto esquentar mas sorri de canto. 

-Eu sou tão irresistível que até fazendo cosplay de Quacimodo eu estou te seduzindo, Nevinha?- Falei cruzamdo os braços,  fazendo ela rir. 

-Digamos que se eu apagar a luz ficaria melhor - Ela me da uma piscadinha s me puxa contra si pela cintura.  Tiro sua mão de lá com um tapa e fecho a cara para ela. 

-Abusada! -digo rolando os olhos. - olha que eu conto pro Valkyon - 

Nevy deu uma risada cordial e me fez o movimento de um beijinho com os lábios, mas vi que ela apertou a mão direita em punho.  Oooops, acho que eu não devia ter falado isso.  

-Er.... as coisas entre você e o Val...- antes que eu pudesse terminar ela agarrou meu pulso e me puxou em direção a porta. 

-Vem baby, vamos ver o que a Ewelien pode fazer por você - Disse ela enquanto me arrastava pelo QG. No caminho ouvi uma voz ( C L A R A M E N T E não é a voz do meu escandaloso noivo, que isso, como vocês podem ter uma ideia dessas?!)  Discutindo aos berros com uma garota, que pela voz parecia ser Karenn. Apressei o passo de modo a ultrapassar Nevy.

-Isso tudo é medo que ele te veja assim?- debochou ela, mas eu me recusei a responder. Chegamos a porta da enfermaria, mas antes que eu pudesse abrir, Nevy segurou meu pulso, franzindo a sobrancelha visível. 

-O que você....!!- ela colocou o indicador diante dos meus lábios e eu apurei os ouvidos. Alguém claramente estava chorando do outro lado da porta. Ela abriu a porta o mais lentamente que pode e então vimos Ewelien apoiada no seu balcão entre soluços.  

Antes que Nevy pudesse me conter, me aproximei de Ewelien e toquei seu ombro. Ela se virou limpando as lágrimas o melhor que pode.  Assim que me viu, seus olhos se arregalaram e ela me olhou de uma maneira diferente, quase uma mistura de mágoa com raiva, mas apenas por segundos, pois logo fez uma expressão preocupada.

-Oh meus deuses,  Maya!! O que ouve com seu rosto?!- Ela me empurrou contra uma maca sem me dar a oportunidade de responder e então tirou uma pomada do bolso e começou a passar em meus machucados. -Aposto que estava quietinha fazendo suas obrigações diarias- Ela disse com ironia.  

-Em minha defesa eu fui atacada!- Digo olhando para Nevy esperando uma defesa, mas a mesma estava mais concentrada em lançar um profundo olhar acusatório para Ewelien,  coisa que eu não entendi. 

-Mesmo? Por quem?- Ela perguntou, sua voz voltando a ficar seria e profissional. 

- uma ex-namorada maluca do Ezarel - Digo dando de ombros, então senti as unhas de Ewelien serem cravadas na pele em que ela passava pomada -AAAAAAAAAAAAAAI CARALHO!!!- Gritei pulando para longe do alcance dela e caindo de bunda no chão. 

-Ai deuses!! MAYA ME PERDOE!!- Exclamou ela me ajudando a levantar,  mas Nevy tomou a pomada da mão dela e sorriu amarelamente para a elfa, se colocandoentre nos duas. 

-Obrigada pela pomada Lein, temos que ir -Disse Nevy me virando em direção a porta e me empurrando para fora.

-Aiii....- gemi acariciando minha testa, vendo que voltou a sair sangue. Espera... sangue?! Olhei em pânico para Nevy e vi que ela tremia dos pés a cabeça enquanto mantinha os olhos fechados. -Ah.... Nevy?- 

-M-Maya.... some daqui- Gemeu ela quase em um sussurro. 

-O-o que?!- Exclamei 

-S-Seu sangue... ele é... argh... diferente- ela apertou a cabeça entre as mãos e soltou um grito abafado -Irresistível... aaah.... P-procure o Ezarel!!- Ela caiu de joelhos tremendo muito 

Senti o pânico me tomar, Nevra/Nevy  já me viu sangrar antes... Então por que...? 

-MAYA CORRE!!- Ela gritou atirando a pomada em mim. Agarrei a pomada desajeitadamente e corri o máximo que minhas pernas sexy's permitiam. Onde foi que eu ouvi o Ez e a Karenn?? Perguntei para mim mesma. Corri como uma louca para meu quarto, pois não sabia onde Ez poderia estar, mas por sorte ouvi sua voz saindo de dentro da sala do Crystal. 

-EZAREL EU ESTOU LHE AVISANDO!!- essa voz e do Leif? Pensei embora não fosse hora de bisbilhotar, mas meu Mayasismo me impediu de entrar, mesmo que eu ainda escutasse os gemidos de Nevy ao longe. 

-Lefitan eu já disse que isso não é da sua conta! - Protestou Ezarel em resposta e então ouvi um baque forte

-Maya tem o direito de saber!!- Exclamou Leif. Mas antes que eu pudesse descobrir o que eu tenho o direito de saber,  ouvi um grito agudo de Nevy senti o pânico me atacar, me fazendo entrar como um raio na sala. Ezarel e Leif se encaravam a milímetros um do outro e Valk estava mais atrás de braços cruzados.  

- Maya?!- Exclamaram os três em uníssono. 

-E-eu... -

-O que aconteceu com você? !- Exclamou Ezarel enquanto os outros dois me olhavam perplexos. Fechei a porta atrás de mim e por via das dúvidas tranquei antes de começar a falar. Contei-lhes desde Valeska, o comportamento estranho de Ewelien e terminei com o ataque de Nevy. Quando falei sobre o ataque, Leif apontou o dedo diante dos olhos de Ezarel e disse 

-Agora você é quase obrigado a contar a ela. - Disse o loiro.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...