História I hate you, I love you - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Eldarya
Personagens Erika, Ezarel, Jamon, Keroshane, Leiftan, Mery, Miiko, Nevra, Personagens Originais, Valkyon
Visualizações 23
Palavras 941
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, FemmeSlash, Ficção, Harem, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Orange, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Slash, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oe, minha primeira fic de eldarya. To nervouser :d

Fiz de presente para minha amiga, Lívia sua piranha. Te amo gata <33

Capítulo 1 - Como tudo começou...


Fanfic / Fanfiction I hate you, I love you - Capítulo 1 - Como tudo começou...

 Corria enlouquecidamente pela floresta, tentava escapar de tudo aquilo que vira no estacionamento. De fato, foi algo duro de se enxergar.

Imagine só: você em seu segundo aniversário de namoro flagra seu namorado aos beijos com outra. Horrivel, não?

Ela parou alguns minutos depois, quando suas pernas falharam e a mesma caiu de joelhos no chão. Sua face estava coberta de lágrimas e por mais que tentasse, elas não cessariam tão rápido.

"Isso não pode estar acontecendo... Não pode ser real, é loucura. L-O-U-C-U-R-A!"

A garota de cabelos castanhos e olhos violetas repetia pra sí mesma, tentando se auto-convencer de que aquilo era uma alucinação, algo fora da realidade. Mas não era, e a mesma sabia muito bem disso.

Após algum tempo, decidiu se levantar. Andou mais um pouco e reparou em algo incomum naquela floresta: um perfeito círculo de cogumelos.

Ele emanava um estranho brilho azul e a grama no centro parecia mais verde e fresca.

Emma se aproximou lentamente do mesmo, hipnotizada com tudo aquilo. Ela não havia controle algum sobre o corpo e sua mente estava turbulenta demais para pensar em algo.

"Mas que mer-"

Falou a garota confusa ao perceber vagalumes a envolvendo.

Em uma tentativa de defesa, fechou os olhos com força e só abriu momentos depois.

Ela não estava mais no mesmo lugar de antes, não estava mais na floresta.

"O-onde estou?"

Indagou-se olhando ao redor, estava em uma floresta. Mas diferente do lugar que estava minutos antes, essa era estranhamente mais colorida.

Havia diversas plantas desconhecidas e Emma jurou ter visto um coelhinho com pequenos chifres pulando por aí.

"Será que ao invés de entrar em um circulo de cogumelos, eu acabei comendo um?"

Se encontrava desnorteada, estava em um lugar estranho e provavelmente, longe de casa.

"Bom o melhor a fazer é tentar encontrar alguém... Vai que eu consigo telefonar pra casa"

Andou em uma direção qualquer, logo achando uma pequena trilha e resolveu seguir a mesma.

"Isso aqui é um verdadeiro labirinto"

Após alguns minutos, que por conta de sua dor nas pernas pareceram horas, decidiu parar e descansar um pouco.

Sentou-se em uma grande pedra alí perto, recapitulando tudo o que aconteceu até então.

"Ok, vamos do começo:

Primeiro eu acordei, fiz tudo normalmente e então resolvi ir ver Joe no trabalho. Chegando lá eu pego ele e uma garota (que eu não conheço) aos beijos no estacionamento da farmácia que o mesmo trabalha. Ele tentou se explicar, mas eu dei no pé antes dele terminar de falar, quando minhas pernas doeram de forma lancinante, acabei caindo. Depois acabei entrando naquela "coisa" de cogumelo e então vim parar aqui... Mas, onde é "aqui" ? "

A morena se questionava, não fazia ideia de onde estava e parecia que nunca acharia uma alma viva naquele lugar.

Após algum tempo se levantou. Notando que seus membros inferiores já estavam um pouco melhores, voltou a andar, mas parou quando uma desconhecida pessoa apareceu em sua frente.

O homem parecia ter mais ou menos a mesma idade que Emma, sua aparência era relativamente normal tirando o fato de suas roupas serem estranhas. Muito estranhas.

"Parece que ele veio de algum evento de cosplay... Mas nesse fim de mundo acho difícil."

Não houve tempo para dizer qualquer coisa: o estranho a pegou pela cintura e a botou em seus ombros, ficando de costas para o mesmo.

Ei, o que pensa que está fazendo?! Me solta, seu louco!! vociferou a garota, ela se debatia e tentava chutar o homem. Tudo em vão, já que ele não parecia dar a mínima e logo tratou em andar, deixando a morena gritando e se contorcendo sozinha.

Longos minutos depois, Emma já estava dormindo. Tamanho seu cansaço.

××

A garota acordou com uma dor súbita nas costas e ao abrir os olhos percebeu que fora jogada dentro de uma grande gaiola.

Não estavam mais na floresta e sim em uma feira, supôs ela. O mesmo homem que a sequestrou, agora gritava enlouquecidamente atraindo a atenção de muitos que estavam no local.

Logo uma multidão se formou ao redor de Emma, a fazendo entender o que acontecia: ela estava em uma feira, dentro de uma gaiola e não tardaria para que a vendessem.

Engolindo em seco, a morena se encolheu abraçando seus joelhos. Tentava dizer a sí mesma que aquilo era um sonho, entretanto a dor em suas pernas raladas a lembrou de que tudo aquilo era bem real.

Foi tirada de seus pensamentos quando seu algoz bateu na grade da gaiola, resultando em um barulho horrível que fez a garota gritar em sobressalto.

Está vendo? Ela está bem, e por ser bonitinha acho um preço justo falou o sequestrador olhando com um sorriso malicioso para Emma e mordendo os lábios em seguida.

Ok, então está acertado. Tudo ficará em 25.000 maanas disse uma figura desconhecida para o homem, que sorriu ao ver várias notas lhe serem entregues.

Uma pena que não pude me divertir com ela antes... sussurrou o vendedor para que só a garota ouvisse.

Instantes depois o mesmo soltou um cadeado, abrindo assim a gaiola em que a jovem mulher estava. Ela se encolheu, batendo as costas nas duras grades da cela.

O homem sem paciência alguma a puxou para fora, jogando-a em pés alheios.

É sua, mas já o aviso: ela é uma gata arisca e como sabe não aceito devoluções soltou uma gargalhada sarcástica.

Emma se levantou e correu, tentando se libertar. Porém foi segurada pelos braços por seu novo "dono".

 Foi só então que ela pode notar a aparência do estranho homem. Estranho, mas belo homem.


Notas Finais


Se gostou me diz aí e se quiser comenta, me ajuda a continuar ~(^з^)-♡
Quem será bonitão?

Me add em Eldarya @Herbivione


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...