História I hate you. I love you. - Capítulo 41


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jack & Jack, Magcon
Personagens Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Carter Reynolds, Hayes Grier, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Jacob Whitesides, Mahogany LOX, Matthew Espinosa, Nash Grier, Nate Maloley, Personagens Originais, Sammy Wilkinson, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Visualizações 195
Palavras 994
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


EU AQUI DE NOVO? SIM EU AQUI DE NOVO!

Como vocês são leitoras incríveis, eu decidi voltar hoje mesmo 💜

Leitoras novas, quero agradecer os favoritos, e sejam bem - vindas 💜

comentem/favoritem/compartilhem 💜

Capítulo 41 - Ele teve uma overdose de drogas?!


 

Jessy fala e se levanta, quando ela se levantou foi como se meu queixo despencasse de um elevador. Imediatamente eu comecei a chorar junto com ela, e nos abraçamos.

 

— Eu estou grávida, Ash.— fala chorando.— O Henry é o pai!

 

— Eu estou muito feliz por você, Jessy.— falo e nos separamos do abraço.

 

— Eu já estou com 4 meses.— fala sentando novamente.

 

— Então você já sabe o sexo do bebê? — pergunto radiante pela novidade.

 

— Eu sei, sim. Eu vou ser mãe de dois meninos.— fala e meu queixo cai mais ainda.— É loucura eu sei, por isso minha mãe ficou desesperada com a idéia. 

 

— Eu vou embora, você não merece o amor que eu te dei Jessy.— a mãe dela fala saindo.
 

Jessy começa a chorar mais ainda.

 

— Ela disse que ninguém saberia da gravidez, e que quando os bebês nascessem seriam colocados para adoção.— fala soluçando.— Eu não queria isso! 

 

— E você está certa! Essas crianças não merecem isso.— digo a abraçando.— Precisamos contar ao Henry.

 

— Sim, precisamos.— diz sorrindo.— Eu estou ansiosa. Eu só tenho que ter alguns cuidados, porque como são gêmeos as chances de nascerem prematuros e com complicações são maiores.

 

— Vamos ter todo o cuidado, Henry, eu e os meninos estamos com você.— falo a abraçando.

 

***

 

Nós chegamos em casa e Henry tinha saido.

 

Explicamos para os garotos sobre a gravidez de Jessy, todos ficaram contentes.

 

— Ele saiu a uma meia hora, disse que ia sair pra esfriar a cabeça.— G fala embalando Sofi na tentativa de faze-la dormir.— Daqui a pouco chega.

 

— Eu não sei se o Henry contou pra vocês, mas quando ele fica nervoso geralmente se droga.— Jessy fala claramente nervosa. 

 

— O que?!— praticamente grito.— Que merda.

 

— Ah, o Hayes saiu com ele.— Nash fala aparecendo da cozinha.— Liga pra ele.

 

Pego meu celular para ligar para Hayes.

 

— Ash?

 

— Hazza você tá com o Henry?

 

— T-to, eu to sim, Ash.

 

— Onde vocês estão? 

 

— A gente tá... Na casa do Cam, isso estamos na casa do Cameron.— fala com a voz falhada, sinal de mentira.

 

— Hayes, me fala onde vocês estão!— digo firme e ele suspira.

 

— Se o Henry souber, me mata. Estamos no hospital, ele teve overdose de droga, mas já se recuperou.— diz rápido.— Ele tá vindo, já vamos pra casa. Tchau.

 

— Estão vindo para casa, o Henry teve overdose de drogas. Isso é sério Jessy?

 

Ele teve uma overdose de drogas?! — fala pondo a mão na testa.— Meu Deus, eu mato esse garoto.

 

Assim a porta se abre revelando Henry e Hayes. 

 

— Seu imbecil, como você pode fazer isso comigo!— Jessy fala correndo até ele e o abraçando.

 

— Eu to bem.— murmura com a voz fraca.

 

— Porque não avisou que estava no hospital? — pergunto séria.

 

— Não tinha necessidade, foi só uma coisa passageira.— diz dando de ombros.

 

— Eu não vou mais deixar você sair por ai.— Jessy fala dando vários selinhos em Henry.— Eu estou grávida Henry. Não me abandona, por favor!

 

— O que?! Eu vou ser pai?!— pergunta e todos assentimos.— Eu vou ser pai caralho!— fala beijando Jessy.

 

— Sim, você vai ser!— Jessy fala com lágrimas.

 

***

 

— Pegou tudo? — Jack pergunta pela centézima vez.

 

— Porra Jack, eu já te respondi que sim.— digo irritada.— Vamos ficar só quatro dias.

 

— Eu só fico preocupado com a Sofi.— diz colocando ela no bebê conforto.

 

— Então não se preocupe.— passo a mão em seu rosto.— Peguei tudo que ela precisa.

 

Entramos no carro e partimos. Nós, Sofia, Taylor, a peguete do Taylor,Johnson, Henry e Jessy vamos passar quatro dias em uma casa de campo, perto de Malibu. É uma casa bem reservada, e viemos apenas para "sair" um pouco da loucura de LA, vamos voltar um dia antes do natal.

 

— O Taylor avisou que eles já chegaram.— Jack fala focado na estrada.

 

— Falando em Taylor, sabe quem é a garota que ele vai levar?— pergunto e Jack nega.

 

— Ele só disse que ela é vizinha dos avós do Carter.

 

— Nossa...— digo surpresa pelas circunstâncias.

 

Meu celular toca. Atendo. Mason.

 

— Pode falar?— pergunta com a voz baixa.

 

— Claro, posso sim.— digo olhando Jack.

 

— Eu vou para LA no natal.— diz e posso sentir um sorriso.

 

— Meu Deus! Isso é ótimo. Pode passar o natal conosco.— digo incrivelmente feliz.

 

— Eu preciso ver com a Ema. Nós vamos ficar na casa dos pais dela.— ele completa e eu murcho completamente.

 

— Ah, claro. Veja com a Ema primeiro.

 

Sem deixar ele responder, desligo.

 

— Ai que raiva.— soco o banco.

 

— Pode me explicar?— pergunta Jack e eu assinto.

 

— Mason está namorando a Ema, resumindo.— digo e Jack da uma freiada.

 

— A Ema Colins?! Você convindou eles para passarem o natal com a gente?! 

 

— Eu não sabia que ela viria junto! — me irrito com Jack.

 

— Como não sabia, eles namoram, o Mason não ia vir viajar e deixar ela em casa. Não seja idiota, Ash!

 

— Mas ele não confirmou nada, disse que vai conversar com ela. — digo imitando a voz de Mason.

 

— Voce sabe muito bem tudo que aquele monstro já nos causou.— Jack fala se acalmando.— Ela não chega perto de vocês duas. 

 

E assim nos calamos. Jack entrou na estradinha de chão que nos levava até a casa. E logo avistamos os garotos jogando futebol no enorme gramado frontal.

 

Jack estaciona.

 

— Chegamos meu amor.— digo pegando Sofi do bebê conforto. Ela ficou sorrindo.

 

— Vou levar as malas para o quarto.— Jack fala descendo as coisas do porta malas.
Com Sofia no colo me aproximo do pessoal.

 

— Ash! — Taylor me grita.— Quero que conheça Chloe. A mulher da minha vida.

 

— Prazer Chloe.— a cumprimento.— Acho muito legal que tenha encontrado a mulher da sua vida.— falo debochando.

 

— Posso? — Johnson fala estendendo os braços para Sofia, que logo se joga pra ele.

 

— Minha grávida preferida.— digo chegando perto de Jessy.

 

— Oi, Ash. Acredita que ninguém da minha família responde as minhas mensagens? 

 

— Depois que eu conheci sua mãe, eu não estou nem um pouco surpresa.— digo e entramos na casa.




 


Notas Finais


Comentem 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...