História I Hate You, I Love You - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer
Personagens Ashton Irwin, Calum Hood, Luke Hemmings, Michael Clifford, Personagens Originais
Tags Angel Campbell, Ashton Irwin, Bella Courtney, Calum Hood, Hanna Edwinson, Luke Hemmings, Michael Clifford, Rebecca Lightwood
Visualizações 44
Palavras 1.048
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa madrugada meus anjinhos, eu voltei!!!! (Como vocês podem ver)
Eu senti muita falta da IHYILY nesse tempo que fiquei sem postar, mas a espera acabou, não conseguia mais ficar longe de vocês.
Espero que gostem do capítulo, eu fiz com muito carinho!!!

Capítulo 9 - Maybe An Apologize Don't Hurt


Fanfic / Fanfiction I Hate You, I Love You - Capítulo 9 - Maybe An Apologize Don't Hurt

Angel Campbell P.O.V. - Sydney, Austrália


  Finalmente chegou o final de semana, hoje vou poder passar o dia todo com meus amigos! Mas Luke também vai estar lá, ou seja, vou ter que evitar falar com ele mais uma vez. Eu não gosto de ficar ignorando ele, mas isso não foi escolha minha, ele quis assim, e só vai acabar quando ele reconhecer que errou e demonstrar que está disposto a concertar isso.

  Mas eu não sei se eu estaria pronta para dizer "eu te perdôo" para ele, pelo menos por enquanto. Ele fez muitas coisas que me machucaram profundamente, sinto um aperto no coração só de lembrar.

  Preciso mudar de assunto atestado que eu comece a chorar. Pego meu celular e ligo para Bec, que logo atende.

  - Oi!!! - ela diz animada.

  - Oi - falo desanimada.

  - Aconteceu algo? - ela pergunta preocupada - por que está triste? -

  - Não foi nada - ela remunga algo em reprovação - só percebi que a pessoa que mais amei, agora me odeia. -

  - Como assim? - ela pergunta - Está falando do Luke? -

  - Talvez sim, talvez não - falo dando um sorriso, percebendo que ela me conhece tão bem - sei lá, bateu saudade de quando éramos amigos, ou algo assim. -

  - Angel, por que não deixa de ser orgulhosa? Vai conversar com eles façam as pazes. -

  - Você sabe que eu não sei fazer isso. -

  - Como você mesmo disse, "você vai saber quando chegar a hora" - ela diz tentando imitar minha voz.

  - Ok, se ele se desculpar, a gente conversa - falo - a culpa foi toda dele, ou seja, não sou eu que tenho que ir falar. -

  - Mas, Angel, isso foi há muito tempo atrás! - ela o defende - por que ao menos não tenta? -

  - Você acha que eu nunca tentei? - pergunto indignada - já quis voltar a ser sua amiga, mas ele nem fala comigo se não for pra brigar.-

  - Insista, você não sabe o quanto eu fico triste te vendo assim, brigada com o Luke. Duas pessoas que eu gosto, e não respeitam a história que tiveram, e toda vez que se vêem, começam a brigar por algo que aconteceu anos atrás. Os dois querem se desculpar... -

  - Mas, Bec... - começo, mas ela me interrompe.

  - Presta atenção! - ela fala - você não odeia o Luke, e ele não te odeia, vocês dois ainda gostam um do outro, não estou falando que ainda estão apaixonados, só estou dizendo que eu sei que vocês querem voltar a se falar, a ser amigos, mas não querem fazer isso na frente dos outros, por algum motivo desconhecido. Eu não quero saber os motivos eu só queria ajudar vocês a superarem isso e esquecer todo esse orgulho que te segura, te puxando para trás sempre que pensa em dar um passo pra frente, e não te deixa ser feliz. Angel, vocês tem que conversar, dar uma trégua nessa briga, ou qualquer outra coisa que fez vocês se desentederem, porque eu não aguento mais ver duas pessoas que gosto sofrendo por não estarem juntos, ou por que tem muito tempo que não conversam decentemente. Angel, por favor, isso é para seu próprio bem. -

  Deixo algumas lágrimas descerem meu rosto essa tristeza está me corroendo por dentro, ainda mais agora que notei o quanto fui egoísta nos últimos anos.

  - Bec... - falo com a voz falhada causada pelo choro - eu ainda gosto dele, ainda estou apaixonada por ele! Isso nunca passou. Eu só me fiz de durona todo esse tempo para eu mesma acreditar que eu odiava ele, mas ainda gosto do Luke! -

  - Viu, é fácil! - ela diz - mas, se não quiser, não precisa contar pra ele agora. Mas, pelo menos, tente não brigar mais, ok? -

  - Ok - digo limpando algumas lágrimas - mas, se ele for ignorante comigo, vou ser mil vezes pior. -

  - E assim voltamos ao início... - ela brinca - mas vou ver se consigo falar com ele, pra ele ser bem educado contigo, porque se ele continuar sendo babaca, eu mesmo vou dar na cara dele! -

  - Aí já não vai ser culpa minha. -

  - Me desculpa Angel. -

  - Por quê? -

  - Porque eu fui muito grossa com você, é esse assunto é meio delicado... -

  - Se você falasse de outro jeito, eu continuaria sendo idiota - falo e ela solta um riso baixo - então, obrigada, eu estava sendo uma babaca, completamente tonta. -

  - De nada, Angel, a função de uma amiga é não deixar a outra ser babaca... -

  - Bec, agora tenho que ir. -

  - Vai fazer o quê? -

  - Depois te falo - ela ergueu uma sobrancelha - mas isso envolve meu novo objetivo: parar de fingir que odeio o Hemmings! -

  - Espero que sim! - ela diz - tchau! -

  - Tchau, Bec, meu anjo da guarda. -

  - Mas você não acredita em an... - desligo a chamada antes que ela termine de falar.

  Eu não sei por onde começar, será que eu devo ir até a casa dele? Ou será que devo ligar?

(...)

  Um parque com meus amigos não poderia ser melhor, estávamos conversando, jogando, rindo, e tudo está indo muito bem. Só tem uma coisa me incomodando, Luke não falou comigo e, sempre que olho pra ele, percebo que ele estava me observando. Por quê isso? Será que a Bec falou com ele?

  - Bec - falo baixo para ela, que estava do meu lado - vem aqui. -

  Me levanto, vou andando até um lugar mais afastado do grupo, ela vem atrás de mim.

  - Que foi? -

  - Contou algo pro Luke? - pergunto rápido.

  - Mais ou menos... - ela diz e eu cruzo os braços, a olhando com uma leve raiva.

  - Por que? Eu disse pra você não falar pra ninguém! - falo - você era a única pessoa que eu confiava... -

  - Calma, eu não disse tudo! - ela fala, colocando sua mão em meu ombro - eu só falei pra ele tentar conversar com você, e pedir desculpa. -


Notas Finais


A Angel finalmente se tocou!!! Obrigado Deus!
A fanfic vai dar bem fofinha daqui pra frente, espero que gostem...
Tchau!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...