História I hate you, I love you - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Potter, Argo Filch, Dominique Weasley, Draco Malfoy, Fílio Flitwick, Fred Weasley Ii, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Horácio Slughorn, Hugo Weasley, Lílian L. Potter, Lorcan Scamander, Louis Weasley, Lucy Weasley, Lysander Scamander, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley II, Neville Longbottom, Personagens Originais, Pomona Sprout, Poppy Pomfrey (Madame Pomfrey), Ronald Weasley, Rose Weasley, Roxanne Weasley, Rúbeo Hagrid, Scorpius Malfoy, Sibila Trelawney, Ted Lupin, Tiago S. Potter, Victoire Weasley
Visualizações 48
Palavras 1.745
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Ficção

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 19 - Capítulo 19


Fanfic / Fanfiction I hate you, I love you - Capítulo 19 - Capítulo 19

(P.O.V. Riley)

Ainda sorrindo, Tiago falou:

"Então, ainda tá de pé? Aquele negócio de você passar uma semana com a minha família e eu conhecer sua amiga?", eu tinha esquecido...

" Se quiser..."

"É claro que eu quero!", ele passou a mão no cabelo e eu revirei os olhos.

" Ok, mas só se você passar uma semana sem mecher no cabelo.", ele estreitou os olhos para mim.

"Isso é um desafio, Srta. Smith?"

"É.", falei simplesmente e ele riu.

" Desafio dado é desafio cumprido. Uma semana sem mecher no cabelo, em troca de passar um tempo com você nas férias... Justo, justo..."

"Isso. Duvido conseguir."

"Espere para ver, espere para ver..."

Ri e acenei, pegando meu livro e subindo as escadas até o dormitório feminino.

Suspirei. Depois de cinco anos brigando, como era possível que a nossa conversa fluísse tão bem e tão facilmente? Talvez se tivéssemos sido amigos desde o começo... Me deitei ainda com esses pensamentos e adormeci.

. . .

A Lice me acordou no dia seguinte, praticamente pulando em cima de mim.

"Que foi, criatura?", falei, esfregando os olhos.

" Nada. Então... Como vai o Tiago?", a encarei confusa.

"Pergunta pra ele, ué!", ela revirou os olhos.

" Quero saber se vocês tão bem."

"Eu tô ótima, mas poderia ficar melhor se você saísse de cima de mim!"

"Afe...", Alice saiu de cima de mim.

Sentei na cama e fiquei pensando por uns segundos, olhando pra Lice. Devia estar bem cedo, já que as outras não estavam acordadas.

" Afinal, porque você me perguntou isso?", falei. Lice mordeu o lábio.

"Ué, queria saber se meu shipp favorito é real!", revirei os olhos.

" Não é, e nem tem a mínima chance de ser. Esquece isso, Lice, e me deixa dormir!"

Deitei novamente e me virei, tentando voltar a dormir. Não deu nem cinco minutos e eu já me levantei de novo.

"E... Você me fez perder o sono...", Lice riu.

Saí da cama e fui ao banheiro fazer minha higiene.

(P.O.V. Tiago)

Ok, eu tive uma ideia assim que acordei e acho que pode funcionar. Vou fazer a Riley sentir ciúmes.

Seria bem fácil, mas se ela iria querer dar na minha cara ou ficar comigo depois de tudo, só Deus sabia.

Desci sozinho para o café da manhã e, a caminho do Salão Principal, ouvi alguém falando no corredor ao lado.

" Alvo Severo Potter, o aborto sonserino..."

Entrei no corredor e logo vi oque estava acontecendo. Meu irmão estava colado na parede, parecendo meio impaciente e uns três setimanistas da Grifinória o encaravam de braços cruzados.

"Me deixem em paz, vai?", falou Alvo, respirando fundo.

" E perder a chance de zoar com você?", falou o do meio.

"Nunca.", disse o da ponta da direita.

"Eu só quero ir pro Salão Principal..."

"Own, o pequeno sonserino vai fazer oque? Chamar seu irmãozinho?", falou o da direita.

"Ele não precisa me chamar.", falei. Os quatro finalmente notaram a minha presença.

" Tiago...", Alvo ia começar a falar mas um dos garotos o cortou.

"Oque está fazendo aqui, Potter?"

"Protegendo meu irmão."

"Uuu! O bebê precisa de proteção?", falou o do meio. " Vamos embora, gente. Vamos deixar os irmãozinhos conversando."

Os três saíram rindo e tive que me controlar para não dar um soco na cara de cada um. Eles estavam quase virando no corredor quando gritei:

"Só eu posso zoar com o meu irmão!"

"Esquece isso, Tiago.", falou Alvo.

" Não. Ninguém fala mal da minha família e saí ileso.", falei, ai da olhando para onde os três garotos haviam acabado de sair.

"Esquece. Me esquece!", me virei para Alvo e o encarei confuso.

"Oque quer dizer?"

"Quero dizer que não preciso do santo Tiago Potter pra salvar meu dia. Nem todo mundo te acha legal, ok? Podia parar de tentar ser o centro do mundo!"

"Tentar ser o centro do mundo?! Eu te livro daqueles três bobocas e você fala que estou tentando ser o centro do mundo?!"

"Eu não precisava que você me livrasse, sei me cuidar sozinho!"

"Não era oque parecia!", falei com raiva.

" Me faz um favor? Quando ver alguém implicando comigo, deixa, ok? Eu sou o aborto sonserino mesmo!"

"Ok, Alvo, eu vou deixar!", saí marchando pelo corredor. Já estava quase saindo quando me virei e disse:

" Mas se quer saber, não é minha culpa que você esteja na Sonserina!"

Entrei furioso no Salão Principal, mas ainda pretendendo cumprir meu plano. Tentando ser o centro do mundo... Ha! Ele que se faz de coitadinho!

Vi a Riley junto com as amigas do outro lado da mesa. Sentei perto delas e sorri para a Riley. Ela sorriu de volta. Meu Merlin, fiquei olhando pra ela meio atordoado por uns segundos, quase me esquecendo da raiva que sentia pelo Alvo. Quase.

Fred estava do meu lado e do outro, a Pâmela, uma sextanista ruiva, com cabelo cacheado.

" Oi.", falei, passando a mão no cabelo. Pâmela deu uma risadinha e apoiou a cabeça nas mãos, entretida.

"Oi."

"Sabe, eu reparei em você no baile, estava bem bonita."

"Ah é?", concordei. "Obrigada. Eu posso ficar bonita de outros jeitos."

Coitada, ela achava que ia rolar alguma coisa mesmo...

"Hum... Podemos combinar pra você me mostrar.", ela concordou sorrindo. Me aproximei dela e a beijei. Ô garota afobada, parecia um desentupidor de pia, mas pelo menos funcionou. Vi a Riley levantar com raiva e sair apressada do Salão Principal.

" Qual parte do 'ir com calma' você não entendeu?", Alice sussurrou quando passou do meu lado.

É, eu errei de novo.

"Deixa elas, eu conheço um lugar que...", falou Pâmela, puxando meu braço.

"Me deixa, Pâmela.", puxei meu braço de volta.

Saí do Salão Principal. Afe, porque não podia funcionar? Decidi pegar minha vassoura pra voar um pouco, clarear as idéias.

Subi para a Torre da Grifinória que estava praticamente vazia, fora um ou outro estudante que terminava o dever de casa. Fui até o meu dormitório pegar a vassoura.

Sim, eu ia perder a primeira aula, justo a do Teddy. Depois era só dizer que não estava me sentindo bem e pronto, o Teddy não era tão severo quanto a Minnie. Talvez só um pouco...

Enquanto todo mundo ia para as salas de aula, desci para o campo de quadribol, largando minha mochila e a capa no chão e levantando vôo. Percebi que havia mais alguém voando ali, e conforme ia me aproximando, percebi quem era esse alguém. Era a Riley.

Ela fez uma curva com a vassoura e parou quando percebeu minha presença.

" Oque você tá fazendo aqui?", sorri.

"Nadando!", ela revirou os olhos, mas não conseguiu esconder um sorrisinho. " Oque acha que eu estou fazendo?"

"Me seguindo."

"Não era essa a ideia, mas até que gostei. Mas... E você, oque tá fazendo aqui?"

"Nadando!", nós dois rimos. " Oque acha que eu estou fazendo?"

"Me esperando."

"Eu tenho coisa melhor pra fazer."

"Assim você me magoa!", me fingi de ofendido.

" Deixa disso. Só vim clarear as idéias."

"Você parecia bem estressada quando saiu do Salão Principal...", Riley ficou calada, parecia meio tristonha.

"Não foi nada."

"Foi depois que eu beijei a Pâmela, não foi?", prendi um sorrisinho, eu sabia a resposta.

" Eu não tenho nada haver com a sua vida pessoal.", ela falou simplesmente. Fiz uma careta que acho que ela não percebeu.

"Corrida?", tentei mudar de assunto. Riley sorriu fraquinho.

" Claro."

(P.O.V. Riley)

"Claro.", respondi.

Nos postamos ao lado de uma das balizas e no "três" disparamos. Seriam dez voltas em volta do campo.

Eu e Tiago riamos enquanto avançavamos pelo campo, as vezes ele ficava na dianteira, as vezes era eu. Eu não tinha esquecido completamente o beijo dele com a Pâmela, até porque eu me importava demais para esquecer, mas nós éramos amigos, e eu não ia ficar me intrometendo na vida dele e dando pitaco sobre as garotas com quem ele ficava.

Lá pela sétima volta, quando eu estava na frente, eu não sei oque deu na mente brilhante (reparem na ironia) do Tiago que ele tentou fazer uma curva pra passar na minha frente e acabou pendurado pelas duas mãos na vassoura. Sério, eu não sei como o garoto conseguiu aquilo.

Eu fui tentar ajudá-lo, mas o idiota foi tentar se recuperar e começou a balançar de um lado pro outro, tentando passar uma perna por cima da vassoura, mas acabou soltando uma das mãos.

O troço todo aconteceu em câmera lenta, sorte do Tiago que nós estávamos voando relativamente baixo. Na hora que eu avancei para tentar pegá-lo, a mão dele abriu e ele começou a cair. Aumentei a velocidade, mas ele bateu com tudo no chão antes que eu pudesse pegá-lo.

Larguei a vassoura no chão e vi a dele, sem condutor nenhum, se balançar de um lado pro outro, ziguezagueando pelo campo. Corri pra onde o Tiago estava estatelado no chão, os olhos apertados, esfregando a cabeça, os óculos tortos no rosto.

"Ai meu Deus! Você tá bem?", perguntei, me ajoelhando ao lado dele e verificando se não havia nada quebrado.

" Oque você acha?", ele falou, sarcástico. Revirei os olhos.

"Deixa eu te ajudar.", tentei levantá-lo, mas ô garoto pesado...

Na hora que fui passar um de seus braços pelo meu pescoço, ele levantou o outro e me puxou, me fazendo cair por cima dele. Nossos rostos a milímetros um do outro.

"Eu sei de um jeito pra você me ajudar.", ele sussurrou, selando o espaço que tinha entre nós.

Foi diferente do que eu imaginei que seria. Ele não era... Feroz. Era doce, bom.

Tiago passou um braço pela minha cintura e o outro ele subiu para o meu cabelo, o afagando. Eu tinha minhas mãos em sua nuca, passando os dedos pelo cabelo arrepiado dele.

Ele pediu passagem com a língua e eu concedi, com certeza sem a mínima consciência do que realmente fazia, só sabendo que aquilo estava muito bom.

Paramos para respirar um pouco e observei as orbes castanhas dele. Tiago ainda estava com os óculos tortos, então os endireitei, ele sorriu.

" Muito melhor agora.", Tiago falou. Suspirei e sorri. Eu realmente beijei Tiago Potter?!

"Isso aqui...", ainda em cima dele, sinalizei nós dois, ele riu baixinho.

"Foi real e eu faria mais.", me ocorreu uma coisa que eu não gostaria de ter pensado naquele momento.

" Vai sair daqui pra pegar outra garota, né?", Tiago pareceu confuso.

"Porque tá perguntando isso?"

Rolei para o lado, me deitando no chão ao lado dele e me apoiando no cotovelo.

"Porque eu sei que eu sou só mais uma. Tipo a Safira ou a Pâmela, ou qualquer outra.", Tiago se apoiou em seu próprio cotovelo e aproximou ainda mais seu rosto.

" Você não é.", ele sussurrou. Sério, se ele continuasse fazendo aquilo, eu não respondia por mim...

"Prove.", virei o rosto e Tiago caiu com a cara no chão. Ri baixinho.

" Ok. Mas... Se eu provar, você sai comigo?"

"Talvez..."

"Talvez sim ou talvez não?", revirei os olhos e passei a mão no rosto dele.

" Talvez eu pense no seu caso."

"Chata."

"Sou mesmo. Vamos logo, não quero perder mais uma aula."


Notas Finais


Eu juro solenemente que não vou fazer nada de bom!
Depois de uma pausinha, olha quem voltou? Euuu! Kkk.
Espero que gostem, tô preparando um monte de surpresas pro sexto e sétimo ano deles.
Provavelmente vou postar cap da Violett amanhã.
Malfeito Feito!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...