História I hate you... I love you - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Styles, Ian Somerhalder, Justin Bieber, Machine Gun Kelly, Martin Garrix, One Direction, Zayn Malik
Personagens Harry Styles, Ian Somerhalder, Jaxon Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Liam Payne, Louis Tomlinson, Machine Gun Kelly "MGK", Martin Garrix, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Harry Styles, Larry, Larry Stylinson, Louis Tomlinson, Ziam Mayne
Visualizações 140
Palavras 4.220
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Lemon, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Não revisei... Sorry!
Mais acho que dá pra entender!
Tenho que estuda agora até a meia noite e não vai da pra mim revisar e vou fazer depois!
Não usei música...
Leiam

Capítulo 22 - Taylor Swift... Ziam Mayne!


Louis Tomlinson p.o.v

 

- senhor Tomlinson? Já são 06:20a.m, hora de acorda dorminhoco - ouvir July falar e pude imaginar que ela estava sentada ao meu lado na cama e assim que abrir os olhos afirmei minha hipótese.

- já tem um roteiro? - disse me sentando na cama.

- sim... - sussurrou July deixando os lábios em uma linha reta.

- certo! Me diga enquanto me arrumo - disse me levantando e ela veio atrás de mim falando.

- bom, as 07:00a.m você toma café da manhã com o senhor Styles e ele sai as 07:30a.m, tem a manhã livre e ao 12:00a.m ele vem le busca para almoçar em algum restaurante e as 14:00p.m ele o trás de volta, terá a tarde livre até as 07:00p.m aonde Luke o levará para a faculdade e ligara quando acabar e ele buscará você ou o senhor Styles e quando chegar também tem a noite livre - disse July enquanto eu escovava os dentes.

Me despir e entrei no box, liguei o chuveiro e sentir a água molhar meu corpo e os cabelos me fazendo suspirar.

- estarei lá, July - disse sem encara-la e ouvir o leve barulho da porta sendo fechada.

Quando voltamos para casa a dois dias atrás Harry simplesmente sumiu e eu não o vir até ontem a noite quando ele apenas entrou no quarto pegou um par de roupa no closet e antes de sair disse:

" amanhã July dirá um roteiro de rotina que terá que seguir... Vamos ter a melhor convivência possível e espero que colabore com isso, agora durma. "

Eu cansei de fugir ou resistir a Harry. Não pretendo mais impor minhas vontades. Estou preso para o resto da minha voda a uma convivência com Harry e sinto que o que ele vai ser de agora em diante é o que sempre foi, antes ele apenas estava tentando me conquista não demostrando o quanto é mentalmente perturbado por um amor platônico que sente por mim. Harry me fez amar ele como nunca amei ninguém na vida e eu achei que conhecia Harry, mais ele não é o que mostrava ser... Ele só estava sendo uma pessoa melhor por mim, mas não tem mais por que ele ser aquele lúpus se já temos tanto tempo juntos e ele me fez ama-lo, decepciona-lo e teme-lo. Mais isso tudo não muda o quanto ele também errou comigo!

Sair do box e fui para o closet. Vestir uma calça de moletom preta, uma cueca branca e uma camisa da mesma cor, colequei meu vans preto e sair do quarto indo para a sala de jantar aonde Harry já estava sentado na ponta da mesa mexendo em seu celular esperando por mim.

- bom dia, Louis - disse com sua voz rouca e eu suspirei cansado. Me sentei ao seu lado direito - me responda - rosnou.

- bom dia, Harry - disse sem olhar pra ele.

Geralmente eu o tratava como Styles mais eu não quero resistir a tudo isso, e só o chamava assim para irrita-lo. Mas eu já estou cansado de tudo e todos, é como se eu desistisse da vida, faço apenas o que Harry quer no automático e ele ficara feliz. 

Eu deisitir de viver...?

- July falou sua rotina? - disse enquanto começou a comer.

- sim.

- vamos comer no jardim hoje, almoço entre as flores... Você gosta?

- não.

- mais vai gosta! - disse Harry comendo seu pedaço de torrada.

Comi o café da manhã que eu nem ao menos me lembro o que é. Minha mente esta em branco e eu não sei mais nada em que possa imaginar... Não tenho vontade de imagina ou de fazer algo, eu só quero ficar quieto e parado.

Durante a manhã eu fiquei na biblioteca o tempo inteiro, Jason estava na escola e voltará com Harry na hora do almoço.

Sobre Jason eu não quis saber como ele " apareceu ", nem ao menos teve tempo de pergunta a Harry como ele aconteceu. Ele é filho de Harry por que com certeza Styles fez o exame DNA e eu não quero saber da onde Jason surgiu.

- oh... Você precisa ver! Lá tem um monte de bonecos pequenos dentro de um tipo de caixa transparente e você cair dentro dele até achar a saída e... - ouvir uma voz desconhecida e um cheiro de ômega na sala enquanto descia as escada. 

Mais não imaginei que ao chegar na sala depois de July me falar que Harry havia chegado encontraria a loira que estava com Liam quando eu e Zayn chegamos, falando com Jason animadamente em seu colo e Harry ao seu lado sorrindo da cena.  Encarei tudo aquilo e resolver não dá atenção e voltar para a biblioteca para ler um livro e ocupar minha mente com algo,  mais eles sentiram meu cheiro e me encaram quando cheguei a sala.

- papai Lou - disse Jason vindo até mim correndo e eu afastei um passo quando ele tentou abraçar minhas pernas - eu quero um abraço! Papai Hazzy disse que o senhor tava triste... Não fica triste!

- eu vou pra biblioteca - disse e me virei para sair da sala.

- Louis? - ouvir a voz da ômega me fazendo para de andar - eu sou Taylor Swift prazer.

Me virei para encara-la e em seguida peguei Jason no colo e me virei.

- vou para a biblioteca - disse e sair da sala pegando o elevador qua dava a biblioteca com Jason em meu colo.

- papai Lou? - disse Jason.

- não sou seu pai, Jason - disse seco mais mudei o semblante para calmo - mais continue!

- você não esta triste, esta? - disse Jason enquanto o elevador abria a porta e entramos na biblioteca e fui até os sofás da mesma e o coloquei sentado me sentando do seu lado.

- não... Não estou! Talvez irritado e cançado, mais não triste.

- você também gosta da Taylor?

Agora que Jason falou eu realmente me toquei que essa Taylor provavelmente é a Taylor que passou o rut com Harry. Que filho da puta!

Aquela vagabunda esta na sala sozinha com Harry... E foi eu quem os deixou a sós!

Como eu sou idiota! Na verdade eu não sou idiota...

Por que me importa com o que Harry faz ou deixa de fazer? Eu definitivamente não me incômodo com mais nada que venha de Harry, mesmo que seja uma traição. 

- eu não gosto dela - disse pensativo se realmente não gosto. E sim, eu não gosto - nem um pouco.

- eu gosto... Mais se você não gosta eu também não!

- não é assim, Jason! Tenho motivos pra não gosta dela, você não pode nunca gosta de uma pessoa só por que alguém fala que não gosta... Mesmo que seja eu ou até Harry, se a pessoa faz você bem e feliz goste dela independentemente do que os outros vão querer. Entendeu?

- sim - disse Jason confirmando com a cabeça.

- senhor Tomlinson e pequeno Jason, o senhor Styles estão os esperando no jardim para o almoço - disse July mais sua expressão mudou para nojo - com Taylor. Aquela mulher me irrita! 

- vamos? - disse olhando para Jason e o mesmo balançou a cabeça confirmando.

Saímos os três da biblioteca e enquanto caminhávamos ao Jardim com July nos guiando, ela disse:

- estou louca pra ver o que você ira fazer com aquela alma penada  - deu pulinhos e sorrindo malvada - para o seu almoço em especial eu fiz a sua lasanha preferida com arroz branco e uma coca cola.

- sobre o almoço obrigado e sobre a Taylor - confesso que não saiu o nome dela em um tom que eu queria por que eu tenho ódio dela mais saiu mais como um engasgo - eu não vou fazer nada!

- o que? Por que? Ela foi a filha da puta que passou o rut com o senhor Styles!

- mesmo assim! Não tenho esse direito e nem quero...

- Louis! Ele quase matou Ian por que vocês ficaram, então tem que expulsar aquela loira ridícula daqui na porrada!

- não vou fazer isso... Terá que engoli-la se depender de mim!

- não, não, não... Você não é assim! O que esta havendo? - disse July me evitando de chegar aonde eles nos ouviria, mais ficando no campo de visão de Harry, Jason que já correu pra mesa e Taylor.

- olha... Eu não estou afim! Até gosto da Taylor e não vou fazer nada para expulsar-la da vida de Harry ou Jason... Acabou!

- Louis... Não pode ser!

- eu vou almoçar e você vai aceitar isso. Entendeu? - disse e ela confirmou com a cabeça e sua expressão chocada - e a tarde quero que me fale como essa gravidez aconteceu! - disse e a deixei paralisada aonde estava.

Me sentei na mesa ao lado de Harry e Taylor estava na frente dele e Jason a minha frente. Meu prato foi trago pelos garçons da casa e eu passei a comer sem olhar para ninguém enquanto Harry e Taylor conversava sobre futebol.

Harry nunca conversou comigo sobre futebol...

Na verdade o nosso tempo juntos se resumia a sexo ou dúvidas minhas sobre sua família. Mais ele realmente nunca parou para apenas apreciar e discutir comigo sobre coisas que eu ou ele gosta... Como futebol.

Sou apaixonado por futebol e ele nunca ao menos me levou para assistir um jogo ou assistiu na porra daquela enorme televisão que ele tem na sala e agora eles estão lembrando o momento que eles foram ao jogo do Real Madrid a um mês por que Jason estava louco para ir e ver o Christiano Ronaldo. Isso é um absurdo!

Nunca estive tão irritado em toda minha vida.

Harry saiu mais vezes com uma ômega com quem passou o rut do que comigo que morava com ele e dava pra ele todos os dias.

- Louis, você gosta de lasanha? - fui tirado dos meus pensamentos de raiva contra Harry pela voz de Taylor - lasanha engorda, mais eu adorava a que minha vó fazia quando era criança, nunca me esquecer do sabor.

Suspirei para me acalmar. Ela acha o que? Que estou comendo lasanha por que não gosto? Essa garota é burra ou se faz? Posso matar ela?

- eu posso me transforma em lobo e rasga-la ao meio e creio eu que você não é uma ômega que possa fazer o mesmo - disse sem encarar ela - então sugiro que volte sua conversa com o senhor Styles que eu pretendo termina meu almoço.

- Louis - rosnou Harry e eu apenas o encarei voltando a comer.

- me desculpe, Louis! Não quis ofender... Só estava comentando - disse Taylor parecendo esta receosa pela fato de que eu me transformo.

- tudo bem, Taylor - disse Harry a acalmando.

Isso pode ficar mais patético?

Taylor foi embora quando o almoço acabou e Harry a acompanhou para ir a empresa.

- nunca fui tão torturado na minha vida! Nem mesmo quando Harry disse que não largaria tudo por mim - rosnei para July enquanto andava de um lado para o outro em meu quarto e ela estava sentada em minha cama - foi horrível ver Harry falando animado com ela sobre coisas que fizeram ou vão fazer enquanto ele não parou se quer um minuto da sua vida por mim a não ser pra comer a porra do meu cu... Eu odeio Harry Styles! Eu odeio Taylor Swift!

- sabia! - gritou July batendo palma e me fazendo revirar os olhos - você não pode deixar isso assim! Precisa mostrar a quem o senhor Styles pertence.

- idiota - revirei os olhos - e sobre essa gravidez... Me fale como isso aconteceu!

- bom... Depois que você sumiu seu desgraçado - disse July e jogou o travesseiro - eu conhecer Justin Bieber em um pub no sábado, eu fiquei bem louca e acabamos tranzando perto do banheiro que ficava no segundo andar e o piso era de vidro, se as pessoas olhassem pra cima com atenção nos veria no canto, comigo prensada na parede e ele metendo forte em mim...

- sua vagabunda - disse jogando uma almofada nela e gargalhando junto - fodendo em cima das pessoas... Ali tão explícito!

- cala boca! Você não é um santo - disse July revirando os olhos - então ele acabou me encontrando no supermercado enquanto eu fazia compras com Niall... Mais ai é que esta, eu não lembrava dele pela quantidade de álcool que tomei mas ele não beber e lembrava de mim, e quando ele veio falar comigo e fiquei sem entender nada! Ele ficou todo fofo envergonhado por que ele veio falar comigo e eu não me lembrava mas não tinha o tratado mal.

- nossa! Graças a deus nunca passei por isso, imagina se isso acontece comigo em qualquer versão acho que teria um troço! - disse sorrindo e depois comecei uma risada histérica imaginando a cena comigo e Harry.

- então... Acabei dando um boquete nele no banheiro do supermercado - disse sorrindo.

- meu deus... Eu não esperava toda essa rebeldia de você, senhorita July - disse jogando duas almofadas ao mesmo tempo nela que gargalhava.

- me deixa termina!

- história longa, porra!

- então ele me fez dar meu numero pra ele... Dois messes depois de loucuras fodendo em vários lugares eu descobrir que estava grávida!

- por que não se previniu, sua vadia?

- provavelmente foi na vez que fodemos na biblioteca ou foi quando fizemos no cinema - disse July com uma cara pensativa.

- você não sebe nem quando foi? Meu deus - disse chocado - você é mais vadia do que eu pensei... - gargalhamos juntos - e como ficou tudo? Você ainda esta morando aqui e ele? Não estão juntos mais?

- eu não quero casar... Mais vou morar com ele no sétimo mês de gestação, outra coisa que não queria - disse July suspirando - eu não me sinto  preparada para assumir uma responsabilidade de família, eu não queria um filho agora... Aconteceu e vou ter que assumir minhas responsabilidade como Justin, mais vou tentar fazer dar certo. Ele esta tentando e nada mais justo que eu tentar também!

- então você vai me deixar? - disse e fiz bico me deitando ao lado dela.

- vou... Mais vamos continua amigos! Quando tiver o bebê você vai me visitar e depois vou trazer o pirralho aqui todos os dias para você cuidar dele!

- o que? Vá se foder!

- besta - disse July gargalhando - eu irei encontrar uma outra pessoa pra ficar no meu lugar... Mas não vá se empolgando não! Será uma ômega gorda, baixa e feia e vou proibi-la de ter qualquer conversa que não seja formal com você... Ela não roubara meu lugar!

- isso quer dizer que nunca mais será minha criada?

- exato! Justin é um empresário dono de uma empresa de marketing e ele tem dinheiro, é eu me dei bem - disse fazendo cara de esperta e sorrimos - mais eu vou passar meu endereço e pode ir sempre que quiser que vou estar lá pra você... Exceto quando estiver fodendo, por que ai eu quebro sua cara por me atrapalhar e depois eu volto a foder até gozar e ai sim eu vou esta lá pra você.

- cretina - disse e dei um beijo em sua bochecha.

- cretino - disse July e fez o mesmo que eu.

 

Zayn Malik p.o.v 

 

Se passaram dois dias depois que conversei com Sophia. Quando sair da casa dela passei a andar pela cidade na chuva frienta e minha cabeça ficou a mil, voltei pra casa e fiquei a noite inteira acorda e no dia seguinte fui para a loja, Liam estava descendo do carro e ele me encarou mais eu correr pra dentro da loja e me esconder em meu escritório.

Talvez eu devesse conversa com Liam mais essa situação me deixa paranóico.

Onde ele esta agora? Ou onde dormiu depois que sair da casa de Sophia? Na casa deles? Se ele me ama por que não foi atrás de mim? 

Eu estou tão confuso que não sei como resolver essa situação. Eu não sei se consigo ficar com Liam sabendo que Sophia sempre terá algo dele que eu nunca vou ter, metade dele é dela e não sei se posso viver com isso.

E estou a três noites sem dormi em total desespero do que fazer para solucionar todo esse problema... Eu amo Liam, mais tem muita coisa acontecendo.

Tem Martin que ficou com raiva por eu volta pra Londres e eu sei que no fundo ele só estava com medo que eu voltasse pra Liam, tem Sophia que é a ômega ou ex ômega de Liam, tem Liza a filha de Liam e tem Liam que esta sendo o misterioso de toda essa história.

Eu já nem sei o que seria de mim sem Eddy para gerencia minha loja por que desde que descobrir que Liam tinha uma ômega e uma filhote eu entrei em desespero e esquecer de realmente viver. Mesmo que tenha passados ótimos seis messes com Martin não era eu 100% ali, eu apenas fingir que não tinha problemas e deixei Martin preenchendo o que faltava em mim... O que Liam não podia preencher.

Agora estou tamanha 02:00a.m deitado em minha cama com os olhos fechados tentando dormi mesmo que eu saiba que não vou conseguir.

Por que eu preciso de Liam comigo... É ele quem vai me fazer feliz!

E eu estou disposto a arriscar tudo outra vez por ele, por que sou idiota o suficiente.

Joguei as cobertas pro lado e levantei saindo do quarto correndo para a garagem. Acelerei até o hotel que nos encontramos e na recepção todos me olharam estranho, deve ser pelo fato de esta apenas com uma box azul e uma calça de moletom da mesma cor e descalço.

- senhor? Esta tudo bem? - disse a moça confuso por que eu devo esta parecendo um louco.

- Malik. Esta. Eu só preciso subir para ver um amigo - disse querendo ir para o elevador mais ela me impediu.

- não pode subir... É proibido! Me diga o nome dele que eu irei anunciar sua visita.

- NÃO! Quer dizer... Não quero que faça isso, por favor! Eu sou Zayn Malik, se quiser pode me hospedar em um quarto, sei lá... Eu pago! Só preciso ir até ele, por favor - disse passando as mãos no rosto.

- eu sei quem você é... Só me diga o nome do seu amigo que eu vou checar o quarto que ele esta, pode ser? - disse com um sorriso calma.

Talvez eu esteja me precipitando, talvez Liam não esteja mais hospedado aqui e talvez Liam não me queira mais...

- Liam Payne - disse e ela foi até seu computador verificar.

- ele esta no quarto de frente ao que o senhor iria ficar quando veio aqui ao alguns dias - disse sorrindo.

- obrigado - disse e sorrir para o elevador.

Ao para no andar de Liam e as portas do elevado abrir, saio e eu me deparo com Liam e uma morena entrando em seu quarto agarrados com ela beijando seu pescoço. Ver os dois entrarem e fui até a sua porta... Mais uma vez eu provei que Liam não foi feito para mim!

Me sentei no chão e encolhi meus joelhos apoiando os braços no mesmo e as mãos nos cabelos.

Encarei a porta e suspirei... Eu não acredito que achei que Liam seria capaz de me ama, por que ele não seria!

Droga... Eu sou a porra de um alfa. Sou homem. Liam gosta de mulheres ômegas... E eu fui uma atração pra ele! 

Pra que ele me fez acredita em tudo isso? Por que tanto teatro dessa maneira? Por que machucar meu coração assim? Eu sou um imbecil. E o pior é que fiz com Martin o que Liam fez comigo.

De repente a porta se abre e a mesma morena saia as pressas com suas roupas nas mãos vestindo apenas sua lingerie e deixando a porta aberta. Me levanto assustado por Liam aparecer mais ele não veio, só escutei sua voz ao longe, entrei no quarto que era primeiro a sala e fechei a porta mais logo o vi  com apenas uma box branca mais a frente na sacada e pude escuta seus soluços causado pelo choro e sua voz quebrada.

- Z-za-yn - gaguejo Liam se virando e me encarando - por favor... Eu preciso de você.

Caminhei rápido até Liam e o beijei com força e selvagem com as mãos arranhando seu pescoço.

- ah... Sentir tanto sua falta - suspirou Liam entre o beijo.

- mostre o quanto, Liam. Me mostre o quanto sentiu minha falta - sussurrei e ele arfou.

Liam agarrou minhas coxas e eu as prendi em sua cintura, ele me levou até a cama e passou a beijar meu pescoço me fazendo arfa, suas mãos passando por meu peito, abdome e beliscando meus mamilos enquanto seus beijos vão descendo por meu corpo até o cós da calça. Liam arranca minha calça com a cueca junto e joga em algum lugar que eu não prestei atenção após sentir sua respiração bate em meu pau excitado, suas mãos passaram a me tocar de forma preguiçosa e dando lambidinhas na cabeça do meu pênis.

- oh... Liam - gemir sentindo suas mãos segurarem firme e aumentar o ritmo.

Ele abocanhou meu membro indo até a garganta me fazendo gemer alto, sugando forte e rápido como se tivesse engolindo meu pau. Só Liam consegue fazer isso... Sua língua rodeá a cabeça lentamente e nesse momento meus pés já estão roxos de tanto que eu aperto eles sobre a cama, mais porra, o boquete de Liam é maravilhoso.

- quero sentir você, Zayn... Sentir que é meu - disse Liam ao tirar meu membro de sua boca com um estalo pornográfico.

Respirei rápido e me virei na cama ficando de bruços e empinando minha bunda pra ele.

- seu, Liam - gemir ao sentir suas mãos alizarem minhas coxas.

- você é tão lindo, Zayn... Tão precioso pra mim - disse Liam e abriu minhas nádegas gemeu quando meu buraco piscou pra ele - sei que a dor é horrível mais eu me sinto tão bem quando estou dentro de você...

- não me lembre da dor, Liam... Droga, eu quero você logo - gemir rebolando em suas mãos e esfregando meu pau na cama.

- desculpa, meu amor - disse Liam e logo sentir sua língua na minha entrada a lambuzando inteira me fazendo contrair a mesma - tão gostoso, Zayn...

Meu deus!

Liam é um pecado!

Sentir um líquido gelado em minha entrada a melando mais ainda. Lubrificante.

- quero ve-lo hoje... Quero ver seu rosto - disse Liam e eu suspirei.

Porra... Pra alguém que da o cu é de boa fazer papai e mamãe, mais pra mim que sou alfa é horrível. Não fomos feito pra receber e essa posição o deixa muito mais apertado e dolorido a penetração. 

Mas mesmo assim me virei na cama e Liam ficou entre minhas pernas e encarou seu pau enorme em minha entrada.

- eu sei que dói muito mais assim, mais não conseguiria sem ve-lo - sussurrou Liam e nos beijamos ferozmente - me desculpe - assim que falou eu sentir a dor dilacerante.

- AHHHH - gritei de dor e Liam ficou apenas lá dentro parado.

- tudo isso me faz ama-lo, Zayn. É tão difícil entra em você, todas as vezes... E isso me deixa fascinado. É algo que nunca vou ter com ninguém - sussurrou Liam e eu sentir lagrimas escorrer e minhas mãos ficarem dormentes por apertar em os ombros de Liam - você é maravilhoso... Me deixa completo, Zayn! Você é compreensível e nunca desistiu de mim... Droga, eu amo tanto você, Zayn...

- eu amo você, Liam - sussurrei suspirando e ele me beijou novamente mais agora foi calmo e delicioso - mais se não começar a se mexer eu corto seu pau fora - rosnei e ele rosnou de volta começando com os movimentos.

Um vai vem gostoso e tão prazeroso que eu quase esquecer de toda a dor. Nossos corpos suados e gemidos altos pelo quarto, Liam me completa inteiramente. 

- oh... Liam - gemir quando ele aumentou os movimentos acertando minha próstata - oh... Porra...

- ah... Zayn... Zayn... Ah Zayn... - gemeu Liam estocando mais rápido e segurando uma das minhas pernas e a outra ficando ao lado de seu corpo - você é tão apertadinho... Ah Zayn... Caralho... Zayn...

- oh - gemir alto ao gozar entre mim e Liam.

Mordi o lábio inferior e sentir o líquido de Liam me preencher me fazendo revirar os olhei com a sensação. Esperamos nossa respiração se acalmar e Liam saiu de mim se deitando ao meu lado e logo me puxando para ficamos de conchinha. Sentir sua respiração pesada e sabia que ele tinha dormido, como sempre!

Eu estou perdidamente amando Liam.

 


Notas Finais


Então...
Duvidas? mandem nos comentários!
Não tenho muito o que falar sobre esse capítulo já que eu quero deixa sem spoilers....
Hahahaha sou mal
Era pra ser uma risada maléfica, mais eu não sei como se escreve!
Kkkk bye...
Ah! Estou querendo posta o próximo amanha ainda... Mais não tenho crtz, mais se n sair amanha sai depois fe amanhã!
Bjs babys!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...