História I Hate You, I Love You.(yaoi) - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Lemon, Original, Yaoi
Visualizações 161
Palavras 584
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Ecchi, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Sim, você leu certo! Vamos parar de enrolar com essa merda.

Espero que tenha uma ótima leitura!

Capítulo 10 - Kiss me.


Fanfic / Fanfiction I Hate You, I Love You.(yaoi) - Capítulo 10 - Kiss me.

Quando acabou a aula eu e Akito não demoramos para ir embora, a gente ficou na quadra olhando os garotos do clube de basquete jogar, Aki os olhava com satisfação.

Eu estava com uma pergunta na mente, quem era Akito? Enquanto voltavamos para casa estava silêncio total, eu quis quebra-lo, fiz certo? Não sei, talvez nunca irei saber. Mas procegui:

-Akito, você disse que eles eram teus amigos. Quando se conheceram?

-No basquete.

-Você joga basquete?

-Eu jogava, antes de começar a fumar, não se engane eu nem sempre estive com o cigarros, eles foram uma forma de me afastar das drogas.

-Otima forma- pensei.

-Eu começei a mecher com drogas logo após de perder nos campeonatos pela última vez, meus antigos amigos me ofereceram, disseram que era apenas uma vez é que ia acabar com minha tristeza. Eu odiava perder, odeio é fato. Mas eu acreditei que aquilo iria me ajudar...

-É você fumou... e-eu não acredito que conseguiu acabar com isso.

-F-foi a pior fase da minha vida. -estavamos já em frente ao prédio onde se localizava o apartamento quando Akito parou.

-A-Akito?

Ele voltou a andar porém em um ritmo mais rápido me deixando para trás.

Eu tentei o seguir porém quando cheguei até a entrada do prédio, o elevador que ele deveria ter usado já havia saído, tive que ir pelas escadas. Corri o mais rápido que pode, quando cheguei lá em cima esperei o elevador abrir, não sei porque fiz isso ele certamente já estaria dando sua terceira volta às escadas eram grandes. 

Tirei a chave de dentro do bolço da calça e abri a porta abrindo a maçaneta da porta vagarosamente.




Fui repreendido.




             





Yuuma off



Akito on


Eu o peguei de surpresa. Quando entrou pela porta o agarrei pelo braço, ele parecia assustado com minha atitude, o joguei em cima do sofá e fiquei por cima dele:

-A-Ak-Akito, o que es-esta fazendo?? -Ele estava assustado e encrivelmente vermelho até às orelhas.

-Me desculpe, te assustei.

Sempre achei que ele seria mais agressivo me bateria ou algo do tipo, ele não fez nada disso, o que quer dizer que... ele é realmente gay.


Akito off



Yuuma on


Eu estava completamente envergonhado, o estava prestes a acontecer ali? Era o que eu estava pensando? Ele aproximou seu rosto do meu e nossos lábios se lançaram. Ele era calmo não parecia nervoso, ao contrário de mim, meu coração disparou e precisava me acalmar logo.

Ainda estava surpreso, nem havia fechado meus olhos, então descidi trancamos em completa calma o mais rápido possível, fechei os meus olhos e tentei me sentir mais confortável. Logo quando ele percebeu que havia me acalmado encerrou o beijo e me encarou novamente, ele me beijou novamente, ele mechia a língua e mechia a minha também, elas se interlaçavam estavam em uma sintonia perfeita.

Logo precisamos nos afastar devido a falta de ar, após pegarmos fôlego voltamos a nos beijar, porém, com mais velocidade. 





No momento alguém entrou no apartamento sem que persebessemos:

-Mas que porra é essa??- era Saki gritando igual um doente mental.

Nós nos levantamos sentando no sofá e ficamos o encarando sem dizer nenhuma palavra, até que Aki descidiu enteromper o silêncio:

-Caralho, ninguém te ensinaou a bater não?

-A porta da porta estava aberta!- ele retrucou.

É verdade, não havia dado tempo de feicha-la.

-Estavam ocupados de mais que nem se lembram que deixar a desgraça da porta aberta e corer o risco de serem assaltados, seus retardados!

Eu fiquei quieto, meu cérebro estava ocupado de mais captando o que havia acontecido a minutos, era tudo muito claro, quando cai na real, lembrei-me quem eu era e sai correndo para meu quarto.



Notas Finais


Hélio ✌ veleu a pena ler?
Espero que tenham gostado do capítulo. Eu não sei se vou postar outro capítulo dessa fanfic hoje pois tenho prova para estudar. Mas juro que vou tentar!




Bye




Bjs da Evil.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...