História I hate you or love you? - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Tags Comedia, Fairy Tail, Gale, Gruvia, Jerza, Nalu
Exibições 203
Palavras 1.600
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiee
Desculpa qualquer erro!

Tenham uma ótima leitura e até as notas finais!

Capítulo 15 - Por essa eu não esperava!


Fanfic / Fanfiction I hate you or love you? - Capítulo 15 - Por essa eu não esperava!

_Você está bem? – Eu só pensei em uma coisa “Quem é você?”.

A pessoa que tinha evitado minha queda ainda me ajudou a ficar de pé normalmente e finalmente eu pude ver seu rosto. Era um homem alto, cabelos pretos um pouco maiores que do Natsu, olhos pretos, pele bem clara e exalava um perfume quase tão bom quanto de Natsu.

_Acho que sim – Falei envergonhada, porque né... Não é todo dia que você quase cai de cara no chão e é salva por um cara gato desses.

_Zeref!? – A Erza que até então estava observando minha quase queda sem ter feito nada para me ajudar se manifestou e foi abraçar o tal Zeref – Quanto tempo maninho – Ahn? COMOASSIM? MANINHO? Kami-Sama pode benzer a genética da família Dragneel porque tão de parabéns. Por essa eu não esperava...

_Lucy, esse é meu irmão Zeref – Apontou para ele e eu sorri – Zeref, essa é uma amiga minha e de Natsu, ela se chama Lucy – Nos apresentou e eu fui pega de surpresa por ele ter me abraçado.

_É um prazer conhece-la – falou no eu ouvido, me arrepiei um pouco e apenas retribui o abraço dizendo um “Igualmente”.

_Luce! – Ouvi Natsu me chamando enquanto descia as escadas e Zeref me soltou – Você está bem? Escutei seu grito lá de cima – Ele parecia um pouco preocupado.

_Está tudo bem – O tranquilizei – Me assustei com alguma coisa que passou pela minha perna e acabei me desequilibrando – Ri fraco e sua expressão ficou mais tranquila – Mas Zeref apareceu na hora e impediu minha trágica queda – Sua expressão foi de tranquilo para surpreso, acho que ele não tinha visto o irmão.

Enquanto Natsu cumprimentava Zeref, discretamente chamei Erza e pedi explicações desse irmão que ela não me disse que tinha.

_O Zeref não mora aqui e fazia muito tempo que ele não fazia uma visita, por isso eu me esqueci de te falar dele – Sussurrou para mim.

_Ok, mas qual é a idade dele? – Perguntei.

_Acho que é vinte e cinco, mais alguma coisa? – Perguntou e eu neguei.

Grandeeny apareceu na sala e fez a maior festa, pois seu filho tinha finalmente lhe feito uma visita, depois deu a maior bronca por não tê-la avisado que estava na cidade. Agora eu sei de quem Natsu puxou a bipolaridade. Cinco minutos depois entra na casa um homem de cabelos vermelhos um pouco grandes, olhos iguais ao de Natsu, na verdade aquele homem se parecia muito com ele, provavelmente deve ser o pai. Depois dele falar com a família, Grandeeny me apresentou devidamente ele como seu marido e pai dos seus quatro filhos, seu nome é Igneel.

Grandeeny começou a botar ordem na bagunça e eu fiquei só observando.

_Querido, vá tomar um banho para podermos jantar – Ela falou e Igneel subiu sem dar um piu – Wendy, Zeref e Erza vão arrumar a mesa do jantar – Eles fizeram uma careta, mas foram – E Natsu, venha me ajudar a terminar a comida e levar para mesa – Ela terminou e eu fiquei na sala sozinha. Okay né, me acomodei no sofá e fiquei lendo as mensagens que tinham no meu celular.

Ri com a mensagem exagerada de Sting dizendo que eu já tinha esquecido ele, que eu não o procurava mais, que estava com saudade e que ainda estava preparando minha surpresa. Daí lembrei que ele disse que tinha uma surpresa para mim lá em casa, mas ele não quis me falar de jeito nenhum naquele dia e agora vem me deixar curiosa de novo.

Meus pensamentos são interrompidos quando sinto alguma coisa nas minhas coxas, solto o celular e percebo que tem um gato no meu colo. Azul? Como um gato pode ser azul? Ahh deixa pra lá! Ele é muito fofo! “Então foi você que me fez cair né?” pensei. O gato ficou me encarando fofamente e eu não resisti e comecei a brincar com ele no meu colo. Uma hora ele queria pegar meu cabelo, outra hora ele estava esfregando a cabeça em baixo dos meus seios, comecei a fazer carinho nele e ele começou a ronronar deitando fogosamente no meu colo.

Fiquei nessa de ficar alisando ele até que ele dormiu, eu estava quase vomitando arco-íris pela fofura desse felino quando percebo que estava sendo observada. Levanto meu olhar e vejo que todos, eu digo TODOS, da família Dragneel estavam me olhando boquiabertos e Erza foi a primeira a se pronunciar.

_Como você fez isso? – Eu realmente não entendi quando ela perguntou isso.

_Isso oque? – Perguntei curiosa.

_Como você conseguiu triscar nesse demônio sem perder um pedaço da mão? – Dessa vez foi Igneel que perguntou incrédulo e eu ri.

_Coitado, eu estava aqui mexendo no celular quando ele veio para o meu colo me fazer companhia, fiquei brincando com ele e acho que ele cansou e dormiu aqui mesmo – Falei normalmente alisando o gato não entendendo o exagero.

_Lu, você não está entendendo, o Happy não deixa ninguém além do Natsu chegar perto dele e quando alguém chega perto dele ele sai correndo e se alguém tentar triscar além do dono – Apontou para o Natsu – ele arranha e até morde – Erza falou e eu fiquei olhando para Happy sem acreditar que essa coisa fofa poderia fazer algo do tipo. Percebi que Natsu me olhava intrigado, mas quando ele viu que eu percebi, rapidamente virou o rosto.

Grandeeny logo mudou de assunto e chamou todos para jantarem. Igneel sentou na ponta, ao lado direito dele ficou Grandeeny, Erza e quando eu iria sentar do lado dela a Wendy sentou. No lado esquerdo da mesa ficou Natsu ao lado do pai, eu e Zeref do meu lado.

O jantar foi repleto de risos, conversas paralelas, uma pequena discussão entre Natsu e Zeref, mas depois se resolveram e o melhor foi à comida de Grandeeny que estava uma maravilha. Igneel é muito engraçado! Ele fica tirando sarro dos próprios filhos! Ri muito com ele, e assim o jantar acabou. Grandeeny (Que eu denominei de “A toda poderosa”) mandou os homens arrumarem a mesa e lavarem os pratos enquanto nós mulheres fomos para sala com o bolo só esperando eles voltarem para cortá-lo.

Não demorou muito, lá estavam elas voltando, mas tinha uma coisa estranha, Natsu estava com a cara fechada, Igneel prendendo o riso e Zeref com uma cara de quem tinha rido bastante. Natsu sentou do meu lado, o que eu estranhei um pouco, Erza começou a cortar o bolo e Wendy ia entregando.

 

_Lucy, me fale da sua família – Grandeeny falou quebrando o silencio – Você não falou deles no jantar – Terminou e ela parecia curiosa.

_Bem, vou resumir um pouco – Falei e ela assentiu – Eu tenho um irmão gêmeo, mas não é idêntico, ele está em Magnólia junto dos nossos pais, eu vim para cá no sábado, e meus pais são Jude e Layla – Disse e me lembrei de algo – Ahh, eu acho que eu não falei antes, mas a minha Família é a Heartfilia – Quando eu disse “Heartfilia” Igneel ficou me encarando – Desculpa, é costume não ficar falando meu sobrenome – Terminei. O que era uma grande verdade, meu sobrenome já me trouxe muitos problemas e eu me acostumei a não fala-lo muito.

_Eu conheço seu pai – Igneel falou – Ele é um grande amigo meu e muito me impressiona ele ter deixado sua filha morar sozinha em outra cidade – Quando ele disse isso eu me lembrei do trabalho que deu para convencer ele que eu poderia, não, conseguiria morar sozinha.

_Digamos que eu tenho um poder de persuasão que conseguiu convencer ele – Falei rindo.

Descobri que Grandeeny também conhece meus pais, ficamos falando um pouco deles, mas logo mudamos para algum assunto aleatório que nos redeu várias risadas.

Teve uma hora que o Happy pulou do nada em meu colo se aninhando ali, como Natsu estava do meu lado ele ficou fazendo carinho nele junto comigo, esse gato é muito folgado, a parte engraçada foi que Zeref quis alisar o Happy, mas antes dele triscar nele, não sei como o gato percebeu, Happy arranhou a mão de Zeref que saiu xingando o bichano. O que nos rendeu mais risadas.

 Mas estava ficando tarde e foi aí que eu me pronunciei.

_Gente, está ficando tarde e amanhã tem aula, então eu já vou indo – Falei me levantando, Grandeeny protestou e eu ri.

_Quer uma carona para casa Lucy? – Zeref perguntou, eu e Erza nos entreolhamos, rimos e ele ficou sem entender.

_Obrigada, mas eu não preciso de carona, meu carro está aí fora – Disse e fui me despedir de todos.

Quando eu iria me despedir de Natsu por ultimo, Grandeeny mandou ele me levar até a frente da casa já que estava tarde. Eu já disse que eu adoro essa mulher? Grandeeny é maravilhosa! Quando estávamos lá fora eu levantei meus braços e fiquei olhando para ele, demorou um pouco, mas ele entendeu que era para me abraçar. O abraço dele é tão bom que eu ficaria abraçada nele o dia todo! Soltamo-nos do abraço e nossos olhos se encontraram, a vontade de agarrar ele era grande, mas ali não dava já que eu tinha percebido que tinha alguém da casa olhando, então lhe dei um selinho. Mas para minha felicidade o selinho se tornou um beijo maravilhoso, me despedi dele e fui embora.

Cheguei em casa, tomei um banho rápido já que o sono estava batendo e fui para cama pensando em tudo que tinha acontecido hoje. É o dia foi cheio!

Mas antes de dormir eu tive um pressentimento que no dia seguinte iria acontecer alguma coisa, só não sei se é alguma coisa boa ou ruim.


Notas Finais


Trolei vocês! pensaram que iria ser o pai do Natsu né?
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Até esse final de semana!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...