História I hate you,I love you (Romance gay) - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amigos, Gay, Heterossexualidade, Homossexual, Incesto, Romance, Sexo
Exibições 86
Palavras 808
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Capítulo novinho ♥♥
Espero que gostem e boa leitura

Capítulo 8 - A briga


André On

Eu estava distraído lendo meu livro de português enquanto esperava o João e estava muito curioso para saber o que a professora queria com ele . Até que o Gustavo veio até mim sorrindo e perguntou onde estava o João. 

Ele está conversando com a professora- respondi sorrindo timidamente e ele de repente sem avisos nem nada , segurou meu queixo e disse -Você é lindo -se aproximou mais ainda de mim e selou nossos lábios.  Eu estava sem reação, não entendia o motivo de um beijo assim sendo que ele nunca olhou para mim , eu gostei, porém não correspondi , foi tudo muito rápido não deu tempo de nada. 

Ele saiu de perto de mim de repente e eu percebi que o João estava segurando na gola de sua blusa, em seguida deu um soco em seu rosto o fazendo cair no chão, ele ficou imóvel e o João se abaixou e bateu de novo.  Naquele momento eu não sabia o que fazer, , eu estava nervoso e sem pensar gritei para o João parar.

João para , por favor- tentei intervir mas o João me empurrou e continuou a bater até que o Gustavo revidou e ficou por cima do João.  E foi aí que eu realmente entrei em pânico,  o João não podia apanhar , continue a gritar e as pessoas do meu lado apenas assistiam a briga e gritavam coisas do tipo "Vai João acaba com ele" ; "Ele ainda está respirando" ou "Vai Gustavo da um soco nele para ele te bater mais ainda" . E as risadas não paravam nunca e eu estava muito nervoso e estava começando a chorar quando alguém falou comigo.

-Para de chorar seu bobo, tem dois caras lindos brigando por você, se sinta meu amor-era uma menina morena de olhos muito escuros e com a pele extremamente pálida.  Ela era linda e sorria alegremente o tempo todo. Ela  devia ser louca, eu odeio brigas e ela queria que eu aproveitasse. 

-Os dois para a diretoria agora- a diretora saiu da escola muito brava e a multidão se dispersou para que ela passasse -andem logo , não tenho o dia todo-ela estava realmente muito brava, porque normalmente era um amor. Os dois pararam de brigar assim que ela gritou e a acompanharam até a entrada da escola.

João On

Eu estava com raiva e sem controle, queria matar o Gustavo , mas a diretora tinha que se intrometer, quando chegamos em sua sala ficamos calados e ela disse que estava esperando. Contamos tudo e ela disse que iam nos advertir com um bilhete para os nossos pais. -Mas foi do lado de fora- falei rapidamente e pensando bem isso era injusto, foi do lado de fora da escola. -É isso mesmo, a senhora não pode fazer nada com a gente- o Gustavo falou segurando um lenço e passando-o em sua boca que sangrava muito. -Cala a sua boca Gustavo e quanto a sua indagação João o fato aconteceu na porta da minha escola, portanto posso fazer o que eu quiser.

A diretora optou por conversar com nossos pais e assim foi. Ficamos na escola até eles chegarem e depois de conversarmos juntos a diretora falou apenas com os pais. Depois de algum tempo fomos embora e meu pai me bateu muito e gritava o tempo todo.           -Então você briga feito homem ??? Mas briga por um homem? Qual o seu problema moleque?? - ele gritava enquanto me batia e eu só chorava baixo; não por estar apanhando e sim pelo baixinho. Eu apanhei por muito tempo e depois fui tomar um banho, me deitei e fiquei chorando até adormecer. 

André On 

Eu não sabia com quem me preocupar, o que seria certo? ? Me preocupar com o João ou com o Gustavo? Ah eu estava muito confuso, mas me lembrei que o pai do João era muito preconceituoso e tremi ao pensar no que ele poderia fazer quando soubesse o motivo da briga. Tentei afastar esses pensamentos ruins e peguei um livro qualquer.  Na capa estava escrito "Um amor antigo é sempre menos interessante que um amor novo" . Na sinopse estava escrito uma frase que me chamou a muito a atenção, estava escrito o seguinte.....     "Um amor entre dois amigos pode ser forte mas seria capaz de aguentar uma terceira pessoa que confunde o sentimento de um dos amigos e se tornar o alvo do outro? ?.

Fechei o livro na hora , credo imagina se vou ler isso, a minha vida já não está boa ainda vou ler um livro desse? Não quero me confundir mais ainda. Parei por um momento e fiquei pensando em tudo que vinha acontecendo, eu gostava do João ou era só amizade? E com o Gustavo?? Era amor ou atração?  Pensar nessas coisas só me deu uma certeza...



Eu estava com fome e não era pouca........


Notas Finais


Continua....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...