História I hate...love you - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Romance, Vanessa Hudgens
Exibições 28
Palavras 703
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem galera, foi feito com muito carinho pra vcs♡♡♡😍😍😍

Capítulo 18 - Capítulo 17- Cuidando


Fanfic / Fanfiction I hate...love you - Capítulo 18 - Capítulo 17- Cuidando

(Natacha Caius)
Entrei no qurto do Jimin com receio, era um quarto comum, três camas(já que ele dormia com mais dois garotos)um guarda roupa grande, enfim
-Pode se sentar na cama do meio...É a minha- Ele disse, fui até a cama e me sentei, era confortável e macia, a roupa de cama era preta, ele foi até o banheiro e saiu de lá com uma gazinha, pomada, álcool e um bandaid
-O que você vai fazer com isso "senhor médico"- Eu ironizei
-Vou cuidar da minha paciente- Ele também ironizou, se sentou na minha frente e eu me arrepiei, não sei exatamente com o que
(Park Jimin)
Depois que peguei tudo que eu ia usar me sentei em frente a Natacha, ela estava visivelmente nervosa, peguei o álcool e passei de leve em seu lábio cortado
-Isso arde droga- Ela disse
-Eu sei Natacha mas não posso fazer nada-
Peguei a gaze e limpei o sangue, em seguida passei a pomada e coloquei o bandaid, mesmo com o corativo os lábios dela ainda eram atraentes, eu queria tanto beija-la, como eu queria
(Natacha Caius)
Depois de ter cuidado do meu machucado Jimin começou a me observar, ele estava com os olhos vidrados nos meus lábios, e eu não sei porque mas também comecei a olhar pro lábio dele, eram tão carnudos e vermelhos que me davam água na boca, mas eu não podia me enganar, eu o odiava, ele começou a se aproximar de mim ainda encarando os meus lábios, por que eu não fiz nada? Porque?
-V...você disse que não faria nada que eu não quisesse...você prometeu
-E você não quer?-  Ele perguntou se aproximando mais, senti seu halito de eucalipto e menta de novo, ele passou as maos na minha nuca e estava com a boca quase, quase em contato com a minha
-Não, eu não quero -Eu disse me levantando da cama- Obrigada pelo que você fez...mas é só isso-
Eu me virei e sai do quarto dele indo direto pro meu.
Cheguei la e vi que a Mari estava me esperando
-A onde você estava sua louca?- Ela perguntou me abraçando
-Cuidando do machucado...mas isso é o de menos, o que aconteceu depois que eu saí?
- Bom, o Santiago tirou a Meredith do refeitório, as coisas se acalmaram mas a confusão já tinha chegado aos ouvidos do diretor, ou melhor, aos olhos, por que ele viu tudo pela câmera, ele chamou você e a Meredith imediatamente na sala dele
-Caramba, eu tô perdida, o que você acha que vai acontecer?
-Não sei...Eu não sei o que o professor acha mas sei o que todo mundo que viu a briga acha: eles agora são seus fãs, muitos odiavam a Meredith e você colocou ela no lugar dela-
Eu sorri com isso, pelo menos algo tinha dado certo nessa historia toda: agora todos sabiam quem a Meredith era de verdade
-Você foi na enfermaria "arrumar" isso? Eu teria ido com você
-Não...quem arrumou isso foi...foi o Jimin, eu fui até o quarto dele e ele deu um jeito-
Ela deu um sorrisinho malicioso
-Então quer dizer que foi o Jimin e no quarto dele?
-É mas nem vem com esses sorrisinhos sem sentido, não fomos na enfermaria porque ficamos com medo de nos pegarem
-E vocês não ficaram com medo de serem pegos no quarto dele?
-Na hora eu nem pensei direito Mari, e não tem nada de mais nisso...
-Quando você literalmente odeia e tem vontade de matar o garoto tem sim coisa de mais nisso...você ta a fim dele Nat, assume
-Eu não tô Mari, para de bobagem...-
De repente alguém bateu na porta e eu abri, era o supervisor
-O diretor está te esperando na sala dele com a aluna Meredith imediatamente- Ele disse, eu olhei pra Mari e ela me lançou um sorriso piedoso, saí do quarto acompanhada do supervisor, mas ainda assim não conseguia parar de pensar nos cuidados do Jimin, e nos lábios dele quase tocando os meus, se ele não fosse tão idiota eu o teria beijado mas então me lembrei da forma como ela trata as pessoas e da forma como ele me tratou e então o ódio voltou e em dobro.


Notas Finais


Espero que gostem, comentem e favoritem please 😍😍😍😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...