História I hate...love you - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Romance, Vanessa Hudgens
Exibições 57
Palavras 1.193
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem😍😍😍

Capítulo 22 - Capítulo 21- Dia seguinte


Fanfic / Fanfiction I hate...love you - Capítulo 22 - Capítulo 21- Dia seguinte

(Natacha Caius)
Acordei com a cabeça explodindo, olhei no relógio e vi que eram 4:00 da manhã, porque raios eu estava acordando aquela hora? Olhei pro meu corpo e vi que eu estava com a mesma roupa da boate... A BOATE, me lembrei aos poucos do que tinha acontecido, da festa, do Jimin beijando todas aquelas garotas, das bebidas que tomei, e por último do quartinho, do Jimin lá comigo, das coisas que fizemos...ou que não fizemos, caramba eu estava completamente fora de mim, eu não era boa com bebidas, passei a mão pelo pescoço e senti um leve dolorido: os chupões.
Me levantei cambaleando e tomei um banho rápido, vesti minhas peças íntimas e uma camisa grande, depois apaguei.
(Park Jimin)
Depois de deixar a Natacha e a Mari em casa, eu voltei pra casa, o Daniel não estava lá, olhei no relógio e eram 2:45 da manhã, tomei um banho e vesti uma calça de moletom, me deitei na cama e repassei cada detalhe dos momentos que tive com Natacha, como era possível uma única pessoa fazer você ficar fora de si? Era exatamente o que Natacha Caius fazia comigo, quando eu estava perto dela é como se minha sanidade desaparecesse, tudo que eu quero é tê-la pra mim mas ao mesmo tempo eu tenho vontade de machucar ela, machuca- la de verdade...tirei isso dos meus pensamentos e dormi, quando eu acordasse certamente ela me odiaria de novo
(Natacha Caius)
Acordei com o despertador tocando, eram 7:00 me levantei e me arrumei rápido, minha cabeça ainda doia, tomei um comprimido,peguei minha mochila e desci pra sala. Meus pais estavam tomando café
-Bom dia - Eu disse
-Bom dia- Eles responderam em coro, comi uma maçã, meus pais me contaram sobre a viagem e em seguida minha mãe me levou pra escola( ja que era o dia dela o fazer)
          [...]
Cheguei na escola e avistei Jimin na porta da nossa sala, assim que me viu um sorriso malicioso surgiu no rosto dele, andei até ele e olhei em seus olhos
-O que você fez comigo seu infeliz? - Eu perguntei raivosa, eu sabia mas queria saber até onde ele tinha ido, ele chegou bem perto do meu ouvido e sussurrou
-Eu te machuquei...não foi isso que você pediu...- Ele respondeu sua voz saiu se arrastando me fazendo sentir coisas
-Você não transou comigo não é? Por que...- Eu disse mas fui cortada
-Não, eu não transei com você, não porque eu não quis mas porque não era o certo.- Ele disse com sinceridade, mas ainda assim eu estava irritada, ele não devia nem ter tocado em mim
-E o que você me diz disso? - Eu perguntei mostrando o pescoço machucado pra ele, ele sorriu malicioso
-Não transar com você não significa que eu não tenha tirado uma casquinha de você
-Seu hipócrita nojento, eu estava bêbada, estava fora de mim como você pode ter coragem?
-Eu tentei resistir mas não deu...você estava gostosa demais.- Ele disse rindo
-Como foi que eu cheguei em casa?
-Eu tive que te levar idiota, já que você apagou por conta da bebida, você devia me agradecer sua imbecil, eu poderia ter feito o que eu quisesse com você e não fiz, por que eu tenho integridade.-
Gargalhei com aquilo
-Que integridade, a integridade de quem machuca o pescoço das garotas?- Perguntei
-Você não foi a única a ter o pescoço marcado.- Ele disse e então me mostrou o pescoço com um roxo
-Eu não fiz isso- Eu disse
-Você fez sim, e agora para de me enxer o saco, eu não aguento mais, será que você não percebeu que eu odeio você e quanto mais você fala comigo desse jeito mais eu vou te odiar? Vá pro inferno ouviu sua nojenta?-
Ele disse, ele nunca tinha sido tão grosso comigo daquele jeito, não que eu me importasse mas aquilo me deixou magoada- A Meredith talvez tenha razão: você devia se juntar mais a sua família medíocre, ser menos folgada e se achar a melhor, porque você não é, você é só mais uma pobretona que estuda como bolsista em uma escola de gente rica, você não é nada- Ele literalmente cuspiu essas palavras, eu poderia ter batido nele, podia ter xingado, podia ter feito qualquer coisa mas eu estava muito chateada, ninguém nunca tinha falado assim comigo, nunca tinham me humilhado daquela forma, senti meus olhos se encheram de lágrimas, eu não me importava; não ligava
-De todas as coisas que você disse pra mim, de todas as coisas que você fez essa foi a que mais me machucou, eu não vou esquecer...nunca, EU ODEIO VOCÊ, com todas as minhas forças, TODAS.- Eu disse, as lágrimas caíram e então eu saí de perto dele, fui até o banheiro lavar o rosto
(Park Jimin)
Depois da minha conversa com Natacha eu fui pra sala, eu não conseguia parar de pensar na imagem dela chorando na minha frente, aquilo me perturbou, eu me senti um lixo, eu tive vontade de pegar ela no colo e dizer que eu cuidaria dela, mas ao mesmo tempo eu queria bater nela por me fazer sentir daquela forma, depois de um tempo os alunos chegaram e ela também, acompanhada da Mariana, o professor de matemática entrou na sala e começou a dar a sua aula.
(Natacha Caius)
Cheguei ao banheiro e deixei as lagrimas rolarem de repente a Mari chegou
-O que houve amiga?- Ela perguntou me abraçando, me entreguei naquele abraço e quando as lágrimas pararam eu contei o que tinha acontecido pra ela
-Você não tem que ficar desse jeito por causa dele, ele não merece uma lágrima sua, nem uma lágrima Nat.-
Ela tinha razão, ergui a cabeça e lavei meu rosto, eu não deixaria aquele garoto me deixar pra baixo, me levantei e sorri
-É assim que eu gosto de te ver: sorrindo- A Mari disse, saímos do banheiro e voltamos pra sala de aula, senti os olhares de Jimin sobre mim, não liguei, fui pro meu lugar com Mari, onde Sant estava nos esperando, depois o professor chegou e começou a aula.
         [...]
Finalmente o intervalo tinha chegado, eu Mari e Sant fomos pro refeitório, pegamos nosso lanche e começamos a comer, notei que Jimin não tinha chegado, não, aquilo não tinha importância prestei atenção na comida
(Park Jimin)
Eu preferi não ir pro refeitório, fiquei na sala sozinho, aproveitei pra ligar pro JungKook, queria saber como as coisas estavam indo, ele me falou que as coisas estavam bem e que os garotos estavam se divertindo muito, senti uma ponta de inveja me despedi e desliguei, de repente Meredith entrou na sala
-O que você faz sozinho aqui?- Ela perguntou maliciosa
-Bom agora já não estou mais sozinho.- Eu disse, sem avisar ou pedir permissão agarrei ela pela cintura e a beijei, ela tinha os lábios meio grossos mas ainda assim deliciosos, agarrei a cintura dela e puxei seus cabelos, ela fez o mesmo comigo, encostei ela na parede e segurei as suas coxas, mordi o pescoço dela e exalei aquela aroma, estávamos chegando na melhor parte quando a porta se abriu e NATACHA entrou.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, se tiver um número considerável de favoritos e comentários talvez eu poste outro capítulo mais tarde...
Obs: no próximo capítulo vai rolar alguns beijos (Não falo mais nada, fiquem curiosos). Haha, amo vcs😘😍😍😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...