História I have a gift - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Romance
Visualizações 19
Palavras 3.609
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Lírica, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Sobrenatural, Survival, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OOOOOOOOOOOOOOOOi, Gente eu gosto dessas músicas aqui : ( Só não tem o link que eu estou com preguiça)
Smoker fire - Sabrina Carpenter
Daughter - Youth
Yuna - Mermaid
Daughter - Smother
Olivia O'Brien - RIP
Blackbear - Do Re Mi
Depois eu vejo outras se voces gostarem destas. bjs e aproveitem!!

Capítulo 23 - The confusion!


Fanfic / Fanfiction I have a gift - Capítulo 23 - The confusion!

Refúgio dos anjos :

JIMIN ON :
Aguardei saírem do carro, e pude observar verdadeiramente a mulher mais linda, destemida, e forte. Sim, estou falando de S/N. Nunca, ao longo de minha vida eu acharia que S/a usaria um vestido tão belo dourado, mas ainda sim é ela, que vontade de abraçá-la e chamá-la de minha pequena, que eu nunca abandonaria. Que iria ficar tudo bem, que nada mudaria com a nossa chegada na Coréia. Mas eu fracassei. Quando ela saiu do carro, pode observar que estava acompanhada do menino que matou o próprio tio e o brutamonte, arrogante e insolente Namjoon. Contudo, nossos olhares cruzaram-se e nós olhamos um para o outro com uma expressão de dor, um sentimento de saudades, S/n estava linda, linda. Caminhei até ela, mas a minha expressão era de preocupação, não pude mostrá-la meu sorriso.
Jimin - Olá... Você está linda.. - Droga, como eu queria abraçá-la. Analisei-a.
S/N - Olá Jimin, você também está muito bonito. - Ela olhou para o chão e colocou uma mecha do cabelo para trás.
Jimin - Vejo você lá dentro, com esses ai. - S/n inclinou a cabeça e eu apontei para eles discretamente enquanto eles estavam encostados no carro esperando-a.
S/N - Está bom... - S/N respirou e eu entrei em sua frente, atravessando o portal da floresta.

JIMIN OFF :
Floresta dos elfos :

S/N ON :
O Jimin não saiu do carro, parecia aguardar-nos para sair. Mas quando nós saímos, ele rapidamente abriu a porta do carro, e pude ver sim, um anjo. Como eu queria tocá-lo, abraçá-lo e dizer que estava tudo bem comigo. Mas não era para ser assim, infelizmente tudo acabou, Chim trajava um terno branco, ele é lindo de qualquer jeito, mesmo que ele não acredite nisso. É impressionante como nossas vidas mudaram radicalmente quando chegamos na Coréia. Jimin está casado, eu tecnicamente solteira e mais tarde ele pode ter um filho. E eu... bom não sei, estou confusa. Nossos olhares encontraram-se pela primeira vez até o trágico dia, no qual terminamos. Parecemos comunicar-nos mentalmente e dizendo um para outro o que sentíamos. Só sei que Jimin estava lindo.
Jimin - Olá... Você está linda... -  Pareceu-me analisar.
S/N - Oá Jimin, você também está muito bonito. - Eu olhei para o chão e colocou uma mecha de cabelo para trás.
Jimin - Vejo você lá dentro, com esses ai. - Eu inclinei minha cabeça e o mesmo apontou para os meninos que estavam encostados no carro. Sério, vai querer brigar agora?
S/N - Está bem... - respirei e vi-o entrar em um portal mágico dourado.
Tae - Não se preocupe, eu estou aqui. - abraçou-me.
Nam - Eu também. Na verdade sempre estive aqui. - Hahaha.
Eu e Tae - Aham!! - Rimos e atravessamos também. Tae estava do meu lado esquerdo, e Nam do direito.

- Quando eu atravessei pude olhar para aquela floresta e observei elfos, de todo os tipos e tamanhos. Olhos voltados em mim e um silêncio se fez presente, até a música parou. Fiquei desconfortável e agarrei o braço de Tae discretamente, o mesmo percebeu e segurou em minha mão, senti-me mais segura. Caminhamos e todos sorriam entre cochichos, outros colocaram a mão no coração incrédulos ao me verem. Então subimos até aquela imensa árvore, e quando entramos, um salão, e novamente olhares voltados para mim. Nós fomos até o outro lado do salão, não era pequeno, era como se fosse uma casa na arvore, só que parecia mais um palácio. Todos estavam vestidos formalmente, menos Taehyung. Hahaha! Observei atentamente que havia senhoras, senhores, damas e rapazes... quando finalmente olhei para Jimin e Sook, a mesma me viu e caminhando em minha direção com uma taça na mão direita. Cutuquei o Tae e ele percebeu, então afastou-se.
Sook - Olá vejo que finalmente nos encontramos. - Provocou-me e eu ri. Sério isso? - Meu nome é Sook, esposa do mais gostoso dessa festa.
S/N - Pois é. O mundo é bem pequeno mesmo, acaba tornando-se inevitável. - Ela olhou-me surpresa com minha resposta. - Meu nome é S/n, olha... Jimin é gostoso, mas não é mais gostoso dessa festa.
Sook - O que você fez com o Jimin em garota? Jimin só pensa em você o tempo todo. - Acabei sorrindo sem perceber. - Deu uma leve mexida em sua bebida.
S/N - Bom, antes de você chegar e estragar nossas vidas, nós tínhamos uma história. - Ela provocou-me e sorriu descaradamente. 
Sook -  Olha!! Jiminnie  é extraordinário na cama. Tenho o melhor marido que alguém poderia ter. Hmm... - Bebericou a bebida e serrou os olhos.
S/N - Sim! Você não foi a única que transou com ele Sook. - Cheguei perto dela, serrei meus olhos e a provoquei, sorrindo maliciosamente. - Posso confessá-la algo? - Ao contrário de você Jimin amou-me, mas eu não o obriguei a ser meu esposo. Se é que me entende. - Ela olhei-me com raiva e trincou o maxilar.
Sook - Você é muita descarada mesmo. Acho que Jimin estava cego quando se apaixonou por você, fala sério. - Eu ria ironicamente e fixei meu olhar para o teto do salão. Depois a olhei e mordi os lábios.
S/N - Quem é descarada é você. para falar a verdade, se você veio jogar na minha cara que Jimin é todinho seu, é porque você tem medo de perdê-lo, e não é capaz o suficiente de cuidar do que é seu. - Aproximei-me de seu rosto e a língua entre meus lábios, provocando-a.
Sook - E você cuidou S/N? Que eu saiba ele te traiu comigo. - Fez o mesmo. Então eu disfarcei e fixei meus olhos para o Tae, do outro lado, o mesmo sorriu maliciosamente e piscou.
S/N - Não foi bem isto que ele me disse. - Pisquei.
Sook - Então o que ele disse? - Me olhou com raiva porque eu sei a verdade.
S/N - Ele disse-me que você se incluiu-se para ser a esposa dele, assim que ele aceitou ser o guardião. - Ela levantou a mão para bater-me então a parei de imediato, pegando em seu pulso. - Ah... Sook, acredite, você não gostará de medir forças comigo. - A soltei e ela me olhou com muita raiva e bufando. - Sabe, se eu fosse até ele agora e roubar um beijo, dúvido que ele pararia de beijar-me! Pelo menos eu não estou me rebaixando a este ponto. Licença, linda! 

- Passei pelo centro do salão ao som de "Olivia O'Brien - RIP" em direção ao Tae, o olhando com desejo e fúria, enquanto ele segurava uma bebida. Todos olharam -me porque eu era a única a passar no meio do salão. Namjoon estava com uma elfa, muito bonita do outro lado. Ai Ai. Jimin foi até a Sook, mas não parava de olhar-me. Parei ao lado de Tae e ele olhou-me sorrindo, mordendo os lábios. E olhou-me assustado. 
Tae - O que aconteceu com seus olhos? Estão azuis... - Perguntou-me, colocando suas mãos gélidas em meu rosto, e analisou-me profundamente.
S/N - Não sei. Mas é bom! - Minha expressão era de prazer. - Você quer dançar? - Não esperei pela sua resposta, o puxei para o meio do salão e entreguei a bebida que estava em sua mão para alguém sem olhá-lo.
Tae - Lógico! Só espero que não esteja me usando para provocar Jimin. - Passou a língua entre os lábios e pegou em minha cintura.

- Eu e Tae dançamos colados, era uma dança envolvente, com pegada e olhares totalmente sexy, nossos corpos traçaram-se algumas vezes... e assim, quando acabamos de dançar, eufóricos e nossas testas estavam coladas, ele segurou em minha cintura e levantou-me, rodou-me e depois me colocou no chão, ajoelhou-se e beijou minha mão, todos que estavam observando-nos aplaudiram e assim, o mesmo abraçou-me e sussurrou em meu ouvido.
Tae - Foi a melhor dança... da minha vida... - Disse ofegante e rouco.
S/N - Não será a única! - Eu realmente não importei-me com quem olhava-nos. Escutei passos vindo em nossa direção.
Tae - Espero! - Rimos, o separamos e uma luz nos iluminou. Então um cara de traços coreanos, especificamente um elfo veio em nossa direção aplaudindo com um sorriso malicioso.
XXX - É uma honra tê-la aqui, é um prazer conhecê-la. Para a nossa salvação. VIVA A S/N!! Pode subir aqui por favor. - Chamou-me para subir em um palco, não muito grande. Eu fiquei com medo, mas no calor do momento, aquela intensidade eu caminhei, ele estendeu a mão e eu subi. Ele me deu um microfone e aquela luz forte clareou-me e eu estava sentindo-me sufocada. 
S/N - Durante muito tempo, eu... eu não soube explicar, não soube explicar o que eu  era ou sou... o que se passava comigo, na minha cabeça, eu não poderia imaginar que em um dia eu estaria aqui, no meio de seres extraordinários, especiais e sábios. A medicina não foi capaz de dizer-me o que eu tinha, os psicólogos, meus pais, ninguém soube, e durante esse tempo, encontrei-me em uma imensa solidão, chorava todo dia, e por um minuto perguntava-me se eu iria ser feliz um dia. Quando eu fiz-me essa pergunta senhor Park e o seu neto, Park Jimin... - Olhei para ele, e o mesmo sorriu. - ... Apareceram em minha vida, e foi quando aceitei-me, do jeito que eu sou, não tive como fugir, e eu não queria fugir... eu queria encontrar-me. Obrigada por tudo. Vocês são muito especiais e aquele lá(Suga), passará por mim primeiro, antes de derrubá-los... - Interromperam-me.
Sook - Deixa de ser mentirosa, você se juntará a Min Yoongi em breve... - Eu a olhei, e no momento eu estava querendo matá-la, sem deixar rastros.
S/N - Quem você acha que realmente sou? - Pulei do palco um pouco alto e caminhei em sua direção. Minha voz estava totalmente rouca, e ela ria sarcasticamente.
Sook - Uma desgraçada que veio para destruir a vida de todos. - Parei em sua frente, comecei a encará-la por míseros segundos. Até que eu a empurrei bem forte, e ela parou no meio do salão, indignada e seu vestido havia rasgado. Mas ela brincou com a pessoa errada. Andei até ela, e parei em sua frente, todos olhavam incrédulos. A olhei com um gosto de vingança, agachei-me. Ela estava gemendo de dor. - Esta... é a verdadeira S/N... ai... - Levantou-se e eu também. - A sua próxima... parada vai ser o inferno. Sua vadia. - Sook agarrou meu pescoço e chocou minhas costas contra janela de vidro, assim a quebrando, com tudo, e eu estava cheia de cacos de vidro pelo corpo, inclusive ela. Então ela voou até o céu segurando-me. - Olha como o céu é bonito, Vadia, Adeus! - Largou-me e eu cai, estava muito alto, então cai. Senti uma dor desgraçada, acho que os cacos de vidro entraram profundamente em minhas costas. Me levantei, com um pouco de dificuldade. Então ela pousou novamente à minha frente.
S/N - A terra também é,sua desgraçada. - A peguei pelo pescoço e a arrastei pela terra daquela imensa floresta, até que a fiz pegar fogo, ela ficou desesperada. Tentou apagá-lo dando fortes tapas em seu braço. 
Jimin - S/N NÃO!!! - Jimin correu até mim e pediu para apagá-la. Então eu pensei em sua família, que foi queimada justamente assim. Então depois eu assustei-me comigo mesmo. Eu me tornei uma monstra. Então eu a joguei água, a apagando. Acalmou-se, ajoelhou-se e chorou. Ah, sério? Depois de tudo.
Sook - Olha o que você fez com minhas asas, eu vou ficar marcada!! - Colocou as mãos no rosto e Jimin caminhou até ela, eu só olhei um pouco ofegante.
Jimin - Nossa Sook, acho que nunca mais você voará!! - Agachou e analisou suas asas.
Sook - Olha o que ela fez comigo, Jimin... Você vai deixar ela sem nenhum arranhão. - Jimin olhou-me e engoliu seco.
S/N - Você não precisa se fazer de coitado Jimin, nós dois sabemos que você não é assim, você é mais do que isto que mostra-se ser. Levante e siga em frente, eu não te esperarei a vida toda. Sinto muito... Dói em mim também, m eu tinha que continuar. Não é justo você com a Sook e eu sofrendo. Eu sei que sente o mesmo em relação a isso, me desculpe. Mas eu não posso fazer mais nada. Daqui por diante só você. - O disse rigidamente. Não sei como eu não sai correndo ainda. Sem querer deixei escapar uma lágrima.
Jimin - Desculpe-me também. Eu estou tentando, no momento, seguir em frente. Mas um dia eu chego lá né. Obrigado por tudo. - Olhou-me
tristemente e também deixou escapar uma lágrima.
Sook - Você é ríiculo Jimin. Olha o que ela me fez!! - Levantou-se do chão.
Jimin - BEM FEITO. DA PRÓXIMA VEZ NÃO A PROVOQUE NOVAMENTE. - Ele gritou, e disse em um tom ríspido.
S/N - O que você sentiu foi apenas uma pequena observação, bem detalhada do que virá depois se provocar-me ou colocar o dedo na minha cara. Sua fútil - Aproximei dela e regenerei sua asa. Só que de brancas, suas asas estavam pretas. Todos olharam para ela incrédulos. Então afastei-me, Tae e Nam correram ao me verem. 
Tae - S/N!! OLHA O SEU ESTADO, CHEIA DE CACO DE VIDRO... - Tae abraçou-me e olhou desesperado.
S/N - Eu estou bem, Tae. - O retribui.
Nam - S/N!! Você tá bem? Meu Deus, olha para você... - Pegou em minha mão.
S/N - Estou bem. Obrigada. - Sorri.
Jimin - Sook, o que aconteceu? - Jimin realmente ficou pasmo. 
Tae - O que aconteceu com ela? - Perguntou-me entre cochichos.
Nam - É.. nos conte. - Sussurrou também.
S/N - Eu regenerei suas asas, mas parece que eu relevei seu verdadeiro eu. - Disse em um tom mais elevado para que ela pudesse ouvir-me.
Sook - Ou você passou-me seu lado monstro. - Olhou-me serrando os olhos.
Jimin - Ninguém merece. - Colocou a mão na cabeça.
S/N  - Você não cansa de provocar-me... o que eu te fiz para começo de história? - A indaguei.
Sook - Nada. Só acho que você tem algum defeito. Você não pode ser tão perfeita não. - Olhou-me com ódio.
Jimin - Não, ela tem muitos defeitos. Teimosa, cabeça dura, chata, impaciente. Não ache que ela não sofreu Sook. la sofreu até chegar aqui. Viveu se escondendo do mundo. Mas hoje está aqui, ela conseguiu, e sozinha. Agora vamos, chega de perguntas Sook!! 
Sook - Saiba S/N que transarei com Jimin até a morte. - Provocou-me novamente...
S/N - Então aproveite e desaparece da minha frente. Senão você não aproveitará muito antes da sua morte. - 
Jimin - CHEGA! VAMOS AGORA!! - Jimin a olhou incrédulo com suas palavras.
Tae - CHEGA! - Tae se exaltou depois de ouvir aquilo e observar minha cara de cansada de tudo. Segurou em minha cintura com a mão direita. - CHEGA JIMIN, EU NÃO IREI PERMITIR QUE VOCÊ ACABE COM A VIDA DE S/N. QUANDO VOCÊ CONTOU QUE TINHA UMA ESPOSA, ELA CHOROU, FOI FORTE PARA SUPORTAR A FACADA QUE VOCÊ DEU NO CORAÇÃO DELA! DEPOIS DE SEMANAS VOCÊ A REENCONTRA E DEIXA ESSA ESTÚPIDA DIZER QUE TRANSOU COM VOCÊ E FOI MELHOR TRANSA DA VIDA DELA!? POIS, AGORA VOCÊ VERÁ O QUE É UMA FACADA DE VERDADE. - Tae apertava minha cintura e quando o olhei de lado, percebi que seus olhos vermelhos me encarava e o mesmo beijou-me carinhosamente, um beijo calmo e lento, pedindo passagem com a língua e eu cedi, lágrimas em meus olhos se formaram, e o meu coração acelerou velozmente. Apertei sua jaqueta, o aproximando, colando nosso corpo, peguei em sua nuca e o mesmo tornou-se outra pessoa, e seus dentes ficaram visíveis, então ele mordeu meus lábios, ao sair sangue, ele lambeu. - Doce, garanto que até a alma é doce... - Sorriu. Mas eu não me controlei. E sorri estranhamente. - Chega de fazê-la sofrer Jimin. Vocês dois tem muita coisa em comum, você teve sua chance, mas a estragou. - Disse totalmente ofegante e rouco, olhou para Jimin, que olhou para mim tristemente.
Jimin - Eu sei disso, não preciso de uma pessoa como você para dizer-me a verdade. - Disse com rancor.
Tae - Então deixe-a seguir seus próprios caminhos, mesmo você não aceitando seu destino com a Sook, a S/n não estará sempre ao seu favor, e com isso sofrerá bastante. E não corra mais atrás dela. Se ela quiser, saberá aonde encontrá-lo. - Falou seriamente.
S/N - Eu ainda te amo... mas eu não posso ficar esperando-o pelo resto da vida. - Aproximei do mesmo, mas Sook impediu-me com a mão.
Jimin - Eu ainda te amo também. Você está certa. Irei me afastar Taehyung. Espero que você seja feliz s/a. Adeus! - Jimin roubou-me um beijo na bochecha e voou. Sook olhou-me furiosa e voou também com suas novas asas!

S/N OFF :

JIMIN ON :
-
 A S/N tinha toda atenção possível do salão inteiro. Até que eu observei que Sook estava caminhando em sua direção. Então eu apenas a deixei, queria vê-la levar uma surra. Então o Presidente do conselho se aproximou.
XXX - Olá Jimin, é muito bom conhecê-lo. Prazer, meu nome é Jackson, presidente do conselho. - O olhei atentamente, e sorri.
Jimin - Olá, prazer! É uma honra conhecê-lo também. - Curvei-me.
Jackson - Você tem uma relação estável com a S/N.
Jimin - Bom, eu me relacionei com ela. - Ele olhou-me surpreso.
Jackson - Wow! Cara de sorte. Ela é muito gostosa... - Jackson olhou para S/N mordendo os lábios, a mesma segurava no pulso de Sook. O olhei incrédulo com suas palavras, que vontade de acabar com ele. Percebi que Taehyung estava do lado dele, escutando cada palavra que saia dessa boca podre.
Tae - Repete!! - Olhou para Jackson de lado, com as mãos sobre a mesa. 
Jackson - Quem você acha que é? - O pegou pela gola de sua jaqueta e quando vi os olhos de Taehyung mudarem, e ele levantar a mão com sua foça para bater em Jackson, eu o impedi. 
Jimin - Não faça isso! - Olhou-me com aqueles olhos vermelhos.
Tae - Por que? Me dê um grande motivo Jimin! - Soltou-se brutalmente e Jackson aproveitou a oportunidade para correr. 
Jimin - Porque... Aish!! - Coloquei a mão na cabeça.
Tae - Sabe qual é o seu problema? Pensar de mais e agir menos, seu tremendo idiota. - Aproximou-se e fechou as mãos com força.
Jimin - Você vai me bater agora Taehyung? - O mesmo afastou-se.
Tae - Bem que eu queria, mas seria mais uma briga, porque a S/a está quase matando a Sook. - Olhamos para elas do outro lado e quando eu ia dizer alguma coisa, Tae já estava do outro lado, olhou-me e piscou.

- Olhei para Sook que vinha em minha direção e S/N atravessou o centro do salão, provocativa, linda, meu Deus... que mulher! Estava tocando uma música. Então S/N aproximou-se de Tae, o puxando para o meio do salão, para dançar. Que ironia não? Eu que danço aqui! Eu que deveria estar ali. Aish, não suporto mais isso. Eles pareciam sedutores, as danças eram um passos que fazem os corpo se chocarem conforme a batida, então assim, acabaram e sorriam um para o outro com a testa grudada. É Luan Santana, eu também não merecia isso. Luzes os iluminam e então o cretino do Jackson a chamou. Ela subiu, timidamente ao palco, mas não deixou o medo tomar conta, e começou a dizer algumas coisas, inclusive meu nome e do meu avô, eu a olhei e sorrimos. Percebi que Sook saiu do meu lado e foi para perto do palco, não acredito nisto. Então alguém interrompeu-a, sim, tinha que ser a Sook. S/N pulou do palco e caminhou até ela, assim disparando um empurrão, que a fez cair no meio do salão. Eu deixei, simplesmente porque queria ver a Sook levar uma bela porrada. As duas se revoltaram e Sook empurrou S/n pela janela e assim a janela quebrou, então elas foram para fora, ficou um tumulto na porta, todo mundo querendo ver aquela cena. Quando eu consegui sair primeiro, S/N estava com cacos de vidro pelo corpo, e toda ensanguentada, doeu vê-la daquele jeito, mas Sook estava pior, e quando vi que S/n queimando ela por completo, eu corri em direção as duas e gritei não! pensei em meus pais, e já que eu estava casado com a Sook, não gostaria de vê-la morrendo queimada também. S/N olhou-me e parou. Depois de algum tempo, Taehyung e Namjoon saíram e foram em direção a S/N, enquanto eu estava com Sook, a mesma continuou a provocá-la, s/n regenerou as asas de Sook que para minha surpresa voltaram pretas. O lado sombrio dela foi revelado, hahaha. Gritei e me senti em um flme e  queria que este filme acabasse logo. Não aguento mais. Sook a provocou novamente. Essa garota não cansa? Cacete. Então eu dei um basta e Taehyung disse-me novamente algumas verdades e resolveu beijar a S/a, para minha surpresa. Eu realmente levei uma facada, mas eu merecia esta facada de alguma forma. Eu estraguei meu futuro. Tudo por causa de vingança. Para mim, aquela festa já deu o que tinha que dar. Despedi-me de s/n, selando a mesma na bochecha,ah, pelo menos uma coisa boa. Então eu voei até meu carro, Sook acompanhou-me com muita raiva. Ah, preciso beber!!

JIMIN OFF :


Notas Finais


UUUUUUUUUUUUUUUUUUUUi... Fui!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...