História I have a secret - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Daniel Sharman, Liana Liberato, Shawn Mendes
Exibições 342
Palavras 1.077
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Capítulo cinco


 

Daniel invade o quarto de Robert, ele não consegue esconder o ódio que está sentindo de si mesmo por deixar Liana escapar mais uma vez com vida.

-Pai, a gente precisa conversar, agora!

-Menino, são seis da manhã, isso são modos de entrar no quarto de um velho homem?

-Pai, a coisa está feia, preciso falar com você, a sós. -Diz Daniel após ver uma garota com idade para ser filha de Robert dormindo ao lado dele.

- Bom dia para você também, Daniel. -Diz a garota nua antes de sair do quarto.

-Aquela que acabou de sair é minha ex namorada? -Pergunta Daniel.

-Eu já transava com ela quando vocês estavam juntos.

-Gostosa né?

-Pois é.

-Pai, agora preciso falar sério. Eu não obedeci ao senhor, eu fui atrás de Liana.

-Seu filho da puta, é sério, sua mãe é uma puta, seu filho da puta.

-Pai, ela escapou, eu fiquei na mira dela e ela me fez isso. -Daniel aponta para a cabeça onde Liana lhe deu uma pancada.

-Você vai chorar por causa de um machucadinho?

-Caralho pai, ela conseguiu escapar de mim de novo. Precisamos reforçar isso.

-Você está preocupado demais com essa garota, uma hora não terá mais para onde ela fugir, Daniel.

-Tom está aqui!

-O que? -A expressão tranquila de Robert muda na hora ao perguntar.

-O senhor me ouviu bem.

-Vamos para o galpão agora, reforçar nosso trabalho, não quero esse verme me atrapalhando.

 

Shawn acorda e percebe que Liana não está mais deitada em seu peito, na verdade, ela não está mais na casa da árvore.

-Droga, de novo não! -Diz Shawn ao deduzir que Liana fugiu levando o carro.

Ele desce as velhas escadas de madeira e corre para a BMW que está lá do jeito que ele deixou, Shawn se assusta, abre o carro e pega uma a arma que Liana havia roubado.

Ele sentiu Liana deitada sobre ele até minutos antes de acordar, eles não devem ter levado ela para tão longe, não tem marcas de pneus ali a não ser as marcas da BMW preta.

Shawn corre para perto da casa da árvore e escuta barulhos vindo de um pequeno lago próximo de lá.

O alívio de Shawn foi tão grande ao ver Liana apenas tentado se limpar no lago que ele sentiu como se pudesse respirar novamente,

Liana está totalmente nua, Shawn de primeira se vira para ir embora, mas Liana é tão linda que ele da meia volta para admira-la tomando banho.

Liana está muito machucada, é impressionante ela não estar imóvel gemendo de dor.

-Gosta do que vê? -Diz Liana ao perceber que Shawn olha para ela.

-O que?

-Eu disse Bom dia. -Liana diz irônica lembrando do ocorrido quando eles se conheceram.

Liana parece não se importar que Shawn a veja nua, ele já viu ela assim antes, mas se veste rapidamente por frio. Como se uma camiseta ajudasse.

-Como você não congelou? Eu estou impressionado pelo rio não ter congelado.

-Dói muito! Quando eu era pequena e caia meu pai dizia para mim que dor é psicológica, então eu dizia para mim mesma que não estava doendo e voltava a brincar. Isso está servindo muito para mim agora, até mesmo para lidar com o frio.

-E com a fome, você está a mais de vinte e quatro horas sem comer Liana.

- Estou? -Diz Liana ao sentir seu estomago apertar de fome pela primeira vez em horas.

- Tem roupas limpas para você lá em casa, vamos para lá, enquanto você toma um banho quente e se agasalha eu faço algo para comer e troco a fechadura da porta.

-É seguro ficar lá?

-Não, nem um pouco, você não sabe como é perigoso ficar lá. Mas algumas horas não dá em nada.

Liana não entende o perigo de ficar no apartamento de Shawn, ele não tem nenhuma ligação com ela e a única pessoa mal que viu os dois juntos está morta.

Pela primeira vez Liana parou para pensar, quem matou o falso motorista? A primeira e única pessoa que vem em sua mente é seu pai ou Shawn, mas Shawn estava imóvel, desarmado e desacordado.

 

 

Finalmente! A água quente do chuveiro consome todo o corpo de Liana, após terminar seu banho de mais de trinta minutos, ela veste muitas blusas de frio e se sente aliviada por poder sentir frio novamente.

Liana desce as escadas, Shawn está arrumando a porta, a mesa está cheia de torradas, geleia, manteiga de amendoim, cereal e leite, no fogão tem ovos e bacon, Liana devora tudo aquilo sem nem sentir o gosto e divide com Elvis, ela pode ser durona, mas não resiste ao olhar pidão de um cachorro

- Isso está muito bom! -diz Liana apontando para os ovos. 
-Obrigado, receita da minha mãe.
-Ela também está viajando?
-Não, ela mora sozinha, bem longe daqui, não posso visita-la com frequência. - Um olhar triste consome Shawn.
- Seus pais se divorciaram? 
- Não, meu pai nunca foi casado, eu fui um erro. -Shawn diz como se ouvisse isso todos os dias - Bom, pelo menos é o que meu pai diz. 
- Não conheço você, talvez seu pai esteja certo. Você é intrometido. 
- Intrometido não, prestativo! - Shawn argumenta com um sorriso malicioso no rosto.
- Um doente mental! -Respondo e caímos na risada. 
- Precisamos ir! - Shawn diz ao ver que eu terminei de comer. 
- Pra onde vamos? 
- Gata, você acha que é cedo demais para conhecer minha mãe? 
- Se ele tiver quartos separados para nós, será um prazer. 
- Você não reclamou de dividir um pequeno espaço comigo ontem - Shawn pisca para Liana e aquela sensação de ser um jogo de dominó desmoronando surge. - Terei que te apresentar como minha namorada, talvez dizer: "Oi mamãe, quanto tempo. Cheguei de surpresa aqui pois conheci essa menina a pouco tempo e querem mata-la, preciso esconder ela e achei sua casa um ótimo lugar" não será uma boa ideia.  Então, se acostume com a ideia de dormir nos meus braços. 
Sem respostas e envergonhada Liana concorda com a cabeça.
- Tudo Bem!
- A viajem é longa, teremos que dormir no carro. A viajem é mais longa ainda pois terei que pegar uma estrada de terra muito estreita para fugir da fronteira. - Shawn tenta explicar.
- FRONTEIRA? - Liana arregala os olhos. 
- Você gosta de comida apimentada? Pois vamos para o México gata.


Notas Finais


Curtiram? Não deixem de comentar e principalmente votar no Shawn para o PCA. Votação termina em poucos dias.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...