História I kissed a Girl - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Wynonna Earp
Personagens Nicole Haught, Waverly Earp
Visualizações 309
Palavras 912
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Próximo cap 100% hot (sem censura)

Capítulo 11 - Você tem certeza?


Fanfic / Fanfiction I kissed a Girl - Capítulo 11 - Você tem certeza?

-É parece que a chuva não vai parar mesmo não é? - Falei fingindo que estava chateada pela chuva não ter passado.

-Verdade, então vou passar a noite aqui pelo visto! - Falou Kat se levantando do meu sofá.

A escuridão daquela noite só não era pior pelos nossos celulares e suas lanternas. Seguimos para o meu quarto e quando arrumei a cama de uma forma que coubesse as duas a bateria do celular da Kat acabou e sinceramente nunca fiquei tão feliz por estar sem celular.

-Sem celular e sem energia, vamos fazer o que agora? - Indagou Kat.

Na hora a minha mente formulou uma resposta bem sacana, mas precisava me conter e apenas sorri. Deitamos na cama e ficamos por alguns minutos quietas até que Kat decidiu falar.

-Nossa, acho que gastamos todas as nossas conversas no sofá! - Riu Kat.

-Talvez, que tal falarmos sobre as próximas cenas da Wynonna Earp? Ainda não falamos sobre isso! - Comentei tentando fazer com que a minha mente pensasse em outra coisa que não fosse pular na Kat.

-Verdade! Bom… quem você acha que sai do armário essa temporada? - Questionou Kat.

-Ah não sei… na segunda ninguém saiu, então porque sairia agora? - Perguntei surpresa com a colocação dela.

-Bom se o beijo que a sua personagem trocou com a Rosita, não a tirou do armário então não sei o que tiraria! - Respondeu Kat se aproximando.

-Aquele selinho não tira a curiosidade nem de uma idosa! Mais admito que a Tamara beija bem! - Falei criando um pouco de ciúmes na Kat - E para um beijo arrancar alguém do armário teria que ser no mínimo diferente! - Terminei a conversa com um sorriso.

-Como? - Perguntou Kat confusa.

Em meio a escuridão consegui a puxar para mim e a beijei. De início mesmo não vendo podia imaginar que ela tentou se afastar, mas logo perdeu aquela luta. Minha língua pediu passagem e ela a liberou, nossas línguas se chocaram e o barulho da chuva transformava aquele momento em único. A cada momento a desejava mais, desejava mais toques, mais carinhos e acredito que ela também, pois suas mãos tocavam em varias partes do meu corpo, me deixando arrepiada. A falta de ar nos forçou a cortar o beijo e talvez foi no momento certo pois acho que não aguentaria mais.

-Algumas coisas são melhores feitas do que apenas ditas! - Falei ofegante.

-Dom, eu não sei o que sinto pelo Ray, no início era amor, mas agora você me confundiu! - Falou Kat esperando uma reação minha.

-Então deixa eu tirar essa confusão que eu mesma criei! - Falei a puxando para outro beijo.

Em uma virada que nem eu imaginei que aconteceria Kat me tirou de cima dela e me colocou por baixo dela. Observei o olhar dela, talvez procurando o que fazer, até que sua mente lhe mostrou o caminho. Os lábios de Kate estavam no meu pescoço, enquanto suas mãos em meu abdômen, um gemido ofegante foi liberado por mim, Deus! Como poderia resistir a todas aquelas pegadas? Kat mordiscava o meu pescoço depois de beija-lo, eu sabia que ficariam roxos no outro dia, mas quem se preocuparia, amanhã era outro dia. Fechei os olhos e deixei que os meus extintos me dissessem tudo que a Kat fazia e parece que deu incrivelmente certo. Ela começou a passar lentamente a língua na minha mandíbula, e com esforço por conta da escuridão tirou a minha blusa. Uma mistura de frio na barriga com tesão me atingiu e eu estava louca para dar para ela. A língua dela percorria agora um de meus seios, e os dentes dela capturaram o pico de um dos meus seios, a boca se fechou sobre eles e pequenos gemidos foram produzidos por mim. Se existia algo que era a marca registrada da Kat, era o seu senso de justiça, e até na cama ela era assim, não deixando que nenhum dos meus seios ficassem sem a atenção que lhes era devida. Aquilo estava sendo perfeito, tudo que eu queria e imagino que ela também queria. Usei minhas mãos para direcionar a cabeça dela da melhor forma possível, não que isso fosse necessário; tudo estava indo muito bem até que Kat parou e voltou a atenção para o meu rosto (eu acho, já que estava escuro e não sabia exatamente para onde ela estava olhando ou se estava realmente olhando).

-Dom melhor pararmos! - Falou Kat.

-Parar? Do que você está falando? Eu quero e você também quer, porque ficar privando o nosso desejo? - Falei procurando o rosto dela no escuro.

Não sei o que exatamente fiz ou se foi o que falei, mas incentivaram Kat novamente; ela voltou a me beijar com todo o desejo que sentia por mim, eram beijos fortes de deixar qualquer boca perdida. As mãos de Kat tinham vida própria no meu corpo, ela alisava o meu corpo de um jeito que nem mesmo qualquer namorado meu havia feito e me perdi ali. Kat tirou a minha calça jeans e fiquei admirada dela ter ótimos sentidos já que tudo estava tão escuro, ela desceu beijos apaixonados por toda a extensão do meu abdômen e chegou onde eu queria.

-Você tem certeza? - Ela perguntou antes de se perder entre as minhas pernas.

Foi engraçado ouvir essa pergunta, estava tão acostumada em ouvir essa mesma pergunta mas quando encenavamos, quando era Nicole e Waverly. Iria responder quando senti dois dedos percorrendo o meu centro molhado e aquilo me travou por completo, mas algo ainda me deixaria mais travada.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...