História I Knew You Were Trouble - 2 Temporada - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Tags Draco Malfoy, Dramione, Hermione Granger
Exibições 167
Palavras 1.109
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente!
Mais um capitulo novo pra vocês, espero que gostem. Eu estou muito ansiosa pra vocês lerem o proximo acho que vão gostar.
Enfim, boa leitura!

Capítulo 18 - 18


POV – Hermione:

Guerra. É como pode ser resumido aquele jogo de quadribol. Eu acreditei que proibir o uso das varinhas pudesse fazer com que as coisas fossem ficar um pouco menos violentas, coitada, mal sabia que estava completamente enganada.

Sem poder usar mágica, Viktor arrumou outra forma para ferir a equipe adversária: eles rebatiam os balaços contra o primeiro que estivesse na sua frente, tentavam joga-los da vassoura a qualquer custo e debochavam quando podiam, ou seja: sempre, nenhuma oportunidade de humilhar a outra equipe foi perdida.

Por sorte o time de Draco era impressionantemente bom, eles eram ágeis e espertos conseguindo sempre prever o que os adversários pretendiam fazer, evitando assim os balaços e armadilhas, mas aquele jogo estava longe de terminar. Viktor não fazia nem questão de procurar o pomo de ouro ele estava focado em machucar Draco.

Luna, Neville e eu já estávamos em pé na arquibancada de tanto nervoso que sentíamos olhar aquilo tudo acontecendo e não poder fazer nada era uma das piores sensações do mundo.

- Isso não é justo! Não vale! Falta de caráter! – Berrava Neville inconformado, ele estava tão vermelho quanto o cabelo dos Weasleys.

Luna roía todas as unhas enquanto assistia aquela selvageria toda. – Hermione, não tem nada que a gente possa fazer pra parar isso?

Refleti sobre aquela pergunta mesmo eu já tendo tentado pensar em algo para ajuda-los. – Acho que não Luna. – Respondi aflita enquanto passava as mãos pelos cabelos e respirando fundo.

Foi então que as coisas começaram a piorar.

Um balaço atingiu Nott em cheio, o rapaz foi pego desprevenido e acabou caindo da vassoura, mas antes que chegasse ao chão, tirei a minha varinha do cós da calça rapidamente e apontei-a na direção dele. - Aresto Momentum! – A queda de Nott foi amortecida. Fiquei olhando para ele durante alguns segundos, esperando que se movimentasse, mas nada aconteceu ele continuava parado, estirado no chão.

Desci as arquibancadas o mais rápido que pude com Neville e Luna logo atrás de mim e quando cheguei próximo a ele constatei que estava desmaiado, me ajoelhei ao seu lado e chacoalhei seus ombros. – Nott. – Nada aconteceu. – Nott! – Permaneci insistindo, mas nada.

- Hermione, temos que leva-lo ao St Mungus. – Falou Neville desesperado.

Quando Pansy percebeu o que havia acontecido com Nott ela olhou para o amigo e nesse segundo de distração foi derrubada da vassoura por um jogador da equipe rival, mas a garota foi ágil e conseguiu se segurar no cabo da vassoura, porém ficou pendurada no ar.

- Ai meu Merlim! – Falou Luna aflita andando de um lado para o outro aos pulos com as mãos na cabeça.

Ao ver Pansy se segurando no cabo da vassoura fiquei sem reação, olhei para os que ainda restavam jogando, todos estavam enfrentando problemas demais e não haviam visto o que aconteceu, sequer estavam próximos para ajuda-la.

- Se segura, Pan! – Gritei para a minha amiga incentivando-a se manter firme.

- Não tá dando, tá escorregando! – Ela falou em um tom de voz desesperado.  

Parece que aquilo fez efeito, pois Blásio notou o sufoco da garota e mesmo com dois jogadores contra ele disparou em direção á ela para pega-la suspirei de alivio quando ele conseguiu, mas o alivio só durou alguns segundos pois Blásio foi atingido no rosto por um balaço, perdeu o equilíbrio e os dois começaram a cair a metros de altura. Antes que eu pudesse ajuda-los, Luna já havia feito o feitiço e a queda dos dois foi amortecida.

Pedi para Neville ficar de olho em Nott e rapidamente junto com Luna corri ate os dois, o nariz de Blásio sangrava muito, o pulso de Pansy aparentemente havia sido fraturado mesmo assim os dois insistiram em voltar para o jogo, mas eu persisti insistindo que não, poderia ser muito pior.

Agora tínhamos três jogadores feridos no chão. Quatro ainda no jogo. Por quanto tempo? Ninguém sabia, a única coisa que a gente podia fazer era torcer.

Vi Krum ir com tudo para cima de Draco que resistia bravamente. – Pega logo o pomo. – Murmurei para mim mesma. – O loiro tentava fazer isso, mas Viktor não permitia, ele não queria terminar o jogo sem que o machucasse.

Draco conseguiu desviar atenção de Krum e ao  fazer isso abriu uma pequena vantagem em relação ao outro, minima mas era o suficiente, ele agora estava à pouquíssima distancia de pegar o pomo que ia em direção ao chão.

- Vai Draco! – Gritava Pansy em incentivo.

Draco deu um impulso, se jogou da vassoura e caiu violentamente no chão. Coloquei automaticamente a mão no braço de Luna me apoiando, nessa hora senti meu sangue gelar, a altura que ele havia caído era pequena em relação aos outros, mas pelo menos a queda deles havia sido amortecida a dele não.

Deitado no chão, Draco ergueu a mão no ar e um brilho dourado refletido pelo sol foi visto. A partida havia finalmente terminado. Pus a mão sobre o peito e respirei aliviada pela primeira vez durante aquele dia. Todos os outros correram em direção ao loiro, vibrando, comemorando ate Nott cambaleava até o amigo junto com Neville, mesmo estando meio atordoado pelo menos já havia acordado. Blásio xingava e fazia gestos obscenos para o outro time que olhavam para eles furiosos.

Cho, Gina e Harry já haviam pousado no chão e estavam exaustos, mas se juntaram aos outros. Fiquei olhando aquela cena de todos se abraçando e sorrindo, comemorando aliviados por terem conseguido, e não sei ao certo o porquê, mas continuei no mesmo lugar que estava talvez por não sentir que eu fizesse parte daquilo.

Por fim decidi ir pra casa, mas antes que pudesse desaparatar ouvi Viktor falar bem alto.  – Hermione. Passo na sua casa as 20:30 pra te buscar. Você vai ter uma noite inesquecível.  

Bufei ao me lembrar do jantar e revirei os olhos. Percebi que Harry havia se aproximado. – Mione, eu sei que você está nos odiando, mas, por favor, vamos todos pro Largo Grimmauld, vamos conversar. Além disso, estamos todos machucados e se você não nos ajudar a ultima opção que nós vamos ter é a Luna, e da ultima vez que ela tentou curar um machucado no meu nariz ficou parecendo que eu tinha um dedo do pé no meio da cara.

Dei um sorriso de lado ao ouvir Harry e suspirei. – Tá, tá bom. Não vou deixar que os zonzóbulos deixem você pior do que já está.

Harry sorriu ao me ouvir e me abraçou quando ele fez isso a magoa que eu estava sentindo por ter me excluído de tudo foi esquecida e eu retribui ao abraço.   

Então Largo Grimmauld nº12, ai vamos nós.

 


Notas Finais


Desculpem pelos erros ortográficos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...