História I knew you were trouble - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Justin Bieber
Personagens Barbara Palvin, Chaz Somers, Christian Beadles, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Martin Garrix, Ryan Butler
Tags Barbara Palvin, Justin Bieber, Trafico
Exibições 21
Palavras 669
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi amores, quero dizer que não desistam de mim e que continuem lendo, indiquem quem quiser porque só digo uma coisa... vai ficar cada vez mais louca essa históriaaaaaaaaa amodoro

Yasmin Rossoni XOXO

Capítulo 3 - To torcendo pra gente se reencontra baby!


Fanfic / Fanfiction I knew you were trouble - Capítulo 3 - To torcendo pra gente se reencontra baby!

P.O.V Alice Swan

Acordei em um hospital, as luzes brancas me fazia ficar tonta, me lembrava exatamente o que havia acontecido na noite passada e um arrepio me subiu pela a espinha das costas. Logo um linda enfermeira loira veio ver como eu estava, perguntou se eu conseguia me lembrar das coisas já que eu tinha batido a cabeça muito forte, se respirava com facilidade e etcetera, então antes de sair ela me entregou um bilhete
- Do seu herói esquentadinho, da noite passada - falou e saiu, sem nem se quer esperar para eu perguntar quem ele era
"Se você está lendo isso, é porque provavelmente já acordou. Espero que lembre de mim. Já deixei tudo pago e vai ter alguém dos meus lhe esperando do lado de fora. Tô torcendo pra gente se reencontrar, baby!"
Ok, um desconhecido havia me salvado, não sabia quem ele era, eu... eu não sei 
- A senhora já deu alta, o amigo do moço que lhe trouxe, comprou essas roupas pra você vestir já que as outras estavam em estado crítico - a médica disse me interrompendo dos meus pensamentos
- Obrigada, preciso mesmo ir pra casa. Hospitais me deixam tonta - disse dando um sorriso amarelo. Ela retribuiu e saiu
Me troquei rapidamente, colocando uma lingerie azul, uma calça branca que realçava minhas curvas e uma blusa preta. Olhei no vidro do espelho e meus cabelos estavam sujos e melecados, nem dei importância, eles eram no comprimento de três dedos abaixo do ombro então eu só prendi com um rabico o colocando para o lado. Peguei o bilhete, coloquei um chinelo de dedo no caminho que o mesmo havia dado certo, os saltos e fui para a rua, avistei um carro todo preto e com vidros foscos, um cara alto, moreno, todo de preto estava parado no carro e quando viu veio até mim
- Você que se machucou ontem certo?! Preciso te levar pra casa. - disse ele sério 
- Mas não precisa, moço - disse para ele, mesmo estando um pouco tonta
- Meu patrão Justin disse que era por bem ou por mal, mas que teria que te deixar na porta de casa.
"Justin" eu havia ouvido esse nome, ele... ele que tinha me salvado "Jus... Justin, ma..mas tu não devia tá no racha?" um flashback passou rapidamente na minha cabeça, fazendo com que eu me segurasse no homem firmemente, caso contrário caísse no chão novamente. 
- Então por favor, vamos - disse e lhe dei um sorriso
Confesso que estava com medo, nunca na minha vida pensei em aceitar carona de um desconhecido, meus avós me matariam se soubessem disso, sempre disseram-me para não entrar e nem conversar muito com desconhecidos. Desculpem-me sussurrei baixinho, olhava fixamente a paisagem até chegar a frente de meu apartamento
- É aqui, moço, muito obrigada - agradeci e sai correndo, sem nem se querer esperando para ele responder
 Chamei o elevador e ele logo chegou, apertei no meu andar e esperei ele parar no lugar, sai e entrei me arrastando. Fui tirando minhas roupas e jogando no caminho, depois pegaria elas, fui ao banheiro, terminando de tirar minhas roupas íntimas e liguei o chuveiro, tomando uma ducha bem quente. Precisava processar todas aquelas informações, desde o pesadelo até o momento dos tiros, ele havia matado o cara que ia me machucar? Justin era seu nome, lindo por ventura... Ele seria também? Eu veria ele novamente? Eu fui quase estuprada, eu não sabia mais o que pensar. O chão estava vermelho por meus cabelos estarem com sangue ainda, tinham me dado 2 pontos apenas, graças a Deus, logo logo eu tiraria os pontos, lavei meus cabelos calmamente, lavei meu corpo e sai, me sequei, vesti meu pijama, hospitais me deixam com fome e sono, era 7:30 pm então precisava comer e dormir. Fui pra cozinha e comi alguns cereais, sequei meus cabelos, prendi eles em um coque e parti para o meu quarto, me joguei e no mesmo peguei no sono.


Notas Finais


até a próxima, nenens szszsz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...