História I Know You're There - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 14
Palavras 1.032
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Yooooooo pipooou \o/
LadyWolf na área 'u'
Sorry por ontem não ter postado como eu tinha dito que ia é que eu esqueci que dia de quarta e quinta eu tenho curso :v ;u;
ENTOM
Eu percebi que esqueci de mencionar algo importante no cap anterior
Vocês viram que vão ter quebras de tempo na fic, ok
Mas eis o ponto, serão dois tipos de quebra de tempo
Então toda vez que você verem (Quebra de Tempo...) em algum ponto do cap é porque é uma quebra de tempo maior tipo horas/dias
Agora, quando vocês verem só (....) é porque é uma quebra de tempo menorzinha, questão de minutos
Ah e outra coisa, peço a vocês que sempre leiam as notas iniciais e finais porque se eu colocar algo nelas é porque é importante para o decorrer da fic ou alguma explicação ou aviso '3'
Ok acho que era só isso

Aproveitem a leitura u.u

Capítulo 2 - "Preciso que Dante Esteja com a Agenda Livre."


Fanfic / Fanfiction I Know You're There - Capítulo 2 - "Preciso que Dante Esteja com a Agenda Livre."

Jc Pov Off
             Amy Pov On



- É, vai ser uma bagunça das grandes, mas não se preocupe, nada vai acontecer dentro do raio de um quilômetro daqui, tem um galpão subterrâneo abandonado depois do bosque, vamos atraí-lo pra lá. – Jogo um marshmallow em minha boca logo após dizer isso.

- Certo, mas e vocês dois? Lembro bem do que aconteceu da última vez que enfrentaram um desses e não foi muito bonito. – Ele franze o cenho e me encara sério enquanto andamos.

- É diferente, aquela foi a primeira vez que caçamos um Beséker, agora já sabemos como lidar com tipos como ele, sabemos do que é capaz, vai ser fácil, estamos preparados. – Dou de ombros e como mais um marshmallow, ouvindo Loui suspirar.

- Certo, só não quero que se machuque daquele jeito de novo. – Ele sorriu e bagunçou meus cabelos, me fazendo rir, Loui já era como um tio pra mim também.

- Hey! – Ajeito meus cabelos e ele abre um pacotinho de jujubas, jogando algumas em sua boca.

- Hm? Aquele não é o Jc? – Ele diz com o cenho levemente franzido e eu olho na direção que ele aponta.

- Oh, é sim, ele parece.. frustrado? E está andando muito rápido- – Sou interrompida pelo garoto que me segura pelos pulsos me vistoriando. – Woah, o que está fazendo?! – Acabo ruborizando contra minha vontade.

- Você está bem? Está machucada? Seu colar está aí? – Ele me joga uma avalanche de perguntas enquanto segura meu rosto firmemente e olha serio no fundo de meus olhos.

- Eu to beeem. – Digo um pouco atrapalhada por ter as bochechas apertadas e ele as solta suspirando de forma aliviada. – O que deu em você? – Digo massageando minhas bochechas.

- Eu ainda estou aqui. – Loui diz bem humorado enquanto come as jujubas.

- O que quer dizer com isso? – Franzo o cenho novamente ruborizada e aperto um dos punhos com um sorriso nervoso no rosto.

- Ah, nada, nada, fiquem a vontade, vou levar os doces pra casa. – Ele levanta as sacolas e acena um “tchauzinho” dando as costas e andando até sumir do meu campo de visão.

- Tch. – Inflo as bochechas e me viro para Jc que me encarava apreensivo. – E você? O que foi?
 

(....)
 

- Então nesse sonho você me mata, e tem um cara misterioso que te parabeniza por isso e você está surtando porque sentiu como se tivesse realmente acontecido. – Arqueio uma sobrancelha ainda um pouco incrédula.

- Precisamente. – Ele diz tendo o rosto escondido nas mãos com os braços apoiados nos joelhos, mantendo uma posição curvada.

- Bem isso é..tenso, mas foi só um sonho Jc, olha pra mim eu to bem! Mas, me diz, o tal “cara” disse que eu nunca te machucaria certo? – Apoio os braços nos meus joelhos também, tentando ver o rosto do garoto.

- Sim, o que, se você parar pra pensar, é sem sentido, já que você poderia me derrubar se quisesse, na verdade muita coisa não faz sentido naquele sonho, você estava transformada, poderia ter revidado, mas ainda assim...pareceu tão real e..eu não conseguia parar de sorrir. – Ele puxou alguns fios de cabelo de sua franja e eu pude ver que suas mãos estavam levemente trêmulas.

- Hey, olha pra mim. – Seguro suas mãos as tirando de seu rosto e o virando pra mim. – Olha bem pra mim, eu to aqui, to bem, você não me machucou, você nunca me machucaria, quem dirá me matar, vamos lá, foi só um sonho ruim, não vai acontecer. – Digo olhando fundo em seus olhos violetas, e por um momento eu perco o fôlego, emergida nos olhos do garoto parado a minha frente, bem a minha frente, com o rosto tão perto..tão perto que eu poderia...

Eeeeee já era, em um momento estava encarando seus olhos hipnotizantes e no outro, estava beijando seus lábios...pffft até parece, um gota de suor fria escorreu por meu rosto quando percebi que tinha evitado um desastre e beijado a testa de Jc, mas falhei na tentativa de não corar violentamente e rir de nervoso, o que obviamente ele percebeu.
 

Amy Pov Off
             Jc Pov On

 

Fechei os olhos no último momento quando percebi o que ela estava prestes a fazer...é, estava, me surpreendi ao sentir seus lábios em minha testa e não nos meus próprios e me frustrei um pouco com isso, suas bochechas ganharam um forte rubor bruscamente e ela riu de nervoso, sempre faz isso quando se envergonha, eu só não entendo o por que ela simplesmente não fez o que queria, não só agora como tantas outras vezes em que ela teve a chance..

- Amy por que você- – Fui interrompido por seu dedo indicador que parou frente a minha boca.

- O que você teve foi só um sonho ruim mas a realidade está correndo risco de virar um verdadeiro pesadelo se não matarmos aquele Beséker, ele provavelmente está furioso e com fome, temos que ir para o galpão e arrumar as coisas pra quando ele vier. – E dito isso ela se levantou do banco em que estávamos sentados, jogou o capuz sobre a cabeça na vã intenção de disfarçar o rosto ruborizado e fez uma cesta com o pacote vazio de marshmallows em uma lixeira próxima. – Faremos o seguinte, volta pro porão e pega tudo, me encontra no galpão quando o sol se pôr, preciso...lidar com algumas coisas, a gente se vê mais tarde. – Não me deu tempo de dizer nada, deu um pulo alto para cima de uma árvore e dela pulou em um telhado de uma casa e assim sumiu de minha vista, pulando de telhado em telhado.

-  Ah.. – Suspiro e depois de alguns instantes volto andando para casa, indo até o porão com cuidado para que não me vejam, logo começando a arrumar as coisas.
 

Jc Pov Off
             Amy Pov On

 

- Ahhh eu não acredito que quase beijei ele, Amy idiota, idiota, idiota, idiota! – Repreendo a mim mesma enquanto faço minha rota de fuga pelos telhados das casas. – Preciso de distração, preciso de treino, preciso que Dante esteja com a agenda livre. – E dito isso continuei pulando e correndo pelos telhados, agora com um objetivo em mente.
 

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Notas Finais


Eyyyyyyyyy olha eu aqui de novo o/
E aí meus kridos? Gostaram? Têm alguma crítica construtiva sobre algo que eu poderia melhorar? Tia LadyWolf tem o coração aberto para recebê-las <3
Esse cap provavelmente é o mais curtinho mas vocês vão perceber que todos estão mais ou menos na mesma faixa de quantidade de palavras
Eeeentom aqui vai o "curiosidades" desse cap:

- Amy foi criada desde seus 3 anos por dois caçadores, sendo que nunca conheceu nenhum de seus parentes, por isso tem bastante afeição para com o Loui.
- Amy sempre gostou de lugares altos, então sempre que tem uma chance ela pula em alguma árvore ou telhado para correr, saltar e se locomover ao redor livremente, sem se preocupar com as outras pessoas que estariam ao chão, e também é seu meio preferido para fugas.
- Dante foi salvo pelo Jc em uma caçada quando ele era pequeno, pegou admiração por ele e por isso decidiu seguir seus passos como caçador.

Eee é isso ae
Próximo cap sai amanhã ou depois conforme meu tempo esteja mais livre 'w'
Obrigada e3e
De nada u3u
Um beijo, um queijo, um lucky charm e tchau '3'


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...