História I Life With You - Bts - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~ARMY_Imagines

Visualizações 17
Palavras 1.558
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Demorou mas saiu!!
Ray- Alelulia né menina
Desculpa, vou tentar me dedicar mais.
Ray- vou ter que te lembrar de fazer as coisas.
Raysa tchau.
Ray- Chata...
BOA LEITURA 📖

Capítulo 3 - Amigos?


~Raysa on~ 


Peguei na mão de Mell e levei a mesma até a saída da escola.

  - Onde vamos?

 A gente vai fugir Unnie -Digo a mesma e ela faz uma expressão como quem está confusa

 - Você não está bem né? Tá doida?

 -Eu sempre fui

 - Não ao ponto de fugir da escola, acho melhor ficar aqui e esperar a próxima aula começar. - ela para de repente, quase me fazendo cair - É português você sabe que amo português.

-Aish!, OK então - voltamos para a quadra.

- Vamos apenas conversar

 -Então você que vai puxar assunto

- Estou ansiosa para que a carta chegue logo 

-Eu Também, mas não sei se temos tanta sorte assim.

 - Nós precisamos passar nessa faculdade, é o nosso sonho, não vamos ter pensamentos negativos.

-É assim que se fala unnie - bato na mão da mesma.

- MIGA disfarça que o crush ta vindo na sua direção.

 - Que crush loka.

- O professor Jeferson - Ela dá risada, pois sabe que eu odeio esse professor.

 -O que você quer dizer com isso ?estou desconfiada de você.

- Ei, sou um anjo - finge estar indignada.

 - Você pode ser qualquer coisa menos isso - falo rindo

 - Vamos, ainda temos que estudar

 -Vamos! (Que saco (T-T)).

Entramos na sala, quando olho para trás, Mellany não estava mais lá, onde será que essa doida foi? 

~Mellany on~

  - Oi - sinto uma mão encostar no meu ombro, me viro para o mesmo.

 - Ah oi - digo um pouco tímida.

 - Você... Você estuda aqui a muito tempo? 

- Mais ou menos porque ? - Pq ele tá falando comigo?? QUEM É ESSA CRIATURA?.

 - Desculpa te incomodar,é que sou novo aqui, estou meio perdido. - diz ele colocando a mão cabeça.

- Quer que eu mostre a escola para você? Eu falo com a professora, e como sei que ela me ama, com certeza ela irá liberar - me faço de convencida e sorrio.

 - Se você não se encomodar- diz ele dando um leve sorriso, que sorriso lindo 

-  Não irá incomodar - sorrio *se bem que é aula de português, ah terei outras aulas de português, preciso avisar Ray* - Mas antes preciso falar com a professora 

- OK.- ele afirma com a cabeça.

Bato na porta e peço licença, vejo que Ray está com um olhar mortal pra mim, vou até a mesa da professora e explico toda a situação para ela, a mesma me libera, antes de sair olho para Ray, e apenas faço um sinal de "depois eu explico".

 - Prontinho - fecho a porta atrás de mim e olho para o menino que ainda não sei o nome.

- Agora podemos ir?

 - Sim, mas antes... Eu ainda não sei o seu nome.

- Ah... Me desculpe ser tão mal educado. Meu nome é Eduardo, e o seu?

 - O meu é Melany, prazer - estendo a mão.

- Melany? Que nome bonito - ele aperta minha mão.

- Obrigada - sinto minhas bochechas queimarem. *Não fique corada menina* 

- Hum... Está tudo bem?

 -Está tudo ótimo, vamos? - começo a andar na frente, para que ele não me veja.

~Eduardo on~

 - Ok então, mas me espera - falo correndo para alcança-la.

* Quebra de tempo*

 Depois de mel me mostrar toda a escola, decidimos espera o sinal tocar sentamos nas arquibancadas que tinha na quadra 

- Mas então, me fala mais sobre você - ela se vira, ficando de frente para mim, sentada com "perna de índio".

- Bom... Eu já morei na Coréia por um tempo,mas foi a uns 3 anos , e agora vim para o Brasil estudar. Tenho descendentes por parte de pai japoneses, mas minha mãe é coreana.. Não tenho muito o que dizer, me fala mais de você, você foi muito legal comigo hoje.

 - Não sei o que dizer, sou uma pessoa reservada, teve um tempo que aconteceu algo, que me fez me fechar um pouco para a questão ter amigos.... Eu sou brasileira mesmo, eu moro com a minha mãe, meu pai nos abandonou quando eu era pequena, e eu acho que é isso. - ela fica com uma carinha de pensativa super fofa... Foco Eduardo você acabou de conhecer a menina - Ah que me esqueço do mais importante, tenho o sonho de fazer faculdade de dança na Coréia, junto com a minha melhor amiga

- Poxa sinto muito por você e sua mãe, mas é sério vocês querem ir para a Coréia fazer aulas de dança? ... Vocês tem certeza que vão para lá? 

- Sim, sempre amamos tudo lá, a cultura, a culinária, as pessoas e a dança... Porque? - fica meio séria.

- Porque? Vocês vão amar lá, é tudo muito perfeito na Coréia.

 - Você me assustou - ela bate de leve em meu ombro.

- Tenho certeza que vão gostar de lá. - dou um sorriso simples.

- Agora só falta eu ser aceita na Universidade.

- Vocês vão conseguir passar,tenho certeza. 

~Mellany on~

- Tomara... 

~sinal toca~

- Aleluia vou comer, não estava aguentando mais, vamos? quero te apresentar a alguém - me levanto e estendo a mão.

- Muito obrigado mas não quero te incomodar, mais ... Foi bom te conhecer Mellany, espero te ver mais vezes, e... Vocês vão conseguir tenho certeza. - fala com positividade.

 - Ah, tudo bem - abaixo a mão devagar, ele me deixou no vácuo - espero que consiga se enturmar logo - sorrio de canto.

 - Como assim uma pessoa?

 - Minha Dong, a que vai comigo para a Coréia - dou uma risada fraca ao lembrar da mesma.

 - Me desculpe te deixar no vácuo - pega em minha mão -OK, você pode me apresentar ela. - Falo rindo.

 Coro pelo ato, viro um pouco a cabeça para o lado, mas acho que não adiantou muito-  V-vamos então - o levo para o refeitório.

 - Ok. - percebo ele dar um leve sorriso, talvez por presenciar eu tentando esconder minha timidez.

 Entro no refeitório com Eduardo logo atrás de mim, percebo olhares sobre nós, mas não ligo, logo consigo achar Ray, na mesma mesa de sempre, solto a mão de Eduardo, não tinha percebido que ainda estava segurando a mesma, e vou até Ray.

 - Oii cabrita - a abraço forte, mesmo ela estando com cara fechada, ela não fala nada, só me deixa a abraçar.

 - Não vai falar comigo? - finjo estar triste - Ok, também não te conto onde eu estava - me levanto fazendo drama.

- Não te perguntei mesmo - Confesso que estava  estampado no rosto dela que elea estava muito curiosa, mas achonqueba ignorância veio primeiro, ela apenas me encarava.

- É sério isso Raysa? pode parar com isso 

- Você me deixa sozinha e vai conversar com outras pessoas sem nem me consultar - fala tentando não olhar diretamente pra mim. 

- Mas Ray, eu disse que depois te explicaria, e você mesmo me disse para fazer novos amigos - vejo Eduardo com uma cara de confuso.

 - Sim, mas não para fazer amigos e me deixar de lado, como ultima opção. Alias quem é o namoradinho?

 - Ei eu nunca te deixaria como segunda opção, e ele não é meu namorado.... Olha pra mim -  peço fazendo a voz mais doce possível.

 -Aish... Essa voz acaba comigo - fala me olhando nos olhos -  Mas que ele e seu namorado eu tenho certeza, estavam até de mãos dadas. 

- RAYSA - sinto que estou corando, não quero nem ver o estado de Eduardo.

~Raysa on~

 - Eu queria te apresentar ele... Esse é o Eduardo, eu fui mostrar a escola pra ele.

 Começo e rir muito de sua timidez.

 - Olá Eduardo - falo acenando

 - Eduardo, essa é a Raysa, a minha melhor amiga.

- Olá, é um prazer te conhecer - estende a mão.

 - Digo o mesmo - estendo também minha mão apertando a mesma e soltando logo em seguida.

 - Agora eu preciso comer, me alimentar - Mel diz massageando a barriga.

 - A comida está logo alí.

- Vocês vão querer alguma coisa? - olha para nós dois esperando um resposta.

 - Não e muito obrigado por me ajudar, agora eu realmente preciso ir, estou indo agora espero encontrar vocês novamente. Tchau - fala acenando.

 - Ah tudo bem, até mais - acena de volta.

 - Até, muito obrigado mesmo.

- Ray, espera ai que eu vou comprar alguma coisa pra comer

 -Vai lá menina!!! 

Vai até a cantina,  volta para a mesa com uma coxinha na mão

 - Quer um pouco - oferece.

- Não obrigada, Eai... Ele já foi, me conta mais do seu boy -falo tomando meu suco que tinha pegado antes.

- Ele não é meu boy... Apenas um amigo.

 - Sei... - tomo mais um pouco de suco, eu realmente gosto de ver ela irritada.

- Você não cansa de me irritar né? 

 - N-Ã-O e nunca vou cansar - termino de tomar meu suco.

 - Tenho consciência disso - sorri.

 *Quebra de tempo* 

Finalmente primeiro dia de aula concluído... Eu já não aguentava mais.

 -Amém!!! 

- Vamos Ray

-Vamos - falo pegando minha mochila.

Fomos conversando o caminho inteiro.

 -Amém, estou livre da escola por hoje -falo comemorando.

- Só por hoje... Amanhã tem mais - chegamos na esquina da casa da Mel - Te vejo amanhã, tchauzinho - abraço a mesma - Depois me chama no whatsapp 

-Tchau unnie , pode deixar.









  


Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Beijinhos no core 😘❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...