História I Like You - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jared Padalecki, Jensen Ackles, Misha Collins
Personagens Jared Padalecki, Jensen Ackles, Misha Collins
Tags Amor, Jared Padalecki, Jensen Ackles, Misha Collins, Padackles, Romance, Supernatural
Exibições 94
Palavras 1.481
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olha quem ressurgiu das cinzas depois de mil anos *o*
trouxe pra vcs o ultimo capitulo e quero que vcs saibam que eu estou nadando nas minhas lágrimas.

Capítulo 24 - Eu, você, nós para sempre


Fique comigo
Me proteja, me abrace carinhosamente
Se deite ao meu lado
E me envolva em seus braços

E seu coração encostado em meu peito
Seus lábios pressionados ao meu pescoço
Estou me apaixonando pelos seus olhos, mas eles ainda não me conhecem
E com um pressentimento de que esquecerei, agora estou apaixonado...

                             

Dois meses depois. 

Jensen gostava de acompanhar Jared nas sessões de fisioterapia, primeiro porque ele progredia a cada nova sessão e Jensen achava que nada era mais lindo no mundo do que aquele sorriso de felicidade estampado em sua cara. E segundo, para ficar de olho em Scott, é claro, aquele moreno não disfarçava nem um pouco o interesse que tinha em Jared. 

Na última sessão que fizeram, Jared conseguiu ficar em pé e dar três passos à frente, o coração de Jensen quase parou ao vê-lo em pé novamente.

Depois disso, Jared ficou ainda mais dedicado, ele praticava em casa todos os dias junto com Jensen e faziam isso escondido, é claro. Scott disse que era perigoso, que Jared podia cair e se machucar outra vez, dessa vez Jensen teve que dar o braço à torcer e concordar com ele, mas o moreno era insuportavelmente insistente e ainda tinha aquela carinha de cachorrinho abandonado que ele fazia quando queria algo, Jensen simplesmente não conseguia resistir, acabava fazendo todas as suas vontades.  

- Você é muito mimado, sabia? E eu sou o culpado, quem mandou eu inventar de fazer todas as suas vontades. - Jensen resmungou fazendo Jared soltar um risinho vitorioso. 

- Pare de reclamar, o filme é legal. 

- O que tem de legal em um romance clichê como esse? - Jensen falou. 

- O nosso romance também é clichê e ainda sim é legal.  Jared falou.

- Nós não temos um romance, nós temos amor e não é clichê. 

- Que seja, mas é clichê sim, veja bem, você era o garoto mais popular da escola, além de ser o valentão, você me odiava e por obra do destino nossos pais resolveram se casar e nos fazer dividir o quarto o que era um pesadelo para mim porque eu temia que você colasse as minhas pálpebras com supercola, mas aí nós nos apaixonamos e quando tudo estava indo bem você recebe aquela maldita carta vinda de Vancouver, depois você vai embora e como todo namoro a distância, não deu certo e nós acabamos nos separando, mas aí eu sofri um acidente e você voltou para cuidar de mim. - Jared disse num fôlego só, depois respirou fundo e olhou para Jensen que estava sentado ao seu lado na cama. 

- tudo bem, eu admito, nossa história é um pouco clichê. - Jared sorriu convencido. - mas, eu preciso fazer algumas correções. Primeiro, eu nunca odiei você, na verdade eu te achava uma gracinha, mas você era quieto demais, parecia não notar a minha existência, te perturbar foi o único jeito que eu achei para chamar a sua atenção já que naquela época eu era um idiota e tinha medo do que os meus amigos fossem falar se eu te chamasse para sair. Segundo, você achou mesmo que eu colaria seus olhos com supercola? 

- Não me julgue, você era terrível. - Jared falou, Jensen riu balançando a cabeça em negativa. 

- Me desculpe pelas vezes que eu te perturbei. 

- Está tudo bem. - Jared sorriu e Jensen o beijou. 

- Eu amo você. - o loiro sussurrou com os lábios ainda colados aos de Jared que sorriu em meio ao beijo. 


Me beije como se quisesse ser amada
Quisesse ser amada, quisesse ser amada
É como se eu estivesse me apaixonando
Me apaixonando, nós estamos nos apaixonando


Jensen se afastou um pouco, só o suficiente para ver seus olhos brilharem de desejo, eles estavam há tanto tempo sem ter um toque mais íntimo que um simples beijo já os deixava em chamas.

- Jay, eu quero tentar uma coisa. - Jensen sussurrou, ele saiu de cima da cama sob o olhar faminto de Jared e tirou todas as suas roupas de forma lenta, depois fez o mesmo com as de Jared, ele pôs o moreno deitado e em seguida fez o mesmo ficando sob o corpo dele. 
Eles já tinham feito sexo antes, mas isso foi há um tempo e havia uma grande diferença entre o passado e o agora, Jared ainda não conseguia se mover direito, estava reaprendendo a andar, como faria Jensen sentir prazer se não conseguia mover as pernas? Jensen ainda o beijava e ele sentia seu corpo inteiro tremer por causa do nervosismo, era como se fosse a primeira vez. 

- Jen, Jensen para. - ele interrompeu os toques do loiro. 

- Por que? Eu fiz alguma coisa errada? 

- Não, é claro que não, está maravilhoso, mas eu ainda não consigo me mexer direito, como vou fazer você sentir prazer eu... - Jensen o interrompeu com um beijo. 

- Você não tem que fazer nada, só tem que sentir. - dito isso, voltou a beijá-lo e a tocá- lo por toda parte, Jensen bombeava o membro de Jared em un ritmo lento fazendo-o delirar de prazer, ele viu que o moreno estava completamente duro e quis enlouquecê-lo ainda mais. 
Jensen foi descendo os beijos da boca ao pescoço e depois aos mamilos, abdômen, baixo ventre até chegar ao membro de Jared e entorpecê-lo de tanto prazer. 
Jared soltava gemidos roucos e sentia vontade de gritar e implorar por Jensen. 
O loiro parou os movimentos com a boca para pegar um tubinho que continha lubrificante, ele passou no membro de Jared e depois em seus dedos, o moreno ainda o olhava meio extasiado com aquilo tudo.

- Você sabe o que fazer. - Jensen sussurrou ao seu ouvido e depois o beijou, dessa vez com mais vontade do que antes, ele se sentia completamente enlouquecido por Jared, tinha vontade de beijá-lo até que seus pulmões começarem a gritar por ar, ele não precisava de mais nada, não quando estava nos braços de Jared, nos braços do seu amor. 

                                 * * * 

Um ano depois. 

25 de Dezembro. 

Jensen poderia dizer que esse estava sendo melhor natal de toda sua vida. 

Da janela do quarto, ele observava os flocos de neve caindo lentamente e pintando o chão de branco, estava frio lá fora, mas ali dentro, no seu coração as coisas nunca estiveram tão aquecidas antes. 

Jensen estava distraído demais para ouvir qualquer chamado, mas ele jamais deixaria de atender um pedido do dono daquele perfume inebriante. Sentil Jared o abraçando por trás e sorriu ao receber um beijo no pescoço. 

- Misha e Emma já chegaram, a minha mãe vai servir o jantar, você não vem?  - Jared perguntou. Jensen fez que sim com a cabeça e seguiu de mãos dadas junto com Jared. 

Depois do jantar, foi a hora da troca de presentes, Misha deu a Emma uma pulseira dourada e recebeu dela uma caixinha decorada com coisas que eles se presentearam quando crianças, lá dentro havia um carrinho de brinquedo que era de Misha,um pingente de coração que era de Emma e duas cartas que eles escreveram e combinaram de ler só quando estivessem adultos, bem... eles não eram adultos agora, mas nada os impedia de ler as cartas. 

Depois foi a vez de Jensen entregar os presentes, ele deixou o Jared por último de propósito, só para vê-lo roer as unhas de curiosidade. 

- Sua vez meu amor, eu não sei se isso que vou fazer é um presente para você ou para mim, talvez seja para nós dois e eu sei que ainda somos jovens, temos muito tempo eu não quero apressar as coisas, só quero que você saiba que o meu amor por você não cabe dentro do meu peito e que o simples pensamento de te perder me faz ter vontade de desistir de tudo. Nós tivemos os bons e mals momentos, nós construímos uma história juntos e eu quero que ela continue com você ao meu lado. - Jensen sorriu ao ver Jared chorando com um sorriso no rosto. - Você aceita se casar comigo? 
- E você ainda pergunta? É claro que eu aceito. - Jared pulou nos braços de Jensen e o beijou com paixão. 

- eu te amo. - Jensen falou 

- eu também te amo, muito.

 


Esse não é o fim, nunca será. Enquanto esse amor reinar.
Enfrentar as dificuldades faz parte.
Porque depois o caminho é só felicidade. 

Os olhos brilham
O coração acelera 
Eu prendo a respiração e muitas vezes até perco o chão. 
Ah meu bem, você não sabe o efeito que causa em mim quando você sorri.

Esse não é o fim, nunca será
Enquanto o nosso amor reinar
Enfrentar as dificuldades faz parte
Quando se compra a felicidade. 

Então meu bem, saiba que esse não é o fim. (1)

 

THIS IS NOT THE END


Notas Finais


meus amores ♥ esse foi o ultimo capitulo dessa fic que eu tive um prazer enorme de escrever, bem eu demorei bastante pra soltar o final porque eu queria algo que realmente ficasse bom, eu não achei esse capitulo perfeito, mas não achei que seria justo fazer vocês esperarem tanto tempo, então está aí, eu espero que vcs tenham gostado, apesar de não estar 100% satisfeita eu estou feliz com esse final e espero que vcs também tenham ficado ♥
Quero agradecer a todos que sempre estiveram aqui comentando e me matando de rir ahsuhua amo as reviews de vcs ♥
agradeço à todos que favoritaram e aos leitores fantasmas ♥ a hustória é inteiramente dedicada a vcs ♥

eu coloquei ali que esse não era o fim, mas não interpretem errado please. não é o fim do amor padackles, mas a minha história, infelizmente acaba aqui ♥ :'(.

1- o texto com a lera em itálico foi escrito por mim, me desculpem se não ficou bom

para vocês um grande beijo e para quem me acompanha em AMOR DE INFÂNCIA, te vejo por lá ♥

um beijo enorme no coração de vocês e tchauuuuu ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...