História I Like You - Capítulo 43


Escrita por: ~

Postado
Categorias ASTRO, Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7, Infinite, Monsta X, Seventeen
Personagens BamBam, Jackson, Mark, Personagens Originais, Yugyeom
Tags Got7, Got7 Mark, Jackson, Kpop, Mark, Mark Got7, Mark Tuan, Romance, Sequestro, Tuan, Violencia, Yugyeom
Exibições 106
Palavras 1.335
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Escolar, Romance e Novela, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oii Amoresss
Eu não tô acreditando que eu coloquei que está fic está terminada. Vou sentir muita saudade de escreve-la.
Desculpa qualquer erro, não deu tempo de revisar. Sorry.
Boa Leitura!

Capítulo 43 - Será que tudo acabou bem?


Fanfic / Fanfiction I Like You - Capítulo 43 - Será que tudo acabou bem?


YUGYEOM ON
Pela manhã acordo ao lado da minha pequena e lembro-me da noite inesquecível que tivemos juntos.   Com cuidado lenvanto-me, visto minha roupa e vou para cozinha. Deixo um bilhete para Yuki na porta da geladeira e vou para o Hospital. Eu precisava conversar com a Anne e com certeza ela estaria lá junto com Mark.
Chego lá e vou até o quarto e vejo que Mark ainda está dormindo e Anne está sentada no sofá ouvindo música. A chamo e vamos para a cantina do hospital. Eu precisava me desculpar por tamanha desumanidade que a fiz passar . Eu e Jackson fomos verdadeiros monstros e ela foi vítima disso tudo. Sentamos um de frente pro outro, assim era melhor,
poderiamos conversar olho no olho.
-O que você queria me falar? - perguntou ela em seguida tomando um gole do seu café.
- Eu... Eu... - eu estava com tanta vergonha de como havia agido com ela no passado que mal conseguia falar - A verdade é que eu... Queria te pedir desculpa por tudo - ela ficou com um semblante triste, provavelmente se lembrando das atrocidades que aconteceu com ela.
- Olha Yugyeom, eu não sei se algum dia eu irei conseguir te perdoar... - logo a interrompo, eu necessitava falar tudo o que queria para ela.
- Anne, eu sei que minhas atitudes não foram de um homem de verdade, mas eu vim aqui porque eu quero mudar. Mas antes de fazer essa mudança em mim, eu precisava conversar com você - eu estava dizendo a verdade, mas eu entederia se ela não quisesse me perdoar - Sei que fui um mostro por ter te violentado e que se eu realmente estava gostando de você, deixaria você ser feliz ao lado de outra pessoa. - nesse momento lágrimas percorrem meu rosto.
-Yugyeom, me responda uma coisa. Jackson sofre de um transtorno, por isso ele me bateu. Mas que eu saiba você não sofre de nenhuma doença mental. Por que me violentou?
-Nem eu sei. Acho que estava traumatizado por ter perdido Yuki para Jin. Que fiquei com medo de te perder para Mark, então eu queria você de qualquer jeito. A ponto de quase matar alguém - lembro-me do dia que atirei em Mark, fui tão estúpido.
-Yugyeom - ela pausa para um suspiro - Sei que vai ser díficil pra mim, mas vamos fingir que isso nunca aconteceu.
-Podemos tentar. - digo sem graça.
-Bom, eu tenho que ir. Mark já deve ter acordado. - dizendo isso ela se levanta e vai embora.
YUGYEOM OFF / ANNE ON
A verdade é que eu não sei se iria conseguir esquecer tudo o que passei. Acho que disse aquilo mais para deixar Yugyeom despreocupado, ele está querendo mudar e eu acho isso muito bom. Mas também quero realmente esquecer esse período de sofrimento.
Fui para o quarto de Mark e ele estava na companhia do médico. Ele viu que eu estava bem e logo perguntou o que aconteceu. Fingi que não era nada, mas pelo seu olhar não pareceu acreditar muito no que eu disse.
-Amanhã você já poderá voltar pra casa. - disse o médico - mas mesmo assim deverá ficar em repouso esses dias que está de férias de sua escola.
-Pode deixar doutor, eu cuidarei do seu paciente. - digo fazendo os dois sorrirem. Logo o médico sai e ficamos sozinhos no quarto.
-Agora pode me contar o que aconteceu, porque eu não acreditei na sua historinha fajuta não. - diz ele me puxando para me sentar ao seu lado.
-Não é nada Mark - não queria falar para não preocupa-lo.
-Anne...
-Tá bom. É que o Yugyeom me chamou pra conversar e... - logo sou interrompida por ele.
- Conversar sobre o que? - ele já estava com ciúmes.
-Conversar sobre aquilo que aconteceu - seu olhar muda e ele parece ficar triste.
- E... O que ele queria te dizer?
-Ele queria pedir desculpa.
-Como ele ainda tem coragem de olhar na sua cara? - diz Mark.
-Pelo menos ele se arrependeu e quer reparar o erro. E vamos para de falar nisso, porque eu prometi a mim mesma que não tocaria mais nesse assunto.
-Ok, então.
Ficamos em silêncio por alguns minutos, enquanto isso fico pensando em tudo o que aconteceu. Foi tudo tão rápido e tão intenso. Tudo ocorreu em umas férias que pensei que iriam ser entendiantes, mas coisas que eu nunca imaginei que aconteceriam comigo vieram à tona e me deixaram marcas na minha memória. Mas finalmente alguém chega e enche aquele lugar de alegria.
-Oi queridos - era a diva do Bambam - Como você está hyung?
-Tô bem melhor, amanhã eu já tô fora deste lugar.
-Graças a Santo GDragon! - e do nada ele me puxa para fora do quarto - Desculpa Markzinho, mas vou ter que raptar por um instante a sua... Sua... Ele já te pediu em namoro?
-Parece que não Bambam - digo irônica.
- Mas tiu é lerdo, hein? Tá esperando outro galo vim ciscar o terreiro?
-Oxii, bate na madeira! - disse Mark brincando - Eu tô é esperando sair desse inferno.
Bambam volta a me puxar e vamos para a cantina. Lá ele faz uma proposta, que particularmente eu adorei.
-Bem Anne, será que a gente não poderia fazer uma festinha de boas vindas para o Mark?
- Acho uma boa ideia!- mas logo uma coisa me vem na cabeça - Só tem um probleminha...
-Qual probleminha? - pergunta ele curioso.
- Com certeza Jackson e Yugyeom vão né? E Mark ainda sente um pouco de raiva deles. - falei um pouco sem graça.
-Anne, sei que ainda é doloroso tanto pra você tanto para Mark, mas se vão continuar sendo meus amigos terão que aprender a  conviver com eles. Desculpa, mas essa é a verdade.
- Você tem razão. - pauso para um suspiro e continuo - Mas vamos planejar essa festa?


ANNE OFF / MARK ON
No dia seguinte saio do hospital na companhia de Anne. Vamos direto para meu apartamento e quando abro a porta uma surpresa a minha espera. Estavam todos lá, meus amigos mais intimos, até Jackson e Yugyeom se encontravam presentes. Mas não dei relevancia a isso no momento.
O primeiro a vim me cumprimentar foi Jinyoung. Ele me deu abraço e me perguntou como eu estava. Logo em seguida vieram e fizeram o mesmo. Jb se aproximou e também veio me cumprimentar, ele estava acompanhado por uma garota que eu não conhecia.
-Como você está? Já tá pronto pra outra? - perguntou brincalhão.
- Estou bem, mas não sei se estou pronto pra outra - e também dou uma gargalhada.
-Bem, eu quero apresentar minha namorada. - então a tal garota era namorada dele - Essa é a Gabi.
-Prazer, eu sou o Mark. Por que não disse que estava namorando Jb?
- Não sei, acho não tive oportunidade. - e voltamos todos a rir.
- Onde está a Anne? Jb disse que iriamos nos dar muito bem. - pergunta a namorada de JB.
Percorro meu olhar por toda a sala e não a vejo. Saio perguntando a todos e ninguém sabe onde ela está. Vou até meu quarto e ela está com um semblante triste falando ao telefone. Quando entro no quarto só consigo ouvir a frase '' Voltar pro Brasil?''
MARK OFF / ANNE ON
Meu telefone toca e vou até o quarto de Mark, pois com o barulho não estava conseguindo ouvir minha mãe no telefone. Fechei a porta e voltei a falar com ela.
-Como assim eu tenho que voltar para o Brasil? Mãe acalma, com esse seu desespero não tô conseguindo entender o motivo de você querer a minha volta. O que? Vou pegar o próximo voo.
Levanto da cama e vejo Mark na porta.
- Aconteceu alguma coisa? Você parece preocupada. - pergunta ele se aproximando de mim e me dando um abraço.
-Aconteceu sim. Eu terei que voltar para o Brasil.

 


Notas Finais


Como em todo capítulo, eu tive que deixar um suspense no final.
Espero que tenham gostado. Muito obrigado por ter lido até aqui. Até a segunda temporada.
Espero cada um de vocês na outra fic.
Bjão


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...