História I Love The Cold - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Hyoga de Cisne, Ikki de Fênix, Seiya de Pégaso, Shiryu de Dragão (Shiryu de Libra), Shun de Andrômeda
Tags Saint Seiya
Exibições 35
Palavras 1.306
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 20 - 20


(13 dias para o casamento.)

- Shun... Só um pouco.

- Eu me recuso.

- Mas você está me deixando com tesão usando essas roupinha. - Hyoga choramingava no chão implorando para seu namorado. Shun usava um shorts curto e uma camisa também curta, ele também usava um quepe de policial.

- Eu não tive culpa, a Pandora que comprou pra mim e eu não pude recusar. Agora vai colocar a sua fantasia. - Hyoga se levantou e andou até o quarto com um bico enorme. Shun ria de sua cara, era fofo para ele.

Hyoga voltou do quarto usando sua fantasia de presidiário. Shun corou ao ve-lo daquele jeito, Hyoga estava só com uma calça listrada e algemas de plástico.

- O que foi, gostou do que viu? - Shun saiu de seu transe e sorriu sem graça, Hyoga sorriu de lado pois sabia que tinha provocado seu namorado.

- Cale a boca. - Shun corou ainda mais andando até Hyoga, em seguida puxou sua mão indo para fora de casa. Hyoga apenas olhava para o shorts que Shun usava, era apertado, o que fazia Hyoga suspirar. O loiro não resistiu, e deu uma apertadinha naquele local, Shun sentiu a mão quente de Hyoga e corou novamente.

Hyoga correu na frente dando risada, e Shun saiu correndo atrás do loiro.

Depois de tanto correr os dois chegaram na casa de Ikki. Ikki resolveu dar uma pequena festa para comemorar o Halloween, dia que ambos irmãos adoravam.

Quando eram crianças sua família fazia uma pequena tradição, sempre davam uma festa para amigos íntimos e familiares. E sempre usavam as mesmas fantasias, Shun sempre se vestia de policial, e conforme os anos passaram Shun usava fantasias mais sensuais, nunca era por querer, mas porque nunca tinha fantasias de seu tamanho.

Ikki se fantasiava de algum animal fofo pela escolha de Shun, mas esse ano Shun resolveu deixa-lo escolher. Ikki escolheu a fantasia mais tradicional de todas, de vampiro.

Os dois noivos entraram na casa, Hyoga apertou a mão de Ikki, e Shun pulou em seu colo o abraçando.

- S-Shun... Não acha essa fantasia um pouco... Curta? - Disse o irmão mais velho o colocando no chão.

- Uma amiga comprou. Falando nisso eu a convidei, espero que não se importe. - Ikki concordou. Os três começaram a arrumar a casa, e os convidados iam chegando.

___

Outra vez alguem bate na porta, Shun corre para atender.

- Olá Shun! - Era Pandora, fantasiada de vampira.

- Oi. Pode entrar. - Pandora entrou na casa e saiu andando pela casa, até esbarrar em Ikki e se desculpar.

- Desculpe. - Ikki se virou e olhou a moça de cima a baixo, admirando como era bela. Pandora ficou corada e desviou o olhar para Shun, que ria da cara de seu irmão.

Ikki correu até Shun e o puxou para um canto. - Quem é?

- É a minha amiga, o nome dela é Pandora. - Ikki a olhou novamente e Pandora abriu um sorriso para ele. Ikki corou ainda mais e apertou seu irmão.

- Ela é tão linda... - Shun riu novamente.

- Fale com ela. - Shun empurrou seu irmão até a moça e correu para o lado de Hyoga.

__

A noite passou, Shun e Hyoga estavam sozinhos em casa. Ikki havia acompanhado Pandora até sua casa.

Shun estava sentado no sofá quase dormindo, estava todo encolhido abraçando um travesseiro. Hyoga pegou um travesseiro e cobriu Shun, o mesmo puxou Hyoga para o sofá e o abraçou.

- S-Shun... Eu preciso arrumar as coisas. - Hyoga tentava sair dali mas Shun não deixava sair.

- Não vá, fique comigo aqui. Ikki saiu, estamos só nós dois. - Shun beijou o rosto de Hyoga e sorriu largo ainda com seus olhos fechados.

- Você sabe que eu não vou aguentar, eu vou acabar tirando sua roupa e vou te comer inteirinho. - Hyoga sorriu malicioso, mas Shun já tinha dormido novamente.

Hyoga beijou sua testa e se levantou com calma para não acorda-lo. Hyoga andou até a cozinha a arrumando, até ouvir o celular de Shun tocar.

O loiro correu para ver o que era, mensagem de Ikki.

Ikki iria passar a noite na casa de Pandora. Hyoga apenas riu, sabia exatamente o que estava acontecendo, mal se conheceram e Ikki já estava dormindo na casa de Pandora.

___

Hyoga saia da casa de Ikki levando Shun no colo, Shun tremia no colo do loiro, mas Hyoga fazia o possível para aquece-lo.

Shun apertava Hyoga o que fazia o loiro rir. Hyoga achava seu amado Shun uma gracinha, qualquer coisa que fazia, Hyoga ficava encantado.

Finalmente chegaram em casa e Hyoga levou seu doce Shun para o quarto. Ele o deitou gentilmente na cama, e o cobriu, pois naquela noite fazia frio.

Hyoga depositou um beijo na testa de Shun, o que fez o pequeno esverdeado sorrir durante o sono e se virar para o outro lado. Hyoga o olhou por alguns segundos, seu rosto estava calmo, e sua respiração bem devagar.

Hyoga tirou alguns cabelos do rosto de Shun e acariciou o belo rosto que ele possuía. Hyoga não conseguia tirar os olhos daqueles garoto, pois era tão fofo e tão calmo. Mal parecia que ele teve um infância horrível.

Os dois enfrentaram muitas coisas de que ficaram juntos, Shun teve que aguentar o amor de duas pessoas, e viu seu doce amigo morrer em sua frente.

Hyoga se retirou do quarto ajeitando Shun na cama. Shun teve vários pesadelos naquela semana, não contava para Hyoga pois sabia que seu noivo se preocuparia.

Hyoga apenas queria o bem de Shun, e faria qualquer coisa pelo garoto. Hyoga disse que se mataria por ele, comeria cacos de vidro por ele. Um tanto exagerado, mas faria.

Hyoga se deitou no sofá e esperou seu sono chegar, deixaria Shun ficar com a cama toda só para ele, pois merecia.

Ao passar da noite Hyoga adormeceu, e logo quando Hyoga dormiu, Shun acordou estranhando que seu namorado não estava ali com ele. Ele se levantou e andou até a sala enrolado em suas cobertas. 

Shun viu seu amado deitado no sofá e sorriu, resolveu deixa-lo ali descansando. Antes que saísse, Shun deixou sua coberta em cima de Hyoga para que não sentisse frio, mais uma vez ele sorriu e deixou um beijo no rosto do loiro.

Shun subiu para o quarto e se deitou na cama novamente, somente a luz do luar iluminava aquele quarto. Shun olhava para sua aliança e sorria comi uma criança que havia acabado de ganhar um brinquedo novo.

O coração do mais novo se aqueceu, e pareceu não sentir mais frio. Shun estava com o rosto vermelhinho por lembrar do dia que Hyoga o pediu em casamento, por lembrar também do dia que eles fizeram amor pela primeira vez.

Shun nunca sentiu tanto prazer sem sua vida, ele se perguntava se Hyoga teria mais coisas a esconder. Fetiches por exemplo.

"Todos temos fetiches" ele pensou.

E queria saber qual seria o de Hyoga, talvez em sua lua de mel poderia agradar ainda mais o loiro se soubesse de seu segredo.

Shun se virou na cama ficando acomodado entre os travesseiros. Ele viu o quarto clarear e um barulho alto se fez em seguida, Shun tremeu de medo e abraçou o travesseiro.

Logo outro trovão surgiu e Shun ficou ainda mais assustado. Antes que pudesse começar a chorar Hyoga entra no quarto e corre até ele.

- Ta tudo bem meu amor. - Hyoga deita ao lado de Shun e o abraça com carinho tapando seus ouvidos, para que não escutasse o barulho dos trovões.

Shun sorriu para o loiro e segurou sua mão, Hyoga retribuiu o sorriso e beijou a testa do outro.

Os dois nunca tiveram uma noite de sono tão boa.

   



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...