História I love you - Taekook - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Colegial, Jungkook, Meushirakeru, Romance, Taehyung, Taekook, Vkook, Yaoi
Visualizações 349
Palavras 3.962
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha o fim de hiatus aí gente

Trago a vocês um capítulo - meio bosta - de I love you - taekook para dizer chega a esse hiatus, a essa tristeza e a tudo de ruim.

Vou postar agora três vezes na semana galera, a fanfic está acabando e eu tô chorando

Obrigada aos 79 favoritos aaaaa manooooo tô nem acreditando viado
Pra quem tinha 12 favs isso é muito.

Bom chega de enrolação e vamos leer

E só para não perder o costume ... I love vocês

Capítulo 23 - You are amazing


Fanfic / Fanfiction I love you - Taekook - Capítulo 23 - You are amazing

Taehyung estava admirado com a beleza da cidade. Não era muito diferente de busan o que o deixava com um sentimento confortante em si. 

Avistou uma loja de cd's e num movimento involuntário saiu  correndo segurando a mão de Jungkook que o encarava um tanto encantado. 

 

Adentraram a loja e Taehyung parecia conhecer tão bem aquele local quanto conhecia todas as musicas de Seafret. Era como se tivesse ido ali em algum momento de sua vida. Observou com cuidado cada prateleira e parou bem em frente à de uma, vendo o CD do Seafret. Adorava eles, suas músicas traziam uma certa calma para si, mesmo às vezes não entendendo sua letra por não ser fluente em inglês. - sempre ia ao Google ver a tradução - gostava muito das musicas. Jungkook se aproximou do acastanhado e o fitou encostado na parede o olhando através do espelho que ficava a frente daquela bancada. Sorriu ao ver o Kim perceber que estava sendo observado e corar um pouco. 

 

 - Quer levá-lo? - perguntou Simples a Taehyung 

 - Não, eu tenho as musicas em meu celular ... eu so ... queria entrar aqui - Se virou para o moreno e sorriu 

 - Okay ... o que quer fazer mais? - Jungkook questionou vendo Taehyung se encostar na bancada de frente para si 

 - Ok. Já fomos: naquele restaurante que você queria me levar, fomos tomar sorvete; que aliás, estava delicioso; fomos ao shopping e asiatismo um filme, pascíamos pela cidade e na praça ... - contava em seu dedo das mãos.- acho que já podemos voltar.

 - Soube que hoje é dia de lua cheia, quer me dar a honra de sentar-se na areia esta noite para apreciar-lá, Senhor Kim? - curvou-se com uma mão atras das costas.   

 - Claro, senhor Jeon - Taehyung soltou uma risada e fez o mesmo movimento para o outro.

 

Taehyung estava adorando cada coisa dali. Estar com Jungkook era sendo maravilhoso. Taehyung nunca imaginou que aquilo aconteceria, mas estava adorando. 

 

Saíram para a pracinha depois de Jungkook insistir para tomar mais soverte antes de ir para a casa da praia. Taehyung estava sentado no banco esperando o seu moreno trazer os sovertes, sentiu-se observado e seus pelos do braço se elevaram. Passou as mãos movimentos rápidos pelos braços e olhou para os lados, pensou ter visto um cara atras de um arbusto do parque, mas quando viu a visão de Jungkook vindo em sua direção acabou se distraindo, e depois não o viu mais.

 

- Você tá bem? - Jungkook questionou vendo a agitação do mais velho 
- Tô. Sim, claro. - falou meio desconfiado - Só ... pensei ter visto alguém... esquece. Qual sabor você pegou para mim?
- Chocolate! - Falou animado e Taehyung fez uma careta - Brincadeira, pega. - entregou o sorvete de morango ao mais velho que quando viu, logo sorriu. 
- Eu já disse que te amo? - falou com a boca cheia tirando uma gargalhada gostosa de Jungkook 
- Hum ... - fez-se pensativo - acho que não. 
Taehyung revirou os olhos e engoliu o sorvete - Eu sorvete você 
- Sorvete? - fez cara de confuso 
- É. Sorvete devia ser o símbolo do amor - Taehyung falava deslumbrado com a casquinha que segurava 
- Você tem mesmo 17 anos? - Jungkook satirizou recebendo um revirar de olhos do mais velho 
- Idiota - Taehyung levantou e ficou frente à frente com Jungkook. Se assustou com o selinho roubado do moreno e deu um tapa de leve no ombro alheio - Por que fez isso? Idioma 
- Ué, você é meu namorado e eu queria beijar você - falou como num tom óbvio 
- Estamos na praça, Jungkook. Tenha dó - Taehyunga falou corando 
- Não me importo - Jungkook puxou a cintura do acastanhado para mais perto de si - Eu não ligo mesmo para eles. 

 

Taehyung sorriu com aquilo, ficava feliz em saber que Jungkook não tinha vergonha de si em público, apesar de ficar um pouco envergonhado das atitudes tão exaltadas do mais novo - gostava mesmo assim - que o deixavam de bochechas coradas. Jungkook sorriu junto com o acastanhado, e os dois ficaram se olhando por alguns breves segundos até Taehyung segurar a cabeça do moreno e selar os lábios acerejados do mais novo nos seus brevemente e se soltar dos braços alheios e saindo andando tomando seu sorvete. Jungkook sorriu, e num ato - que era costume do mesmo - jogou a cabeça pro lado e sorriu seguindo o mais velho. 

 

Não demorará muito até chegarem a casa de praia e encontrarem o casal mais velho brincando na areia - o que deixou Taehyung fascinado -, Jungkook correu até os mais velhos e pulou nas costas do mais velho bagunçando-lhe os fios de cabelo. Nyan gargalhou gostoso e deu tapas na bunda de Jungkook.

 

Taehyung ficou olhando para aquela cena com brilhos nos olhos, achava a família de Jungkook uma miragem. Eles eram divertidos e amorosos, parecia cena de filme cada momento com eles. Taehyung se sentia feliz por estar com eles, e se sentia sortudo por isso. Seus pais nunca foram assim consigo, não que eles não fossem amorosos com ele, por que eram e muito. Só não brincavam e se reuniam para ficar juntos em momentos de família como a família de Jeon fazia, talvez fosse por sua família ser de classe média e não rica como a de Jeon - Taehyung pensará. 

 

Acordou dos seus pensamentos ao sentir os braços de Nyna lhe envolver num abraço e o levar para perto dos gêmeos - Jeon pai e Jeon filho - que brincavam de luta na areia. 

 

A tarde foi deveras divertida, e logo à tardinha chegará. Taehyung estava sentado na areia com Nyan, enquanto Jungkook ajudava o pai na cozinha, já que insistiu que eles deveriam cozinhar esta noite antes de irem para a festa na praia. 

 

 - Onde vocês foram? - Perguntou fitando o céu já estrelado - nos fomos a casa procurar por vocês, mas não estavam lá. 

 - Jungkook me levou para um passeio na cidade, fomos em vários lugares. Aqui é realmente legal, me sinto - de certa forma - familiarizado com aqui, mesmo nunca vindo pra cá. - Sorriu olhando o mar. Nyan voltou olhou para Taehyung e passou a mão sobre os cabelos soltos, Taehyung percebeu o olhar da mais velha e se sentiu um pouco envergonhado.

 - Taehyung, me diga - Taehyung a olhou - Você ama meu filho - Taehyung ficou um pouco suspenso com aquela pergunta, e ficou um tempo sem silêncio - não me entenda mau. Jungkook sofreu de mais nessa vida para um garoto que tem apenas 16 anos. Não queria que ele se decepcionasse mais uma vez. 

 - Eu entendo - falou sincero - Sabe, se você me perguntasse isso a alguns dias atrás eu não saberia responder. Na verdade, eu gosto do Jeon desde a segunda semana de aula ... só que minha fixa veio cair a pouco tempo. Eu sou uma pessoa muito complicada e cheio de problemas, dona Nyan, e seu filho não se importou com nada disso. Ele simplesmente me aceitou do jeito que eu sou, com defeitos e tudo ... - sorriu olhando a água do mar balançar e o vento bater em seu rosto - Ele me amou mesmo eu sendo assim. Eu não sei ao certo quando foi que eu passei de apaixonado para alguém que ama, eu só sei que eu o amo, agora. Eu não sei do futuro, mas eu sei do presente. E eu quero muito que meu presente seja ao lado dele. - falou por fim recebendo um sorriso da mais velha 

  - Espero que não se arrependa de nada que falou agora, porque eu amei cada palavra - a voz de Jungkook era brincalhona. Taehyung olhou para trás e corou imediatamente - Eu também te amo, Taehyung. Do jeitinho que você é mesmo, até com os defeitos que você diz ter. - Nyan os olhou e sorriu mais uma vez se levantando e saindo sem que os dois percebessem. 

 

Entrou na casa vendo o mais velho sentado na cadeira olhando na sua direção, ele observa a eles a tempos também - presumia. - Ele é um bom rapaz, Jungkook acertou dessa vez - Nyan falou com um sorriso maior que o anterior 

 - Ele é sim - concordou o mais velho - Você tá linda com esse vestido - Puxou a mulher para mais perto pela cintura. Ela vestia um vestido longo até os pés na cor branca de alcinha e decote em v. 

 - E você tá lindo como sempre foi - Deixou um beijo na bochecha do outro - Vamos comer agora? Tô com fome 

 - Vamos - riu o homem - Vou chamar os meninos 

 - Não precisa, estamos bem aqui - Jungkook entrou de mais dadas com Taehyung. 

 

 

Depois do jantar, os quatro se arrumaram e foram para o bar aberto onde estava sendo a festa de lual. Jungkook quase bateu em Taehyung por ter demorado no banho, para ele teria sido mais rápido um banho juntos. Mas o Kim preferiu não arriscar, sabia que se tomasse mais um banho com Jungkook, sabia que iria rolar muitos mais que um banho - Era fato - e por mais que quisesse, ele era virgem. E como todo bom Virgem, ele queria algo que não fosse se arrepender. 

 

Os mais velhos sentaram num banco dentro do bar aberto, enquanto os mais novos estavam sentados na areia perto da fogueira feita na mesma. 

Jungkook queria dançar, a música lenta seria perfeita para se agarrar ao corpo alheio, mas esperava Taehyung se acostumar com as pessoas e o ambiente primeiro. Sabia que apesar de Taehyung ter se soltado esse tempo, parte dele Ainda era tímido - o que não desagravada nada o moreno, adorava o conceito fofo e tímido do seu namorado - então, esperaria por ele. Estavam observando a Lua, estava grande e brilhosa, Taehyung estava achando tudo aquilo tão lindo, aquele lugar, aquele momento, tudo. Jungkook passou o braço por cima dos ombros de Taehyung e observou o mar balançar, o acastanhado se virou para o que estava ao seu lado e sorriu apoiando o braço na perna e colocando o rosto na mão para observar o mais novo. 

 

Jungkook sentiu seu rosto queimar ao perceber aquele olhar cair sobre si e deu um beijo rápido em Taehyung, que se assustou com o ato inesperado do mais novo - O que ... ?

- É pra você parar de olhar assim pra mim - fez bico
- Assim? Assim como? - questionou 
- Assim - Fez movimentos com as mãos. Taehyung fez pensativo e gargalhou 
- Vai me beijar toda vez que eu te olhar assim? - questionou novamente 
- Vou. - Fez novamente bico
- Então ... vou olhar todo tempo assim - voltou a olhar Jungkook como antes, mas agora com as bochechas avermelhadas. Jungkook sorriu, um sorriso apaixonado e beijou mais uma vez Taehyung, e outra vez, e mais outra.
- Eu vou te beijar até mesmo quando você não olhar assim para mim - garantiu erguendo a cabeça e Taehyung se encolheu entre os joelhos com vergonha. Jungkook abraçou o corpo encolhido do mais velho e beijou o topo se sua cabeça - Você precisa parar de ficar assim, isso me deixar loucamente mais apaixonado por você.

 

Taehyung tirou a cabeça entre as pernas, apenas para que ficasse seus olhos visíveis e ficou o mais novo em sua frente. Sentia em si uma mistura de sentimentos, era como se toda a adrenalina de seu corpo tivesse sido multiplicada ou triplicada. Seu coração batia forte contra as paredes de seu tórax e uma vontade imensa de beijar Jungkook como nunca lhe subiu a cabeça. Os pelos de seu braço se chocaram com o tecido da camisa fina branca que usava. Aproximou a mão do rosto de Jungkook e fez um carinho na sua bochecha com o dedão. Jungkook o olhou alternando entre um olho e outro de Taehyung. Sentiu um calafrio percorrer sua nuca ao sentir o acastanhado se aproximar lentamente do seu rosto. E se questionou por isso, já que ele o beijará várias vezes, e a sensação dali era como se fosse o primeiro beijo deles. 

Quando Jungkook sentiu os lábios de Taehyung se chocarem contra os seus teve uma mistura de explosões em sua barriga, era como fogos de artifício. O mundo parecia ter ficado mudo e a única coisa que era possível escutar era o próprio silêncio. Os lábios brincavam em desvaneios um com o outro e uma guerra era travada entre mordidas e puxadas de lábios. As mãos de Taehyung apertaram o pescoço para aprofundar o beijo e logo Jungkook pediu passagem com a língua, o acastanhado se aproximou mais do corpo alheio. 

As línguas dançavam dentro das bocas alheias, os apertões na cintura de ambos eram determinados a deixar uma marca, ou talvez várias. 

Separaram a boca quando sentiram falta do ar. Jungkook grunhiu com aquilo, queria ter prolongado o beijo por tempos se fosse possível, Taehyung riu do mais novo e deixou uma mordida em seu pescoço. 

 

 - Quer dançar? - Jungkook levantou estendendo a mão para Taehyung - Essa muísca linda, e eu queria ficar agarradinho com você.

 

 

Taehyung não hesitou em sorrir e ir em direção ao moreno pegando em sua mão e o seguindo até para mais perto do mar. Taehyung passo os braços envolta da cintura alheia enquanto Jungkook o abraçava. Dançaram em passos lentos no rítimo da música sem quebrar o contato visual, nem se deram conta de que a música tinha acabado e continuaram dançando. 

Taehyung com certeza não sabia do futuro, mas faria de tudo para ser ao lado de Jungkook, não é diferente do moreno. Estava certo de que queria aquele menino para si. 

Encantaram as testas uma na outra e sentiram aquele mesmo calor se antes invadirem seus corpos. Uma sensação boa veio e laçou os dois em um só. 

O Lual Ainda rolava quando os mais velhos decidiram ir deitar, os dois mais novos resolveram fazer o mesmo já que estava enchendo de pessoas e Taehyung ficava tímido perto de muitas pessoas.

 

Adentraram a casa e subiram para o quarto. Jungkook foi em direção ao guarda roupa, as luzes Ainda estavam apagadas. Taehyung começou a tirar a camisa quando Jungkook se virou. O moreno paralisou ao ver a imagem do mais velho de costas para si jogando a camisa na cama e se abaixando para tirar o short. Engoliu seco quando percebeu o outro só de cueca na sua frente. 

 - T-Taehyung - chamou meio sem voz - V-você t-ter se ... no banheiro - Falou embolado engolindo seco mais uma vez 

 - Você ... não sente vontade de me tocar ... Kookie ? - Taehyung falou manhoso 

 - V-você - Se surpreendeu com Taehyung - Quer que eu te toque?

 - Só se você quiser tocar - Falou corando 

 - Igual no banheiro, Taehyung? - Se aproximou do acastanhado fitando seus olhos. Taehyung segurou a barra da camisa de Jungkook a tirando fora e selando os seus lábios em um beijo violento, mas apaixonante. Sentiu as mãos de Jungkook apertarem ambas as suas coxas e tratou de agarrar-se ao pescoço alheio ficando pendurado no colo alheio. Seu corpo seminu tocava o corpo sem camisa a sua frente, e nesse momento ambos puderam sentir a respiração falhar, o ar lhes faltar.

Afastaram-se ofegantes com sorrisos sapecas no rosto com as festas coladas. Esperam se acalmar um pouco e recuperar o ar que tinham sido roubado.

 - Até mais do que apenas toque se quiser ... kookie - provocou 

 - Fala de novo, Taehyung... fala meu apelido de novo ... - mordeu o lábio inferior fitando a boca alheia 

 - Kookie ... - falou manhoso rebolando no colo alheio - Kookie ... - chamou mais uma vez recebendo um beijo sendo jogado na cama. Jungkook tratou de tirar o short e se encaixar entre as pernas abertas do Kim na cama.

 - Pede, Taehyung ... pede pra eu te tocar - Despejou beijos no pescoço do acastanhado - Pede!

 -Ah, me toque ... - Jungkook desceu os beijos até o mamilo rosado do outro - Ju-jungkookiee - gemeu aí sentir a língua de Jungkook no seu peito - Me toque ... toque bem no seu garoto, Jungkookie 

 - Você é meu, Taehyung- desceu o beijo até a barriga - diga - abaixou a cueca do outro a jogando de canto - Diga. - Abocanhou o membro ereto de Taehyung

 - S-seu ... - falou arrastado - Aah.. won ... aaa s-seu, seu garot-to - Gemeu sentindo a boca do outro abocanhar sem pena seu membro. Jungkook apertava as coxas de Taehyung e fazia movimentos de ida lento e de vinda rápido, o que deixava o Kim maluco. Num movimento involuntário, Taehyung apertou as madeixas negras de Jungkook e acompanhou seus mivimentos. 

Jungkook se afastou do mais velho e o olhou - Está gostoso, Taehyung? - questionou enquanto o outro balançava a cabeça aflito confirmando - Então fala pra mim, Taehyung.

 - Ta gostoso ... t-tá muito g-gostoso - Sua respiração estava descontrolada e pressionava os olhos. Sentiu os lábios do outro votarem para sua boca e o beijar, um beijo que Taehyung retribuiu na hora, um beijo quente, apaixonado, selvagem e cheio de malícia. As mãos de Taehyung rumaram as costas do moreno assim que ele veio para cima de si, colocando suas pernas encima de suas coxas e simulando uma penetração. Taehyung sentia seu membro nu roçar contra o membro coberto pelo tecido da cueca do outro.  Soltava gemidos entre os beijos assim como Jungkook, o outro sentiu seu ar sofrego e queria tocar Jungkook também, precisava. Tinha necessidade de sentir a pele do outro, queria dar prazer a ele também. 

 - J-jungkookie - chamou manhoso - d-deixa eu te p-provar ... - falou arfando - De-deixa ? 

 - O que você quer fazer, meu amor? - Falou no ouvido do Kim 

 - Hmum ... - gemeu ao sentir o Jeon pressionar a ereção contra sua entrada. - Quero te-e da prazer também ....

 - Então vem, meu amor - Deixou um beijo na testa um pouco suada do mais novo e ficou de joelho na cama. 

 

Kim engatinhou até o outro sem tirar o olhar dos olhos do outro e ficou de joelho na frente do outro deixando um beijo no pescoço alheio e um leve chupão. Desceu com a língua fazendo caminho ate a virilha e voltando lentamente. Beijou o moreno lentamente para apreciar o momento e o gosto de maçã que estava na sua boca. Passou a mão por dentro da cueca alheia e se assustou ao ver o tamanho da ereção de Jungkook. Separou o beijo e o olhou meio envergonhado, mordeu os lábios olhando para o penis do outro espalhando o pre gozo sobre a glande. Voltou seu olhar para Jungkook, para ver como seria a reação dele, então apertou o membro em suas mãos. O moreno gemeu mordendo os olhos, parecia implorar para que Taehyung parece de tortura-lo apenas com a expressão facial. 

 

O Kim não sabia direito o que fazer, já que era sua primeira vez fazendo aquele tipo de coisa. Então saiu da cama, ficando de joelho em frente ao moreno e agarrou o penis pulsante fazendo movimentos desajeitados de vai e vem com as mãos. Colocou primeiro a cabeça do membro para se acostumar com o gosto amargo que saia dali e o tamanho, aos poucos foi colocando até onde conseguia dentro da boca, e por mais que tentasse não conseguiria abocanhar tudo. Se questionava como Jungkook conseguia colocar tudo na boca, e por que ele não conseguia. Deixou a chateação de lado e tratou de fazer os movimentos mais rápido, dando algumas voltas com a boca para não ficar no movimento chato de vai e vem. Não sabia o que estava fazendo, mas via que Jungkook estava gostando então aumentou a velocidade arrancando gemidos altos do moreno. Taehyung se via delirado com Jungkook gemendo e gritando seu nome. 

 

Jungkook puxou Taehyung para um beijo e o jogou encima de si, sentando o mais velho em seu colo - Rebola para mim, Taehyung. Rebola gostoso ... - e assim Taehyung o fez. 

Rebolava 

Rebolava muito 

Às vezes lento 

Às vezes rápido 

Às vezes provocando e tocando o membro alheio, imitando uma penetração 

Às vezes tímido e ofegante 

 

Taehyung observava os membros duros e eretos na sua frente, o do de Jungkook batendo em sua barriga e o seu fazendo o mesmo na barriga alheia. Suas respirações se misturavam com gemidos e sussurros de dirty talk. 

 

  - Eu quero te foder todinho, Taehyung- Falou no ouvido alheio 

 - Então fode, fode gostoso - falou manhoso 

 

Jungkook inverteu as posições e ficou por cima do acastanhado erguendo as pernas do mesmo na altura da sua cintura. Deu mais um beijo nos lábios alheios. Lembrou do lubrificante, não tinha o pego. Nem mesmo sabia se tinha. 

 

 - Amor, vou pegar o lubrificante - Tentou se levantar mas Taehyung não deixou 

 - Não precisa - Beijou o moreno 

 - Mas você vai ficar dolorido amanhã - separou o beijo - não quero machucar você 

 - Não precisa ... você não vai me machucar ... não me deixa, eu preciso de você - a voz do Kim estava quase falha e totalmente sensual - Preciso ser fodido por você ... kookie 

 

 

Jungkook não resistiu aquela voz e o jeito manhoso de Taehyung, e voltou a beija-lo. 

 - Se tiver doendo, me fala que eu paro - Avisou recebendo uma aceno do mais velho e logo depois pressionando a cabeça do seu penis na entrada apertada do outro. Aos poucos e com os gemidos de dor misturados com prazer de Taehyung lhe ludibriando, conseguiu penetrar o membro quase todo dentro do Kim. Esperou um pouco até ver que o Kim se acostumar com aquilo dentro de si e começou com movimentos lentos. Taehyung gritava, se arrependeria por ter pedido sem lubrificante se não estivesse sendo tão bom sentir Jungkook dentro de si. 

Jungkook não estava diferente, Taehyung era tão quente e apertado. Sentia as paredes da parte intima de Taehyung apertar-lhe o membro e gemia, gemia muito. 

 

Pensava que seria bom foder Taehyung, mas estava sendo muito mais do que apenas bom. Era maravilhoso. 

 

Escutar os gemidos manhosos de Taehyung era como passar o dia escutando muísca. Maravilhoso. Aumentou os movimentos e começou a dar estocadas que fizeram o mais velho pedir por mais. Alternava em estimular o membro alheio e se movimentar rápido dentro de si. 

 

 - Taehyung- ah ... eu vou tirar para ... - arfou pesado sentindo a falta de ar 

 - Não ... n-não tira ... deixa eu sentir .... - pediu manhoso atarantando a voz e virando a cabeça apertando forte o lençol a cama. 

 

Sentiu seu ápice chegar junto com o do moreno, que deitou sobre si cansado dando-lhe um beijo e logo deitando ao seu lado. Os dois estavam ofegantes e cansados, sentiam seus corpos doerem juntamente com a satisfação de uma boa transa. 

 

As mãos se entrelaçaram e Taehyung sentiu uma dor no cox reprimindo os olhos e apertando a mão do moreno sem querer.

 - Que foi? Te machuquei?

 - Tá doendo - falou arrastado 

 - Eu falei pra ter pegado o lubrificante ... me desculpa, Taehyung.

 - Tá se desculpando por que? - questionou brincalhão olhando para o moreno - foi a melhor primeira transa que alguém poderia ter. - falou arrancando um sorriso de Jungkook 

 - Eu te amo - falou depois de selar os lábios brevemente 

 - Eu também amo você.


Notas Finais


A GENTE SE VÊ QUINTAAAAAA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...