História I Love You But Hate You - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~Lovekurama-kun

Postado
Categorias O Incrível Mundo de Gumball
Tags Amor, Gumball X Darwin, Gumdar, Mentiras, Romance, Segredo
Exibições 91
Palavras 414
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Me dê uma esperança!


 

  Autora Pov's On

Gumball ainda estava aflito e impaciente para que chegassem logo no hospital mais a porcaria do GPS que Ricardo comprou não estava funcionando muito bem, Sua raiva era palpável¹, Anais se sentia um pouco encomodada e culpada por não comprir as ordens de seu irmão mais velho, ela apenas tinha 12 anos e ele e darwin 15.

-M-me desculpa Gumball-A voz de Anais soou fraca dentro do carro, tanto que apenas a pessoa que queria que a ouvisse a acabou de ouvir.

-Não tem problema, aliás a culpa não foi sua, foi minha, Me desculpa-Tipica conversa de quem tenta assumir a culpa.- Eu ia te bater, mais oque eu fiz de errado? Onde foi que eu errei para Darwin se machucar por mim?-Pergunta Gumball baixinho na última frase para ninguém em particular até continuar com um tom de voz para que todos ouvissem.- Porque Deus?

Anais não aguentou e arregalou os olhos e tão surpresa, Gumball não acreditava em Deus, ele não acreditava oque ele queria é saber se esse tal "Deus" existe.

Ricardo por sua vez ficou congelado, fazendo com que o carro batesse num poste fazendo o mesmo cair em cima do carro, no meio, onde ninguém se situava, porém o resto do metal ainda prendia a familia dentro do carro, já que não conseguiam sair tudo oque podiam fazer agora era se lamentar ou morrer.

     Darwin Pov's On

-Gumball oque faz aqui?- Perguntei estranhando tudo a minha volta.

-Estamos em casa ,vai ficar tudo bem irmãozinho - Ele saiu de perto da tomada e se sentou ao meu lado- Vai ficar tudo bem! - essas ultimas palavras soaram meio...estranhas

As orelhas de gato que o Gumball tinha foram substituidas por chifres, seu rabo foi substituido por um do mesmo formato só que de sangue impedrado, seus dentes ficaram mais afiados e pontudos, seu olhar que antes era vermelho agora ficou branco , não exibia nenhum sinal de uma orbe, sua pele clara foi ficando aos poucos escura, suas unhas ficaram tão afiadas como uma faca.

-Vai ficar tudo ber Darwin!-A voz foi mudando também e todos da familia dele que moram na casa dele foram aparecendo da mesma forma que o Gumball, ele logo me segurou pelo braço- AONDE PENSA QUE VAI DARWIN.

Acordei..!

-AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAh-Quebrei o vidro da janela com o som estridente do grito, minha respiração estava ofegante,relaxei um pouco me escorando novamente as minhas costas no..pera aonde eu estava mesmo?, eu ouvia passos, apenas isto..

                                                                                                 ..Continua..

 


Notas Finais


A/C: Palpável: 1. que pode ser tocado, apalpado."a superfície tinha relevos p."
2. p.ext. que pode ser visto, percebido.

Karai Gumball mermão se tá fudido

Bom então foi isso espero que tenham gostado

Fiz com muito carinho ( issu n intereça )

Kissus

-Yui


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...