História I love you. Hunhan - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Abandono, Aprendendo A Respeitar O Próximo, Drama, Hunhan, Preconceito, Romance, Taoris, Xiuchen
Exibições 139
Palavras 2.727
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi meu povo.
Eu vou narrar uma parte do capitulo hoje, não sou muito boa fazendo isso mais espero que dê pra todo mundo intender kkkk
Não vou dizer mais nada, bora ler.

Capítulo 10 - O jantar.


Fanfic / Fanfiction I love you. Hunhan - Capítulo 10 - O jantar.

Luhan on.

  - Ele vai ficar bem?- ouvi uma voz familiar.                                                                          
              - Vai sim, foi apenas a pressão dele que baixou, nada com o que possamos nós preocupar de verdade.                                                                                                                               
               - Que bom, estregue isso a ele por mim, eu sei que é o Luhan gosta. – “ De onde eu conheço essa voz?” – Bom, eu já vou indo, até mais enfermeiro Byun.                                            
                - Até, e obrigado por trazê-lo.

Abri os olhos devagar e olhei em direção das vozes, mais só consegui ver o Baek perto da porta e uma sombra saindo da enfermaria. Baek se virou e olhou pra mim e sorriu.

  - Que bom que acordou. – ele se aproximou e me entregou uma barra da chocolate, mais não era qualquer barra e sim a minha preferida. “ Chocolate branco” – O aluno novo que te trouxe pediu para eu te entregar.                                                                                                     - Obrigado. – sentei na maca e abri o chocolate tirando um pedaço pra mim e outro para o Baek. – Mais qual e o nome dele?                                                                                          
               -Ele não me disse. – levantei uma sobrancelha e desconfiado. – Ele só falou que estava saindo da diretoria quando viu você desmaiar e te pegou nos braços antes que você caísse no chão.                                                                                                                       
              - Hum, agora fiquei curioso, pra mim eu já ouvi a voz dele antes. – disse e Baek me olhou malicioso.                                                                                                                      
              - Você anda pegando outra pessoa além do Sehun e não me contou Lu.                             
             - Baek! – briguei.                                                                                                                   
             - O quê? – ele riu. – O garoto era lindo, e se fosse uns 10 anos mais novo eu pegava.            
              - Serio, para com isso Byun Baekyun. – falei e ele revirou os olhos.                                       
            - Ouch! Só se vive uma vez Lu, e a vida é sempre melhor quando se tem alguém para fazer sexo, ou no casso duas que é melhor ainda.                                                                        
                -BAEK! – gritei e ele riu mais ainda.

…..

( Sexta feira.)

Finalmente era hoje o jantar, eu estava super ansioso, Yifan finalmente iria conhecer a família do Sehun, e eu tinha contado pra meu ele que o Sehun me defendeu na faculdade e meu futuro namorado ganhou alguns pontos com com o meu irmão, mais tanto o Sehun como o Chen foram suspensos por 5 dias. Sorte do Sehun que a Omma dele e legal e só lhe deu uns puxões de orelha, já o Chen escapou esse final de semana mais segunda já não sei.

Escutei a campainha tocar e desci as escadas quase correndo, eu queria ser o primeira pessoa da casa a recebê-los e cumprimentar a família do MEU namorado. “Nem acredito que eu tô namorando.” Abri as porta e dei passagem para os três entrarem. CL e Sehun pareciam sem jeito mais o professor Minseok sorria pra mim.

- Sejam bem vindos a nossa casa. – Yifan dizia ao entrar na sala com o Tao.

Luhan off.

N/A on.

Minseok encarou aquele quem um partiu seu coração a anos atrás, não acreditava que a pessoa que tanto amou na vida e o abandonou sem dizer nada estava bem na sua frente. Mais ele respirou fundo e se conteve, não estava ali para remoer o passado e sim pelo primo, pois eles podiam ter as suas diferenças mais Minseok o amava e lhe daria apoio em qualquer ocasião que Sehun precisasse. Minseok olhou para o anfitrião da casa e se pois a sorrir e conprimentou Yifan normalmente, provavelmente o loiro não conhecia o namorado que tinha.

O jantar foi tranquilo e os outros dois Oh aos poucos se sentiram mais confortáveis a ver Minseok agir normalmente, apesar de acharem que aquilo tudo não passava de uma fachada do menor. Tao por outro lado estava com o coração na mão dês que viu o ruivo passar pela porta, ele ficou quieto praticamente a noite inteira, e só falava quando lhe perguntavam algo o que chamou a atenção do namorado, e Kris perguntou se Tao estava se sentindo bem. ”Só estou tentando passar uma boa impreção para a família do namorado do Lu, amor.” Ele falou para o namorado que sorriu em resposta.                                                                                      
              Após terminarem de jantar Tao pediu para que Kris levasse as visitas para sala que ele iria arrumar a cozinha, e o moreno nunca ficou tão feliz por ter que lavar pratos na vida.

    - Me pergunto se é algum abito seu fugir de mim. – o moreno derrubou o prato que lavava no chão e se virou rápido vendo Minseok encostado no balcão da cozinha olhando pra ele. – Eu realmente não queria me importar, mais não consigo.                                                                    
                - Minnie e…                                                                                                                         
               - Não me chame assim! Você perdeu esse direito quando me deixou sem nem me dizer o por que. – Minseok se segurava para não desabar na frente do outro. – Você sumiu a poucos dias do nosso casamento Tao, tem noção como foi pra mim quando eu acordei naquele hotel, e não vi você nem suas malas e muito menos um bilhete de adeus.

   O moreno começou a chorar. Tao voltou a morar na China com sua família quando tinha 17 anos, e com poucos dias no seu país de origem ele conheceu Minseok no colégio e se tonaram amigos, com o tempo eles começaram a namorar já que a única pessoa que o impedia de assumir sua homossexualidade tinha morrido ”Seu Appa.” Após poucos meses que eles chegaram na China. No começo o moreno só queria esquecer o ex que avia terminado com ele por causa do seu Appa.” Kris.” Pois sempre o amou dês da primeira vez que o viu o maior, mais com o tempo a passou a gostar do ruivo e até chegou a se apaixonar por Minseok.                      
              Com o passar dos anos ele foram morar juntos e no aniversário de 25 anos do moreno, Minseok  levou o namorado para o restaurante preferido dos dois e pediu Zitao em casamento que  aceitou. Foi um dia muito especial para o casal que se amou naquela noite com todo carinho que tinham um pelo o outro. Mais o maior não estava totalmente entregue ao ruivo, ele sabia que seu coração ainda pertencia aquele a quem o seu Appa contratou para lhe dar aulas de reforço quando tinha apenas 13 anos.

Quase um ano depois do pedido de casamento o casal viajou pro Japão para poderem casar e passar a lua de mel no país. Tudo estava indo bem até o moreno receber uma ligação da sua Omma. A mulher tinha lhe ligado para dizer que tinha voltado a morar na Coréia e tinha encontrado Yifan enquanto passeava por uma praça perto da sua nova casa. O coração do moreno batei forte ao ouvir falar daquele que nunca tinha saído da sua mente o do coração, e para piorar a situação a senhora Huang ainda enviou uma foto para o filho mostrando como Kris avia ficado lindo com o passar dos anos, e o primeiro amor e o único de Tao não podia estar melhor. Sim o único. Por mais que ele fosse apaixonado pelo Minseok esse sentimentos não chegava nem perto do que o moreno sentia pelo ex só de olhar para uma única foto no celular, mexia com ele de uma forma que não era descrito por palavras.

Tudo voltou como uma bomba para mente do moreno, sua declaração ao mais velho, o primeiro beijo dos dois que foi o primeiro beijo do  moreno, a primeira vez que se amaram, os carinhos os abraços as juras de amor tudo e  Tao não suportou. Não queria machucar Minseok mais não iria se casar com ele se ainda amava o outro, não era justo com o menor e nem consigo mesmo, e com 3 dias faltando pro casamento o moreno arrumou as malas em plena  madrugada e foi embora sem dizer nada. Tao não sabia como contar para o noivo que eles não iriam mais se casar, então só sumiu e esperou que um dia Minseok o pudesse perdoa-lo pelo o que ele lhe fez.

- Eu não sabia com lhe contar que não queria me casar. – Tao falava em meio ao choro, falar do assunto lhe causava mais dor que ele imaginava. – Eu era apaixonado por você Minnie, mais… mais sempre amei o Kris, até mesmo quando estávamos juntos eu nunca deixei de amá-lo um minuto sequer na vida.

Minseok estava com o coração despedaçado, não que ele acreditasse que Tao o ainda o amava, coisa que seria até idiota se ele pensasse assim, mais nunca imaginou que era somente um consolo para o moreno, pois ele avia o amado de verdade e chegou até pensar em passar o resto da sua vida junto com Tao. Mais agora Minseok se sentia um nada, apenas um brinquedo usado pelo outro a sua frente. Seu sangue ferveu nas veias e ele segurou com força o braço daquele que um dia amou e que destruiu seu coração de forma tão egoísta.

- Me solta Minnie! Você está me machucando.                                                                       

- E você a mim não? – retrucou o menor. – Alguma vez na sua vida egoísta você pensou em mim? – perguntou o ruivo se segurando para não perder a cabeça, mais não obteve resposta. – RESPONDA ZITAO!

O grito  do ruivo ecoou pela cozinha chegando até a sala chamando a atenção dos que estava lá conversando, e em segundos todos já estavam na cozinha vendo a cena um pouco chocados. Yifan foi o primeiro a reagir e soltar o braço do namorado de Minseok, ele tentou se manter calmo mais estava a ponto de explodir por conta de ter visto o ruivo machucando seu panda.

- O quê tá acontecendo aqui? – o dono da casa perguntou meio alterado.                               
              - Sehun, vá dar uma volta com o Luhan por favor. – Cl pediu e o filho assentiu puxando o namorado para fora da cozinha.                                                                                             
                  - Eu quero saber o que tá acontecendo Hunnie.                                                                   
                  - Eu te explico no caminho meu anjo, só vamos sim.

Os quatro esperaram o casal sair da casa, e Yifan voltou a olhar para o ruivo que permanecia encarando Tao que não parava de chorar nem um momento.

- Agora me diga o por que de você estar machucando o meu namorado na minha casa.                      
              - Você devia perguntar isso pra ele. – Minseok olhou para o maior e qualquer pessoa podia ver o vazio dentro dos seus olhos. – Zitao nunca falou de mim não é?!                                        
                - Minnie, não faça isso querido. – CL dizia ao menor que a ignorou totalmente.                              
               - Não, ele deveria? – Yifan não estava gostando nada nada daquela conversa, e tudo só piorou quando Tao segurou seu braço com as mão tremulas e geladas, e isso não era um bom sinal.                                                                                                                                 
               - Eu não sei ele, mais se eu tivesse passado quase 7 anos com uma pessoa e noivado com ela, e a 3 dias do casamento fugido sem nem ao menos dizer um adeus eu diria ao meu atual namorado, vai que ele resolve fazer de novo.

Minseok disse cada palavra com ódio e Yifan arregalou os olhos chocado, ele não conseguia acreditar no que tinha acabado de ouvir, seu panda não seria capaz de fazer algo tão cruel assim. Tinha que ser mentira. Era mentira! Se não ele teria lhe contado certo? Não avia segredo entre os dois, muito menos um tão grave assim. O mais alto se soltou do moreno e passou a encará-lo serio, Tao tinha que tesmentir o que o ruivo disse.

- Diga pra mim que isso não é verdade. Diga que você nunca faria isso com alguém.              
              - Kris.. – as palavras morreram na garganta do moreno e o loiro sentiu um aperto no peito. Ele não precisava mais de nada, só com aquilo Yifan sabia que o quê o ruivo tinha falado era verdade.                                                                                                                                      
                   - Não só isso Yifan. – Minseok dizia frio, ele queria que o moreno sentisse tudo que ele sentiu quando se viu sozinho naquele quarto de hotel. – Tao admitiu que só me usou todos os anos que passamos juntos, e que a culpa é sua por eu ter sido apenas um brinquedo nas mãos ele.                                                                                                                                        
                - AGORA CHEGA MINSEOK! – CL gritou, ela tinha que parar o sobrinho antes que ele prejudicasse ainda mais o casal a sua frente. – Você já disse tudo que queria, vamos embora.

O ruivo não respondeu só saio da casa sem dizer mais nem uma palavra sequer, ele queria ficar sozinho sem ter que dar explicações a ninguém, tinha acabado de despejar quase 3 anos de magoas  em duas pessoas e não se sentia nada bem com isso. Pensou que depois que colocasse tudo pra fora o faria se sentir melhor mais só se sentiu pior ainda, por mais que Tao tivesse feito o mal a ele o jeito que o tratou na frente do novo namorado o fez com que Minseok se sentir pior que que já estava.O ruivo entrou no primeiro bar que viu e pediu a bebida mais forte do lugar, ele queria esqueser tudo e todos e isso Minseok faria hoje.

N/A off.

Jongdae on.

“O coisa chata é ter que sair para comprar algo para comer a essa hora da noite. Ah… que preguisa, só não como miojo por que não enche a minha barriga.” Comprei a minha comida em um restaurante perto da minha casa, e quando já estava saindo vi um ser que eu conhecia bem cambaleando pela rua, fui até ele e o segurei pela cintura colocando seu braço direito por cima dos meus ombros.

 - Qu…e voc… - ele estava tão bêbado que não conseguia nem formar uma frase.                   
              - Deixa para reclamar depois professor. – disse o puxando pela rua. – Onde você mora?                                                                                                                                       
                - Não…e leva … sua. – Minseok engoliu as palavras mais eu consegui entender o que ele queria dizer.

Fomos para minha casa que por sorte não tem ninguém. Abri a porta com dificuldade e coloquei a comida na mesinha de centro da sala e o levei para o meu quarto e tirei suas roupas para ele poder tomar banho. “Em choque.” Foi assim que eu me senti ao vê-lo nu, seu corpo alvo e bem definido era lindo o que me fez ficar arrepiado por inteiro. Eu nunca tinha chegado a  desejar um homem sexualmente, mais algo no meio das minhas pernas dizia que ele seria o primeiro a quem eu gostaria de tem por inteiro. Tentei ignorar o meu desconforto e o levei para tomar um banho rápido. Após o banho peguei uma calça de moletom minha e o vesti tentando ao máximo não olhar para suas partes intimas e o deitei na cama, sentei do seu lado e ele adormeceu em segundo.

- Espero ganhar pontos na faculdade por isso. – ri da minha própria piada.

Passei a olhar seu rosto tão doce quando dorme e percebi o quanto ele era lindo. Minseok era quase uma pintura rará adormecido, cada trasso do seu rosto era perfeito, seus cabelos pintados de ruivo que se destacavam com o tom da sua pela, as sobrancelhas bem desenhadas, seus olhos que viravam apenas um risquinho quando estavam fechados e sua boca rosada me fazia ficar totalmente sem chão, ele era um ser quase perfeito se não fosse o seu temperamento. Toquei seus lábios com o polegar e a mesma a carga elétrica que eu senti naquele dia na biblioteca quando nós beijamos passou por todo o meu corpo e eu tirei a mão.

- Droga Chen, o que você tá pensando, ele é seu professor e te odeia.- disse pra mim mesmo e suspirei alto. – Luhan tem ração, eu tô mesmo muito carente.

De repente Minseok se sentou na cama e selou nossos lábios, era um beijo feroz e cheio de desejo e dava pra sentir o gosto do álcool na sua boca,  mais eu não me importei. Apertei sua cintura e ele sentou no meu colo me deixando completamente duro outra vez por estar rebolando encima de mim, meus arfares começaram a ficar mais altos, e quando e ele mordeu meu lábio inferior eu perdi a cabeça e o deitei na cama ficando por cima do próprio, sua mão adentrou minha bermuda massageando meu membro e eu sessei o beijo.

- O que est…ah… – eu não estava conseguindo me concentrar com o seu  vai e vem  em mim.                                                                                                                                
              - Eu que você Jongdae.

 Ele sussurrou no meu ouvido e eu deixei um gemido mais alto escapar da garganta, meu coração estava disparado e eu não sabia  o que fazer depois do que ele me disse. 


Notas Finais


Pelo amor, nem eu que escrevi o capitulo não acreditei em tudo que ele tem kkkkkk
Se tiver erros me desculpem, sou bem desligada as vezes kkkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...