História I Love You, Hyung (ChangKi) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Monsta X
Personagens Hyung Won, I'M, Joo Heon, Ki Hyun, Min Hyuk, Show Nu, Won Ho
Tags Changki, Menção 2won, Menção Joohyuk, Monsta X, No Mercy
Visualizações 116
Palavras 826
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oieeeee

Creio que esse cap vai aquecer seus kokoros

Espero que gostem ❤

Capítulo 6 - Chapter 5 - Perfect Day


Fanfic / Fanfiction I Love You, Hyung (ChangKi) - Capítulo 6 - Chapter 5 - Perfect Day


Rio Han, esse era o lugar onde a van parou.

Kihyun abriu a porta e respirou o ar, sorrindo logo em seguida.


-Vamos, temos poucas horas para relaxar. –Ele olhou pra mim e saiu e sair junto.  

Durante a viagem, ele ficou com seus fones e não dirigiu qualquer palavra para mim. Digamos que eu já estava acostumado com esse tratamento dele. Então, apenas me distrair com a paisagem que passava.

O local estava tranquilo e algumas famílias, amigos e crianças se encontravam no local. O tempo estava frio, mas era agradável, assim como a música tranquila que tocava.


-Tomou café? –Perguntou Kihyun e eu apenas neguei.

-Só tomei um suco, não conseguia comer nada. –Ele assentiu e pediu que o seguisse, assim o fiz.


Entramos em uma cafeteria que tem por lá e o cheiro de bolo e café fez meu estômago roncar.


-Por estarmos em um ambiente calmo, a fome volta, vamos aproveitar. –Ele sentou em uma cadeira, do lado de fora e indicou a cadeira da frente para mim.

Sentei e olhei o cardápio, as coisas ali eram realmente caras.


-Ah... –Murmurei olhando o cardápio.

-Changkyun, eu tenho o dinheiro aqui, não se preocupe. – Kihyun se pronunciou ainda olhando o cardápio.

-Certo...eu irei pagar quando voltarmos. –Disse e voltei meu olhar ao cardápio e escolhi um Bolo de chocolate, cappuccino e um muffin de morango.

-Nem pensar, eu te convidei, eu pago e nem ouse me contrariar, eu odeio quando fazem isso. – Me repreendeu e eu apenas assentir um pouco sem jeito, ele sorriu de ladino e chamou a garçonete.

Fizemos o pedido e ficamos esperando, enquanto isso eu olhava o movimento ao redor, mas me sentia observado.

Olhei para a frente e vi Kihyun com o olhar fixo em mim, não deveria ter corado, mas corei.


-Você é realmente uma coisa, Changkyun. –Ele sorriu ladino e se encostou na cadeira.

-Como assim? –Perguntei e ele negou.

-Nada não. -Ele olhou ao redor e continuou. –Faz tempo que não venho aqui, desde do colégio.

-Eu nunca vim... –Falei baixo e ele olhou para mim.

-Sério isso? –Perguntou surpreso e eu assentir. -Ótimo, hoje é seu dia de sorte, Changkyun. –Ele disse arrumando sua blusa.

-Por que me chama pelo meu nome? Digo, os outros me chamam pelo meu apelido. –Perguntei e ele me olhou de forma curiosa.

-Não sou todo mundo, Changkyun. –Respondeu, dando ênfase em meu nome. Abaixei o olhar ele riu de leve. - Eu apenas gosto do seu nome, é forte...e bonito. –O olhei e, novamente seu olhar está fixo em mim.

Não conseguir falar nada, só sentir minhas bochechas quentes com suas palavras. Por que Kihyun? Esses efeitos que ele causa em mim me deixam louco.

Nossos pratos chegaram logo em seguida, apenas comemos em silêncio.

Pouco tempo depois, saímos do café e começamos a andar pelo rio, sentindo a brisa fria e agradável. Aquele lugar é realmente muito lindo.

Sentamos em frente a ele e permanecemos em silêncio até ele quebra-lo.


-Quando achou que era bom nisso? –Perguntou Kihyun e eu o olhei confuso. -Em ser rapper, quando achou que era bom nisso?

-Ah...como eu vivi boa parte na américa, eu assistia muito MTV. –Acabei rindo de leve, lembrando o quanto eu era viciado nos clipes. - E comecei a imitar os rappers, cantando junto e percebi que eu não era ruim, então cai de cabeça nisso. –Falei.

-Influências ocidentais. –Ele disse eu assenti.

-E você? –Perguntei e ele se ajeitou, apoiando o corpo com o cotovelo

-Eu sempre cantei, mas resolvi levar isso adiante no colegial, tinha costume de cantar para as garotas para conquistá-las. –Ele riu e continuo. -Pena que eu agia como babaca depois. –Ele ficou sério.

-Como assim? –Perguntei e ele respirou fundo.

-Não sentia atração por elas, eram apenas minhas diversão e o que mantinha minha reputação no alto. –Ele falava de forma que estava arrependido. -Homossexuais eram perseguidos no meu colégio, mas...passado é passado.

Apenas aceno, sentir um fio de esperança com o que ele tinha me dito.


-Algum problema? –Perguntou ele e eu neguei rapidamente.

-Não, não...eu...eu também sou. –Ele dar um meio sorriso.

-Eu percebi. –O olho surpreso e ele ri. -Um gay conhece o outro, apesar de você ser muito másculo, mas só porque é gay não quer dizer que tem que agir como uma mulher, certo? –Assinto e rimos com isso.

Ficamos nos olhando até que os risos parassem, ele ria de uma forma tão adorável que eu não resistia em querer tocá-lo. Quando estava prestes a isso, ele toca minha franja a arrumando.


-Você é uma criança adorável, Chang. –Ele afaga meus cabelos e eu fecho meus olhos com o seu carinho. -Mas não se acostume com os meus carinhos, mocinho. –Ele riu e tirou sua mão, faço um biquinho por não sentir mais sua mão em mim.

Conversamos por mais algum momento e levantamos para voltar para o dormitório. Aquele dia tinha sido incrível, mesmo simples.


Notas Finais


Se tem um lugar que quero muito ir na CS, esse lugar é o Rio Han *--*

Espero que gostem e desculpem algum erro

Até Segunda e bom final de semana pra vcs ❤

Bjs da Sary ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...