História I love you, I hate you. - Capítulo 49


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts
Exibições 99
Palavras 1.939
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


AAAAA CARALEOOOOOO!! Olha quem voltoou, eu, hahah~ Senti muitas saudades de vocês^^

Mil perdões por ter ficado quase dois meses sem postar^ Fiz um capítulo maior para compensar um pouco~

Mt mt mt obrigada, gente! Passamos dos 200 favs~♡ Amo muito vocês 💕

Vamos pra leitura, hahah~
(No final tem um bilhetin pra vcs)

Capítulo 49 - Capítulo 49


Fanfic / Fanfiction I love you, I hate you. - Capítulo 49 - Capítulo 49

            Jimin's P.O.V On

- É aqui, vamos. - Chen disse

Entramos no prédio e a mulher da recepção apenas nos deixou subir por estarmos com Chen e acompanhados por policiais. Entrando no grande elevador, Chen apertou o número do andar. 19. Subimos todos nervosos. Eu só queria arrebentar a cara dele. E salvar a minha namorada, é claro. A porta abriu e todos saímos. Todos estavam na frente do apartamento dele.

- Eu tenho as chaves. - Chen disse

- Espera! - Jin exclamou em voz baixa - Não podemos entrar todos nós. Vamos bolar algo como... um plano, algo assim.

- Eu tenho uma ideia. - Suga se manifestou - Primeiro entra um policial e o Chen, em silêncio. Logo após ele vai...

- Eu! Eu vou! - interrompi Yoongi

- Ta, ok, vai o Jimin. Depois vai o...

- Eu sou o irmão dela! Eu vou também! - Taehyung interrompeu

- Ok... Depois outro policial e eu entro. Os outros ficam aqui fora. Que tal?

Todos concordaram. Chen abriu a porta. Entramos na ordem que Suga disse. Ouvimos a voz do Hiroto e a seguimos. Deveria ser seu quarto. O policial contou até 3 e escancarou a porta. Hiroto estava quase se deitando em cima da garota. Todos correram para salvar ela, menos eu. Eu tinha contas a pagar. Os meninos pegaram ela e saíram do quarto, onde ficou apenas eu, Hiroto e dois policiais na porta. Peguei o garoto pelos ombros e o trouxe para bem perto de mim.

- QUEM VOCÊ ACHA QUE É PRA MEXER COM ELA? EM? ELA É MINHA NAMORADA! ELA NÃO TE QUER MAIS, VOCÊ ABANDONOU ELA! Pensa que eu não sei da história?! Seu filho da puta! NÃO ENCOSTA NUNCA MAIS NELA!

Dei um pequeno empurrão e em seguida desferi um tapa na cara de Hiroto. Um dos policiais me afastou dele.

- Sr. Park, acalme-se. Sua namorada já está lá fora, já passou. Ande, vá lá com ela. - ele disse sorrindo em tom compreensivo

Corri para fora do apartamento, desci e vi minha garota na recepção. Nunca me senti tão aliviado na minha vida. Ela estava bem.

              Jimin's P.O.V Off

Ouvi um barulho muito alto e percebi movimentação dentro do apartamento. Hiroto também percebeu. Segundos depois a porta do quarto abriu e entraram várias pessoas junto. Eu reconheci alguns rostos, um deles me parecia ser o do Jimin, porém não vi para onde ele foi. Meu irmão chegou perto de mim e me pegou no colo, tendo a companhia e ajuda de alguém que, só na recepção eu fui saber que era o Yoongi. Descemos e ficamos lá em baixo. Todos estavam em cima de mim perguntando como eu estava e coisas do gênero. Eu cheguei para perto do Tae e o abracei forte. Todos, comovidos, nos abraçaram. Mas... faltava alguém ali.

- Taetae, você viu o Jimin?

- Serve aquele ali? - ele disse sorrindo e apontando para Jimin que vinha "correndo"  em nossa direção

Sorri largamente e saí correndo na direção dele. Abracei ele bem forte e enchi seu rosto de beijos.

- Chimchim... - eu disse apertando ele

- Meu amor... Você está bem? Aquele homem te fez algo? Te abusou? Te maltratou? Te...

- Quantos "te", Jimin, hahah. Ele não fez nada comigo, estou bem. Apesar de que, não foi por falta de tentativa. Mas agora está tudo bem, Jimin, eu estou aqui. - sorri para ele

- Eu me sinto tão bem em ver você aqui, por um momento eu pensei que poderia perder minha menina.

Eu corei e ele riu.

- Ah, - ele disse entrelaçando seus braços em minha cintura - Posso te dizer outra coisa que começa com "te"?

- Pode. - eu disse olhando para o rosto dele

- Te amo, princesa. Fiquei preocupado, mas estou melhor agora ao ver que você está bem.

Jimin chegou para perto de mim e depositou um beijo em meus lábios. Beijo que ele prolongou indo para frente enquanto meu rosto ia para trás, tentando nos separar para podermos respirar. Ele riu.

- AAAAI QUE AMORZINHOOOOS!! - J-hope fez um estardalhaço estilo... J-hope, hahah

Todos riram juntos. Logo em seguida, o silêncio tomou conta da recepção. Os policiais estavam descendo com Hiroto algemado. Ele tinha a cara fechada, com ódio e uma marca do lado direito do rosto que, a propósito, não fui eu que fiz. Ele me olhava enquanto passava. Jimin, que me abraçava, me apertou e respirou fundo, com ar de alívio.

- Vamos para casa, gente? - Namjoon sugeriu

- Ainda não. - eu disse

Todos me olharam.

- Quero ir na delegacia.

- Mas, mana, ir na delegacia gritar com o Hiroto não vai adiantar nada, muito menos esfregar na cara dele que ele vai ficar preso. 

- Não, Tae... Eu quero ir falar com Chen.

Chen também tinha sido algemado e levado logo depois de Hiroto. Todos concordaram com a minha decisão. Explicamos a coitada da secretária do prédio o que houve e expliquei tudo o que aconteceu para os meninos. Saí de lá abraçada com Yoongi. Estávamos andando até o carro.

- Fiquei preocupado, garotinha. Cuidado da próxima vez que sair na rua com fones. - Suga disse sorrindo

- Pode deixar, Oppa. - dei um beijo estalado na bochecha dele

Yoongi sempre me tratou como se eu fosse filha dele nesses tipos de momento. É uma graça o afeto dele comigo. Todos olharam para nós.

- Quié, desgraça? Perdeu o cu na minha cara? - Yoongi disse

Caí na risada. Ah, Yoongi... Sempre tão delicado...

- É que você não costuma fazer isso... - Jin apontou para nós dois, eu ainda estava abraçando ele

- Ah, me deixa, vai... Eu tenho meu lado amorzinho também. - Suga protestou

- Podia mostrar ele mais vezes, hahah. - Jungkook comentou, quase levando um soco do mais velho

- De preferência, não com a minha namorada. - Jimin disse sorrindo 

Jimin me puxou para perto dele, desfazendo meu abraço com Suga e passou a mão por trás de mim, colocando-a na minha cintura.

- OLHA O CIUMIIINHOOOOO! - Hoseok e Namjoon gritaram em couro

Todos riram.

- Relaxa, Jimin... Ela é tipo uma filha pra mim.

Apesar de eu pensar que ele me tratava assim, Yoongi nunca tinha dito isso antes. Sorri para ele e ele sorriu de volta.

- Bom, considerando que eu sou irmão dela - V começou - Você também me considera um filho, hyung? - Tae colocou a mão no ombro de Suga

- Não! Sai, criatura. -Yoongi disse tirando a mão do V de seu ombro

Todos riram, inclusive Tae e Suga. Chegamos no carro e nos dirigimos para a delegacia. Em pouco tempo nós chegamos lá. Entramos e eu pedi para falar com Chen. Levaram ele até nós, dentro de uma salinha. Ele estava com a cabeça para baixo.

- Menina, me desculpa, nem sei seu nome, mas, me desculpe. Eu fiz isso por dinheiro, eu não quis te machucar, é que eu tenho uma filha e...

- Chen, tudo bem, já passou. Jimin me contou tudo isso. Eu até entendo seu desespero por dinheiro por conta da sua filha.
Ele suspirou. Os meninos estavam atrás de mim.

- Você tem alguma pessoa para cuidar da sua filha? - perguntei

- Tenho, minha mãe, uma senhora que mora em Busan.

- Você quer que eu leve ela para lá?

- Bom, é a única opção... Mas acho que ela não vai conseguir cuidar dela.. Ela vive da aposentadoria dela e...

- Não se preocupe, eu deixo dinheiro com ela.

- Sério? Você faria isso? - ele levantou a cabeça

- Com uma condição: me prometa que nunca mais irá fazer isso, que quando você sair da prisão você arranje um trabalho sério.

- Eu prometo! Muito, muito obrigado!! Eu nem sei como te agradecer! - Chen levantou da cadeira num impulso alegre

Pegamos o endereço das casas com Chen e nos despedimos. Estavamos perto de sair da delegacia quando Suga se manifestou.

- Pera. Eu quero falar com Hiroto. Só eu e ela. - ele disse apontando pra mim

- Ela não vai ficar sozinha com aquele cara de novo! - Jimin protestou

- Ela vai estar comigo. Não se preocupe, sei cuidar bem dela.

Jimin se acalmou e Suga me levou até a mesma sala pela mão. Depois de um tempinho os policiais chegaram com Hiroto. Ele ainda estava sério. Yoongi se sentou na cadeira.

- Bom, cara... Olha onde você veio parar... Em pensar que, um dia, já fomos melhores amigos.

Eu estava em choque. Por que diabos Yoongi não me contou isso?!

- Mas você foi se afastando, mesmo até quando nós morávamos pertinho um do outro no Japão. Começou a ser grosseiro depois de ganhar popularidade. Mesquinho, tosco. E agora, um criminoso.

- Ela é minha namorada. Ela me ama.

- Não, ela ERA sua namorada. Ela gostava de você. Gostava. Você abandonou ela.

- Yoongi, você sabe que eu fiz isso por amor!

- Se ela não te ama, não tem justificativa pra isso. 

Hiroto fechou a cara mais ainda.

- Era bom quando você prestava. Agora eu quero te dizer uma coisa.

Hiroto olhou diretamente nos olhos de Suga.

- Não chegue mais...

- Perto dela. - Hiroto completou - O playboyzinho de merda já me disse isso

- Hiroto você não tem moral pra falar no Jimin, fica na sua. - interrompi a conversa dos dois

Yoongi sorriu quase rindo, porém fez um gesto para eu me acalmar.

- Enfim, bom que você sabe. Se você tentar mexer com ela de novo, não vai ser só comigo e com o Jimin que você vai se dar mal. Passar bem.

Suga levantou e saiu da sala na minha frente. Fui logo atrás dele. Antes de sair lancei um olhar a Hiroto. Ele me olhava com ódio, ainda.

- Pronto, nem demoramos, não é? - Suga disse sorrindo aos outros

Jimin me olhava um pouco sério, mas foi só eu abraçá-lo que logo desfez essa cara. Passamos na casa do Chen, conversamos com a filha dele, contactamos a avó da menina e colocamos ela num trem para Busan. Logo depois voltamos para casa. 3 da manhã. Chegamos em casa e todos foram direto para a cama. Jimin deitou na cama dele, longe de mim. Cochichei chamando por ele.

- Jimin?

- Diga.

- Você está bravo comigo?

- Não, amor.

- O que houve?

- Só estou um pouco pensativo...

- Ta pensando sobre o que eu fui falar com o Hiroto junto do Suga, né?

- Sim...

- Não se preocupa, amor. Nada demais.

- Você poderia me contar? 

- Claro.

Contei a ele o que houve.

- Só isso.

- Ah, ok, amor... Eu estava só.. preocupado. Vai que ele tinha te ameaçado ou algo assim.

- Não, não, querido.

Ficamos em silêncio. Olhamos um para o outro.

- Deita aqui comigo? - perguntamos um ao outro juntos

Rimos baixinho.

- Eu vou aí. - eu disse

Deitei do lado dele apoiei minha cabeça no peito dele. Jimin começou a fazer cafuné em mim. 

- Princesa?

- Fala, amor.

- Esqueci de avisar... Nós vamos amanhã de tarde para Daegu.

- Sério?!

- Uhum. Vamos ver seus pais... Ideia do seu irmão e do Jin.

- Não consigo nem imaginar como vai ser lá, haha...

- Então pare de tentar e vamos dormir, ok? Você precisa descansar, amor. 

Ri baixinho.

- Te amo, Chimchim.

- Também te amo, princesa.

Jimin me beijou e eu me aninhei novamente em seu peito. 

"Como será que vai ser amanhã?"

 Dormi pensando nisso.


Notas Finais


Bom gente, voltei, haha^^
Esse é o penúltimo capítulo da fic :/ , mas futuramente, talvez eu escreva outra com outro menino do BTS^

Tenho uma perguntinha~ Vocês vão querer aquele capítulo ""especial"" onde eu falo um pouco sobre mim?

Amo mt vcs ♡

~Bye, chu❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...