História I Love You — Jeon JungKook - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Personagens Originais, Rap Monster, Rosé, Suga, V
Tags Hoseok, Jennie, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Namjoon, Rose, Taehyung, Yoongi
Visualizações 22
Palavras 566
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência, Visual Novel
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Você é um idiota!


Fanfic / Fanfiction I Love You — Jeon JungKook - Capítulo 2 - Você é um idiota!

[Kim NamJoon point of view]

Eu voltei a arrumar a casa após Jungkook levar o RapMon, e enquanto arrumava a casa pensei: "Será que a JiSoo vai reclamar de alguma coisa fora do lugar?" E enquanto olhando para o relógio, eu escuto a campainha tocar. Quando abro a porta, dou de cara com a Jisoo e, puta merda, eu esqueci de tirar a toalha molhada do sofá.  

– Como você está? – Ela indagou olhando fixamente em meus olhos.

– Bem e você? – A respondi dando-a abertura para adentrar a residência.

– Eu estou bem, mas não vejo a casa desarumada. Você deve ter passado um bom tempo arrumando, sua casa sempre está uma bagunça – Sorriu – Eu fico até orgulhosa. 

– Você está me chamando de bagunçeiro?

– Sim. – Confirmou sentando-se no sofá.

[Jeon Jungkook Point of View]

Quando voltara à escola, já no outro dia, eu acabo por me encontrar com Jennie no caminho.

– Hey Jungkook, como vai? – Indagou se aproximando e apertando a minha mão.

– Vou bem e você?

– Bem também. – Sorriu fofamente.

Eu e ela ficamos quietos por mínimos segundos.

– Eu... – falamos juntos.

– Você primeiro. – Digo.

– Eu tenho que ir, tchau...

– Ah... Tchau Jennie.

Eu a  observava indo embora quando, inusitadamente, tomo um susto.

– Aí filha da puta! – Quase gritei olhando para trás.

– Você gosta dela? – Perguntou JiMin.

– Não JiMin, eu não gosto dela.

– Mas parece hein, Jeon JungKook. – Provocou-me.

[...]

Eu olhava pela janela enquanto o professor falava sozinho, até que eu vi uma garota conhecida, eu tentava lembra de onde eu a conhecia quando me dei conta que era a Danielle, mas quando lembrei ela não estava mais lá. 

Andando pelo corredor na hora do recreio esbarro em Danielle, fazendo ocasionalmente seus livros irem de encontro ao chão do pátio.

– Desculpa Dani, eu não vi você. –A ajudo a recolher todos os seus livros caídos.

Quando fomos pegar o último livro nossas mãos se tocaram e olhamos fixamente um nos olhos do outro.

– J-Jungkook, tem como me dar meu livro? – Ela pede gaguejando, então vejo suas bochechas ruborizarem.

– Desculpa – Me levanto. – Você está bem? 

– Sim, nenhum problema. Tenho que ir, tchau...

– Espera! – Seguro em seu antebraço impedindo-a de ir.

– O que foi Jungkook? – Ela olha engolindo o seco.

– Você sempre foge de mim, por quê? – Indaguei soltando seu braço cuidadosamente.

– E-eu não posso contar. – Ela então abaixa o seu olhar.

Ela acaba saindo correndo enquanto seu rosto era banhado por lágrimas pesadas e sem fim.

– Nossa, o que você fez com ela? – Jennie pegunta colocando seu braço em meu ombro.

– Eu não fiz nada. – Ditei simplista.

– Não fez mas vai fazer.

– Como assim? o que eu vou fazer? – A encarei confuso.

Ela me leva até uma sala vazia que havia no final do corredor e me joga na parede.

– O que você vai fazer, Jennie? – Pergunto-lhe apreensivo.

– Nada, eu não vou fazer nada. – Disse quase que em um sussurro.

Eu olho para ela e vejo-a molhar seus lábios, mordendo o inferior. Olho-a uma última vez antes de acabar tomando seus lábios em um beijo. Ela pega empulso e se solta de meus braços, estes que estavam envoltos à sua cintura.

– Por que você fez isso?

– Pensei que você estava afim de mim. – Limpei minha boca de qualquer vestígio de batom que houvesse.

– É, mas não estou. Você é um idiota!

Ela então sai da sala batendo a porta com certa força. Eu até ia atrás dela, mas ela já estava longe demais quando eu resolvi ir atrás da mesma.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...